Revista GGN

Assine

O centenário de Luís Bittencourt

Por Mara L. Baraúna

Luís Gonzaga Bittencourt (Rio de Janeiro, 6 de maio de 1915)

O carioca Luís Bittencourt  era filho do violonista Antonio Lourenço Bittencourt e de Laura Augusta Bittencourt.

Teve aulas de violão com seu pai, um dos nomes importantes do início do século na música popular brasileira. Há também o registro de que seu pai era um pianista que acompanhava filmes mudos. 

Iniciou a carreira em 1930, em programas na Rádio Educadora do Brasil (depois Tamoio) e também no programa "Horas do outro mundo", de Renato Murce, na extinta Rádio Philips.

Sua primeira canção gravada foi "Lua Triste," por Sílvio Caldas, em 1936, pela Odeon. 

Trabalhou, de 1936 a 1960, nas orquestras da RCA Victor e da Rádio Nacional. Bittencourt participou como violonista de várias outras orquestras e conjuntos, dentre os quais, a orquestra do Cassino da Urca; o Conjunto Regional Guanabara; os Regionais de Dante Santoro, de Benedito Lacerda e de Rogério Guimarães. Integrou, ainda, o Conjunto "Chiquinho e seu ritmo" e o Regional do violonista Pereira Filho, do qual participavam Dante Santoro, na flauta, e Darci, no pandeiro.

De 1952 a 1961, trabalhou nas empresas Sinter e Philips como diretor artístico. Tornou-se produtor musical para Musidisc e Nilser. Desde 1961 é um membro da Orquestra Sinfônica Nacional.

Luís Bittencourt teve mais de 130 composições gravadas e escreveu canções do período conhecido como a era de ouro da música popular brasileira. Teve uma carreira notável como um instrumentista em diversos grupos e orquestras

Fontes: 

Luís Bittencourt no Dicionário Cravo Albin 

Luís Bittencourt

As origens intrigantes de "Nova Ilusão" 

Videos:

 

 (1 - Almirante, 2 - Luís Bittencourt, 5 - Nuno Roland, 7 - Lamartine Babo)

Média: 5 (3 votos)
1 comentário

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

So tem coisa boa

Acho muito importante posts como esse, que traz para a ribalta o autor. E Luis Bittencourt foi prolifero, e pela lista de musicas, todas bem conhecidas, foi um grande compositor e musico.

Seu voto: Nenhum
imagem de Mara L. Baraúna
Mara L. Baraúna

Trazendo à ribalta

Maria Luisa

Pena é que há pouquíssimos registros sobre a trajetória desse artista.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.