Revista GGN

Assine

A "oposição democrática" na Venezuela: pior do que o fascismo, por Atilio Borón

Imagem da violência gerada pela oposição venezuelana em frente ao Parlamento. Foto: Carlos Garcia Rawlins/ Reuters.

Publicado no Cubadebate

A "oposição democrática" na Venezuela: pior do que o fascismo

Por Atilio Borón

A sequência de eventos que ocorre na República Bolivariana da Venezuela mostra que a estratégia da chamada "oposição democrática" é uma conspiração sediciosa para destruir a ordem democrática, devastar as liberdades civis e fisicamente aniquilar as principais figuras do chavismo, começando com o próprio presidente Nicolás Maduro, sua família e entorno afetivo próximo. Oponentes estão metodicamente atravessando os passos indicados pelo manual desestabilizador "Sem violência estratégica" (sic!) do consultor da CIA, Eugene Sharp.

Não pode haver a menor ambiguidade na interpretação das intenções criminosas dessa oposição que, se chegar a ter êxito, seria capaz de colocá-las em ação. Se os seus chefes conseguirem envolver militarmente os Estados Unidos na crise venezuelana, propiciando a intervenção do Comando Sul – com a tradicional colaboração militar dos infames peões de Washington na região, sempre dispostos a respaldar as aventuras de seus amos do Norte – jogariam uma faísca que iria inflamar a pradaria América Latina. As consequências seriam catastróficas, não somente para os nossos povos, senão também para os Estados Unidos, que certamente iriam colher, como na invasão da Baía dos Porcos (Cuba, 1961), mais uma derrota em nossas terras.

Essa é a aposta desta oposição venezuelana, absurdamente exaltada pela imprensa hegemônica mundial. Esta imprensa, como fez antes com os "combatentes da liberdade" na Nicarágua e, em seguida, na Líbia e no Iraque, mente descaradamente ao apresentar o que está acontecendo na Venezuela. A tentação da direita venezuelana de internacionalizar o conflito e envolver o músculo militar do império ganhou força ao conhecer-se as recentes declarações do chefe do Comando Sul, o almirante Kurt Tidd, perante a Comissão das Forças Armadas do Senado dos Estados Unidos e, especialmente, quando tornou-se pública a nomeação de Liliana Ayalde como Vice-Chefa Civil do Comando Sul. 

Liliana Ayalde serviu como embaixadora dos EUA no Paraguai, às vésperas do "golpe parlamentar" contra o governo de Fernando Lugo, ocasião em que se movia nos bastidores para garantir o sucesso do golpe. Depois de umas breves férias, ela retornou à região para ocupar o mesmo cargp, mas desta vez em Brasília, onde encorajou e apoiou a "derrubada institucional" de Dilma Rousseff. Consumada a sua obra, voltou para os Estados Unidos em busca de novas missões desestabilizadoras e as encontrou no Comando Sul.

Em outras palavras, o número dois dessa organização é muito mais perigoso do que o seu chefe. Ayalde é filha de um médico colombiano radicado nos Estados Unidos, ela é uma temível especialista em demolições políticas e foi designada (certamente por acaso!) para o cargo que hoje ocupa desde fevereiro deste ano, coincidindo com a intensificação dos protestos violentos contra o governo bolivariano. Como pode ser lido no website do Comando Sul, a missão de Liliana é "monitorar o desenvolvimento e aperfeiçoamento da estratégia regional Comando Sul e seus planos de cooperacião em matéria de segurança".

O que a oposição "democrática" venezuelana deseja é precipitar uma violenta "transição" ao pós-chavismo, reeditando na pátria de Bolívar e Chávez a tragédia ocorrida na Líbia e no Iraque. Esse é o seu plano, o modelo que se depreende dos discursos violentos, desaforados e irresponsáveis ​​de seus líderes e o que o Comando Sul e a sua tenebrosa Vice-chefa tem nas mangas. Poucas designações poderiam ter sido mais apropriadas do que esta de incentivar os setores da Venezuela que defendem a violência. E raras as atitudes seriam mais suicidas do que o governo venezuelano pretender apaziguar os ânimos dos violentos com concessões de vários tipos. Infelizmente, só se poderá ver a luz, como dizia José Martí, se o estado aplicar todo o rigor da lei e apelar à eficácia de sua força para submeter o vandalismo de direita e esmagar o ovo da serpente antes que seja tarde demais.

Fascistas? Sim, por seus métodos, semelhantes aos utilizados por grupos armados de Mussolini e Hitler, para aterrorizar italianos e alemães, semeando a destruição e a morte a partir de uma onda terrorista; fascistas por seu conteúdo político, porque a sua proposta é inerentemente reacionária, ao pretender apagar em um canetaço, como tentou sem sucesso no golpe de 11 de Abril de 2002, todas as conquistas populares alcançadas a partir de 1999.

Fascistas também em função da absoluta imoralidade e falta de escrúpulos de seus líderes, alimentando o fogo da violência, encorajando os seus bandos de lumpens e paramilitares a atentar contra a vida e a propriedade dos venezuelanos e as agências e instituições do Estado – hospitais, escolas, edifícios públicos etc –, e que não recuam diante da possibilidade de mergulhar a Venezuela em uma sangrenta guerra civil ou, no caso improvável de prevalecer, transformando o país em um abominável protetorado estadunindese.

Todos os adversários venezuelanos são piores do que os fascistas na medida em que estes mantinham, pelo menos, um certo sentido nacional. Os seus congêneres italianos e alemães nem remotamente arrastaram-se na lama da política internacional para oferecer os seus países a uma potência estrangeira, como faz a direita venezuelana, enterrada para sempre na na eterna ignomínia. A direita venezuelana, alternadamente choraminga ou uiva para que a sua terra natal, a pátria de Simón Rodríguez e Francisco de Miranda, Simón Bolívar e Hugo Chávez, se torne uma abjeta colônia norte-americana. Tratá-los como fascistas seria fazer-lhes um favor. Eles são muito piores e mais desprezíveis do que aqueles.

Atilio Borón – sociólogo e cientista político, escritor e professor da Universidade de Buenos Aires, integrante do Partido Comunista da Argentina. Foi Secretário Executivo do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO) entre 1997 e 2006.

 

Tradução de Roberto Bitencourt da Silva.

 

Média: 4.4 (16 votos)
48 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Equívocos em alguns comentários.

Um retrato sem história não permite perceber a dimensão de tudo que ocorre na Venezuela. A Venezuela era um dos únicos países fora do Oriente Médio que pertencia a poderosa OPEP. Todo o seu petróleo se voltava para um pequeníssima parcela da população Venezuelana e era dominado integralmente pelas grandes do petróleo, que alimentaram uma classe que se dizia empresarial, mas que jamais usou o dinheiro do petróleo para fazer algo pelo país. Simplesmente se associaram aos lucros do Petroleo. Simplesmente se locupletaram, eles e uma parcela pequena da chamada classe média.  O Chavismo e setores nacionalistas não apenas se aperceberam do óbvio, como tomaram as rédeas do país. Sim sob uma constante ameaça. Sob ameaça constante de golpes e sob o ataque tanto  internos quanto , quanto ataques externos, ( devido a estatização das empresas de Petroleo). A Venezuela sofre também do mesmo mau que o Brasil, uma certa elite que fez do serviço publico o que o país tem de melhor e o que tem de pior.  E uma classe empresarial,  cuja maioria jamais empreendeu, apenas se apropriou de espaços através do poder. Haviam planejado permanecer como estavam,  para que mudar em time que estava ganhando. E esta parcela   fez todo tipo de boicote. Chaves  não teve tempo  nem apoio dos empresários venezuelanos para pluralizar a economia.  Mas de  boicote em boicote , de tentativa de golpe em tentativa de golpe, não conseguiram vencer as políticas sociais de Chaves. Em um dos golpes, foram expulsos do palácio. e malgrado a rede globo, não foram mortos, não sofreram absolutamente nada. E apenas os militares foram expulsos por quebra de hierarquia.

O ataque continua e veio como  tem ocorrido em muitos países, ( vide Muniz Bandeira e a geopolitica internacional). Mas o mais impressionante de tudo é que poucos vem a ligação de tudo que ocorreu com o Brasil e com Chaves. Num momento, onde a região onde mais se produz petróleo, esta destruida pela guerra do Iraque, pelas sanções no Irã, pela guerra na Síria,  e no Afeganistão,contrariando todas as regras de mercado,  os donos do petróleo resolvem baixar o preço do barril de Petroleo 100 dolares para 30 dolares.  Pensavam em inviabilizar o pré-sal, a Venezuela assim como também as fontes de petroleo de XIsto.  Conseguiram inviabilizar o XIsto, em recente artigo que li, centenas de pequenas empresas do óleo de Xisto faliram. Comprometeram a Petrobrás, mas graças ao conhecimento desenvolvido em pesquisas, a Petrobras pode extrair hoje  o pre-sal a 9 dolares. Mas jamais me esqueço de Willian Waack, este arauto do golpe,  propagandizando que o pré-sal  ficaria inviável se o preço do petróleo caisse a 20 dolares. Waack sempre defendeu interesses. Sem inviabilizar a Petrobrás economicamente, conseguiram  jurídica e políticamente.  E foram buscar na mesma vara, onde os bilhões do Banestado, sumiram sem prisões ou sem mídia, o juiz e o delator Youssef. E nossa mídia e imprensa  assim como os fantoches políticos e em nosso judiciário  fizeram então o seu papel, tentando destruir em primeiro lugar, criminalizar,  sucatear e depois vender a preço de banana. Colocaram Parente, um guarda livros de milionários, sem nenhuma competência para gerir uma Petrobrás.  Apenas um vendilhão.

Na Venezuela, a classe empresarial,  jamais acordou e se colocou contra Chaves  e jamais participou da construção da infra estrutura do país, da diversificaçao da economia, e da criação de um mercado interno. Aqui algo semelhante se passou, mas durante o período Lula, parte deste empresariado, percebeu que era mais lucrativo investir e trabalhar.  Parte dele cresceu tanto que também virou alvo.  E este discurso centrado na  corrupção ( que de fato existe e sempre existiu e pelos atuais governantes, vai continuar existindo ) é apenas a cortina de fumaça, do golpismo que seguiu a mesma tônica dada pela cartilha de Sharpe. E tudo isto está  sendo usado para alcançar aqueles que incomodaram os tais interesses do MERCADO. Esta figura  mítica e assombrosa que mesmo sendo responsável pela maior crise economica do mundo, é reverenciado por nossos jornalistas,  políticos golpistas.

Sim a Venezuela está mal, mas com certeza isto não se deve às políticas sociais  do Chavismo. Todo este discurso é o mesmo que temos aqui. Mas lá a coisa se agudiza pois a economia não se diversificou neste período. Porém aviso aos pensadores de direita. lá  as políticas sociais penetraram bem mais na população e esta não vai aceitar um golpe sem lutar. E  aqui  a mídia continua criminalizando a população e fingindo desconhecer  a ação de grupos paramilitares, isto é,  patrocinam este tipo de terrorismo, isto vai ter consequências terríveis, pois a população é em sua maioria Chavista. E na América Latina   só existe uma forma da direita governar ,   através de golpes e repressão. Mas creio que fica cada vez mais difícil a repressão, e os golpes serão de curta duração.

Seu voto: Nenhum

O petroleo da Venezuela foi

O petroleo da Venezuela foi nacionalizado em 1976, VINTE E DOIS ANOS antes  de  Hugo Chavez ser eleito Presidente e não houve nem golpe e nem ameaça de golpe por causa disso. 

O post acima dá a entender que foi Chavez quem nacionalizou o petroleo da Venezuela, o que é completamente falso.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

André

De fato  nacionalização ocorreu há vinte dois anos, com o final das concessões. Isto é correto, mas isto não impediu de continuar o mesmo. Afinal, os empresários venezuelanos continuram associados às grandes petrolíferas e muito pouco foi feito pela Venezuela e pelo povo Venezuelano.   Mas o que disse em post se trata da estatização das companhias de Petroleo. O que foi feito em 2009 por Chaves, sendo que as grandes como Exxon e outras, aceitaram e assinaram os papéis da estatização. 

E não me venha falar mal das estatais, pois me parece que temos uma, a Petrobrás, que é de excelência. E não confundir a Petrobrás  nem o seu caráter estatal, com tudo que está aí, pois não se tem um caso onde não esteja metido o empresário privado. Portanto não se trata do caráter estatal. 

Seu voto: Nenhum

Lendo os comentários, vejo os

Lendo os comentários, vejo os sectários e os lúcidos. Entre os lúcidos agradeço os de Andre Araujo  e Pedro ABBM, que ajudam na formação de opinião de um tema que não domino.

Seu voto: Nenhum
imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

ENGRAÇADO. NO SÉCULO PASSADO,

ENGRAÇADO. NO SÉCULO PASSADO, AINDA NO DECORRER DE 1973, TAMBÉM FALTOU PAPEL HIGIÊNICO NO CHILE. DEPUSERAM ALENDE. E O PINOCHET NÃO TEVE MAIS DIFICULDADE PARA LIMPAR A BUNDA BRANCA, CORRUPTA E CRIMINOSA.

O mesmo lenga lenga de sempre ora se aplica à Venezuela. Nenhuma  preocupação em inovar, introduzindo justificativas e argumentos menos rasos. Não! ...É como se diz, a quem se destina, qualquer latumia serve.

Então, voltemos a salvar a democracia, proteger a população, combater a corrupção, o comunismo (na versão, bolivarianista), superar o desabastecimento, bla, bla, bla. Ponto. Diria o delator premiado. Léo Pinheiro da OAS.

No mais, a quem interessar fazer uma melhor avaliação sobre os eventos em curso no país vizinho, sugiro uma simples consulta à “lei do caso anterior.” Para tal, basta teclar no Google o título abaixo.

Orlando

 

CRONOLOGIA DAS OPERAÇÕES MILITARES DOS ESTADOS UNIDOS

As operações militares dos Estados Unidos da América em outros países são numerosas desde 1775, com diferentes causas, mas tendo como principal o interesse político-econômico. Esta cronologia inclui as intervenções militares diretas (guerras,envio de tropas, etc) e indiretas (sustentação logística de governos ou movimentos, a atividade do serviço de inteligência, etc).

Apenas 11 das intervenções contaram com declarações de guerra aprovadas pelo Poder Legislativo. (Wikipédia)

 

 

Seu voto: Nenhum

Que interesse tem os EUA em intervir na Venezuela?

Ensinam os psicólogos, o trauma paralisa o tempo e faz você viver no passado. Sua cabeça ainda está no tempo da guerra fria e dos golpes apoiados pela CIA. Mas que interesse os EUA tem para intervir na Venezuela nesses tempos pós-guerra fria? Que perigo a Venezuela representa para os EUA?

A América Latina foi importante nos anos 60 porque era a região emergente do globo, bem como a região disputada entre os EUA e a URSS no contexto da guerra fria. Hoje isso acabou. A região emergente do globo é o sudeste asiático, e o perigo militar está no oriente médio. A cabeça de vocês estacionou no passado, lá fora ninguém nem olha mais para nós. Estamos saindo da História.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de WNelson
WNelson

O de sempre

Já ouviu falar em Petróleo???

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Sou obrigado a concordar com

Sou obrigado a concordar com voce.

Seu voto: Nenhum

Maduro golpista como Aécio

Aqui os golpistas são de direita. Lá os golpistas  são de esquerda, são próprio governo. O golpe dado pelo  ST chavista  em fins de março  no Parlamento venezuelano retirando suas atribuições legislativas, foi condenado por toda a comunidade internacional. A maior crítica, no entanto, veio das próprias fileiras chavistas, da  promotora geral da República, Luiza  Ortega diaz. Ela classificou o ato / /golpe  como um "atentado à ordem pública." Em consequência dessa grave crítica  houve o recuo do STJ, dupla vergonha para as instituições. A oposição pode ser o que for, mas ela venceu nas urnas, democraticamente, as eleições parlamentares de 2015, como Dilma aqui. Não reconhecer essa vitória como Maduro faz é ser golpista como Aécio.

Seu voto: Nenhum
imagem de Álvaro Noites
Álvaro Noites

Mas conte aí para nós: porque

Mas conte aí para nós: porque o Supremo local decidiu pela retirada das funções do parlamento?

O que o parlamento fez?

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Tá bom! Viva a Direita Anti-Pobres!

Minha querida! Que isso! Misturando alho com bugalhos! Maduro faz parte da força polpitica que levou saúde pública para uma população que vivia sob o sistema de saúde mais priavdo da América Latina! Menos!

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

Saúde ?? Que saúde ? Falta

Saúde ?? Que saúde ? Falta total de medicamentos,  hospitais parcialmente desativados ou funcionando precariamente por falta de tudo ! No país com  as maiores reservas de petróleo do mundo, há falta de fasolima importada fos EUA. Tem a maior inflação do mundo. Esse é o paraíso venezuelano.  Os pobres venezuelanos estão emigrando em massa para o Brasil, Colômbia, Peru. 
 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

A Saúde das Frases feitas Direitistas

Minha cara, Por favor frase feita assim eu acho em páginas e blogs direitistas que fazem coro ao Bolsonaro, Aécio e outros!
Faça assim: Comece uma boa pesquisa de artigos acadêmcicos e ciêntificos, leia, melhore sua linguagem, sua informação sobre a questão com isso já dá para debater algo! 

Pois basta verificar dados básicos para ver que desde de Hugo Chavez a Saúde Pública evoluiu. Com as barreiras e as ações dos EUA atrasando e agora apoiando até conflitos internos como na Ucrânia, realmente os bons resultados vão descrescer! Mas me admira neste site, neste país uma pessoa em sã consciência vir a postar tanta frase feita que transborda do Discurso da Globo sobre aquele país.

Obs: Uma Ajuda bem basica na sua busca por conhecimento básico, Site da WHO Venezuela! #ContraFraseFeitaImbecializante

http://www.who.int/countries/ven/en/

Seu voto: Nenhum

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

Absoluta falta de argumentos

Absoluta falta de argumentos para revidar os FATOS descritos por mim e André Araujo abaixo. Ao invés de argumentos, parte oaraa agressão pessoal. 
 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Frase Feita não é Argumento que se Prese, Dona Torres!

Minha Cara escrever meia duzia de frases não é boa argumentação se ao menos não tiver fundamentos e dados! 
Fiz um dever de casa melhor do que o Seu e portanto tenho direito sim de exigir que a Senhora eleve o nível da sua retórica. Pelo menos leia os dados da OMS sobre evolução da saúde na Venezuela. Assim você "cata" um ou dois dados ruins do Geral para citar! Aí sim! Vc vai ter Fundamento, Fato e Argumento! Não ser apenas uma Filial do "Bonner, o Imparcial"...

Obs: Quanto a "agressão" você pdoe procurar uma delegacia pois isto é tipificado como crime pela nossa consituição! Leve o print para provar a "Agressão"... Da minha parte posso enviar um manual de figuras de linguagem sobre "Sarcasmo", "Deboche" e "Ironia"! Isso ainda não está tipificado como crime! Está? 

Seu voto: Nenhum

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

 Confrontado com argumentos

 Confrontado com argumentos sólidos e com profusão de dados de AA, articulista 5 estrelas do blog, vc emudeceu e chegou até a repetir a mesma resposta, por não dispor de argumentos à altura. E além disso, uma pequena mas importante observação para quem se mostra tão arrogante em conhecimentos: esforce-se mais no seu português.  "Frase Feita não é Argumento que se PreSe". PreZe escreve-se com Z e não com s.

 

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Ana obrigado por suas ofensas!

Mostram de que sua mente esta cheia!

Há  aí Algum dado, artigo, material de referência sobre a saúde na Venezuela ou você quer apenas espalhar seu ódio fascista em Blogs por não saber pesquisar de forma qualificada assuntos que quer discutir?
Alías, meu perfil é totalmente aberto com identificação e tudo. Você está trazendo o lamaçal das redes sociais para cá e agindo como os Fakes que se escondem para baixar o nível dos dialógos...
Isso é pior do que um erro ortográficol! Estude um pouco de Neurociência e verás porque um e o outro acontecem! Acho que no seu caso o problema é mais agudo, profundo e  prejudicial! :)

Mas tudo bem! Eu repasso a você um artigo que pode interessar, ... Entende? Antes de pedir ditadura para um país, Golpe de estado, pois  viu isso ser banalizado no seu e não efz nada, pelo menos qualifique sua opinião sobre ele, se aprofunde e veja que não basta repetir frases feitas... Assim você é apenas "Caixa de Ressonância" do Fascismo Tupiniquim: Difama, calunia, baixa o nível da conversa, ofende, Silencia... Esse é nosso Fascismo Verde Amarelo! É o Fascismo de Novela!

 

Social Policy in Venezuela: Bucking Neoliberalism or Unsustainable Clientelism?
https://link.springer.com/chapter/10.1057/978-1-137-53377-7_13

Seu voto: Nenhum

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

imagem de Ricardo Cardoso Alves
Ricardo Cardoso Alves

Em matéria de saúde o governo

Em matéria de saúde o governo Maduro é uma bela porcaria. E você é um cagador de regras.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Evoluiu porque eles estão vindo se tratar no Brasil

Eu sugiro que, ao invés de ler artigos acadêmicos e científicos, você dê uma chegada em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela, e veja quantos pacientes venezuelanos estão internados em hospitais públicos locais. Sem falar nas escolas, no comércio e nas ruas. Depois veja que contorcionismos retóricos você consegue bolar para explicar o fenômeno.

Você critica as frases feitas, mas é impressionante a capacidade de autoengano que vocês têm.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Meu querido, sua sugestão Vazia não serve de nada...

Sério? Doutor Conhecedor da Saúde Mundial!

Amigo! Então de novo: Frase feita sem Dado e Sem Lastro!  Viu na Globo ou na Veja? o Blog do Nassif é justamente para isso: Mostrar que as pessoas deveriam parar com o analfabetismo visual, aprofundar e buscar boas fontes, não usar Malabarismo retórico, isso sim no seu caso, sem fontes, sem nada e achar que é Verdade só porque consegue escrever com "imposição".

Suas frases feitas foram baseadas em uma imagem de uma reportagem da Veja? Em que? Artigos acadêmicos tem referencia, dados, comprovação. Material da OMS tem lastro! E suas frases? Pode colocar suas fontes? Por favor... Ou Devo Achar que você é mais Oráculinho seguidor do Oraculão Bonner? A Fascistização do Brasil levou a isso: Autoridades do Nada de Textos Acéfalos (ANTA)!

No final um monte de Brasileiros do país que está na Lista de mais deficientes em Sanemaento Básico, que viram um Golpe de Estado a Luz do Dia e não fizeram, nada, viraram autoridades em saúde! Amigos, procurem  os Blogueiros da Veja e da CBN! Por favor! Vocês estão BEM MERVAIS!

Seu voto: Nenhum

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

imagem de jose adailton v ribeiro
jose adailton v ribeiro

Democracia

"Atilio Alberto Borón (Buenos Aires, 1 de julio de 1943) es un politólogo y sociólogo argentino, doctorado en Ciencia Política por la Universidad de HARVARD."

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de fernando oliveira
fernando oliveira

Por esses motivos e outros é

Por esses motivos e outros é que eu aprovo o enfrentamento do "ditador" Norte Coreano contra o império. Trabalhando em hipóteses: Vamos que o império ataque a Coréia do Norte e sofra duras consequências, duras baixas. Pode ser até um ataque nuclear mesmo. Por certo que a Coréia não ganha essa guerra. Mas, vai que consiga quebrar uma perna do gigante(?). O império, desde a sua estruturação, tudo o que fez foi criar inimigos no mundo inteiro. E, numa ocasião dessas, vendo o gigante enfraquecido, quantas frentes de luta não surgirão pelo mundo afora? Aí, meu amigo, lutar contra o Iraque, a Líbia ou o Afeganistão é uma coisa. Outra coisa é dobrar a esquina e dar de cara com o inimigo mundo afora.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de J. Alberto
J. Alberto

Muita retórica e pouca

Muita retórica e pouca reflexão... Esse texto me deu sede

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Atilio Boron é um dos

Atilio Boron é um dos melhores cientistas politicos argentinos, tenho muito de seus livros e fui em uma de suas palestras em São Paulo. Mas Boron está com olhar equivocado sobre a Venezuela, o atual governo é simplesmente inviavel não por ideologia mas por ineficiencia completa, porque estatizaram 2.300 empresas, inclusive oficinas mecanicas e lojas de ração para cães. É de uma completa insensatez, liquidaram com a PDVSA, hoje uma sucata, com 5 vezes mais funcionarios do que antes de Chavez e produzindo menos petroleo, importando gasolina dos EUA. O chavismo liquidou com todas as industrias de bens de consumo que existiam na região de Valencia como a Johnson, de fraldas e mamadeiras, a Kimberly Clark de papel higienico,

fabricas de macarrão, de enlatados, de embutidos, não sobrou nada, tambem foi liquidada a agricultura que abastecia os supermercados, não tem mais tomate, verduras, frutas, vinha tudo da Colombia, agora nem isso por falta de divisas,

é um desgoverno absoluto, não adianta por a culpa nos EUA que não tem nada a ver com essa situação.

Hoje o governo Maduro não tem nem 20% de apoio, será que isso não é suficiente para ver a crise?

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Álvaro Noites
Álvaro Noites

Por favor, nos explique como

Por favor, nos explique como o chavismo liquidou tais industrias.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

LIquidou com as industrias

LIquidou com as industrias estatizando, expulsando os gerentes e tecnicos das administrações anteriores, enchendo de cupinchas ignorantes, onde tinha 100 colocou 500, em pouco tempo as fabricas pararam de funcionar.

Os habitantes de Caracas não são amigos do trabalho, ao contrario do interior e da região andina de Tajira. Os caraquenhos são uma mistura de indios caribe, afro descendentes e espanhois que vieiram como prisioneiros, todo serviço na comercio, padarias, supermercados, restaurantes,  lojas é de portugueses e galegos, caraquenho não curte horario e trabalho organizado, eles gostam de sentar e conversar em botecos, Caracas tem mais botecos por quarteirão do que qualquer cidade brasileira,

os caraquenhos são a linha de frente do chavismo.

Em Tajira é completamente diferente, povo serio e trabalhador,.

Seu voto: Nenhum

É melhor como estava antes do Chaves!

Claro Senhor Araújo! vamos voltar ao tempo desta Direita Terrorista no poder! A Venezuela era eficiente como o Senhor Temer fará o Brasil ser com suas reformas... O Críterio é simples: Qual modelo tem como base inclusão social? Desenvolvimento Nacional Sustentável? Já sei, ser Colônia dos EUA e governado por esta direita Lesa Pátria!

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

Andre, bom dia.

O Chavismo, agora com Maduro é um desgoverno, não se discute.

Mas creio que Atilio Boron não está errado em supor que a oposição deseja pular etapas e forçar uma intervenção americana.

Afinal, André, de direita latino americana nós já vimos o suficiente.

O ideal seria um pacto para sair da situação catastrófica em que Maduro e a oposição, diga-se, colocaram o país.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Vera

Tente discutir o Brasil então, por favor!

Brasileiros que levam Golpe de Corrupto até com Gravação afirmando que iriam fazer e não conseguem reverter isso, querem dar pitaco em outros países? A Venezuela no momento é MUITO MAIS DEMOCRÁTICA QUE O BRASIL SIM! O Maduro foi eleito e os Fascistas de Lá não são só "Coxinhas", Agem como Agentes Infiltrados mesmo com Plena Consciência!

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

imagem de Ricardo Cardoso Alves
Ricardo Cardoso Alves

Concordo, a questão não é

Concordo, a questão não é ideológica, mas de eficiência administrativa. A estatização de pequenos comercios como padarias, farmácias e lojinhas aniquilou com a classe média. E essa coisa de armar 500 mil civis com metralhadoras pode acabar em genocídio.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

Senhor Ricardo Cardoso Alves.

Senhor Ricardo Cardoso Alves. Nada é mais corriqueiro e fácil para os especialistas em golpear governos "desobedientes," que promover lockout de caminhoeiros, supermercadistas, comercientes e empresários diversos. Dai, desabastecimentos e revoltas das classes médias, é consequência natural.  Já ouviste falar nas "mudernas primaveras populares, tão em voga"?

Orlando

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Gilmar Francisco
Gilmar Francisco

André, por favor nos explique

Bom dia, André. Já li vários artigos seus e me chama muito a atenção o quanto você traz dados históricos detalhados e coesos. O que está ocorrendo hoje na venezuela é um misterio pra mim e pra muitos. Não dá pra confiar noq eu a grande mídia diz, e não nos sobra um canal de explicação decente.

Me aprece fato que Maduro anda sendo muito incompetente, que não soube usar minimamente bem todo o dinheiro que o petróleo oferece aos eu governo. A Economia está muito mal, faltam alimentos, algo está muito mal na organização e funcionamento da indústyria/comércio bolivariano. Por outro lado, não é coincidência a mesma representante estadunidense que estava no paraguai e no brasil durante seus golpes esteja na venezuela agora. E sabemos que atualemnte os estadunidenses andam promovendo golpes lawfare ou revoltas populares manipuladas, tudo visando realocar governos mundoa fora sob seus interesses (primavera árabe, brasil, paraguai, síria, iraque). Temos estas peças básicas, talvez conectadas, mas falta todo o resto.

André, por favor, que tal , algum longo e completo artigo tipicamente seu mostrando o que realmente está havendo na venezuela? Valeusk

Seu voto: Nenhum

O socialismo só dura enquanto o dinheiro não acaba

Não há dificuldade nenhuma em explicar o que está acontecendo na Venezuela. Não é uma questão de entender, é uma questão de querer ver. Mais uma vez valeu o ditado: o socialismo só dura enquanto o dinheiro não acaba. Enquanto o preço do petróleo esteve nas alturas, houve dinheiro para estatizações pagas à vista, criação de milhares de cargos para os militantes e sobrou até para melhorar os serviços para a população. Quando o dinheiro acaba, aí só na paulada.

Em escala muito menor, aconteceu o mesmo no Brasil. Enquanto o preço das commodities esteve em alta, Lula pôde fazer bonito, mas o programa do PT, em essência, era implementar uma espécie de getulismo tardio, ressuscitando o velho nacional-estatismo que faliu nos anos 80. Entretanto, Lula teve a lucidez de não desmantelar a macro-economia herdada do Plano Real, e é por esse motivo que, apesar da crise presente ser até mais grave (em termos de indicadores econômicos) do que a dos anos 80, os efeitos têm sido muito mais brandos: bem ou mal, a inflação não explodiu, o salário mínimo e as bolsas mantêm o seu valor. Isso é que está segurando.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de WNelson
WNelson

Vagando

O capitalismo consegue sobreviver sem dinheiro?

Seu voto: Nenhum

Sim! Ver na Veja ou na Globo?

Você falta com respeito ao Blog que sempre posta material sobre ANALFABETISMO VISUAL!

Agora é uma "questão de ver"! Sim! Onde? Onde você "vê" dados da Saúde de uma Nação? Em uma foto bem editada? Em um Blog? Por favor, você fez algo contra o Golpe do seu país? E ainda quer desejar isso para outros? E ainda quer falar sobre assunto complexo com retórica barata, sem dado, sem referência! VEJA TV?
 E por último: "o socialismo só dura enquanto o dinheiro não acaba"

Claro e como vemos no Brasil o capitalismo dura mais porque expreme até o final os trabalhadores e mais pobres para tirar da boca de criança e dar para o Bolso dos Banqueiros e grandes empresários! Amigo! Seu país tomou um golpe, estão cortandod e farmácia popular a direito trabalhista e ainda quer Dar lição para outro país!

FICA ESPERTO BRASILEIRO! ACORDA BRASILEIRO! 



Abração!

Seu voto: Nenhum

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

Meu caro, a ex-Embaixadora no

Meu caro, a ex-Embaixadora no Paraguai e  Brasil, Liliane Alayde não está na Venezuela, ela é Vice Comandante Civil do Comando Sul dos EUA que fica em Mayport na Florida. Os EUA não estão fazendo nada na Venezuela porque são os maiores parceiros comerciais desse Pais tanto em importação e exportação e a maior prestadora de serviços para a PDVSA é a Chevron, que faz a exploração da reserva do Orinoco, a maior do mundo, alem disso a PDVSA tem 11.000 postos de combustiveis nos EUA atraves de sua subsidiaria CITGO, é a 3ª distribuidora de petroleo dos EUA.

Os problemas da Venezuela são causados pela munumental incompetencia de Maduro e não pelos EUA, tanto que paises igualmente bolivarianos como Bolivia e Equador NÃO estão nesse desgoverno.

Houve uma queda de qualidade no Governo venezuelano a partir do momento em que Chavez sofreu um golpe interno e foi salvo pelo General Baduel, que ele depois prendeu, a partir dai seu governo derrapou.

Nos primeiros anos as estatizações foram pagas a vista, acompanhei muito de perto a estatização da EdC, Electridad de Caracas, a primeira grande nacionalização de Chavez, ele pagou 100% do valor da empresa a vista (US$770 milhões)  e ainda

fez questão que a cupula da AES fosse receber o cheque no Palacio Miraflores,  ofereceu um almoço ao presidente da AES

e foi extremamente gentil, foi uma fase civilizada do chavismo.

A elite venezuelana não é melhor e nem pior que qualquer outra elite latino americana mas a Venezuela era um Pais muito bem organizado até antes de Chavez, especialmente a PDVSA, maior empresa petrolifera da America Latina, maior que a Petrobras e a Pemex,  administrada sem inferencia politica, tinha 9,5000 engenheiros de petroleo formados no exterior, uma nata da engenharia petrolifera mundial, TODOS foram demitidos e emigraram, hoje a PDVSA é uma ruina completa.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Senhor Araújo, a CIA por acaso serve para fazer Salgadinhos?

1)Wikileaks revela plano dos EUA para derrubar Chávez
Após o fracasso do golpe contra Hugo Chávez em 2002, a embaixada americana em Caracas resolveu tomar para si a tarefa de reorganizar a oposição venezuelana, apostando em uma estratégia de longo prazo que minaria o poder do govern
http://www.ebc.com.br/noticias/colaborativo/2013/03/wikileaks-revela-pla...
 2) EUA duplicam ajuda a ONGs na Venezuela, diz ativista Claudia Jardim
de Caracas
http://www.bbc.com/portuguese/reporterbbc/story/2006/09/060906_venezuela_jardim.shtml

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

Se os americanos tentaram

Se os americanos tentaram fazer algo na Venezuela isso seria o maior atestado de absoluta incompetencia da CIA, alias essa agencia mal tem condições de agir nas areas de interesse estrategico dos EUA, Paquistão, Irã, Afganistão, Arabia Saudita.

Mongolia, Indonesia, a America Latina NÃO está no mapa de ações dos EUA, é uma zona esquecida..

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Senhor Araújo! Tá Fraco... Vou até repetir um comentário!

Senhor Araújo, a CIA por acaso serve para fazer Salgadinhos?

1)Wikileaks revela plano dos EUA para derrubar Chávez
Após o fracasso do golpe contra Hugo Chávez em 2002, a embaixada americana em Caracas resolveu tomar para si a tarefa de reorganizar a oposição venezuelana, apostando em uma estratégia de longo prazo que minaria o poder do govern
http://www.ebc.com.br/noticias/colaborativo/2013/03/wikileaks-revela-pla...

2) EUA duplicam ajuda a ONGs na Venezuela, diz ativista Claudia Jardim
de Caracas
http://www.bbc.com/portuguese/reporterbbc/story/2006/09/060906_venezuela...

3) Senhor Araújo, estas fontes tem menos credibilidade do que sua Opinião Pessoal? Sua Opinião Pessoal está acima destas fontes? 

 

 

Seu voto: Nenhum

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

Meu caro, não se trata de

Meu caro, não se trata de fontes e sim de realidades, Wikileaks não é fonte, é vazadora de documentos e relatorios, eu mesmo estou citado em relatorios do Departamento de Estado vazados pela Wikileaks e posso lhe assegurar que a CIA depois do fim da Guerra Fria nem sabe onde fica a America do Sul, na epoca do tal golpe-palhaçada do Pedro Carmona o Embaixador em Caracas Otto Reich estava no Brasil, foi pego de surpresa, um homem experiente como ele não iria montar aquela opera bufa,

improvisada, sem apoios e sem preparação de terreno com pelo menos parte do Exercito.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Caro Colega Araújo

Desculpe, não posso me guiar na realidade apenas por opinião pessoal e vivência de colegas de grupos de discussão virtual, Blogs... Eu sou obrigado a procurar por mais. 

Você está desqualificando material sério? Beleza, a colega Jornalista da BBC também não tem qualificação? E você é especialista em CIA?

Legal! Muito bom! Relatório  e documentos tem mais valor sim do que uma opinião pessoal que não apresenta de onde tira dados, informações para suas conclusões... Isso é fato! Aí você está  me pedindo para Defender as Tecnicas da lava Jato, onde delação premiada sem provas vale mais do que várias testemunhas apresentando dados, documentos... Fica ao gosto do Cliente sem nenhuma referência?

Quanto a Saber onde fica America do Sul por parte dos Orgãos de "Gestão em Defesa" dos EUA, acho que o senhor se engana... procure por "ESPIONAGEM, DILMA, EUA"...

Melhor, eu já o ajudo:

https://www.theguardian.com/world/2013/jul/08/brazil-demands-explanation...


Sobre sua citação nos relatórios, você pode me indicar em qual? Eu gostaria de ler! Acho de extrema importãncia neste momento da história do País! Aguardo sua resposta! Um bom dia para o Senhor!

Seu voto: Nenhum

Denilson J. da Silva
[email protected]
Agente de Pesquisa e Mapeamento IBGE
 

Corrigindo > Pedro Carmona

Corrigindo > Pedro Carmona deu o seu golpe particular em Abril de 2002, o Embaixador em Caracas era Charles Shapiro,

diplomata de carreira, Otto Reich era o superior dele, Subsecretario de Estado para a America Latina. Shapiro tinha sido precedido na Embaixada em Caracas até 2001  pela Embaixadora  Donna Hrinak, que depois foi Embaixadora em Brasilia

e hoje mora em São Paulo, ela representa a Boeing no Brasil.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Concordo Gilmar.  Hoje não dá

Concordo Gilmar. 

Hoje não dá para acreditar na imprensa corportativa.

Mas as milícias são reais, o desabastecimento também.

Maduro perdeu totalmente o controle.

Precisamos muito de um bom artigo sobre a Venezuela.

Porém, qualquer saída que envolva interferência externa é a pior possível.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Vera

A Venezuela é um excelente

A Venezuela é um excelente País para entendermos a questão do Poder do Governante.

Fazendo a comparação com o Brasil, a Venezuela apresenta uma crise trocentas vezes maior que a nossa no ano passado e mesmo assim o Governo Maduro não caiu.

E por qual motivo ? Ele detem o controle de dois poderes essenciais, a cúpula do judiciário e as Forças Armadas.

Dilma caiu porque não detinha o controle de nenhum Poder, seja o judiciário, a mídia, o parlamento ou as Forças Armadas, além de estar com a economia em mal estado. Aliás, aqui ainda havia o problema de outro grande Poder que Dilma não controlava, o MP.

No geral, o regime Chavista não foi nada bem, principalmente na questão economica ele é péssimo, mas bem que o PT, Lula e Dilma poderia tê-los copiado pelo menos nas alianças com setores do Poder.

Teria impedido que está acontecendo conosco atualmente.

 

Seu voto: Nenhum
imagem de bonobo de oliveira, severino
bonobo de oliveira, severino

Invasão externa.

gran pátria

Paraguay, Argentina, Brasil, Venezuela, Ecuador, só não ve quem não quer.

O objetivo não é submeter politicamente paróquias, mas, impedir a todo custo que se forme uma nacão latinoamericana, a Gran Pátria, que é o pesadelo imperial, desde o britânico.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Equador ??

Equador foi governado 10 anos por Rafael Correa, de esquerda, o qual fez recentemente Lenin Moreno seu sucessor. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Delirio completo, Gran

Delirio completo, Gran Patria? Colombia com Venezuela ? , Peru com Equador? ´É preciso não ter nenhuma nição de Historia.

São Paises, sociedades, economias, culturas muito diferentes, jamais houve sequer ideia dessa Gran Patria nos tempos modernos, só na cabeça do Chavez.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.