Revista GGN

Assine

O juiz de execução e a suspeição por parentesco

Por Motta Araujo

Comentário ao post "Pai do juiz da execução de Genoíno é homem de confiança de Jose Roberto Arruda"

http://www.dji.com.br/codigos/1941_dl_003689_cpp/cpp251a256.htm

Trata-se de caso de SUSPEIÇÃO por parentesco, cabe aos advogados dos réus arguir perante o Tribunal Regional Federal da 1ª Região que jurisdiciona o processo de execução das penas que já expos varios incidentes.

Se o pai do juiz é político do PSDB em plena atividade não pode funcionar tendo como réus dois ex-presidentes do PT.

Também cabe arquir a substituição sem fundamentação do juiz natural da Execução Penal, essa substituição depende de um ato claramente fundamentado onde se expõe as razões do ato.

A continuada série de atropelamentos do devido processo é assustador, está sendo construído um novo direito.

 

Média: 4.5 (17 votos)
52 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Chefe de juiz?

O Barbosa deve estar pensando que é "chefe" dos demais juizes e de suas decisões jurídicas

E não o presidente da última (ou única?) instância recursiva das mesmas.

Ele pensa que pode julgar os julgamentos dos demais (e fez isso na AP470).

Na última, fingiu uma "consulta aos pares", opinou, mudou de opinião, remudou (tudo bem, vai), fingiu-se democrata e no dia seguinte tomou uma decisão monocrática sobre uma sessão inacabada.

Se bem interpretei M.Aurélio de Mello, ele jogou a casca de banana pro Joca e ele pisou. Com aquele seu sorriso de Mona Lisa, MAM mencionou repetidas vezes que, embora defendendo a decisão colegiada, o Bat Ministro "poderia tomar uma decisão monocrática"... (e Joca ouvindo com muito interesse).

MAM também mencionou que todo cuidade deveria ser tomado para que amanhã não anulassem o julgamento...

Premonição?

 

 

PS: Ao Motta AA, meus parabéns por seus últimos e ótimos comentários, pelo menos sobre o tema. A continuar assim vou passar-lhe uma procuração e deixar de comentar!

Seu voto: Nenhum
imagem de snoopy
snoopy

como é bom ler um comentário

como é bom ler um comentário quando o autor conhece o assunto, parabéns andré araújo! parece outro, quando comparamos o que escreve sobre economia, aí é um desastre total..hehe

Seu voto: Nenhum (1 voto)

De fato, o juiz substituto

De fato, o juiz substituto não pode exercer jurisdição no processo de execução da pena dos réus da AP 470 quando ele é filho de um político do PSDB que já se mostrou publicamente ser diretamente interessado no feito (art. 252, inciso IV, do CPP).

Creio que é caso inclusive de impedimento, já que a suspeição é tratada em outro artigo, qual seja, 254 do CPP.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

"É relativamente fácil suportar a injustiça. O mais difícil é suportar a justiça." Henry Louis Mencken.

imagem de emerson57
emerson57

pau que nasce torto

é assustador, está sendo construído um novo direito."

não está sendo construido nada. é o velho "torto" de sempre

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de DanielQuireza
DanielQuireza

Mas ai cabe aos advogados

Mas ai cabe aos advogados alegarem a suspeição. Se não agem não adianta reclamar.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Daytona
Daytona

É, Daniel, nós que não somos

É, Daniel, nós que não somos réus não temos que reclamar, temos é que assistir quietinhos o Estado Democrático de Direito sendo jogado na lata do lixo.

Só podemos reclamar quando formos as vítimas dessas violências e arbitraridades, até lá, vamos ficar quietinhos.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de ed. não logado
ed. não logado

Foco é Justiça, não réus.

Caro Daniel, embora muitos (como eu) se preocupem (justificadamente) com as injustiças e irregularidades e seus efeitos sobre os réus (há casos e casos*), a preocupação maior independe deles, pois refere-se ao esbandalho que está sendo feito com a Justiça, seus conceitos, princípios, transparência, isenção e lisura.

Pelo grupo que está aí para defender e assegurar o máximo e definitvo (irrecorrível) cumprimento da lei, em última instância, de cima para baixo.

Isto é gravíssimo e pode ter efeitos nefastos no futuro!

 

 

(*) Não se trata apenas de defender (ou não) réus que meramente assinaram contratos comprovadamente cumpridos e pagos de empréstimos (de "amigo" ou não) ou de outro que patrocinou ou aceitou despesas de campanha em caixa 2 (ooooh!) ilegalmente. Isto foi propositadamente transformado em um saco de gatos, para misturar de ministros a office-boys(girls)  numa "conta de chegar" de 40, para evidentemente afetar politica e eleições / opniião pública.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Fiódor Andrade
Fiódor Andrade

E essa história de que

E essa história de que Barbosa ficou decepcionado com o juiz titular e o substituiu não cola.

Desde o primeiro momento ele enviou as ordens de prisão para o substituto que estava de férias.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de ed. não logado
ed. não logado

Juiz "julgando" juiz?

E desde quando um juiz pode se "decepcionar" outro juiz e substituí-lo apenas por isso?

O que pode haver é: diferentes julgamentos, sentenças, condenações por diferentes instâncias de processos.

Ou que um juiz abra um processo ou recurso contra o outro para contestá-lo.

Isso aí é aceitação de pura avacalhação ditatorial judiciária.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de ed. não logado
ed. não logado

Prestenção Fiódor

Caro colega, minha réplica concorda e reforça seu comentário.

Notei que o início dele ("e desde quando"...) pode dar a entender uma contestação.

E é!

Mas não a vc, e sim ao fato.

Abs

Seu voto: Nenhum

Mente doentia.

É Isso. Sua observação é perfeita.

Barbosa já havia escolhido com antecedência criminosa o juiz da execução que melhor interessava a ele Barbasa.

Ou seja, o Judidiário brasileiro, há muito vem funcionando a partir dos interesses de uma mente doentia.

 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Qual será a próxima?

Isso nem parece que é verdade. Parece um script escrito por um bitbull udenista anti-petista hidrófabo. Parece o sonho de consumo dessas figuras sendo realizado.

Estão consguindo transformar o AA num ferrenho "defensor de petistas". Se bem que sei que o nosso querido conservador está tão ou mais indignado com o escárnio que essa turba liderado pelo boçal midiático está submetendo à constituição, do que ao Dirceu e ao Genoino.

E a gente esperando que com a repercussão das barbaridades cometidas na "proclamação da republica pig-barbosiana", o dito cujo abaixaria a bola. Que nada, substituiu o juiz que ousou contestar suas ordens por um que, em tese, o fará com gosto.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Juliano Santos

Em tempo. Delúbio e

Em tempo.

Delúbio e principalmente  José Dirceu estaõ correndo o risco de serem assassinados la na "papuda,

quem conhece sabe como é fácil motivar presos à partir de privilégios concedios e não concedidos,

basta um " salve " e já eram os arquivos. A culpa? Do  PT  claro..se já estão querendo culpar o Haddad

pelas fraudes da administraçaõ Serra/Kassab, no caso acima  fica  " ficha".

 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Dando uma de advogado do

Dando uma de advogado do  diabo ( ou dos diabos) : estaria o JB sendo chantageado? Seria a encomenda

maior que a entrega? É duro para a "tucanada exxchange brasil" e demos  dos demos ,millenium, CQC

e outras "bagaças" ver o "petroleo" jorrar dentro de uma administração petista?Quantos acordos "bacanas

e entreguistas eles estaariam deixando de fazer, a partilha que tanto choraram  na realidade endureceu a 

possibilidades de bons "negócios para  a galera?

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Marcos Carvalho Campos
Marcos Carvalho Campos

É o $$$ que move estes caras,

É o $$$ que move estes caras, portanto, sua explicação é muito correta. Estão querendo denegrir ao máximo a imagem do PT junto ao eleitorado tentando um segundo turno, isto se for para ficar no plano eleitoral, se for para partir para o golpe qualquer coisa serve, mas falta apoio popular e povo muito mais desinformado do que hoje. E a medida que avança a disseminação de informação e participação mais fica difícil. Vão precisar de uma verdadeira guerra para conseguir retomar o governo.

Imagine se os meios de comunicação criticassem o Governo Federal no que ele erra, mas ELOGIASSE no que ele ACERTA. A Dilma ganharia no primeiro turno com 80%

Seu voto: Nenhum (1 voto)

TODOS JUÍZES SE SUJARAM DEMAIS NISSO

Todos que participaram dessa trama, conferindo legitimidade a isso que vimos e ainda estamos vendo, colaboraram e são tão culpados quanto o demente a quem obedecem como se fosse uma pessoa normal. Lamento, mas até Lewandowski está implicado nisso, visto que é um juiz de fato, e nada fez para interromper a sequência de absurdos, deveria se retirar do pseudo julgamento, firmando posição de protesto.

Desde o começo os advogados pediram afastamento do relator, com base legal, por ter sido a mesma pessoa participar de tudo, do interrogatório e investigações e depois ser o relator:  já ai ele deveria ter sido afastado se fosse um julgamento normal. Mentiu o tempo todo, fraudou os autos escondendo peças, e agora, estrapola mais uma vez, interferindo na fase de execução, que já não lhe compete. E com esse imbróglio todo, afinal não vimos o julgamento dos embargos infringentes, e ninguém fala mais nisso. Quando uma pessoa não pode responder por si, como é o caso, o responsável é quem indicou, no caso Lula, mas também os que não o coibem após tantas demonstrações de insanidade.

Criou-se um tribunal especial, medieval, para estes réus, à vista de todo sistema jurídico, que assiste indiferente ao show de ilegalidadesbrutais. A impressão que se tem é que pegaram um guardador de carros na rua, daqueles tipos arrogantes que querem extorquir pessoas, e puseram lá para julgar os réus. É uma pessoa avessa às leis, à civilidade, ao trato social, não servia nem sequer para ser funcionário público de bem baixo escalão, quanto mais juiz.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

E o Banco do Brasil cobrando a Visanet

Agora que terminou o julgamento com o trânsito em julgado da sentença, o Banco do Brasil se credencia a cobrar os valores que o Pizzolato desviou. De quem o BB irá cobrar? Da Visanet? Do Pizzolato? Da DNA? Como sou leigo em direito, gostaria que alguém me esclarecesse.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de ed. não logado
ed. não logado

Cobrar DARFS é mais fácil. E rende muito mais!

Bispo, o dinheiro, conforme os contratos disponíveis na Internet, nunca foi do BB, era uma verba da Visa International disponibilizada pela própria num fundo chamado Visanet (hoje Cielo) para propaganda CONJUNTA dos cartões Visa e seus bancos associados, com direito a cotas de uso Bradesco, BB, Santander e o extinto Nacional. Por isso chamava-se "de Incentivo" (ao uso dos cartões Visa), já que qq. banco pode também ter outras bandeiras.

Neste fundo, se os bancos não indicassem o uso de suas cotas ou deixassem a bandeira Visa, não teriam direito a nenhum "tusta"

Portanto, apesar da condenação do RÉU, isto, absurdamente, não prova ã farsa do "dinheiro público" (até porqe o BB tem controle estatal e ações em bolsa).

Muuuto mais fácil cobrar os DARFS bilionários da Globo do que o farsesco dinheiro público da multinacional Visa, que seria a "parte interessada", obviamente também no uso efetivo do seu fundo em ações de propaganda e marketing, conforme auditado e comprovado.

Só por isso, já daria pra questionar documentalmente a lisura do processo e do STF.

E anulá-lo.

Seu voto: Nenhum
imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

MENSALÃO FINANCIA O TRENSALÃO DAS 11

 

Ivan Bispo, vejo apenas uma alternativa, para tentar esclarecer sua inquietude. Aliás, estado de desassossego, a envolver todos que não tem o privilégio, melhor dizendo, o apanágio de um apadrinhamento, uma costa-quente, na casa-grande.

Mas, voltemos à vossa preocupação. Pois bem, creio, que para o Banco do Brasil recuperar os recursos que suas excelências disseram ter sido surrupiados pelo Pizzolato para dar ao Zé Serra, digo, Zé Dirceu e ao Genuíno, Delúbio e etc. Sendo, que o Pizzolato, apresenta documentação (que o barbosino não quer nem saber da existência) comprovando que pagou, parte pra Rede Globo, e o restante, para outras tantas empresas que prestaram serviços promocionais para o cartão Visa.

Pela bitola da  trapalhada armada. Os supremos juízes do stf , liderados pelo justiceiro Joaquim Silvério, digo, Barbosa, meteram os pés pela mãos. Atolaram-se, na tentativa de tornar aquela tosca arapuca jurídica, numa edulcorada novela moralista. Pelo andamento da patranha em tela, é possível que o Joaquim Barbosa, saiba exatamente onde estão os 73 e poucos milhões de dinheiros surrupiados pelo Pizzolato dos cofres públicos do BB.

Agora me ocorre... ou, teriam tais recursos sido empenhados para pagar uma das parcelas do financiamento do  trensalão paulista?  Bem, se assim for, ai, entra para esfera da prevaricação. Vai para o âmbito dos engavetadores especializados do tucanato.

Orlando

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum

BB cobra...

Matéria do Brasil 247

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/121786/Globo-quer-que-BB-cobre-o-que-ela-pr%C3%B3pria-recebeu.htm

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de LUIZ VALENTIM
LUIZ VALENTIM

Ninguém deve ser responsabilizado pelos pais que tem

A questão central é a ingerência do Joaquim.

Isso é legal  ou não ?

A escolha de Juízes em processos devem ser aleatória e não selecionada.

Se o Juíz não pode desempenhar suas funções ele deve ser afastado, mas, o Joaquim foi picado pela mosca azul e atua politicamente e estrapola seus poderes legais. Ele tá executando uma justiça seletiva e isso não é bom pra democracia. Criminalizar Patidos políticos é violentar o Estado Democratico de Direito!

Antes reclamávamos da Justiça PPP(só pega Pobre, Preto e Puta)

agora Ele inaugurou a Justiça PPPP (Preto, Pobre, Puta e Petistas)

Seu voto: Nenhum (4 votos)

"Em nome do povo e para o povo"

Caro Nassif e demais

Isto tudo é o que Marx chamou de luta de classes sociais.

A casa grande não foi derrubada pela eleição do PT e outros partidos progressistas.

Eles estão temendo, que na próxima eleição aja um maior número de deputados e senadores, e que estes possam alterar as estruturas arcaicas de domínio.

O PT poderia indicar até os 11 ministros, e daí?!  

"Em nome do povo e para o povo" a casa grande aposta num linchamento do ZD, Genoinoe Delúbio pelos demais presos.

Saudações

 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

A escolha de Joaquim

Como se não bastasse o pai ser dirigente do PSDB e homem da estrita confiança de Arruda da Caixa de Pandora, a mãe do juiz escolhido por Barbosa para atuar na execução da Ação Penal 470, Lucia Rosane Ribeiro postou a seguinte frase nas redes sociais: " Eu me matando para julgar o mensalão e você vota no PT? Francamente!". Alguém acredita quecom uma pressão dessas o juiz do Barbosa cumprirá rigorosamente a Lei de Execuções Penais? O que a população precisa saber é que a Ação Penal 470 não diz respeito apenas ao Dirceu, Genoíno e Delúbio, ela afeta a todos. Como exemplifica Ives Gandra: " Você tem pessoas que trabalham com você. Uma delas comete um crime e o atribui a você. E você não sabe de nada. Não há nenhuma prova senão o depoimento dela - basta um só depoimento. Como você é o chefe dela, pela teoria do domínio do fato, está condenado, você deveria saber."

Seu voto: Nenhum (1 voto)

A ditadura do STF

Barbosa feriu, de fato, o princípio constitucional da inamovibilidade do magistrado.

Para que o juiz seja “abduzido” das suas funções deveria haver previamente justificativa fundamentada do tribunal a que pertence - com quorum específico - e com direito a ampla defesa.

Mais uma aberração jurídica patrocinada pelo ditador Joaquim Barbosa. 

A OAB não pode ser apenas um órgão arrecadador de anuidade de seus filiados. Exige-se bem mais que isso.

Será que estão esperando Barbosa matar algum jurisdicionado?

 

 

Seu voto: Nenhum (12 votos)

E a AMB?

O princípio constitucional do Juiz Natural também foi ferido.

Além da OAB, cadê a AMB - Associação dos Magistrados Brasileiros que não se pronuncia a respeito e que costuma ser tão zelosa na defesa corporativa dos seus? Ou só serve para defender auxílio-moradia e outros benefícios à sua classe?

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de André Sousa
André Sousa

Pais desigual e elite atrasada

Esse tipo de golpe é tipico de paises desiguais e injustos cono o nosso:

http://www.jornalggn.com.br/noticia/o-conflito-da-distribuicao-de-renda

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

O processo penal, mais que o

O processo penal, mais que o processo civil, exige estrita obediencia às regras porque é esse rigor que dá garantia aos reus. Cada etapa do processo penal tem limites preciso de atuação de promotor, juiz do mérito, juiz da execução.

O juizo da ação penal termina com a condenação e expedição dos mandatos de prisão. A seguir, a jurisdição dos reus passa ao juizo de execução penal, cessando a jurisdição do juizo da condenação.

Estamos assistindo à uma invasão de um juizo no papel do outro, o juizo da condenação continua atuando, como se ele fosse dono dos reus, o direito no Brasil está virando uma balburdia completa, o sistema está sendo quebrado por dentro mas será que a OAB não tem absolutamente nada a dizer, numa area que é estritamente sua função?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Paulo S.
Paulo S.

E o PT nada...

E o PT nada...

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de AlvaroTadeu
AlvaroTadeu

Os limites de Joaquim.

Não apoiei, não apoio e jamais apoiarei as decisões do ex-tesoureiro do PT de trabalhar com caixa 2, "porque todos os outros partidos se utilizam do caixa 2". Com essa decisão pragmática, ele atirou a História do PT na lata do lixo. Isso é uma coisa. O caixa 2 do PT deveria ter sido julgado e os responsáveis apenados segundo a legislação. O que não pode é transformar o julgamento num circo e Joaquim Barbosa comandar a função, tendo ao lado um suspeitíssimo Gurgel, que escondeu provas, fez acusações sem fundamento ("dinheiro público", o da VISANETm etc.). Até um leigo como eu notei um julgamento eivado de erros, uso da tal "Teoria do Domínio do Fato", que jamais houvera sido utilizada no Brasil.

A única vez que um tribunal civilizado julgou crimes que não eram definidos como crimes na época do cometimento, foi em Nurenberg. Assassinato sistemático de milhões de judeus, sem julgamento nenhum, apenas por serem judeus provocou uma revolta tão grande entre os seres civilizados do planeta, que Nurenberg inovou. Mas nenhum nazista foi enforcado sendo inocente ou sem provas. Agora, os erros de Barbosa são mais infantis do que quando um aluno do oitavo ano erra trocando os sinais em um exercício de Matemática. Todo mundo acompanhou o vídeo onde Joaquim Barbosa confirma que o encontro entre José Dirceu e José Martinez deu-se em dezembro. Martinez falecera em outubro em acidente aéreo, fato noticiado por todos os jornais. Essa indecência de Joaquim não foi erro, foi crime. E um presidente de um tribunal constitucional que participa de uma chicana grotesca como essa, deve ser constitucionalmente impedido, retirada sua aposentadoria e cumprir pena na Papuda por tentativa de golpe de estado. Se Joaquim não for apeado do STF não haverá salvação para o Brasil.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

A pureza e seus possíveis resultados

Seu comentário me é muito bom e, embora concorde com tudo, na teoria, sabemos que na prática ela "é outra".

Confesso de cara (que o Barbosa não me ouça) que sou humano, e portanto, imperfeito. E um tanto pragmático.

Daí, um reparo prático que faço (no teórico mantenho minha total concordância) refere-se bem ao seu início, onde eu, de novo, ser humano imperfeito e pragmático, diria: "não apoio, mas relevo".

Não é porque "os outros fazem"  em si. A menos que seja tolerância zero para TODOS, se os outros fazem, vc muito provavelmente não conseguirá competir com eles, se não o fizer.

Será um eterno perdedor ... embora com "História".

Se não fosse pelo caixa 2 e coligações (espúrias ou não), eu suspeito que não haveria "Lulalá".

Supor um Brasil tucano nos últimos 11 anos e próximos!) com um Serra/Alckmin/sei lá mais quem, contra os sofridos mas consistentes ganhos ( recuperações) que tivemos, pra mim vale muito mais que uma "História do PT".

Até porque ela não alimenta a fome de ninguém.

E a vitória de Lula alimentou.

E entre a história do PT e a do Brasil, eu fico com esta última.

O fato é que:

1) O caixa 2 neste caso é um instrumento de "escondimento" de contribuições de campanha que (embora ilegais) sequer configuram sonegação, já que partidos não pagam imposto.

2) O fundo público de campanha é aceito e defendido pelo partido dos "mensaleiros", mas a oposição continua se "fazendo de desentendida". Ainda assim, tal solução apens diminuirá a pressão pelo caixa 2, mas não o eliminará. Acordos disfarçados, por baixo dos panos em política existe em qq. lugar do mundo. Ou o glorioso império britânico não teria alavancado suas conquistas com os piratas e corsários a serviço de sua Majestade.

3) Como sou imperfeito, não vou esconder que tenho consciência plena de que contribuições de campanha, por dentro ou por fora, tem 3 razões principais:

a) Abatimento de IR, geralmente merrecas, para todos os partidos até o limite.

b) A mais rara: ideologia de quem pode, para seus partidos de religião (oops, crença política).

c) A mais comum: troca de favores e interesses ou o conhecido "toma lá, da cá" (um pouquitomás). Aí mais do que ideologia, vira aposta em quem acha que vai ganhar (sempre distribuindo "riscos" proporcionalmente).

Eu que sou imperfeito e sei que 99,99% são iguais a mim (desde o muio mais até o muito meno) não minto:

Se alguém disser que escrevi isso

Eu nego.

Seu voto: Nenhum

É isso.

Perfeito!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de André Sousa
André Sousa

Exceção

Num tribunal de exceção da ate pra transformar morto em vivo. Quanto ao caixa 2, o PT queria ampliar sua base de apoio através da eleiçao de candidatos para aprovar as reformas(nada a ver com mensalão), e se nao fosse asssim o Brasil estaria na mesma merda

Seu voto: Nenhum (5 votos)

A CF/88 confere uma série de

A CF/88 confere uma série de garantias aos Juízes justamente para impedir que eles sejam abusivamente removidos de suas Comarcas por influência político/administrativa ou impedidos de judicar neste ou naquele caso por vontade de quem quer que seja. Uma vez mais o presidente do STF demonstrou seu desprezo pela CF/88. Ao escolher a dedo quem irá administrar a condenação dos réus, fica evidente que a mesma está sendo considerada uma espécie de vingança. A vingança, entretanto, não tem lugar no Estado de Direito nem pode ser legitimamente executada por qualquer autoridade judiciária.

 

Ajudei a escrever esta CF/88 participando ativamento do processo constituinte nos limites que me eram impostos. Sou advogado e não estou nenhum pouco satisfeito com o que está ocorrendo. O que mais JB terá que fazer para a OAB pedir seu Impedimento no Senado Federal?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Promotores na gestão municipal.

Com todo o respeito Dr. Fábio, mas como advogado vc já sabe que é assim em todo o país.

E tem mais, está acontecendo uma coisa muito interessante no Brasil. Promotores públicos estão sendo mobilizados pela população em questões de inoperância do executivo municipal. Em outras palavras, se o prefeito não fizer, o promotor entra com ação na prefeitura, obrigando o prefeito agir a determinada solicitação.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Você está confundindo duas

Você está confundindo duas coisas: a competência do MP para provocar o Judiciário em virtude da inação do Executivo; garantias constitucionais garantidas aos Juizes para decidir sem temor de influência ou pressão.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Mas ele tem razão, porque ...

O MP do estado de São Paulo, tem acolhido petições de, por exemplo, vagas em creches, forçando as limitações de acolhimento de cada uma. Apelam para direitos universais do cidadão para obrigar o Prefeito, recém impossado a imediatamente solucionar o problema daquela criança em particular, furando toda tradicional fila de espera. Deveriam verificar a capacidade calculada de cada uma das creches antes de acolher tais pedidos. A toda uma organização numa instituição dessas, um planejamento do espaço, um nº certo de funcionários, quantidade de comida etc, e a traição disso compromete o desempenho de tal serviço.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Tem razão.

Confundi um pouco, vc tem razão.

Mas é notória a força política que juízes e promotores estão tendo no país. Além do total poder no judiciário estão galgando o poder executivo.  

Seu voto: Nenhum
imagem de André Sousa
André Sousa

Depende

Que nem o MP de SP que engavetou o propinoduto tucano, e nos municipios os promotores protegem os aliados do governador, que indica o chefe do MP, isso é fato.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Revelação de sonho desta noite: O Extrremista

A partir de agora vou atentar para 3 momentos de estados do ser: Visionário, forma e cognitivo. VISÃO.FORMA.CONHECIMENTO> 1º Momento: Visão. Spin médico.Revelação de sonho desta noite: Extremista no poderApós dormir bastante entediado por causa destas coisas relatadas neste post demorei pegar no sono. Dormi e encontrei-me com o spin médico carlos lima, já falecido, e ele me explicou tudo sobre o que está ocorrendo e resumiu tudo na frase "EXTREMISTA NO PODER".   2º Momento: Forma. Spin nu.   Ir despido à Igreja. Na revelação falamos sobre isso, quando disse ao médico: Não esperava que vc tivesse coragem de despir-se e assim ir à Igreja. Performance: Tornar isso real.  Arquivo Barbosa, presidente do STF: Spin extremista  (Não nos esqueçamos de um detalhe muito importante: Não é por causa da cor da pele que ele(Barbosa)  é  assim  3º Momento: Vocação. Spin extremista Emir SaderEmir SaderEmir Sader  O poder e o caráter (Fenomenologia de um burocrata)Lenin gostava de repetir que o poder corrompe e o poder absoluto corrompe absolutamente. Corrompe material e espiritualmente Por Emir Sader, na Carta Maior A afirmação:  “Quer conhecer uma pessoa? Dá-lhe poder, para ver a força do seu caráter” vale para entender comportamentos na esfera da política nacional, mas também em outros marcos institucionais.
Gente que pregou sempre a socialização do poder, as direções coletivas, a construção de consensos mediante a discussão democrática e a persuasão, criticou sempre a violência verbal, a ofensa, o maltrato às pessoas – de repente vê um cargo de poder cair no seu colo,  revela falta de caráter, renega tudo o que aparentemente defendia, se encanta pelo poder e se torna um déspota.

O poder lhes sobe à cabeça e lhes invade a alma. Todas as frustrações e os complexos de inferioridade acumulados por não ter méritos para um protagonismo de primeiro plano, de repente irrompem sob a forma da prepotência, da arbitrariedade, da concentração brutal do poder, de mal trato das pessoas, do  uso do poder das formas mais arbitrarias possíveis.

Tem gente que se humaniza ainda mais quando assume funções públicas, aumenta sua modéstia, suas formas humanas de relação com as pessoas. Tem outras em quem o poder bota pra fora o que de pior estavam acumulando. Se transtornam, tornam-se monstros, que acreditam que o poder é um porrete, de que fazem uso a torto e a direito, contra todos.

Não conseguem conviver com pessoas que acreditam que lhes fazem sombra. Tem complexo de inferioridade, então acreditam que os outros o desprezam, não o levam a sério, não lhe reconhecem os méritos que acreditam ter.

Tem uma visão instrumental do poder, tanto assim que se desesperam quando se defrontam com pessoas que tem seu poder na moral, na legitimidade política, na capacidade intelectual – de que eles não dispõem - que não se vergam diante de ameaças, diante do poder do decreto, da arbitrariedade. Diante dessas pessoas, perdem o equilíbrio, se sentem pequenos, impotentes, desprezados.

Não conseguem conviver com a diferença. Diante de divergências, buscam fazer com que desemboquem na ruptura, valendo-se do poder formal dos decretos, das punições, da exigência de retratações formais. Não tem estrutura psicológica para conviver com as diferenças, para buscar coesão entre diferentes. Logo descambam para a violência, verbal e dos decretos.

Usam os espaços institucionais que detêm como se fossem propriedade sua, dispõem das pessoas, das coisas, dos recursos, como se fossem patrimônio pessoal. Fazem do cargo que tem, uma propriedade pessoal, desqualificando completamente o caráter publico que a instituição deveria ter.

Como sabem que tem um poder ocasional, pequeno, vivem depressivos, buscam esconder-se através de falsas euforias, mas que lhes tiram o sono, a calma.
Tratam mal  a todos a seu redor, fazem deles submissos, em lugar de ajudá-los a desabrochar, como outros lhe permitiram sair do anonimato e galgar posições.
Vivem cercados de subalternos, cinzentos, temerosos. Todos acumulando rancor e ódio contra ele, sonhando todo dia com a sua morte, a sua desaparição mágica e súbita. Sonham que ele desapareça, tanto o rancor e a humilhação que acumulam e sofrem. Ninguém gosta desse tipo de gente, o temem, o odeiam, o desprezam caladamente.

É uma gente medíocre, mas que tem uma ânsia profunda do poder. Como é profundamente inseguro, precisa da adulação, por isso vive e nomeia incondicionais para cercá-lo. De quem cobra palavras de adulação a cada tanto.
Como compensação do complexo de inferioridade que tem.

Alimentam o acesso ao poder durante 10, 20 anos. Quando chegam, se afogam com o poder, o transformam em poder absoluto. Quando deviam se realizar, se frustram, ficam menores, deprimidos, precocemente decadentes. O que deveria ser o ápice, é o fim.

Fazem o teatro de um suposto desapego ao poder, de dedicação não sei quantas horas ao dia às tarefas mais duras – e cinzentas -, mas se apegam ao poder como sua alma. Já não podem viver sem ele e suas prebendas.

Quando vai terminando o tempo desse poder, ficam desesperados, porque não conseguem mais viver sem esse poder, sem se dar conta que esse poderzinho é uma porcaria, um nada. E porque todos fora dali, que não dependem dele, lhe tem um imensa e generalizada rejeição, que é o que o espera quando não possa mais se proteger com as prebendas do poderzinho que tem hoje. Vão ser reduzidos às suas devidas proporções, de mediocridade e anonimato.

Porque o poder forte é o poder legítimo, fundado no convencimento, na ética, no reconhecimento livre dos outros, que ele não conhece. Porque esse tipo  de burocrata tem uma visão pré-gramsciana, acha que o poder é a violência, a força, a prepotência. Que pode levá-lo pra casa no bolso ou debaixo do braço.

Pobres diabos, devorados irreversivelmente pela mediocridade, pelas mentiras com que tentam sobreviver – mentem, mentem, mentem, desesperadamente -, em guerra contra os outros e em guerra consigo mesmos.

Lenin gostava de repetir que “O poder corrompe e o poder absoluto corrompe absolutamente”. Corrompe material e espiritualmente.

Esses burocratas, corrompidos pelo poder, são discricionários, prepotentes, cobram dos outros, mas não permitem que cobrem dele. Cobram economia alheia, contanto que ninguém cobre seus desperdícios. Não agem com transparência, escondem seus passos e suas intenções.

Não amam, não sabem amar, nunca amaram. Gostam de si, tentam sobreviver, mal e mal, sem amor.

Reduzem tudo ao administrativo, porque não sabem pensar, tem terror a ter que se enfrentar a uma realidade que tivessem que decifrar, a argumentos que desnudassem sua falta de razões, suas arbitrariedades. Não sabem argumentar, não conseguem justificar as decisões absurdas que tomam, então vivem no isolamento, e no pequeno circulo cinzento dos que dependem dele. Fogem da discussão, da confrontação de argumentos, que é o que mais temem. Tentam reduzir tudo a prazos, normas, estatutos, punições, ameaças, promoções, expulsões. São burocratas perfeitos, idiotizados pela ativismo, que não podem parar, senão teriam que pensar e isso é fatal para eles.

Eles não entendem onde se meteram, deglutidos pela atividade meio – seu habitat, como burocratas que são, por natureza – não compreendem o que fazem, até mesmo porque é incompreensível, reduzidos às cascas formais de um conteúdo que lhes escapa, porque sua cabeça obtusa não lhes permite captar o que os rodeia, que eles pretendem aprisionar mediante decretos.

Se desumanizam totalmente pelo exercício frio da administração, que  creem  que é poder. São solitários, vivem fechados, os amigos se distanciam, perdem a confiança neles primeiro, o respeito depois.

Pensam que dominam tudo, com seus cronogramas e convênios, mas não controlam nada. Tudo acontece a seu redor, sem que eles saibam. Vivem num mundo vazio, que não podem parar, para não se dar conta que é vazio. Pulam no abismo para seu fim.

Não conseguem pensar-se a si mesmo sem esse poderzinho. Tentam perpetuar-se, pela inércia, porque fora desse lugar não são nada. Ali também não são nada, mas se enganam, se iludem, que são. Apodrecem no exercício das funções burocráticas e ai morrem.

São personagens que terminam como o canalha do Nelson Rodrigues: solitários, sem ninguém, agarrados ao único que lhe resta: a caneta e escrivaninha.

Os burocratas morrem em vida, afogados pela sua mediocridade. Passam pelo cargos sem pena, nem glória, esquecidos e desprezados por todos. Saem menores do que entraram. Se dão conta aí que já não serão nada na vida.

Essa a vida e a morte dos burocratas. A vida segue, feliz, sem eles. 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

 

...spin

 

 

(Sem título)

Seu voto: Nenhum (1 voto)

" A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos." - Barão de Montesquieu

 

  Pode ser delírio, mas creio

 

Pode ser delírio, mas creio que toda esta farsa do julgamento AP470 tenha sido engendrada pela CIA/NSA com a coordenação da mídia brasileira ( liderada pela GRoubo)

É possível que os bandidos estejam utilizando gravações efetuadas pela CIA/NSA para chantagearem autoridades do judiciário e congressistas .

Já que não há esperança de ganharem no voto então... que venha o caos em 2014, colocarão os Black Bloc , Anônymus e outras organizações subterrâneas para balburdiar as eleições  .

Seu voto: Nenhum (13 votos)

" A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos." - Barão de Montesquieu

 

Hamlet

Há lógica na sua loucura.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

lidiaz

Esta possibilidade existe ,

Esta possibilidade existe , depois do snowden  o fator "007 é mais que real, mas a  motivação central e

clara chama-se  :PETROLEO , simples.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Paulo S.
Paulo S.

Se for o caso, então que

Se for o caso, então que joguem tudo às favas e expõem o lado podre da mídia: com certeza ela perde mais do que todos os "chantageados".

Seu voto: Nenhum (5 votos)

  O problema é que a CIA,

 

O problema é que a CIA, Mossad e congêneres sabem manipular as pessoas utilizando as suas próprias fragilidades .

Por exemplo, o Mossad não cansa de sequestrar muçulmanos e forjar adultérios fotografando suas "vítimas" com pseudoprostitutas, para muitas autoridades islamitas ser "flagrado" nesta situação é pior que a morte .

 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

" A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos." - Barão de Montesquieu

 

imagem de Marcos Carvalho Campos
Marcos Carvalho Campos

Pode ter certeza que a

Pode ter certeza que a maldade humana vai bem além do exemplo que você relatou. Os judeus que já foram alvos dela agora são seus executores.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Quanto ao  "mossad, quem não

Quanto ao  "mossad, quem não se lembra daqueles rapaz que invadiu a casa do Silvio Santos ( Abravanel)

depois de preso bastaram alguns dias para aparecer morto na cela. Vai saber.

Seu voto: Nenhum

  É verdade, morallis, muitos

 

É verdade, morallis, muitos sionistas se sentiam em casa no periodo demotucano (1994/2002), basta relacionar os setores do Estado brasileiro onde eminentes figuras sionistas comandavam com bastante desenvoltura, aliás alguns setores extremamente vitais na estrutura do Estado .

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

" A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos." - Barão de Montesquieu

 

  Estou achando isso tudo

 

Estou achando isso tudo muito, "acertado nos mínimos  detalhes" .  Por exemplo : O barbosão já conhecia este juiz da vara de execuções penais ?  Quem aconselhou o barbosão a fazer esta substiuição ?

 

Seu voto: Nenhum (10 votos)

" A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos." - Barão de Montesquieu

 

imagem de Schell
Schell

Ora, ora e ora: como todo


Ora, ora e ora: como todo "bom" desembargador, o dito cujo (ora) presidente do TJ-DF e "territórios" (mesmo que não os haja) sonha com uma "indicação" para o STJ (pelo menos); daí a aceitar/engolir as "ordes" do JB, mero pulinho. Não se salva um...

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.