Revista GGN

Assine

Liminar suspende venda de área do pré-sal da Petrobras para Statoil

petrobras_p56_divulgacao_ag_petrobras.jpeg
 
Foto: Agência Petrobras
 
Jornal GGN - Liminar concedida pelo juiz Marco Antonio Garapa de Carvalho, da 2ª Vara Federal de Sergipe suspendeu a venda da área de Carcará, no pré-sal, em transação da Petrobras para a petrolífera norueguesa Statoil.
 
A negociação no valor de US$ 2,5 bilhões foi acertado em julho do ano passado, e a decisão judicial atendeu a ação popular movida por Vando Santana Gomes, que também é autor de outras ações contra a venda de ativos da Petrobras. 
 
O magistrado colocou uma multa de R$ 4 bilhões caso a Statoil comece a explorar a área. Ele também questionou o valor do venda e afirma que não houve publicidade no processo de venda. 
 
A área de Carcará foi a primeira área do pré-sal a ser vendida dentro do plano de desinvestimentos da estatal, que transferiu para a empresa da Noruega sua fatia de 66% de projeto. 
 
Para o juiz, não parece “minimamente eficiente” vender uma concessão estatal com a justificativa de “não se ter condições de explorar, quer sejam condições financeiras quer sejam técnicas, por um preço que não chega a 10% do volume total de óleo esperado do reservatório”.
 
Já a Petrobras disse que a operação foi fechada em novembro de 2016 depois de ser aprovado por órgãos reguladores e de defesa da concorrência. A empresa também diz que a primeira parcela recebida da Statoil, de US$ 1,25 bilhão, já foi destinada para quitar antecipadamente dívidas com o BNDES. 
 
A estatal também afirmou que tomará as “medidas judiciais cabíveis em prol de seus interesses”. A meta da Petrobras é arrecadar US$ 34,6 bilhões com a venda de ativos até 2019. Até o fim do ano passado, foram fechadas transações no valor de US$ 13,6 bilhões.
 
Entretanto, diversas dessas negociações foram questionadas na Justiça. Em fevereiro, a estatal derrubou liminar que proibia a venda da Petroquímica Suape e Citepe, em Pernambuco, para a mexicana Alpek.
 
Depois, a empresa também venceu disputa que suspendia a venda da Nova Transportadora do Sudeste (NTS) para um da canadense Brookfield, no valor de US$ 5,2 bilhões, a maior operação fechada até o momento. 
 
Já outras três operações ainda estão suspensas por decisões judiciais, envolvendo a BR Distribuidora e campos de petróleo no Nordeste e no Rio de Janeiro. A empresa também terá de recomeçar as operações que ainda não foram concluídas por determinação do Tribunal de Contas da União (TCU).
 
Assine
Média: 4.4 (14 votos)
9 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Carlos Cleto
Carlos Cleto

Carcará: Uma Negociata Multi-Bilionária

Caro Nassif:

Eu gostaria de enfatizar três pontos,

1) A Venda de Carcará é um escândalo de proporções multi-bilionárias, em que o prejuízo sofrido pelo Brasil equivale a três ou quatro operações Lava-Jato.

2) O Caso Carcará desmascara a Farsa do "Programa de Desinvestimento" do senhor Pedro Parente. O "argumento" do senhor Parente é que a PETROBRÁS deveria se desfazer de ativos ditos "não-essenciais" (LIQUIGÁS, SUAPE/CITEPE, NTS, BR DISTRIBUIDORA) que não fossem ligados diretamente à Exploração Petrolífera, para arrecadar capitais a seren investidos no Negócio Petróleo. Nesse contexto, POR QUE VENDER CARCARÁ, que é um dos mais ricos campos do Pré-Sal. 

3) A luta contra a venda de SUAPE / CITEPE e da NTS não acabou ainda. Há recursos pendentes em ambos os casos, e temos confiança em vencer.

CARLOS CLETO.

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Ah PSDB !

Como eu gostaria de uma forca na praça.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

lenita

Re: Luis....a Nigeria é aqui...ou seríamos o Congo...

Independencia do Judiciário?

Amigo, comemore não, pois isso é pró-forma, pra ingles ver, essa liminar será derrubada, quando da privatização da Vale esse tipo de "bondade" da  Justiça ocorria aos montes. Tá tudo dominado. Ah sim, e avisem ao MBL e penduricalhos com suas cartilhas neoliberais anti-estado que a Statoil é estatal...

A Statoil ASA é uma empresa estatal petrolífera norueguesa com sede em Stavanger que trabalha na extração de gás natural e petróleo. O atual diretor da presidência é o norueguês Eldar Sætre. Wikipédia

A Noruega tem seu fundo do petróleo, como tinhamos o nosso, o Fundo Soberano do Pré-sal, devorado pela quadrilha que tomou de assalto o poder. Era uma poupança que estava sendo formada com recursos do pré-sal,,.já havia lá alguns bilhões de reais: o cofre do Fundo Soberano do pré-sal foi arrombado pela troupe golpista.

Qual o nosso destino? Sermos uma grande Nigéria, onde quem manda são empresas "limpinhas" como a Shell e nada pertence ao nigerianos? O conluio midiático-penal, durante a Lava Jato, poupou as estrangeiras como a Shell e a Altsom, esta envolvida no trensalão tucano. As estrangeiras não foram incomodadas porque, conforme plano de Moro, publicado em 2004, que pode ser buscado por A Lava Jato pensada como operação de guerra + ggn, a intenção era mesmo destruir a indústria nacional, o pre-sal, o conteúdo nacional.
Efeito orlof: amanhã seremos uma grande Nigéria, com a indústria do petroleo sendo comandado por mega-corporações "limpinhas e cheirosas"...como a Shell

O nosso modelo, transformado por Lula em lei, era semelhante ao da Arábia Saudita.

"O Estado saudita detém o monopólio da exploração e só permite a participação de empresas estrangeiras como prestadoras de serviços contratados por sua estatal. Tudo o que é extraído e produzido pertence ao país."

O golpe de Estado de 2016 desmontou as leis do pre-sal, saqueou o Fundo Soberano e adotou o modelo nigeriano

O Brasil de amanhã será o que a Nigéria é hoje, onde a riqueza não pertence ao povo e sim a corporações estrangeiras "limpinhas"

Shell está no centro de um esquema bilionário de suborno

http://ciclovivo.com.br/noticia/shell-esta-no-centro-de-um-esquema-bilionario-de-suborno-na-nigeria/

Re: Luis....a Nigeria é aqui...ou seríamos o Congo...

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

imagem de ze sergio
ze sergio

Re:....

E o Risco Brasil?

E nossa Instabilidade Política?

E nossa pouca Segurança Juridica?

E negociar com um Governo com pouca ou nenhuma legitimidade ?

E perder todo o capital investido, se nova ordem política?

E nossa Crise Econômica?

E negociar com uma empresa á deriva; e o petróleo a cair e cada vez menos competitivo; e o aquecimento global e o apelo cada vez menor por combustíveis fósseis?

E contaram tudo isto ao Mundo mas somente os ingênuos brasileiros é que caem nesta. Os outros entraram de cabeça no nosso petróleo. Só estavam esperando tirar o "governo-empecilho" da frente para mergulharem nesta aventura financeira maravilhosa. Somos das maiores reservas petrolíferas do planeta. Nem para gastar dinheiro que brota em jorros conseguimos demonstrar competência. Nossa limitação chega a ser inacreditável. 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Ainda há um pouco de

Ainda há um pouco de patriotismo no judiciário

Nossa justiça não é feita só de moros, janots, dallagnóis e outros trastes

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Antonio C.
Antonio C.

Comentário

Esse entreguismo a toque de caixa, onde daqui a pouco o país não produz nem matéria-prima para garrafa PET... bom, e se for uma corrupção deslavada e a porcentagem está entregue em contas em paraísos fiscais ou a bolada está em dinheiro vivo? Rastrear seria difícil.

Lava-Jato seria fichinha.

Por enquanto, suspeitas.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

E assim vamos nos

E assim vamos nos transformando numa grande Nigéria, onde todo o petroleo e as riquezas naturais não pertencem aos nigerianos e sim as multinacionais, como a "limpinha" Shell, que acobou de ser denunciada em escandalo bilionario de pagamento de propinas naquele pais

Porque perseguem Lula: o uso do lei como a arma de guerra contra o ex-presidente, isso como parte de desmonte de um pais que tinha, no horizonte,   um futuro luminoso para seu povo mas, não mais...

https://josecarloslima.blogspot.com.br/2017/04/por-que-perseguem-lula.html

Seu voto: Nenhum (2 votos)

 

...spin

 

 

e aí então, ...

colocaram um bando de estelionatários dentro da Petrobras, ...  e os estelionatários querem vender o que não é propriedade deles, ...

no meio de um judiciário corrompido, acharam um juíz com integridade, ...  vamos ver como vai ficar...

Seu voto: Nenhum (2 votos)

pacoandrade

imagem de J.Conselheiro
J.Conselheiro

Petrobras não tem Parente

A Petrobrás é exclusiva dos brasileiros não tem nenhum Parente. Qualquer cidadão dizendo-se Parente querendo vende-la, não passa de um trapaceiro, pilantra e mal intenconado. Como tal, deve ser imediatamente  preso como estelionatário.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.