Revista GGN

Assine

20 anos, vítima da máquina de assassinar reputações de Veja

Do CromossomoX

Maria Clara Bubna – Sobre o Silêncio ou Manifesto pela Voz

Maria Clara Bubna

Maria Clara Bubna, 20 anos, é estudante do 1° período de Direito na UERJ e integra o Coletivo de Mulheres da sua Universidade.

Ela era – até ele pedir exoneração – aluna do Professor Bernardo Santoro,autor de uma postagem de conteúdo debochado e pra lá de machista feita, publicamente, em seu facebook, e repudiado, recentemente, e com toda a razão, pelo Coletivos de Mulheres da UFRJ, outra Universidade na qual Bernardo leciona.

Depois disso, Bubna passou a ser perseguida pelo professor – embora ele insista em afirmar o contrário, mesmo estando ele hierarquicamente, acima da aluna, em sua relação dento da Universidade -  que atribui, equivocadamente, a autoria do repúdio à Bubna e seu Coletivo, embora o Repúdio tenha sido redigido por outro Coletivo Feminista, de outra Universidade (???).

Continua no Cromossomo X

Média: 4.5 (41 votos)
195 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de martosm venicio
martosm venicio

Veja e seus seguidores facistas

Professor facista, jornalista facista, revista facista. Acham que estão acima de todos e tentam calar quem não pensa como eles.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Duplicação de Conteúdo

Olá!

O texto acima é meu. Sendo assim, peço que não o ulitizem inteiro, mas sim que linkem para a minha postagem em meu site, como feito em alguns trechos.

Agradeço.

Abs.

Paula Berlowitz

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Estupro coRREtivo?

"Estupro corretivo". Nunca tinha escutado ou lido essa expressão antes. Tive que reler para me certificar pois estava achando que fosse "estupro coLEtivo".

Daí ponderando sobre a importância desses dois termos combinados nessa expressão, pude compreender que tipo de caráter possúi esse cara.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Ela é quem deveria processá-lo

E logo. Por que não fez isso ainda? O perfil descrito é o de um mau caráter. Isso é tara de oprimir a mulher. Desvio de conduta. Pode ter relações com alguma atração sexual sublimada com raiva e ódio.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"É relativamente fácil suportar a injustiça. O mais difícil é suportar a justiça." Henry Louis Mencken.

imagem de Leonardo Cabral
Leonardo Cabral

O que me deixa intrigado é:

O que me deixa intrigado é: Como uma pessoa com má formação de caráter e comportamento infantil consegue se tornar um profissional de confiança de uma das melhores e maiores faculdades do país? Lamentável

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Caroline Mendes
Caroline Mendes

Inaceitável o comportamento

Inaceitável o comportamento dele, não só como docente mas como pessoa em retaliar um aluna por seu posicionamento e ideologias diversas das dele. A repercussão e a forma com que ele e outros (que enviaram mensagens, ameaçaram e perseguiram a menina) lidaram com uma questão que deveria ser uma simples divergência ideológica foi lamentável. As pessoas precisam aprender que a tolerância é chave para a boa convivência e que ser fanático a qualquer opinião, religião ou ideologia só gera estupidez

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de junior@hotmail.com
[email protected]

Reaça e professor de direito

Reaça e professor de direito são sinönimos, isto desde que o Brasil é Brasil........

Seu voto: Nenhum (12 votos)
imagem de Robério BatistaCampos
Robério BatistaCampos

Fico surpreso com o fato de

Fico surpreso com o fato de um "sujeito" com  tanta mediocridade e destituído de qualqurer valor ético,possa ser professor de uma universidade.

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Vinícius Soares Carvalho
Vinícius Soares Carvalho

Nelson Ned

Tudo passa.
Vá estudar e não dê atenção a este cabra, garanto que no curso das intrigas, muitas coisas boas lhe surgiram. A escolha é sua, se vai seguir os passos ou estimular a ilusão de querer ter voz ou razão em detrimento de conhecimento e a despeito de sua inteligência.
Muitas vezes, calar é a maior ousadia.
Tudo passa.

Viniclip.

Seu voto: Nenhum (10 votos)

.

Compartilhei na linha do tempo dos misóginos porcos

Seu voto: Nenhum (3 votos)

 

...spin

 

 

imagem de Regina Cavalcanti
Regina Cavalcanti

Minha solidariedade à Maria

Minha solidariedade à Maria Clara. Não desista, força e coragem.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de silvia furdado
silvia furdado

Solidariedades!!! 

Solidariedades!!! 

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Maria Izabel L Silva
Maria Izabel L Silva

Basta uma coisa. Quem recorre


Basta uma coisa. Quem recorre à revista Veja pra resolver seus problemas  profissionais não vale um conto de real furado. Isso poderia ser resolvido no ambito da Universidade, que deveria ser um local de debate  e discussão de ideias. E não um "campo de concentração". Nenhum professor tem o direito de expor seus problemas profissionais, legitimos ou não, em um veiculo de circulação nacional. Esse  rapaz é um desequilibrado completo. Incapaz, inepto e vingativo...

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Admiração e agradecimento

Querida Bruna, quero te dizer que você tem minha admiração e apoio, e, que por mais que a nossa luta seja árdua e permanente, tua atitude nos encoraja a continuar. Permanece nesse teu pensamento determinado, pois estes obstáculos crueis e covardes surgem apenas para engrandecer nossa vitória. Um abraço forte das mulheres e feministas de Recife/Olinda! Que a ninguém cale nossa voz! A luta continua!  Nossa luta agora é pela punição dessa perseguição, machismo, covardia e crueldade praticada pelo distinto professor! Faremos de nossas redes sociais um instrumento de denúncia!

 

Abraços de luz.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Solidariedade SEMPRE

Não desejo me estender muito em relação a esse assunto, porque, como um hipócrita cretino que me agrediu também, disse: Isso é mediocre e tacame.

Sou estudande de Letras-Português/Grego da UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, e também sofri agressão por um idiota que não sabe o que é o poder da palavra EDUCADOR. E sim, me compadeço por você e por qualquer outra pessoa que sofra esse tipo de agressão.

Pois maior agressão que a física, é a psicológica de cunho verbal, e eu como futura EDUCADORA devo apoiar sua postura de denúncia.

Muitos são os casos que vejo até hoje na instituição de "professores" que agridem seus alunos, seja com comentários como: "O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO AQUI? VOCÊ É POBRE, PRETA, NÃO TEM ONDE CAIR MORTA E AINDA POR CIMA USA SANDÁLIAS HAVAIANAS." "VOCÊ NÃO FAZ JUZ A ESSA UNIVERSADE, É MEDIOCRE E SIMPLORIA COMO UM VERME.

Essas são algumas das coisas que ouvi e/ou passei. No entanto, discursos como: "ALGUMA COISA VOCÊ DEVE TER FEITO" também servem de base para resguardar crápulas como esses. Isso PRECISA ACABAR!

Alguém disse um dia que unidos somos mais fortes, então, deixo aqui meu comentário em solidariedade a você Maria Clara Bubna.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Edson Dias
Edson Dias

Prezada Carolina Por também

Prezada Carolina

Por também ser professor de uma universidade pública (Universidade Federal de São João del Rei), instituição mantida com o dinheiro público e onde se deveria cultivar o zelo, a tolerância, o respeito, a solidariedade e o incentivo para que todas as classes sociais chegassem a ela por mérito e nela se mantivessem por esse mérito, sinto verdadeiramente enojado com o que você nos relata...

Os comentários que você transcreve são de nos fazer repensar onde vamos chegar com nossa profissão de docentes do ensino superior, o que pretendemos com nossas carreiras, e que contribuição para a construção da nação temos conseguido dar.

Minha solidariedade a você e a todo colega de sua instituição que tenha passado por uma situação tão aviltante como a que você nos relatou.

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rio de dualidades
Rio de dualidades

Por ser aluna de direito,

Por ser aluna de direito, esta menina devia se prender menos à APELO EMOCIONAL (única técnica discursiva de pessoas que defendem coisas erradas e ruins) e se prender à realidade.  "Eu sempre fui verdadeira e me posicionei verdadeiramente sobre o feminismo e marxismo" "o professor não escondeu suas opiniões, nem mesmo sendo um docente."

Ela quando diz o que quer é VERDADEIRA, já o professor, como foi intencionado no texto, DEVIA ESCONDER SUA OPINIÃO, AINDA MAIS POR SER PROFESSOR.

Ora, que patifaria é essa? Os ratos de esgoto e as baratas andam mais limpos que a mente e a mão que escreveu este texto.

É de causar náuseas pelo quão mal intencionado é o texto, e pena por uma jovem tão bela na flor de sua juventude ser tão baixa e desviada de qualquer regra de conduta virtuosa.

Não sou de direita nem esquerda, e discordo 100% em falas prontas como "nazismo foi de esquerda". Nem a direita, nem a esquerda são ideias de acordo com a realidade. É óbvio que na falta de algo superior, uma pessoa que ainda se conserva em um certo nível de não-selvageria, qualidade das pessoas civilizadas, optará pela direita, visto que a esquerda visa destruir toda e qualquer coisa que o homem construiu até hoje.

Parem de fazer ataques pessoais ao professor. Ele tem direito de expor sua opinião, qualquer que seja. Se você pode expor uma opinião tão ultrajante, utópica, ofensiva, suja, hipócrita, suicida e maldosa como é o feminismo, ele tem o direito de falar o que quer que tenha vontade.

Tomara que perca o processo, você e suas amigas feministas, e tomara que tenham que pagar muito caro para amadurecer e se tornar verdadeiramente mulheres, pois nunca houve sequer uma mulher que pregou o feminismo, assim como nunca houve um homem honesto que pregou o comunismo.

Seu voto: Nenhum
imagem de Vitor Sorenzi
Vitor Sorenzi

Por ser ser aluna de direito

Alguém aqui poderia me indicar onde está o texto em destaque abaixo?

"Eu sempre fui verdadeira e me posicionei verdadeiramente sobre o feminismo e marxismo" "o professor não escondeu suas opiniões, nem mesmo sendo um docente."

Creio que que o problema seja de interpretação ou de lisura. Ou os dois. Veja texto abaixo:

"Dentro da Faculdade de Direito da UERJ, acabei encontrando um professor que possui postura claramente liberal. Ele também nunca fez questão de esconder suas preferências políticas, mesmo no exercício de sua função".

Bem diferente do afirmado aqui.

Ah sim, ela só tem 20 anos, estuda Direito. Esta se preparando para ser um advogado, juiz, promotor, etc, etc.. Nao espere que tenha um desempenho de jurista experimentado.

Sim, "Ele tem direito de expor sua opinião, qualquer que seja".

Mas ele tem o direito de fazê-lo usando um veículo de comunicação? Sim tem, como a aluna também teria, mas ela não tem os amigos certos nos lugares certos.

Ah sim. Amigo, machismo é tão demodê! 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de CarolinMUNI
CarolinMUNI

Se você não consegue ver a

Se você não consegue ver a diferença entre uma pessoa com um papel de poder na mão (o educador, que vai FORMAR seus alunos, que vai TRANSMITIR seus conhecimentos e visão de mundo) de uma pessoa "normal", que não tem esse mesmo papel (uma aluna, um bêbado no bar, o cobrador de ônibus, eu, você), você precisa seriamente rever seus conceitos. O resto (sua ignorância sobre quem atacou quem, o que é feminismo ou uma mulher de verdade, etc) talvez seja resolvido quando você entender o que significam as relações de poder.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Estranho

   Sou da área de informática, perfis fakes normalmente tem medo de serem identificados e este acma coloca uma opiniao de quem parece adotar uma postura contra a garota. Primeiramente diz que não tem lado e no final faz críticas severas, só acho estranho e suspeito.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Regina Cavalcanti
Regina Cavalcanti

Que excrecência!

Que excrecência! Provavelmente esse é um perfil fake, criado para falar barbaridades à vontade sem se expor. 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Vitor Sorenzi
Vitor Sorenzi

Regina, boa, boa. Não tiha

Regina, boa, boa.

Não tiha pensado por esse lado. Pode ser mesmo.

 

Boa!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rosana de Campos
Rosana de Campos

Covardia

Acho que você é um covarde. Por que estão atormentando essa estudante? Não foi o professor quem foi no face dela e provocou toda essa situação? E se ela tem uma posição política diferente desse professor, talvez cabe a ele perceber que a sala de aula não é lugar de religião nem de impor um partido político. Por isso o voto é secreto, por não termos que passar por situações constrangedoras como essa quando temos uma opinião diferente. Acho ignorante da parte dele ter ido no face dela e atacá-la por ela ter uma postura diferente da dele. Agora vc fala que ele pode dizer o que quer, mas e o direito dela de falar o que pensa? Essa postura desse professor não é somente autoritária, é agressiva e opressora. Espero também que esse processo vá adiante mesmo. Pessoas como ele devem ser punidas. Para mim, você parece um homem que vive na pré-história, um machista e opressor como seu colega. Espero que ela o processe também por ter invadido a privacidade dela, no face dela, para oprimi-la e ofendê-la por não ter a mesma opinião política que a dele, e que ele seja condenado criminalmente por isso! 

Seu voto: Nenhum
imagem de Maria Izabel L Silva
Maria Izabel L Silva

Você é doido?

Onde é que voce viu "patifaria" no depoimento da menina? Patife é voce seu coxinha de merda ...

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Hein??

"Não sou de direita nem esquerda, e discordo 100% em falas prontas como "nazismo foi de esquerda". Nem a direita, nem a esquerda são ideias de acordo com a realidade. É óbvio que na falta de algo superior, uma pessoa que ainda se conserva em um certo nível de não-selvageria, qualidade das pessoas civilizadas, optará pela direita, visto que a esquerda visa destruir toda e qualquer coisa que o homem construiu até hoje".

 

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Patricia Chagas
Patricia Chagas

Eu estarei acompanhando esse

Eu estarei acompanhando esse processo e torcendo por essa aluna que só clama por justiça. Você, claramente, deve ter vínculo com esse tal professor e se reler seu texto verá que é mais contraditório que o dela. 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

O cara diz que "não é de

O cara diz que "não é de direita nem de esquerda" e logo em seguida "uma pessoa que ainda se conserva em um certo nível de não-selvageria, qualidade das pessoas civilizadas, optará pela direita, visto que a esquerda visa destruir toda e qualquer coisa que o homem construiu até hoje".

Ai que cansaço...

Os coxinhas invadiram!!!

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Direitista cuspido e

Direitista cuspido e escarrado.Quem vai pagar caro é o cara...

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de isabelam
isabelam

Luis Nassif, o caso não é

Luis Nassif, o caso não é exatamente como mostrado. Aparece apenas o lado da aluna. Seria bom que se ouvisse o lado do professor. Um professor liberal em um ambiente politicamente de esquerda radical está sofrendo perseguição político-ideológica sim. Esse professor é excelente conforme depoimento de muitos alunos e não pode ser julgado por suas opiniões. Se alguém vai fazer um curso e para de frequentar as aulas devido a ideologia política do professor, a culpa não é dele. O professor  tentou ser complacente e benevolente com a aluna, dando a ela uma chance de passar na matéria, mesmo ela tendo se recusado a fazer a avaliação e a assistir às aulas. Ele deu a ela a chance de fazer um trabalho, mas ela usou isso contra ele acusando-o de estar fazendo " tratamento diferenciado". Do mesmo modo, quando ele a comunicou que a processaria criminalmente por difamação, cobrando dela a responsabilidade que um adulto deve ter sobre as suas ações,  e a convidou para conversarem para se chegar a um acordo sobre como haveriam de proceder sobre isso, já que ele se sentia impedido eticamente de avaliá-la, para protegê-la mais uma vez, ela usou isso contra ele e o acusou de " assédio moral". Então, Nassif, há uma clara inversão de valores. Um aluno que não frequenta as aulas, não faz as avaliações, acusa o professor numa rede mundial de computadores, prejudicando a sua imagem, vida e família e ainda se faz passar por vítima, não pode estar agindo em busca da " justiça". Usa do argumento de que está em uma situação inferior, quando esteve o tempo todo abusando de sua condição de aluna. O professor poderia muito bem reprová-la sem estar contrariando nenhuma regra acadêmica. Mas quis dar a ela todas as chances e até mesmo quando a relação aluno-professor se desfez, ainda assim ele foi ético a ponto de pedir que ela se desligasse da turma ou fosse avaliada por outra pessoa que não ele. Em que este professor utilizou de sua posição para prejudicar a aluna? Até agora só vi exatamente o contrário. A aluna usando de sua posição de vítima para destruir a carreira e nome de um bom professor!

Seu voto: Nenhum
imagem de Porém
Porém

Leia o depoimento dele que

Leia o depoimento dele que esse mesmo confessa que ficou feliz quando uma das alunas do trabalho desisistiu. Isso é prova de que esse estava usando o trabalho como vingança e isso, fora o todo, mostra que esse apenas corrompe preceito do educacional e até usa isso como arma.

Seu voto: Nenhum
imagem de Lmenezes
Lmenezes

POSTURA INADEQUADA

Toda a boa intenção do dito professor ficou provada quando ele usou de sua influência e expôs uma ALUNA DO PRIMEIRO PERÍODO NA REVISTA VEJA (revista cujas publicações são, em regra, de muito mal gosto)... Realmente um sujeito muito equilibrado e sensato.

Já vi muitas vezes casos de alunos e professores com posicionamentos políticos divergentes, mas outros professores, maduros e éticos, souberam conduzir a situação de forma correta, sem exposição e escândalos. 

Não digo que este professor seja má pessoa, mas é um péssimo educador, pode saber muito daquilo que leciona, mas me parece um sujeito vaidoso, infantil, prepotente e cheio de si.

Li a versão dele e li a dela, me desculpa, mas acho impossível uma pessoa na posição dele ser perseguido por uma aluna do primeiro período.

Comparando ambos os argumentos, parece não só que ele a perseguiu (por vaidade), mas também que tentou usar de sua influencia para ostentar  poder e passar por cima dela, provando, assim, o quando é superior.

Mas, se todas as minhas impressões sobre ele estiverem erradas, de fato ele deixa a desejar como "educador", adotou uma postura infantil neste caso, expos a si mesmo, tentou macular a imagem de uma aluna do primeiro semestre na veja, demonizá-la... O quando foi ridículo o que ele fez não tem palavras que exprimam... isso deveria ter sido resolvida dentro da faculdade. 

E, por fim, li o texto que ele publicou e deu origem a essa polemica, o texto é lamentável, ele disse se tratar de uma brincadeira, mas não teve a menor graça, a única piada que vejo nesse caso é ele mesmo.

Seu voto: Nenhum

Ela escreveu

o seguinte:

"A partir do episódio, o Coletivo de Mulheres da UFRJ escreveu uma nota de repúdio à publicação do professor, publicada no dia 27 de maio na página do próprio Coletivo, chegando rapidamente ao seu conhecimento"

Então não foi ela quem o atacou, nem à sua família. Não foi ela quem levou o embate ideológico para dentro da sala de aula, em clima inadequado ao debate em ambiente universitário.

Creio que as leituras do texto presente deixam a desejar. Leiam até o final e reflitam.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Takarracha
Takarracha

Foi ela sim!!!

Foi a aluna sim, quem provocou o coletivo. Uma integrante entregou que foi a aluna quem redigiu a nota, juntamente com outra membro do colwetivo, razão pela qual expulsaram a moça, apenas por ter desmascarado a vigarice.

Como sempre, a covardia reina entre os esquerdistasm que odeiam assumir responsabilidades.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Tentar justificar as ações de

Tentar justificar as ações de um professor que dá aula de direito e vai falar sobre segunda guerra (!) e que Hitler era de esquerda... é brincadeira.

 

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de Chico63
Chico63

Meu caro Doney, não se

Meu caro Doney, não se contrapõe um argumento com sofismas. O nazismo é tão de esquerda quanto o stalinismo e o maoísmo, que muita gente boa adora. Os totalitarismos se aproximam. Perderíamos horas debatendo isso. atenha-se ao texto, e o critique com argumentos válidos, em vez de simplesmente criticá-lo sem base alguma.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Com todos os seus equívocos e

Com todos os seus equívocos e antinomias, Stálin e Mao Tse Tung compuseram governos de esquerda, sim. Não há como fugir desta realidade.

A questão é que a esquerda reconhece os erros e os desvios ideológicos e éticos de suas lideranças. Já a direita tenta inventar que Hitler, Mussolini, Pol Pot, Pinochet, Salazar e afins eram de esquerda. Não dá.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de isabelam
isabelam

Caro Doney, O que se está

Caro Doney,

O que se está avaliando é a postura acadêmica do professor e não sua posição ideológica e suas opiniões. Você, se frequentou alguma vez alguma universidade, sabe que um professor que dá aula de determinada matéria deve ser avaliado pelo seu domínio da disciplina e pela sua capacidade de passar essas informações. Por mais que se discorde das posições ideológicas, ele não pode ser julgado e perseguido na universidade por isso. Se isso ocorrer, não estaremos mais  numa democracia mas numa ditadura do pensamento das mais odiosas. Por mais que se divirja do professor ideologicamente, não pode-se achar justo que ele perca o seu emprego por razões políticas e não acadêmicas. O que ocorreu com ele foi basicamente isso, uma perseguição político-ideológica. Ora, se um aluno se recusa a assistir as aulas e não quer fazer a avaliação o que se deve fazer com esse aluno? A resposta óbvia é que ele deve ser reprovado. Mas se armou um grande circo para que quem fosse afastado fosse o professor e não o aluno. Desta forma, quem foi penalizado pela falta de frequência do aluno e a não realização da avaliação foi o professor. Há uma clara inversão de valores nisso. Esse é o meu pensamento.

Seu voto: Nenhum

Inversão de valores

Pelo seu modo de pensar, Isabela, se um homem agredisse uma mulher, a vítima seria o homem.

Se você ignora a relação de subordinação entre professor-aluno, ignora a realidade.

Não assistir a suas aulas (eu tbm me recusaria no ato) é um direito da aluna, com a consequência devida. Mas não é disso que todo este caso se refere, e se você tenta levar para esse lado apenas se esforça para desvirtuar o foco.

Dizes que ele esta sendo perseguido pelas suas ideias. De fato, isso é possível. A pessoa pode ter ideias racistas - e ser perseguida por isso; pode ter ideias nazistas - e ser perseguida por isso, ou, como aparenta ser o caso, pode ter ideias machistas - e ser perseguida por isso.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de isabelam
isabelam

Nem sempre numa relação

Nem sempre numa relação homem-mulher a vítima é a mulher. Nem sempre numa relação aluno-professor a vítima é o aluno. O senhor pode achar que não é necessária a frequência das aulas, mas isso é uma norma de todas as escolas. O aluno pode ser reprovado por frequência. Mas o ponto principal não é esse. É a persegução ao professor.  Se o professor acha que o movimento feminista trouxe prejuízos às mulheres isso é motivo para que ele perca o seu emprego duramente conquistado? Se ele acha Marx  um "barbudo do mal", ele é um inimigo dos alunos? Então todos agora seremos avaliados por nossos pensamentos e palavras, julgados e condenados sem nem mesmo  termos direito à defesa? Me desculpem, falam de fascismo, mas isso é fascismo. Não aceitar que o outro possa ter um pensamento divergente do seu, outra maneira de pensar, de entender as coisas. Isso é um crime e a punição é o banimento? Não concordo com muitas opiniões do professor, mas ele não é meu inimigo e não vou mandá-lo para fora da Universidade por isso. Vou tentar defender o meu ponto de vista, com educação e com argumentos, não com perseguições, humilhações e xingamentos. Não considerei o seu post machista e acho que  ele tem o direito de pensar o que quiser contanto que não ultrapasse o limite de seu direito de se expressar e não fira o direito de ninguém. Ele está apenas expressando o seu pensamento, que não é o meu. Senão só veremos um único pensamento no mundo, uma única opinião, uma única religião ou a ausência dela e todas as pessoas que divergirem do pensamento dominante serão banidas.  É bom que se faça essa reflexão!

Seu voto: Nenhum
imagem de Porém
Porém

Ele pode achar tudo isso, mas

Ele pode achar tudo isso, mas guarde isso para quanto  estiver lá no meio da sua trupe. Na de aula, sendo pago recursos públicos, se atenha a sua matéria e nada mais.

Seu voto: Nenhum

Ele não foi censurado. Tem

Ele não foi censurado. Tem todo o direito de se manifestar - e de arcar com as consequências do que diz.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Não se intimide

 Uma pessoa que impõe o seu pensamento ideológico, não aceita o outro como sujeito pensante é um fraco que se esconde atrás de sua fragiidade. Mais grave ainda se for um professor, porque  influencia a formação de muita gente e acaba retroalimentando um sistema...  (infelizmente). O machismo se revelou de forma cruel.

O Direito é uma formação que acarreta em "perigo" para uma parte da sociedade que não quer mobilidade  (em nenhum aspecto: econômico, social, cultural, histórico). Por este motivo de modo geral, encontramos neste setor muitas pessoas conservadoras, totalitárias e raivosas quando são contrariadas. Este ciclo precisa ser rompido. Parabéns à estudante por não silenciar. 

 

Claudia

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Chico63
Chico63

Em todos os setores e em

Em todos os setores e em todas as profissões "encontramos neste setor muitas pessoas conservadoras, totalitárias e raivosas quando são contrariadas". Preconceito chegou aí e parou, né?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de MAAR
MAAR

SOLIDARIEDADE E AGRADECIMENTOS

Admirável Maria, parabéns por sua coerência, altivez e perseverança. Agradeço por você existir e por resistir ao ultraje covarde do infame professor e dos cúmplices destes crimes de discriminação preconceituosa e de violência verbal. Agradeço por você não permanecer intimidada e por haver denunciado publicamente as cruéis e abjetas agressões relatadas em seu Manifesto. Fato é que ser feminista constitui mais que um mero direito, pois significa repudiar a opressão desumana que caracteriza o machismo. Parabéns a você por manter a fé no seu direito de sustentar suas convicções progressistas e libertárias. Estamos juntos nessa luta, pois combater o fascismo em todas as formas é a obrigação elementar de todos que prezam a coerência, defendem o respeito e amam a liberdade. Força e fé, sempre.

Seu voto: Nenhum
imagem de luiza
luiza

Que absurdo! Esse professor

Que absurdo!

Esse professor realmente não deveria estar ensinando ninguém. Espero que ele não volte às salas de aula.

Seu voto: Nenhum (11 votos)
imagem de Unive
Unive

Força, Garota!   Eles não vão

Força, Garota!  

Eles não vão te derrubar.

NÓS VAMOS DERRUBÁ-LOS!

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de clarisse castilhos
clarisse castilhos

Realmente trata-se de um

Realmente trata-se de um abuso de poder absurdo! Parabéns Maria Clara! Não desiste, nós feministas e críticas a esse sistema de ensino opressor estamos contigo.

Seu voto: Nenhum (11 votos)
imagem de Josencler
Josencler

Força, Maria Clara

É preciso coragem. Mulher, aluna e muito jovem. Ousou não ficar calada sendo pisoteada. Sou homem, Maria Clara. E gostaria de ter a tua coragem. Se a gente não reagir, vamos acordar um dia num país onde fundamentalistas fazem as leis. Exatamente como na Idade Média pré-renascentista. Ou como no Islã. Tua luta é a minha luta, porque onde há alguém lutando por igualdade, há menos poder para a desigualdade. Força, garota. Muitos estão contigo.

Seu voto: Nenhum (12 votos)
imagem de GS
GS

Como é essa história de que

Como é essa história de que fundamentalistas fazem as leis "no Islã"? Que Islã, com licença? Que tal pararmos de fazer generalizações grotescas sobre coisas que ignoramos? Agradeço

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de yolanda
yolanda

Enojada

É uma pena que vc passe por isso, Maria Clara.

Como professora, como ser humano, me enoja que outra pessoa, aproveitando-se da relação de poder tenha feito isso ctg. Como ainda temos que evoluir.

Sinto mt por vc, querida. Força. Que pena que alguém tão jovem passe por tudo isso; aos 20 anos, nem sei como reagiria. Que bom que vc resolveu empoderar a sua voz. Paz e Bem pra ti!

yolanda

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.