Ao vivo: Políticas sociais e pleno emprego, com Randall Wray

Wray apresentará os conceitos-chaves da teoria que ajudou a construir e suas implicações na construção de uma abordagem alternativa para o financiamento de políticas sociais.

do CEE-Fiocruz

Ao vivo: Políticas sociais e pleno emprego, com Randall Wray

Para assistir clique aqui!

O Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz traz para o Brasil o economista americano Randall Wray, pesquisador do conceituado Levy Economics Institute do Bard College e um dos principais autores da Teoria Moderna da Moeda (MMT, na sigla em inglês).  Wray participará de seminário Políticas sociais e pleno emprego: A Teoria Moderna da Moeda como alternativa, no dia 26 de novembro, apresentando os conceitos-chaves da teoria que ajudou a construir e suas implicações na construção de uma abordagem alternativa para o financiamento de políticas sociais. A apresentação de Randall Wray será realizada no Centro de Convenções Sul América, no Rio de Janeiro, às 9h. Ao seu lado, na mesa, estarão os economistas e professores Pedro Rossi, da Universidade de Campinas (Unicamp) e José Márcio Camargo, da PUC-Rio, com mediação do pesquisador Carlos Gadelha, coordenador das Ações de Prospecção da Fiocruz. O evento terá transmissão online.

Com uma linha de pensamento diferente daquela dos economistas ortodoxos, os trabalhos de Wray sobre teoria monetária, finanças públicas e políticas de geração de emprego têm sido referência para formuladores de política econômica em vários países.

O economista defende o pleno emprego e abre o leque das possibilidades para o financiamento de políticas sociais. Na Argentina, suas ideias serviram de inspiração para um programa de emprego que recolocou no mercado de trabalho dois milhões de pessoas em resposta à crise de 1999. Nos Estados Unidos, embasou o plano de reforma do sistema de saúde, apresentado pelo senador Bernie Sanders em 2019 no Senado americano. Sanders propõe assistência médica universal e gratuita em um país onde há mais de 30 milhões de pessoas sem plano de saúde. Esse mesmo projeto foi defendido pelo senador quando foi pré-candidato democrata em 2016.

Leia também:  ‘Austeridade não é caminho para o crescimento’, diz autor da Teoria Moderna da Moeda

Desde a crise de 2008, a carência de recursos para as áreas sociais vem se agravando em vários países. No Brasil, a política de austeridade nos anos mais recentes tem tido como resultado uma perceptível piora do quadro da saúde.

O seminário organizado pelo CEE-Fiocruz tem como objetivo discutir o potencial de políticas monetárias e fiscais baseadas na Teoria Moderna da Moeda para aumentar os recursos financeiros federais disponíveis para as áreas sociais, sobretudo a da saúde, diante do atual contexto de ajuste fiscal.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora