Revista GGN

Assine

Dicas da PROTESTE na compra de pescados e ovos de Páscoa

Para evitar problemas ao realizar as compras no período da Páscoa, é preciso estar atento às indicações de peso e quantidade, assim como à qualidade dos brinquedos que podem acompanhar os ovos de chocolate.  Saiba como identificar produtos irregulares e não ser enganado na hora das compras.

Tenha cautela ao comprar ovos de chocolate com brindes: se o ovo de chocolate traz brinquedo como brinde, há algumas informações que podem garantir que ele tenha sido testado e que não oferecerá riscos às crianças. Primeiro verifique se a embalagem contém a frase "Atenção: contém brinquedo certificado no âmbito do Sistema Brasileiro da Avaliação da Conformidade". Também é obrigatória a indicação de faixa etária ou, se for o caso, frase que informe que não existe restrição de faixa etária. No brinde, é importante que o consumidor procure o selo do Inmetro.

Fique atento à indicação de peso: ovos, bombons, demais chocolates, colombas ou qualquer produto embalado deve apresentar, de forma clara, a indicação do peso líquido na sua embalagem. Esta indicação deve referir-se somente ao peso do produto, desconsiderando o valor da embalagem e dos brindes, se houver.

Baseie-se no peso líquido, não no número do ovo: a numeração dos ovos de Páscoa não necessariamente está de acordo com seu peso. Ela serve apenas como referência. Ou seja, não se pode dizer que um produto com numeração maior pese mais, pois cada fabricante adota uma escala de tamanho diferente. Assim, oriente-se apenas pela indicação do peso líquido do ovo de chocolate.

Esteja presente na pesagem de peixe fresco: sejam eles adquiridos em feiras ou mercados, sempre acompanhe a pesagem do peixe fresco. Esta deve ser feita na presença do consumidor, assim como a embalagem do produto.

Se optar por peixe congelado, preste atenção: caso queira que o peixe seja embalado com gelo para que fique protegido e preservado durante o trajeto para sua casa, fique atento para que o vendedor não o pese depois de acrescentar o gelo. Quem compra deve pagar pelo peixe, não pelo gelo.

Use a balança do estabelecimento: ao comprar peixe em conserva, pré-embalado ou congelado, o consumidor pode solicitar a conferência do peso do produto em uma balança do estabelecimento. Lembre-se de que será importante considerar o peso líquido do pescado, além do peso da embalagem.

Não leve mais gelo do que peixe: se levar um pescado com bastante gelo, observe na hora do preparo se ele rende a mesma quantidade que está habituado a consumir.

 

Média: 4.3 (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.