fbpx
sábado, fevereiro 22, 2020
  • Carregando...
    Início Memória

    Memória

    Morre em Recife o jornalista Nagib Jorge Neto, por Olímpio Cruz

    Em 1968, com o texto “O Progresso Do Nordeste e A Difícil Vez De José”, publicado no JB e no "Jornal do Commercio", ganha o Prêmio Esso Nacional de Informação Econômica.

    Um Tributo a Kobe Bryant, por Alfeu

    Se uma imagem vale mais que mil palavras, o que dizer dela em movimento?

    Fellini, Il Maestro, por Mara L. Baraúna

    Embora menos conhecida do que o trabalho cinematográfico, a atividade de rádio de Fellini é importante porque marca sua estreia no mundo do entretenimento

    Morre Terry Jones, fundador do Monty Python e diretor de A Vida de Brian

    Jones se tornou um oponente feroz da guerra do Iraque e publicou uma coletânea de suas colunas de jornais e outros escritos no livro Guerra de Terry Jones na Guerra ao Terror, de 2004.

    Martin Luther King Jr. em suas próprias palavras

    Hoje (20) é feriado nos EUA em homenagem ao Dr. Martin Luther King Jr. Ele nasceu em 15 de janeiro de 1929. Foi assassinado em 4 de abril de 1968

    É tarde eu já vou indo, preciso ir embora… e lá se vai Luiz...

    E tantos artistas gravaram Luiz Vieira, tantas vozes compondo o coro deste legado. Caetano Veloso, Taiguara, Pery Ribeiro, Nara Leão, Agnaldo Rayol, Elba Ramalho, Luiz Gonzaga, Rita Lee, Maria Betânia, e tantos outros.

    Dia de Reis e da Rainha Primavesi, por Virgínia Knabben e Rui Daher

    Nossa gratidão pelo legado único que nos deixa essa árvore frondosa, cuja luta pelo amor à natureza prevaleceu.

    Morre, aos 99 anos, Ana Maria Primavesi, pioneira da agroecologia no Brasil

    Ao compreender o solo como um organismo vivo, a autora foi responsável por avanços no manejo ecológico na agricultura

    Nilcea Freire, ex-ministra de Lula e ex-reitora da UERJ, presente!

    Como reitora da UERJ, no período de 2000-2004, foi implantado o embrião do sistema de cotas para estudantes egressos de escolas públicas e negros.

    O iluminado Tom Jobim: 25 anos sem o maestro soberano, por Jorge Sanglard

    Em 67 anos de vida, Tom Jobim conquistou tudo o que um músico na essência poderia sonhar

    João Cândido, o Almirante Negro da Revolta da Chibata

    Em 1970, Aldir Blanc e João Bosco compõe a música “Mestre sala dos Mares”, em sua homenagem, gravada por Elis Regina.

    Beatriz Nascimento e a visibilidade acadêmica para a temática étnico-racial

    Depois de formada, Beatriz torna-se professora da rede estadual de ensino e passa a atuar em temáticas e objetos ligados à história e à cultura negra

    André Rebouças, uma das vozes negras mais importantes no movimento abolicionista

    Escreveu inúmeros artigos no jornal Gazeta da Tarde, estimulou a criação de uma Sociedade Abolicionista na Escola Politécnica, onde lecionou em 1883, e redigiu com José do Patrocínio o Manifesto da Confederação Abolicionista.

    Carolina de Jesus e o sonho de ser escritora

    Em 1958, o repórter do jornal Folha da Noite, Audálio Dantas, conhece Carolina e seu diário ao fazer uma reportagem sobre a favela do Canindé. Encantado, o repórter publica parte do material.

    Cruz e Sousa, o abolicionista

    Entre 1881, quando viaja pelo Brasil como secretário de uma companhia de teatro, torna-se abolicionista ao testemunhar as condições em que eram mantidos os escravizados no país.

    Abdias do Nascimento, militante na luta contra a discriminação e valorização da cultura negra

    Em 1981, retorna ao Brasil. Funda, com a ajuda de Dom Paulo Evaristo Arns, em São Paulo, o Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (Ipeafro).

    Marielle Franco, uma trajetória de lutas

    No curto período em que atuou como vereadora, apresentou 16 projetos de lei, especialmente pensados em políticas públicas para negros, mulheres e LGBTI.

    José do Patrocínio, o hábil articulador abolicionista

    Dedicou-se integralmente e com paixão à causa da libertação dos escravizados e à luta contra os que exigiam indenização.

    Morre Seabra Fagundes, presidente da OAB que sofreu atentado na ditadura

    Quando presidia o Conselho Federal da OAB entre 1979 e 1981, durante a ditadura militar, uma carta-bomba endereçada a ele resultou na morte de sua secretária, Lyda Monteiro, no dia 27 de agosto de 1980.

    História de Henry Isaac Sobel é lição de coragem, pelo Instituto Vladimir Herzog 

    Atitude do rabino se tornou um símbolo de resistência, marcando a história da família Herzog de forma respeitosa, cuidadosa e definitiva

    Mais comentados

    Últimas notícias