Revista GGN

Assine

Mundo chama Lula de herói dos trabalhadores que foi condenado por corrupção

 
Jornal GGN - Menos de uma hora após o anúncio da condenação de Luiz Inácio Lula da Silva, pelo juiz Sérgio Moro, e os principais jornais do mundo já estampam nas manchetes os nove anos e seis meses de prisão do ex-presidente brasileiro. Alguns noticiários fizeram uma retrospectiva do líder, apresentando-o como o responsável pelo "milagre econômico" no Brasil e o "heroi dos trabalhadores". Outros trataram de somente reproduzir as agências de notícias internacionais.
 
No primeiro dos casos está o jornal mexicano El Universal: "Depois de ver sua afilhada política, Dilma Rousseff, sendo destituída pelo Senado, o patriarca da esquerda que presidiu o maior país da América Latina entre 2003-2010 recebeu outro golpe", narrou o periódico.
 
 
Já a versão espanhola da BBC noticiou as acusações de Moro como certeira: "especificamente, Lula foi condenado por aceitar $ 1,1 milhões em propinas da empresa construtora OAS, valor que foi investido na reforma e decorados com peças de luxo de um apartamento triplex no balneário de Guarujá, Estado de São Paulo".
 
O jornal que carrega editoriais por diversos países, inclusive no Brasil, e é responsável por disseminar notícias como agência destacou que, ainda que tenha direito a recursos e não for preso enquanto dure este processo, "de qualquer forma, se trata de uma sentença histórica: por primeira vez um ex-presidente do Brasil é condenado por corrupção".
 
 
O anti-kirchnerista Clarín, da Argentina, referiu-se ao magistrado de Curitiba Sérgio Moro como "célebre" e a Lava Jato como a "colossal trama corrupta encampada no seio da petroleira brasileira Petrobras". Também narrou o apartamento triplex no Guarujá como "casa de luxo" e disse que o processo que compromete o ex-presidente não se restringe ao apartamento, mas "tem várias causas".
 
 
No Chile, foi a emissora Tele13 uma das primeiras a noticiar a condenação de Lula como "um dos desdobramentos do caso Lava Jato". "Especificamente, Lula teria recebido 3,7 milhões de reais por parte da empresa OAS como resultado de contratos obtidos junto a empresa estatal brasileira Petrobras".
 
Lembrou que para o ex-presidente ser preso, a decisão deverá ser confirmada pelo Tribunal Regional Federal (segunda instância).
 
 
A internacional agência Reuters noticiou para seus milhares de jornais parceiros pelo mundo que o "ex-presidente brasileiro Lula foi considerado culpado de corrupção", com uma forte fotografia do líder petista desconsolado.
 
"O ex-líder brasileiro Luiz Inacio Lula da Silva, que saiu da pobreza na infância para se tornar presidente do país por dois mandatos, foi condenado por acusações de corrupção nesta quarta-feira, no primeiro de cinco inquéritos que ele enfrenta". 
 
A agência ressaltou que Lula, operário que se tornou presidente, deixou o cargo há seis anos "com um índice de aprovação de 83 por cento". O líder da República "ganhou admiração global por suas políticas de transformação social que ajudaram a reduzir as ardentes desigualdades no maior país da América Latina". "O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou a rotulá-lo como o político mais popular do planeta", acrescentou.
 
 
O diário digital para a língua espanhola Infobae tomou como fonte a revista Veja para apresentar o juiz Sérgio Moro como o "líder na luta contra a corrupção no Brasil", que condenou o ex-presidente por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
 
Seguindo a tese desenhada pelo magistrado de Curitiba e toda a força-tarefa do Paraná, o portal reproduziu que "a Justiça brasileira apontou que Lula atuou como 'chefe' do esquema de corrupção que respingou em seu governo e no de sua sucessora, Dilma Rousseff, durante mais de uma década".
 
 
O britânico The Guardian também ressaltou o histórico de Lula e acrescentou que a sentença é um ápice da "investigação de corrupção que abalou o Brasil por mais de três anos, revelando um esquema que se alastrou ao níveis mais altos do poder e de empresas, levando o sistema político à desordem".
 
 
E o The New York Times arredondou os 9 anos e 6 meses para "quase 10 anos de prisão", em um artigo que chama a condenação de Lula de um "impressionante revés para um político que exerceu enorme influência em toda a América Latina há décadas". 
 
O jornal norte-americano ressaltou a conexão do caso atual com o impeachment contra e ex-presidente Dilma, como se as consequências contra ambos originassem do partido do qual fazem parte: "Atormentado por escândalos, o Partido dos Trabalhadores da esquerda do Sr. Silva perdeu a presidência no ano passado, quando o Senado acusou sua sucessora escolhida, Dilma Rousseff, em uma luta de poder que consumiu a nação", disse o NYT.
 
 
 
Média: 1.9 (10 votos)
12 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Mara Luisa e Rui

Queridos

É bom ler vocês de novo apesar do dia tão triste.  Todos já sabíamos, mas ainda restava aquela esperança de que a razão pudesse entrar em pauta de novo.  Não sei se por razões atávicas ou não , a banalidade do mal me  incomoda, me faz mal.  Me incomoda este burburinho global, que se cala diante do que é explícito em Temer, e que dá asas ao que sequer é implicito no caso Lula. Me incomoda uma turba indo para um linchamento. ou para um progrom tanto faz. Existe sempre uma turba que não se incomoda com o que é mais abjeto.

Me incomodou ler aquela sentença, pois ela exala todo aquela coisa ruim, que faz alguém condenar, porque vê na sua frente o outro .  O outro o incomoda, o outro o atemoriza inclusive pela banalidade e estupidez de seu próprio  pensamento.  Ignorante, ignora tudo que esta a seu redor, mas se confessa intimidado. Confessa na sentença seus temores.  O outro é o perigo.

Um dia triste  meus amigos, um dia muito triste.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Edgar Rocha
Edgar Rocha

SEM ESPERANÇA

A única forma de se apagar da História do mundo as reais intenções por trás da Lava-jato e da prisão do Lula é impedir de uma vez por todas que a esquerda se reerga e retome seu lugar de direito enquanto contraponto às barbaridades cometidas pelas estruturas de poder contra a humanidade. Portanto, vem chumbo grosso por aí. Aos que se indignam, sem abrir mão das contradições de pertencer - e desejar pertencer - ao sistema, não haverá mais a ilusão dos benefícios propiciada pelos de cima para calar os de baixo. A luta se radicalizou por parte dos que se cansaram de fazer pose de democrata e fazer de conta que a inclusão é tolerável. Já não fazem mais as concessões que permitiram a insolência das lideranças em relação às causas adiadas. Estas, juntamente com aquelas toleradas estrategicamente, perderam completamente seu espaço utópico, sua dimensão esperançosa e paralisante. Não haverá bolsa-família, Prouni, casa para todos, energia elétrica, cisterna, reforma agrária, demarcação de terras indígenas, respeito aos diversos gêneros, integridade da mulher, educação de qualidade, sustentabilidade... tudo que foi conquistado ou adiado se coloca no mesmo limbo das questões mais que impossíveis. Estas são anacrônicas, injustas, ridículas, ideológicas de acordo com a narrativa vencedora. Bem vindo novamente, todos aqueles que desejam um mundo melhor, às catacumbas da marginalidade. Ou não... A vitória da maldade sobre tudo que possa ser bom foi tão avassaladora que, há de chegar o dia em que não serão necessárias mais bandeiras de luta para que alguém se disponha a agir contra uma agressão. O caos, uma vez criado, não tem limites. E dele, da sua desagregação, sempre surge a energia capaz de refazer a matéria e reiniciar um novo ciclo. Em linguagem arquetípica, Shiva está cansando de dançar. Seu tambor está desafinando. É preciso parar e mudar o ritmo. Os que viverão, poderão sofrer muito mais. Mas, a vida nunca fácil, mesmo. Ao menos, terão um mundo pela frente pra reconstruir. Saberão, ao menos enquanto a memória coletiva permitir, o que não deverá ser feito. Não será mais a esperança, mas a infinidade de caminhos possíveis que lhes darão mais prazer em viver. Perdoem-me o fatalismo exagerado. Mas, é o que me sobre, na falta de uma solução. O abismo está aos olhos de todos. Só não dá pra parar antes de cair. Marchemos...

Seu voto: Nenhum
imagem de Gonzales
Gonzales

Discordo do título ...

... O título da matéria diz uma coisa, mas o noticiário internacional colocou Lula como um grande corrupto e não como heroí.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Bem ruim

Que materiazinha bem ruim....

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Henrique Finco

imagem de Ale Nogueira
Ale Nogueira

Nenhuma linha sobre fraude

Nenhuma linha sobre fraude jurídica ou perseguição política?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

.. é uma guerra mundial..

.. essa é a imprensa-empresa “ocidental” que manda no planeta.. viu aí o tamanho da guerra? Sem um movimento revolucionário, não vamos a lugar algum..

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de j.marcelo
j.marcelo

E o Aécio ?

E o Aécio ?

Seu voto: Nenhum (2 votos)

E essa ONU, serve pra que

E essa ONU, serve pra que mesmo? Também é esperar demais de uma entidade controlada pelos EUA.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de joel lima
joel lima

Se a África do Sul tivesse a

Se a África do Sul tivesse a elite miserável que nós temos, Mandela, depois de terminar um governo que conseguiu o milagre de unir uma nação dividida entre a minoria branca rica e a maioria negra pobre e que tinha tudo para o início de uma guerra civil sangrenta, passado um tempo depois de sair do governo, Mandela teria sido condenado por ter uma chácara que nunca esteve em seu nome e acabaria seus últimos anos de vida preso novamente em Robben Island. Não pode um país achar que será o país do futuro com uma elite que vive no passado pré histórico como a nossa. 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Esses influentes jornais estão mais perdidos que cachorro que ca

Esses influentes jornais estão mais perdidos que cachorro que caiu do caminhão de mudanças. Só falta dizer que o Lula foi presidente da Bolívia...

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Foi condenado por ser heroi dos trabalhadores

Lula, você pode provar ao mundo a caçada politica-ideologica que lhe fizeram. Eh isto agora o que deveria fazer, com toda a ajuda que puder contar la fora. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Caso contrário,

Maria Luisa, a mentira deles ficará como verdade histórica. Abs.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.