Home Sem categoria Faça a manchete

Faça a manchete

0

A partir de hoje, vamos inaugurar uma nova seção no Blog: “Faça a manchete”.

Consiste no seguinte:

1. Indico uma matéria rica em enfoques, que pode gerar várias manchetes.

2. Mostro a manchete escolhida pela publicação.

3. Mostro outros ângulos que poderiam ser explorados na manchete

4. Os leitores lêem a matéria e ajudam a escolher outras manchetes.

Será um exercício interessante para entender melhor o poder avassalador da manchete, a dose de subjetivismo de cada manchete, a riqueza de ângulos de uma matéria bem feita e a dificuldade objetiva de escrever manchetes de impacto.

Vamos começar com a entrevista de Valdo Cruz e Eduardo Scoleze, da sucursal da “Folha” em Brasília, com Luiz Dulci, Ministro da Secretaria Geral da Presidência (clique aqui).

A manchete é “Governo trocou emenda e cargo por apoio, diz Dulci”.

Para quem não tiver acesso à matéria, aí vão outros ângulos para manchetes alternativas, em cima de declarações de Dulci:

1. O único pecado do PT foi no financiamento de campanha

2. Nem Serra nem Humberto Costa foram responsáveis por sanguessugas.

3. Distorções políticas estruturais afetam PT e oposição

4. Método de cooptação do PT foi o mesmo da reeleição.

Lembre-se que o jornalista fecha na pressão, e tem que se limitar aos 50 toques do título.

——————————————————————————–

O leitor João Marcelo Souza produziu uma manchete que é um primor: “Homem forte do PT confirma: PT e PSDB tem o mesmo DNA”

Da leitora Karla: “Financiamento de campanha iguala PT ao PSDB”

De Marcos Barreto: “Distorções políticas estruturais afetam PT e oposição”.

Do Hélio: “Reforma Política é solução contra lógica da corrupção”.

De Adjutor Alvim: “Democracia pós-64 não saneou processo político”.

Do Roberto: “Dulci e as diferenças e semelhanças entre Lula e FHC”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Sair da versão mobile