AGU assessora defesa de Pazuello na CPI

Em movimento inédito, dois servidores são escalados para assessorar ex-ministro, que teve depoimento agendado para o próximo dia 19

Jornal GGN – Dois servidores da Advocacia-Geral da União (AGU) foram escalados para efetuar assessoria para o ex-ministro Eduardo Pazuello em sua estratégia de defesa na CPI da Covid.

Segundo informações do jornal O Estado de S.Paulo, Pazuello já se reuniu com advogados da equipe da AGU ao menos duas vezes. Os servidores convocados são os advogados da União Diogo Palau, procurador regional da União na 1.ª Região, e Jailor Capelossi, consultor jurídico no Ministério da Saúde.

A assessoria tem obtido documentos a respeito da compra de respiradores e fabricação de cloroquina para subsidiar a defesa de Pazuello, que irá depor no próximo dia 19. O depoimento do militar é considerado importante por conta das insinuações feitas na saída do cargo, quando ligou sua demissão a um complô de políticos interessados em “pixulé” e em verbas públicas.

Em entrevista, o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), lembra que a AGU é um órgão de Estado e não de advocacia privada. “Não me consta que o senhor Eduardo Pazuello seja, nesse momento, ministro de Estado ou esteja exercendo algum cargo público. É um absurdo a utilização da estrutura de Estado para o benefício privado. Não é só um ato imoral, é um ato de corrupção”, afirmou.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora