Revista GGN

Assine

Morre Carlos Araújo, ex-deputado e ex-marido de Dilma Rousseff

Foto: Reprodução
 
 
Jornal GGN - Morreu na madrugada deste sábado (12) o ex-deputado e ex-marido da presidente deposta Dilma Rousseff, Carlos Araújo. Aos 79 anos, ele estava internado em estado grave no Hospital São Francisco, em Porto Alegre, desde o dia 25 de julho, devido a um quadro de cirrose medicamentosa.
 
Carlos Araújo foi preso durante a ditadura militar, pouco tempo após conhecer a ex-presidente. Assim como Dilma, enfrentou tortuta e até chegou a tentar suicídio para não entregar os companheiros de militância.
 
Fundador do PDT, foi um dos deputados mais bem votados do partido no Rio Grande do Sul. Afastou-se da política parlamentar nos anos 2000, mas nunca deixou de participar dos debates nacionais.
 
Dilma e Araújo - que tiveram uma filha, Ana Paula, e o neto Gabriel - separaram-se nos anos 1990, mas continuaram a amizade e companheirismo ao longo dos anos. A assessoria da ex-presidente informou que Araújo deixou a UTI na madrugada e faleceu no quarto do hospital, ao lado de amigos e familiares.
 
Em 2015, ele concedeu uma entrevista a Luis Nassif, para o programa Brasilianas, da TV Brasil. 
 
Média: 5 (5 votos)
2 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de GalileoGalilei
GalileoGalilei

Barbárie

Assustadores certos comentários em blogs de direita os quai prefiro omitir o nome para não aumentar o pageview.

A barbárie assola.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Casadei
Casadei

Carlos Araújo Presente!

E gratíssima.

Meus sentimentos, Dilma.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Dilma e a sopa de letrinhas

Em tempos de hiperinformação, muitas vezes não dá para lembrar onde se leu determinado artigo. Foi o caso de uma entrevista com o Carlos Araújo, não sei se na Brasileiros, Caros Amigos ou Piauí, já fiz de tudo para tentar achar e não consegui. Nessa entrevista, a última pergunta, já em tom infotmal,  era sobre a (difícil) personalidade da Dilma e o seu jeito metódico de fazer tudo. O repórter queria confirmação desse comportamento, ninguém melhormdo que o ex-marido.  O Carlos respondeu, rindo, que era verdade, e acrescentou: "Se derem uma sopa de letrinhas para ela tomar, ela vai começar pela letra A". 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.