Augústia Angusta

Um lugar

Um espaço

Um momento

Um sopro

Um vento

No uno

A falta

A falha

A faísca

Do amor que escapa

Esquecidos dias

Sem tempo

Sem espaço

Vida rastejante

Adiante

Estica a cor

            Deixa a dor

Nas esquinas da Augústia

Ato falho…

Descendo a Augusta

Pedaços de gente,

migalhas da gente

angu sem gosto

desgosto

 

Angústias no divã

 

Vaidades… queixas…

No tom, na voz, no gesto

A deixa

Olhar para o nada

Criar

Outra manhã.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora