newsletter

Assinar

A última tacada de Fábio Barbosa e da Editora Abril

O amigo liga em pânico: “A imprensa vai acabar com a democracia no Brasil”. Respondo: “É a democracia que vai acabar com a imprensa e implantar o jornalismo”.

A aventura irresponsável de Veja – recorrendo a uma matéria provavelmente falsa para pedir o impeachment de um presidente da República - não se deve a receios de bolivarianos armados invadindo a Esplanada. Ela está sendo derrotada pelo mercado, pelo fato de que, pela primeira vez na história, a Internet trouxe o mercado para o setor fechado, derrubando as barreiras de entrada que permitiram a sobrevida de um jornalismo anacrônico, subdesenvolvido, a parte do país que mais se assemelha a uma republiqueta latino-americana.

É um caso único, de uma publicação que se aliou a uma organização criminosa - de Carlinhos Cachoeira - e continuou impune, fora do alcance do Ministério Público Federal e da Polícia Federal.

A capa de Veja não surpreende. Há muito a revista abandonou qualquer veleidade de jornalismo.

Acusa a presidente da República Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula de conhecerem os esquemas Petrobras com base no seguinte trecho, de uma suposta confissão do doleiro Alberto Yousseff:

- O Planalto sabia de tudo - disse Youssef.

- Mas quem no Planalto? - perguntou o delegado.

- Lula e Dilma - respondeu o doleiro.

Era blefe.

Na sequência, a reportagem diz:

“O doleiro não apresentou - e nem lhe foram pedidas - provas do que disse. Por enquanto, nesta fase do processo, o que mais interessa aos delegados é ter certeza de que o depoente atuou diretamente ou pelo menos presenciou ilegalidades”.

Na primeira fase da delação premiada tem-se o criminoso falando o que quer. Enquanto não apresentar provas, a declaração não terá o menor valor. E Veja tem a fama de colocar o que quer nas declarações de fontes.

Ligado ao PSDB do Paraná, o advogado de Yousseff desmentiu as informações. Mas não se sabe ainda qual é o seu jogo.

As apostas erradas da Abril

Golbery do Couto e Silva dizia que a mentira tem mais valor que a verdade. A verdade é monótona, tem uma só leitura. Já a mentira traz um enorme conjunto de informações a serem pesquisadas, as intenções do mentiroso, a maneira como a mentira foi montada.

Daí a importância da capa de Veja: permitir desvendar o que está por trás da mentira.

A primeira peça do jogo é entender a posição atual do Grupo Abril.

Apostas de altíssimo risco só são bancadas em momentos de altíssimo desespero. A tacada da Veja torna quase irresistível a proposta de regulação da mídia e de repor as defesas do cidadão que foram suprimidas pelo ex-Ministrio Ayres Britto, ao revogar a Lei de Imprensa.

Qual a razão de tanto desespero nessa aposta furada?

A explicação começa alguns anos atrás.

No mercado de mídia, o futuro acenava para o advento da Internet e da TV a cabo e para o fim das revistas e do papel. As apostas da Abril foram sempre na direção errada.

Ela montou um dos primeiros portais brasileiros, o BOL, que posteriormente fundiu-se com a UOL. Graças à sua influência política, conseguiu frequências de UHF e canais de TV a cabo.

A editora endividou-se e, para tapar buracos, Civita foi se desfazendo de todas as joias da coroa. Passou os 50% que detinha na UOL para a Folha – por um valor insignificante; vendeu a TV A para a Telefonica.  Associou-se ao grupo sul-africano Naspers, em uma operação confusa, visando burlar o limite de 30% para capital estrangeiro em grupos de mídia, previstos na lei.

Não parou por aí.

Adquiriu duas editoras – a Atica e a Scipionne –, que dependem fundamentalmente de compras públicas, confiando no poder de persuasão dos seus vendedores junto à rede escolar. A decisão do MEC (Ministério da Educação) de colocar todos os livros em uma publicação única, para escolha dos professores, eliminou sua vantagem comparativa.

Aí decidiu investir em cursos apostilados para prefeituras, um território pantanoso. Finalmente, “descobriu” o caminho das pedras, passando a direcionar todas suas energias para a área de educação.

Para tanto, criou uma nova empresa, a Abril Educação, colocou debaixo dela as editoras e os cursos e contratou um executivo ambicioso, Manoel Amorim,  que aumentou exponencialmente o endividamento do grupo, para adquirir cursos e escolas. Foi uma sucessão de compras extremamente onerosas, que deixaram o grupo em má situação financeira. A solução foi vender parte do capital para um grupo estrangeiro. Nem isso resolveu sua situação.

No ano passado, em conversa com especialistas do setor de mídia, Gianca Civita, o primogênito, já antecipava que a editora iria ser reduzida a meia dúzia de revistas e à Veja. Colocara à venda suas concessões de UHF e esperava que algum pastor eletrônico se habilitasse.

O cartel da jabuticaba

A editora viu-se depauperada em duas frentes. Uma, a própria decadência do mercado de revistas; outra, a descapitalização ainda maior para financiar a aventura educacional da Abril.

Além disso, foi vítima do maior tiro no pé da história da mídia brasileira: o “cartel da jabuticaba”.

Um cartel tradicional consiste em um pacto comercial entre competidores visando aumentar os preços e os ganhos de todos. O “cartel da jabuticaba” brasileiro foi uma peça genial (da Globo) em que todos se uniram contra a distribuição de parte ínfima da publicidade pública para a imprensa regional e para a Internet.

Alcançaram seu intento, mas não levaram o butim. A Internet não cresceu mas o resultado foi uma enorme concentração de verbas na TV aberta -- e, dentro dela, na TV Globo.

Poucos meses atrás, o próprio João Roberto Marinho – um dos herdeiros da Globo – manifestava a interlocutores sua preocupação com a concentração da mídia. A Globo jogou em seu favor, óbvio; mas não contava com o despreparo das demais empresas sequer para entender onde estavam seus interesses.

Quando o faturamento do papel minguou, todos pularam para a Internet. Mas a piscina estava vazia graças às pressões que eles próprios fizeram sobre a Secom e as agências.

Hoje em dia, o mercado de TV a cabo passou a disputar acirradamente as verbas publicitárias. Se indagar de um executivo do setor se a disputa é com as revistas e jornais, ele dará de ombros: a imprensa escrita não tem mais a menor relevância; a disputa é com a TV aberta.

A bala de prata de Fábio Barbosa

É esse quadro de crise nas duas frentes que explica a bala de prata de Fábio Barbosa.

Nos últimos meses, Fábio Barbosa contratou o INDG, de Vicente Falconi, para um trabalho de redução de custos da Abril, paralelamente à própria redução da Abril..

Falconi constatou o que o Blog já levantara alguns anos atrás: a estrutura de Veja era superdimensionada para o conteúdo semanal.

Na época, montei um quadro com todas as reportagens de uma edição, estimei o tempo-hora de cada repórter e editor e, no final, mostrava que seria possível entregar o mesmo conteúdo com um terço da redação.

Com metodologia muito mais gerencial, Falconi chegou às mesmas conclusões, resultando daí a demissão de várias pessoas em cargos-chave – inclusive Otávio Cabral, repórter das missões sensíveis da revista, que acabou indo trabalhar na campanha de Aécio.

Apenas amenizou um pouco a queda. Com as duas frentes comprometidas, a Abril entrou em uma sinuca de bico.

Com a morte de Roberto Civita, começou a enfrentar dificuldades crescentes para renovar os financiamentos. Desde o início do ano, os herdeiros de Roberto Civita estão buscando compradores para a outra metade da Abril Educação.

Antes disso, desde o ano passado, decidiram sair definitivamente da área editorial. Mas a legislação não permite à Naspers ampliar sua participação na editora. E, se não teve nenhum corte de verba oficial para suas publicações, por outro lado a Abril jamais encontrou espaço no governo Dilma para acertos e grandes negócios, como uma mudança na legislação sobre capital estrangeiro na mídia..

É nesse quadro dramático, que o presidente do grupo, Fábio Barbosa, tenta a última tacada, apostando todas as fichas em Aécio.

A última chance

A carreira anterior de Barbosa foi no mercado bancário. Foi sucessivamente presidente do ABN Amro, depois do ABN-Real, quando o banco holandês adquiriu o Real; depois do Santander, quando o banco espanhol adquiriu os dois.

No ABN e no Santander foi responsável por uma das maiores operações imobiliárias do mercado. No ABN participou do empréstimo de R$ 380 milhões para a WTorres adquirir o esqueleto da Eletropaulo, na marginal Pinheiros. Seis meses depois, a companhia não tinha mais recursos para quitar o financiamento. Entregou parte do capital aos credores.

Em 2008, ainda na condição de presidente indicado para o Santander, Fábio anunciou a aquisição da torre pelo banco por R$ 1 bilhão. “A aquisição desse imóvel é um marco e demonstra a determinação do Santander em investir para que tenhamos um Banco cada vez mais forte e competitivo”, afirma ele. (http://migre.me/ms7aW).

Atuou no início e no final da operação, assessorado por seu homem de confiança, José Berenguer Neto.

Em pouco tempo começaram a pipocar os problemas da WTorre. Atrasou a entrega da sede do Santander, que ingressou em juízo com pedido de indenização de R$ 135 milhões. A dívida fez com que a WTorre desistisse de lançar ações na Bolsa de São Paulo.

Em outubro de 2010 a obra continuava causando transtorno, sem ser entregue (http://migre.me/ms7Pc)

Em agosto de 2011, Fabio saiu do Santander. O clima azedou quando a direção se deu conta dos problemas criados. O presidente mundial Emilio Botin colocou um homem de confiança como espécie de interventor, levando Fabio a se demitir. Junto com ele saiu José Berenguer Neto, que assumiu um cargo na Gávea Investimentos, para atuar na área imobiliária.

Na época, executivos do banco ouvidos pela imprensa disseram que no ABN Fabio tinha plena liberdade; no Santander, não mais. Fabio deixou o banco sendo elogiado pelo sucessor.

O episódio não causou tanto estardalhaço quanto a tentativa de Barbosa, no comando da Veja, de tentar um golpe de Estado armado com um 3 de paus.

Média: 4.9 (62 votos)

Recomendamos para você

156 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

E o anunciante vai querer atrelar seu produto à Veja?

Lembrando que 51,64% da população eleitoral brasileira (resultado da Dilma na reeleição) não confia na revista VEJA. É muita gente, né? Será que o anunciante já se deu conta disso?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Umberto Bertone
Umberto Bertone

Veja e Petrobras

Os anunciantes da Veja miram no público leitor da Veja, na sua maioria direitistas reacionários conservadores e traidores do Brasil. Os eleitores da Dilma todos heróicos defensores dos pobres e miseráveis, mas quase todos também pobres dependendo do bolsa-família ou de emprego no governo ou estatais, estão quase todos fora do radar dos analistas de mídia do mercado. Não têm suficiente poder de compra para comprar artigos mais caros, restritos a essa elite nojenta e elitista.

Seu voto: Nenhum
imagem de Marcos ponto eu
Marcos ponto eu

Que texto esclarecedor, já

Que texto esclarecedor, já comartilhei com todos.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Crise

Queria lembrar que com a  "crise(?)" que a globo e a revistinha do esgoto alardeam na petrobras, é injustificável ficar gastando com propaganda do governo e da petrobras em orgãos da imprensa. Mesmo porque eles já fazem propaganda negativa para o governo e para a petrobras e o governo no final está financiando propaganda neativa, o que sob todos os aspectos é intolerável.. A helena chagas fez um péssimo trabalho e é preciso interrope-lo.

E como anda a "briga" revistinha do esgoto e o tse. Vamos acompanhar de perto!

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de William Rezende
William Rezende

Não existe justiça no Brasil

Infelizmente, um processo no Brasil demora decadas e lá no final a indenização não vai passar de 150 ou 200 mil reais para cada parte no processo. Existem empresas que financiam a editora Abril, a rede Globo, o SBT, etc.. Tem que começar a cortar a fonte.

Talvez o sistema da cantareira faça isso com mais rapidez.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

publicidade oficial

O governo federal deveria fazer o que o Roberto Requião fez no estado do Paraná, cortou toda verba publicitário no PIG e funcionou. O governo federal tem a NBR, Rede Brasil e internet e os portais de transparência é o suficiente. Não ?

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Elielde Azevedo Santos
Elielde Azevedo Santos

Veja - Abril

Espero que a Presidente cumpra sua palavra e processe a Veja, chega de factoides, a imprensa deve ser livre, mas toda liberdade requer responsabilidade.

 

Seu voto: Nenhum (18 votos)
imagem de CristinaST
CristinaST

Sinceramente, o governo deve

Sinceramente, o governo deve mesmo processar essa tal revista Veja, caluniadora, não merece que nem um  leitor a leia. Revistinha de quinta.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Leonardo Cezar
Leonardo Cezar

A luta continua

O mais importante agora é unificar o povo brasileiro e não deixar que esse ódio seja disseminado. Tem muito miolo mole por ai comprando essa idéia, que no fundo não deixa de ser uma semente para o totalitarismo. O que se vê nas redes sociais no dia de hoje é preocupante, um festival de ofensas e preconceito.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de josé adailton
josé adailton

A morte é inevitável...

Todos nós temos a última cartada, mas o desenlace final é uma moeda de duas faces. Mesmo com a Abril debaixo de 7 palmos, o tema da reportagem pode ter vida longa.Quem viver, verá.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de anab
anab

Vais ter pesadelo. Golpe

Vais ter pesadelo. Golpe joaquim nunca mais.  Dilma aprendeu e com a escolha que fará de 5 ministros do STF vai sobrar quem para o golpe no Judiciario? Gilmar. o dantas, muito pouco, quase NADA.

Se fosse Dilma escolheria como substituto de joaquim Fausto de Sanctis. E assim por diante, ness amesma linha ideologica...

Com a caneta na mão e mandado nos recurssos financeiros, no orçamento, promoveria um CORTE nas verbas publicitarias, zeraria os gastos com publicidade. 600 milhões de prejuízo so para a globo. Não é pouco....E ainda nomearia Frankin Martins para o cargo de Ministro das Comunicações. Para Ministro da justiça, PROTOGENES. Ai era fechar o caixão do PiG. Não agstaria nem com a vela.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Luís Gustavo
Luís Gustavo

É isso mesmo

Meu amigo, você falou e disse. Os nomes e ações são excelentes. Dilma tem que ir por esse caminho, com desassombro. Começo de mandato, quatro anos garantidos pela frente, não pode ter medo, tem que aproveitar a oportunidade histórica e aniquilar essa imprensa marrom golpista udenista, mandar a Veja e quem sabe mais algumas dessas organizações para o caixão e neutralizar eficientemente o golpismo do resto. Isso que você escreveu tem que alcançar os interlocutores da presidenta.

Ao Nassif: excelentes esclarecimentos.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Luís Gustavo
Luís Gustavo

Excelente

Meu amigo, você falou e disse. Os nomes e ações são excelentes. Dilma tem que ir por esse caminho, com desassombro. Começo de mandato, quatro anos garantidos pela frente, não pode ter medo, tem que aproveitar a oportunidade histórica e aniquilar essa imprensa marrom golpista udenista, mandar a Veja e quem sabe mais algumas dessas organizações para o caixão e neutralizar eficientemente o golpismo do resto. Isso que você escreveu tem que alcançar os interlocutores da presidenta.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de josé adailton
josé adailton

Na prática a teoria é outra

Franklin e Protógenes auxiliares da presidente no seu objetivo de unir a nação? Estes cidadãos não possuem qualificações para desempenhar tal missão. Eles se sairiam muito bem na Bolívia, Equador, Argentinam, Venezuela e Cuba. Eles são eficientes bolivarianos. O Brasil é grande país, uma grande democracia , uma grande nação que valoriza a liberdade. Entretanto, não podemos deixar de citar que a Bolívia é o país que mais cresce na América do Sul. Que venha a Bolívia!

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Leonardo Cezar
Leonardo Cezar

Não?

Não entendi J Adailton, vc quis dizer que na Venezuela,Bolívla, Argentina não se valoriza a liberdade, ou a democracia é falha? Eu acho nomes muito bons, pelo menos são pessoas sérias e com experiência nas respectivas áreas.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Lalia Reiff
Lalia Reiff

Veja

Aécio  - última tacada? Kkkkk a Abril se f...!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Não é assunto administrativo

A revistinha do esgoto não deve ser motivo de assunto administraivo e comentários sobre tomada de decisões empresariais. Suas atitudes criminosasa na área da falsa comunicação é tão evidente e seu bnditismo é tão feroz que não há espaço para se falar em negócios. Ou devemos discutir as últimas açòes empresáriasi do fernandinho beiramar na prisão, fazendo anáslises de custo beneficio das atitudes dele?

O crime eleitoral permanente, a sua  linha de desinformação estruturada é seu mister. O crime muito mais que de jornalismo e eleitoral da capa no momento super oportuno para quem queria danificar a elição livre em final de campanha e não permitindo ao caluniado a defesa é um exemplo definitivo, A própria justiça, o tse, a intimou a ser menos criminosa, mas ela deu pouca bola à justiça e ainda caluniou o juiz atuante. Precisa algo mais? E dando ainda matéria para o resto do pig com a caracteristica de que "a veja disse" aumentando e promovendo outros crimes. Quantos milhões de votos a calúnia de ultima hora angariou?

Fico por aqui. Se acostumamos com os crimes da revistinha do esgoto é porque perdemos a noção do que é criminoso. E todos nós perdemos, inclusive a justiça agora estapeada por ela.

Que empresa que nada..., quadrilha.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

espero que depois dessa a

espero que depois dessa a veja volte a praticar jornalismo

mas parece que chegou aum ponto sem retorno...

ao esgoto.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de janes salete
janes salete

A justiciaria tupinica,

A justiciaria tupinica, aquela qeu só prende preto, puta, pobre e, agora, petista, mandou soltar carlinhos cachoeira, mandou o demostenes de volta ao cargo de procurador em goiás, a mulher do cachoeira iria concorrer para vaga no congresso e o jornalista de esgoto e criador de factóides pró- cachoeira da veja, tomou um chá de sumiço para aliviar a barra já muito suja dessa revista, cujos donos, ajudaram a manter mandela 27 anos preso. Poderia dizer mais sobre anda os amigos da justiciaria, o maior balcão de negócios desse país, mas estou feliz demais para ficar falando de podridão. Por isso, não tem como não considerar analfabetos políticos quem só se informa pela corrupta mídia oligárquica. Me espanta o analfa político que nem sabe o dever de cada poder. Eles falam do cachoeira, que a justiciaria libertou, e culpam a Dilma por não ter prendido o mafioso, amigo e aliado da imprensa corrupta(veja, globo, estadão, folha, justiça). É mole?

Seu voto: Nenhum
imagem de Jorge Luiz Tripode
Jorge Luiz Tripode

Mídia

AMIGOS RESPONSÁVEIS PELOS BLOGS QUE EU CHAMO DE BLOGS DA VERDADEIRA DEMOCRACIA, NÓS MILITANTES E SIMPATIZANTES DO PT, FIZEMOS UMA CAMPANHA DA VERDADE CONTRA A MENTIRA E O ÓDIO, AGORA TEMOS DE CONTINUAR A TRABALHAR E FAZER UMA FORTE CAMPANHA PARA A REGULAMENTAÇÃO DA MÍDIA, UMA REFORMA QUE POSSA SER A MAIS JUSTA E EQUÂNIME POSSÍVEL POIS É IMPRESCINDÍVEL QUE SEJA FEITA ASSIM COMO A REFORMA POLÍTICA. ESPERO RECEBER DENTRO EM BREVE PUBLICAÇÕES DOS BLOGS DA VERDADEIRA DEMOCRACIA UM POSICIONAMENTO VEEMENTE QUANTO A ESTA REFORMA TÃO NECESSÁRIA DA MÍDIA BRASILEIRA, NOSSAS COMUNICAÇÕES NÃO PODE FICAR NAS MÃOS DE MEIA DUZIAS DE PESSOAS QUE SÃO NA VERDADE BARÕES DA MÍDIA, QUE DITAM AS REGRAS DE TODAS AS INFORMAÇÕES QUE O POVO DEVA ABSORVER. VAMOS EXIGIR QUE O GOVERNO QUE TOMARÁ POSSE EM JANEIRO DE 2015, FAÇA A REGULAMENTAÇÃO DA MÍDIA, TÃO ALMEJADA PELOS QUE QUEREM UM PAÍS MAIS IGUAL!

Seu voto: Nenhum

Demotucanos perderam 8 eleições consecutivas


Tendo em vista que os demotucanos perderam 8 eleições seguidas*, já está disponível alguns projetos no SUS: bolsa-fluoxetina (Prozac), bolsa-clonazepam (Rivotril), bolsa-haloperidol (Haldol) e bolsa-fenobarbital (Gardenal).

Precisa fazer um cadastro, para análise. Mas até ser deferido, podem pedir 13 músicas no Fantástico.

* O percentual considerou os votos recebidos dividido pelo eleitorado apto, 2002 1º turno (34 x 17), 2002 2º turno (46 x 29), 2006 1º turno (37 x 32), 2006 2º turno (46 x 30), 2010 1º turno (35 x 24), 2010 2º turno (41 x 32), 2014 1º turno (30 x 24), 2014 2º turno (38 x 36)

2002-1    39.455.233/115.253.816    34%
2002-1    19.705.445/115.253.816    17%
        
2002-2    52.793.364/115.253.816    46%
2002-2    33.370.739/115.253.816    29%
        
2006-1    46.662.365/125.913.134    37%
2006-1    39.968.369/125.913.134    32%
        
2006-2    58.295.042/125.913.134    46%
2006-2    37.543.178/125.913.134    30%
        
2010-1    47.651.434/135.804.433    35%
2010-1    33.132.283/135.804.433    24%
        
2010-2    55.752.529/135.804.433    41%
2010-2    43.711.388/135.804.433    32%
        
2014-1    43.267.668/142.822.046    30%
2014-1    34.897.211/142.822.046    24%
        
2014-2    54.495.915/142.822.046    38%
2014-2    51.038.023/142.822.046    36%
 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Tracking de hoje : Lula 100%

Tracking de hoje : Lula 100% .

Seu voto: Nenhum (12 votos)

PT

Caro Nassif e

Caro Nassif e demais

Realmente o Brasil está dividido, entre os que leem a Veja e os demais.

Bando de hipócritas.

O governo Dilma deve cortar todas as propagandas dessa revista.

Declararam a guerra e agora querem fugir.

Se Aécio tivesse ganho, eles iriam cortar as gargantas dos petralhas, e exibir no JN.

Que sobrevivam das propagandas particulares.

Alckmin também os financia.

Saudações

 

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de Fabio.
Fabio.

Alguem sabe que fim levou o

Alguem sabe que fim levou o Carlinhos Cachoeira ?

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Isto é a Veja! Sempre foi a Veja!

No dia 08 de maio de 1985, a Veja publicou uma matéria caluniosa contra o então governador de Sergipe João Alves Filho, dizendo que seu governo havia roubado uma verba de ajuda do governo do Canadá aos flagelados da seca no estado, numa triangulação com a rede de supermercados Paes Mendonça, do itabaianense, Mamede Paes Mendonça, irmão e ex-sócio de Euclides Paes Mendonça e de seu outro irmão, Pedro Paes Mendonça, fundador do Grupo Bom Preço, e, óbvio, tio de João Carlos Paes Mendonça (Veja, nº 870, matéria Parceria Roubada, página 108). A matéria, claro, repercutiu na classe média brasileira, especialmente a sulista e sudestina, reforçando o estigma de atraso e miséria moral da política nordestina; e no estado de Sergipe em particular, onde o então ainda pouco experiente governador buscava se equilibrar entre os amigos nem tão amigos e os adversários declarados. Em Itabaiana(SE), em particular, foi a gota d’água pro rompimento do líder político Chico de Miguel, com o governador. A história rolou pra cá, rolou pra lá, e, na edição 872, de 22 de maio a seguir, a Veja limpou o nome de Mamede (se Mamede pagou alguma coisa, não se sabe), e, claro, do cônsul canadense; mas manteve a sujeira imposta a João Alves Filho, pouco importando todas as explicações técnicas e plausíveis do consulado do Canadá e do próprio Mamede Paes Mendonça. ISTO É A VEJA! Desde a saída de Mino Carta da Revista que ela se transformou integralmente num modo mafioso de exercer o poder mediante a extorsão pelo uso da calúnia, injúria e difamação. Impunemente, já que, quando condenada, foi isentada nos tribunais superiores; e, quando mantida a condenação, as multas – única penalidade que dói aos criminosos, conforme Maquiavel - não fazem nem cócegas.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Almeid
Almeid

http://www.tse.jus.br/noticia

http://www.tse.jus.br/noticias-tse/2014/Outubro/revista-veja-nao-podera-...

 

O ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que a revista Veja se abstenha de veicular publicidade sobre a edição desta semana da publicação no rádio, na televisão, em outdoor e na internet por meio de propaganda paga.

O relator deferiu liminar em representação da coligação Com a Força do Povo e de sua candidata, Dilma Rousseff. Segundo as autoras, há uma tentativa da revista de influenciar o jogo eleitoral e prejudicar a candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) à Presidência da República.

A edição da revista Veja desta semana traz trechos de depoimento de envolvido em apuração de corrupção na Petrobras, com a afirmação de que Dilma e Lula sabiam de desvios ocorridos na estatal. A representação pede multa de R$ 1 milhão à revista, caso persista na divulgação da publicação.

De acordo com a decisão, ainda que a divulgação tenha nítidos propósitos comerciais, os contornos da propaganda eleitoral forçam a aplicação da legislação eleitoral por caracterizar interferência indevida e grave em detrimento de uma das candidaturas.

Segundo o ministro, o fato de a edição ter sido antecipada em dois dias e a ampla propagação da capa ou do seu conteúdo pode “transformar a veiculação em verdadeiro panfletário de campanha, que, a toda evidência, desborda do direito/dever de informação e da liberdade de expressão”.

O ministro Admar Gonzaga ainda destacou que a divulgação do conteúdo da revista na forma de publicidade comercial desrespeita a regra do artigo 44 da Lei nº 9.504/97, segundo a qual “a propaganda eleitoral no rádio e na televisão restringe-se ao horário gratuito definido nesta lei, vedada a veiculação de propaganda paga”.

“Diga-se, por oportuno, que a tentativa de interferência no curso das campanhas eleitorais, pela representada, poderá, inclusive, configurar a utilização indevida de veículos ou meios de comunicação social, em benefício de candidato ou de partido político, apurável por meio de Ação de Investigação Judicial Eleitoral, prevista no artigo 22 da Lei Complementar nº 64/90”, sustentou o relator.

O ministro ressaltou ainda que a realização de propaganda eleitoral de conteúdo negativo na véspera da eleição “poderá acarretar prejuízo irreparável ao equilíbrio e lisura do pleito”.

CM/EM

Processo relacionado:  Rp. 178163

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Alvaro Neder
Alvaro Neder

http://www.tse.jus.br/noticia

Hoje é 25/10, 16h20 e o facebook da "revista" continua divulgando a capa e a matéria completa. Não compreendo, não havia ordem judicial para abster-se de tanto?

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Almeid
Almeid

Hoje é dia 27 e ela continua

Hoje é dia 27 e ela continua cometendo crimes:

http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/dilma-e-lula-sabiam-de-tudo-diz-...

 

http://www.tse.jus.br/noticias-tse/2014/Outubro/concedido-direito-de-res...

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Cheetos
Cheetos

Álvaro, Suspeito que essa

Álvaro,

Suspeito que essa proibição de propagandas sejam as em banners, que semana passava ostentavam uma capa "Aécio lindo e gostoso" em tudo que é site que eu entrei.

Era propaganda de assinatura da revista, que eu nuncaentrei na página pra ter cookies em meu navegador para me sugerirem tal coisa, e mesmo assim vi esta propaganda em sites variados de informática, até em lojas.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Veja - distribuição

Olha, não sei se aconteceu em outros lugares. Aqui no meu prédio ontem o entregador de revistas da Abril estava distribuindo a Veja para quem quisesse, gratuitamente. Meu Deus, onde vamos chegar na tentativa escusa de influenciar as pessoas.

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de saint Clair
saint Clair

É aprova que esta revista, desesperada, é panfleto eleitoral.

É aprova que esta revista, desesperada, é panfleto eleitoral de Aécio o playboy ex-presidenciável. Ex-presidenciável... caraca que neologismo doido!...

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de AlvaroTadeu
AlvaroTadeu

A Marginal que ocupa o prédio da Marginal.

Para quem não sabe, o edifício da Avenida Marginal Pinheiros onde se homizia a Revista do Esgoto é de propriedade da PREVI, isto é, dos funcionários do Banco do Brasil. Basta denunciar o contrato de locação, a Revista do Esgoto teria de se mudar para Irajá (Greta Garbo, Quem Diria, Foi Parar em Irajá...). Esse contrato foi feito ainda na era FHC. Com certeza, a PREVI o realugaria rapidinho pelo dobro do preço. E o funcionalismo do BB agradeceria, ainda mais que o Armínio Fraga pensa em acabar com BB, Caixa e BNDES...

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Beto
Beto

Cancelamento do contrato de

Cancelamento do contrato de locação do Prédio Av. Marginal

Fim dos repasses do ProUni ( que eles tanto criticam ) as suas escolas

Fim da publicidade oficial Federal e Estadual em todas as publicações

Revisão do valor IPTU em todos os prédios de propriedade da Abril

Campanha nacional de cancelamento de assinaturas das revistas do grupo Abril

Campanha de boicote de compra ...

 

Gostam de porradaria ( Abril ) então toma !!!!!

 

Quanto tempo dura .... não sei .. mas não será muito.

 

Exemplos não faltam.... O Paiz, Correio da Manhã, Ultima Hora .... próxima FIM DA ABRIL

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Henrique O
Henrique O

Marcar na paleta seus anunciantes

Fazer uma campanha de denúncia contra seus anunciantes, escrever para suas ouvidorias nas matrizes lá fora no caso das transnacionais.

Exigir da Secom todos os contratos do governo federal com a Abril e Globo.

Suspensão de toda compra de livros didáticos de editoras vinculadas a grande mídia inclusive da Abril e Globo.

Governo federal tem obrigação de sustentar a mídia alternativa que nem a França faz.

A Abril e Globo tem muitos amigos no PT e governo federal, temos que denunciar quem são.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Jorge__876
Jorge__876

Tentei, como associado da

Tentei, como associado da Previ, ter uma cópia do Contrato. Não consegui e ainda tomei um esporro...

 

TEM MARACUTAIA AI, SIM.

E É NA CLÁUSULA DE QUEBRA DE CONTRATO!

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de vanderval ferreira gracindo
vanderval ferreira gracindo

revista veja

Sou a favor da liberdade de imprenssa, só que não concordo com uma revista que está focada somente em destruir a reputação dos outros sem ter provas concretas, há  anos que a revista Veja perdeu a credibilidade se tornando uma revista de péssima qualidade é  preciso que a justiça investigue o excesso de denúncias sem provas.

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Jogaram lixo na porta da editora abril

È o que merece, além da pixação que fizeram!!!!!

Seu voto: Nenhum (11 votos)

"A corrupção à brasileira é como o solo de Roma: basta cavar um pouco e descobrimos ruínas." Mino Carta

imagem de Olinto Antonio Franco de Godoy
Olinto Antonio Franco de Godoy

vale tudo

Hoje, 25/10/2014, 9:06hs, abro meu mail (yahoo)  e vejo uma news letter da Folha de SP para mim com um resumo das reportagens do dia. Destaque? A acusação do doleiro. Problema? Jamais recebei algo assim da Folha, exceto esporádicos pedidos de assinatura da mesma! Que vale tudo hein?!

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de ROSALVO
ROSALVO

COMENTÁRIO DO BLOG CAFEZINHO

COMENTÁRIO DO BLOG CAFEZINHO : EMPRESA DO CAIXA DO AÉCIO VAI APURAR AS ELEIÇÕES. SÓ O QUE FALTAVA. ISTO TEM QUE SER DENUNCIADO

Seu voto: Nenhum (8 votos)

A Globo e Folha desembarcam do golpe! Por que?

Olhando o site de Globo com a notícia  

"Veja’: doleiro diz que Dilma e Lula sabiam de tudo"

e na mesma notícia ela coloca mais ou menos em destaque a seguinte observação do advogado do doleiro:

"O advogado de Youssef, Antonio Figueiredo Basto, confirmou que o doleiro prestou depoimento à Polícia Federal de Curitiba na última terça-feira, mas disse não ter conhecimento da informação citada pela revista.

— Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso (que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras). Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso — afirmou Basto."

E reafirma a seguir:

"Ele disse que Youssef prestou muitos depoimentos no mesmo dia e que o doleiro estava acompanhado de advogados de sua equipe.

— Conversei com todos da minha equipe e nenhum fala isso. Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo. É preciso ter cuidado porque está havendo muita especulação."

Ou seja, desqualifica por completo a notícia que atribui a VEJA.

Tem duas hipóteses:

(a) As pesquisas demonstraram que é impossível por métodos lícitos e ilícitos ultrapassar a Dilma,

(b) receberam algum indício de setores ligados ao grande capital que não o bancário, por exemplo, da construção civil pesada, que talvez o pessoas do Paraná mexeu com um vespeiro.

Para se saber qual das duas hipóteses é a correta têm-se duas possíveis verificações.

Hipótese (a):

Se a diferença chegar próximo ou ultrapassar 10%!

Hipótese (b)

Após as eleições se acha algum erro de processo que invalida todo o depoimento do doleiro, ou o mesmo tem um ataque cardíaco ou um AVC que o impede de falar em juízo! Business is business, e delator nunca foi alguém tão amado em nenhum ambiente de negócios, inclusive no meio dos transportadores de valores! (Imaginem inclusive o prejuízo que estão levando os outros transportadores, é um negócio que não se pode perder a confiança).

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Odete
Odete

o ataque cardíaco do doleiro..

Quando li teu comentário agora, fiquei perplexa...Pois não é, que o tal doleiro está na UTI, com suspeitas de ataque cardíaco, assim do nada? E, segundo PF, já houveram outros episódios...E, o que estão tentando fazer com esta notícia? PT Queima de Arquivo! Gente, que espécie de ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, O SR. AÉCIO E A MÍDIA SÃO? A coisa tá pra lá de suspeita, tá confirmada: querem dar um golpe no Brasil! Seja da forma que for, e isto não pode ficar assim. A Dilma tem que ganhar, do contrário iremos vivenciar uma Guerra Civil. Não passarão!

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de lucio Valter Fernandes
lucio Valter Fernandes

Rede Globo ecoa a capa da Veja

Há muito tempo que a rede Globo ecoa o jornalixo da Veja, mais ainda no tempo do Cachoeira. Pelo que li é um acordo entre ambas. Agora, por exemplo, a tv globo diz que a Veja disse e assim tira o seu c. da reta pra não enfrentar ação na justiça.

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

quem pagou à VEJA?

sabemos que o pagamento saiu de MG, não é, Nassif?

romério

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Heloísa Coellho
Heloísa Coellho

Só me respondam uma coisa que

Só me respondam uma coisa que não entendo. O Delegado Protógenes foi condenado por causa de um vazamento. Nessa tal de Operação Lava Jato o que mais acontece é vazamento, e o MPF não faz nada? Por que? Diminuam minha ignorância, por favor.

Seu voto: Nenhum (11 votos)
imagem de Marcelo Gurgel
Marcelo Gurgel

Dois pesos, duas medidas e uma justiça míope (nada cega)

Infelizmente não tenho uma resposta, mas tenho uma pergunta a acrescentar: quando o tal doleiro foi citar políticos do PSDB, o juiz perguntou antes se se tratava de políticos com mandato. Como era o caso, ordenou que o delator não declinasse os nomes, pois eles têm foro privilegiado e isso teria de ser tratado no STF. Pois bem, por acaso o cargo de presidenta não é um mandato? Não tem ela direito a foro privilegiado? Como então o juiz Sérgio Moro permitiu que o delator citasse uma pessoa com foro privilegiado?

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Severino Januário
Severino Januário

Isto significa que a partir

Isto significa que a partir de agora o ministro Teori pode mandar subir o processo ao Supremo, tirando-o finalmente da paranazada em que se acha metido.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

  Simples: A JUSTIÇA NÃO É

  Simples: A JUSTIÇA NÃO É IMPARCIAL, TEM LADO.

  Vá vazar alguma coisa contra tucanos pra ver o que te acontece; contra petistas - pode até ser mentira, não importa - é capaz da pessoa receber até uma medalha.

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Orlando I Zamilian
Orlando I Zamilian

O lixo da veja, chamado de

O lixo da veja, chamado de reportagem, é um reconhecimento da lisura dos governos Lula/Dilma pelo pig, porque é isso o que tinham? Uma matéria sem provas?

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de bibliotecavalmir
bibliotecavalmir

Capital social

Segundo o cientista político Robert Putnam as redes sociais são um tipo de capital. E é isso que esta fazendo a diferença diante da mídia tradicional.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

O problema aí é considerar

O problema aí é considerar uma versão, um lado da moeda.

Porque na outra ponta ocorre a deterioração de ideais caros a esquerda "representada" pelo PT quando esse lixo de revista ataca ferozmente com denuncias vazias.

Tenho contato com pessoas com elevado grau de instrução que estão convencidos de uma sinistra maracutaia da Dilma e do Lula.

Nada - absolutamente nada - que se diga pra essas pessoas os fazem mudar de idéia. São educados e instruídos com baixíssimo nivel de compreensão da realidade, fruto da escassez de acesso a material jornalistico de boa qualidade.

A coisa passou a ser uma loucura que alcança amplas parcelas da sociedade. Confesso que com esse ultimo golpe fiquei quase estarrecido.

Falam em impedir a Dilma de assumir o cargo!

Acordem pelo amor de deus! Chega de bunda molice! Vcs vão ganhar perdendo forças, é como um torturado que sabe que morrerá cedo ou tarde e nao esboça reação.

Acordem enquanto há tempo! Chega de covardia!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.