A recém-formada que Época transformou em constitucionalista em defesa da Lava Jato

Como exclamou uma advogada constitucionalista no Twitter: “Creditar a fala a uma Constitucionalista sem verificar o seu histórico acadêmico é um absurdo!”

No seu site, a revista Época trouxe uma importante defesa das relações fraternas entre Sérgio Moro e a Lava Jato – consideradas ilegais pela maioria absoluta dos juristas sérios do país.

Mostrando que incorporou completamente os conceitos de horizontalidade das redes sociais, pelos quais aboliu-se qualquer noção de currículo na analise dos palpites, a revista recorreu a Vera Chemim, apresentada como advogada constitucionalista.

Como existem poucas advogadas constitucionalistas, colegas seus foram conferir o currículo da respeitada especialista.

Descobriram, além de sua notória militância política, que se formou em 2015, começou a advogar em 2016. Não tem currículo Lattes. No LinkedIn não incluiu nenhuma especialização na área.

Como exclamou uma advogada constitucionalista no Twitter: “Creditar a fala a uma Constitucionalista sem verificar o seu histórico acadêmico é um absurdo!”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Recado do Nassif: dica de rádio, a Rádio USP

15 comentários

  1. A mídia tradicional sempre que precisa defender suas hipóteses, corre atrás de seus “especialistas” e geralmente os apresentam só com este termo. Como se vê algumas coisas cheiram a fake.
    Depois da história do hacker, frágil como o biscoito cream cracker, a globo vem com a lawyer especialista que ainda não tem registry sobre suas especialidades.
    Só quero ver quando chegarem vazamentos sobre as relações de apadrinhamento da globo com a operação LJ, a relação através de seus colunistas especializados em cheat. Ai vai dar shit e vão pegar especialista para isto, onde?

    10
    1
  2. Bobagem!
    Experiência é fundamental mas a falta dela,necessariamente,não desqualifica ninguém.
    Melhor seria se tivessem ido contra o argumento fétido de defender o não cumprimento das leis quando seus interesses estão em jogo.

    2
    2
    • Permita-me discordar. A tal especialista foi formada em plena vigência da exceção lava jato. O que vc acha que lhe foi ensinado por juízes e procuradores da faculdade? Precisa ter tutano para enfrentar essa máfia, o que não parece ser o caso.

    • Bom, amigo.

      Se um médico recém-formado, que ainda não iniciou a residência, se apresenta como “oftalmologista”, então ele é um oftalmologista?

      Advogados são generalistas até que façam mestrado ou especialização em alguma área, ou pelo menos publiquem um livro sobre o assunto.

      Talvez alguém possa se dizer “criminalista” se sua prática como advogado é na área penal. Mas qual prática advocatícia vai caracterizar um constitucionalista? Ela só advoga casos no STF?

      12
      1
  3. Enquanto isso, completaram, hoje, duas semanas do último artigo publicado por Bernardo Mello Franco do Globo.

    Nenhuma explicação.

    Estará o jornalista de férias? Terá sido posto na geladeira?

    O vazamento do The Intercept, por coincidência, ocorreu no mesmo dia do último artigo de Mello Franco; apenas algumas poucas horas depois.

    Desde então o silêncio do jornalista tem chamado a atenção.

  4. O brasil so esta afundado por que as pessoas estao caindo no descredito com o apoio que dao a certas trapalhas que sxistem por ai (no governo; executivo, legislativo e judiciario , na impressa: tv, jornais, radios e agora os sites de internet) as escolas nao tem o que ensinar (ninguem quer aprender em sala de aula , ja sabem tudo) . O povo ta cada vez mais aloprado, e nao vai parar por ai.

    2
    2
  5. Risível demais…….. Lendo o post, vemos a “especialista” que a Época arregimentou para tanger o rebanho da Globo……. Um caso clássico de distorção da verdade que manipula nossas classes médias: o que a moça chama de “normal” (e pode até ser dentro de certos limites…), um promotor ou um advogado EVENTUALMENTE conversar com um juiz, JAMAIS pode se tornar um álibi para um contato continuado, farto, quase cotidiano, onde JUIZ E MINISTÉRIO PÚBLICO SE FUNDEM EM TORNO DE UMA CAUSA – No caso de Lula, óbvio ululante, sua condenação! É de um cinismo atroz a Globo querer minimizar o teor dessas conversas não só imorais, mas sob o ponto de vista da Lei, CRIMINOSAS!!!!

    9
    1
    • Além dos mais importantes prêmios internacionais e nacionais, o jornalista Greenwald já foi agraciado com o “Pulitzer”, internacionalmente reconhecido como o mais importante de todos.
      V. Sapiência já ouviu falar? Pela pergunta, parece que não…
      Compreende-se que torcedores fanáticos não precisam saber muito mesmo.
      Contra ou à favor, basta torcer…

  6. O pior tipo de jornalismo investigativo é combater a pessoa ao invez do argumento. Não precisa de experiência comprovada para vc saber de algo.
    Prefiro um médico recém formado que um com 60 anos. Por que eu sei que quem recém de formou está mais atualizado.

    Combate a pessoa que não consegue combater argumento.

    • O problema é um orgão entrevistar o sr João das Couves e dizer que o mesmo é especialista em xptoológia , criou um víes e o eleitor passa a dar um peso a opinião do cara sobre a questão das xptos no Brasil.
      Aí você descobre que ele tem uma formação básica em xptoológia, eu me sentiria enganado.

  7. a grande midia golpista vai inventar um monte
    de especialistas como sempre pra mentir e pra
    defender seus interesses e dessa elite
    atrasada como denuncia o jessé….

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome