Revista GGN

Assine

O tamanho da crise da Petrobras

Preparado pelo consultor legislativo Paulo César Ribeiro Lima, o documento “A situação econômica e operacional da Petrobras” é um bom roteiro para entender a situação da Petrobras e discutir as próximas etapas.

Resultados da Petrobras

Em 2009, com o preço do barril em US$ 58,2 a Petrobras praticou preços acima do mercado internacional, com lucro líquido consolidado de R$ 29 bilhões; em 2013, com o barril a US$ 91,54, preços abaixo e o lucro líquido foi de R$ 23 bilhões.

Para 2015, o trabalho prevê um lucro líquido de R$ 29 bilhões, mesmo com preços baixos de petróleo.

Os dados desagregados

Em 2013, a receita total foi de R$ 304,9 bilhões e o lucro líquido consolidado de R$ 23 bilhões. Com os altos preços do petróleo, Exploração e Produção apresentaram altos lucros e Abastecimento grande prejuízo.

  • Exploração e Produção R$ 42,2 bilhões,

  • Abastecimento R$ (17,8) bilhões,

  • Gás e Energia R$ 1,387 bilhão,

  • Bicombustíveis R$ (254) milhões,

  • Distribuição R$ 1,843 bilhão,

  • Área Internacional R$ 3,775 bilhões,

  • Corporativo R$ (8,013) bilhões e

  • Ajustes R$ (215) milhões.

Em 2009, o quadro foi outro, com lucro líquido consolidado de R$ 29 bilhões..

  • Exploração e Produção, lucro de R$ 19,6 bilhões,

  • Abastecimento, lucro de US$ 13,3 bilhões.

Com base nesses números, para 2015 o trabalho estima um lucro de aproximadamente R$ 30 bilhões para a Petrobras, assim divididos:

  • Exploração e Produção de R$ 23 bilhões, admitindo-se um custo de extração de US$ 15 por barril,

  • Abastecimento de R$ 7 bilhões, supondo-se que, em 2015, a diferença a maior entre o preço praticado no mercado nacional e no mercado internacional seja metade da diferença ocorrida em 2009.

Ou seja, mesmo com a queda do preço internacional, o lucro de 2015 poderá ser similar ao de 2009, período de preços baixos de petróleo, “caso sejam mantidos os preços da gasolina e do óleo diesel ao longo de 2015”.

Custo de produção

O custo de extração de petróleo pela Petrobras é da ordem de US$ 15 por barril. Com cotações mais elevadas, o pagamento da participação governamental passou para US$ 17 por barril. Caindo as cotações, reduz-se também a participação estatal.

Segundo o trabalho, somada a participação governamental e outros custos gerais, o custo de produção de petróleo da Petrobras é da ordem de US$ 28 por barril. O custo de refino, mais US$ 3. No total, US$ 31 por barril. Com as cotações em US$ 56 por barril, a lucratividade média será de US$ 25 por barril.

O pré-sal e o PNG 2014-2022

Com a descoberta do pré-sal, entre 2002 e 2012 os investimentos da Petrobras multiplicaram-se por dez. Em 2012, ela respondeu, isoladamente, por 10% da Formação Bruta de Capital Fixo. De 2012 a 2015, a cadeia do petróleo e gás deverá responder por 60% dos investimentos previstos para o setor industrial.

Em 2013 os investimentos foram de R$ 98 bilhões, contra R$ 79,8 bilhões em 2012.

O PNG (Plano de Negócios e Gestão) 2014-2018 demandaria US$ 44,8 bilhões de empresas parcerias, nas atividades de exploração e produção no Brasil. Na área de Abastecimento, estavam previstos US$ 38,7 bilhões, incluindo os projetos da Refinaria Abreu e Lima, o primeiro trem de refino do Comperj e a construção de 45 navios de transporte de óleo e derivados (Promef). Na área de Gás e Energia foram previstos US$ 10,1 bilhões; na área internacional US$ 9,7 bilhões, dos quais 92% para exploração e produção. Para biocombustíveis, US$ 2,3 bilhões de investimentos para etanol e biodiesel. Na área de Distribuição, mais US$ 2,7 bilhões.

O PNG definiu algumas pré-condições para garantir o financiamento desses investimentos:

  • manutenção do grau de investimento;

  • retorno dos indicadores de endividamento e alavancagem aos limites em até 24 meses;

  • alavancagem (relação dívida/patrimônio líquido) menor que 35%;

  • dívida líquida/EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) menor que 2,5 vezes.

  • ausência de emissão de novas ações;

Para garantir o financiamento dos projetos em implantação, mais os projetos em licitação, US$ 182,2 bi seriam provenientes de geração operacional de caixa e desinvestimento; US$ 9,1 bilhões do uso de caixa excedente; US$ 9,9 bilhões da reestruturação dos modelos de negócios e US$ 60,5 bilhões, ou US$ 5,6 bilhões por ano de captações.

E aí e esbarra na perda do grau de investimento pelas agências de risco, quando acelerou os investimentos e não cumpriu com as metas acordadas de redução do endividamento.

O rating da Petrobras

O PNG da Petrobras (período 2014-2018) indicava fluxo de caixa positivo, antes dos dividendos, a partir de 2015.

As metas de redução do endividamento não foram cumpridas. Com novas descobertas de campos gigantes, a empresa pisou novamente no acelerador e no 3o trimestre de 2014 a alavancagem passou a 43% e a relação dívida líquida/EBITDA para 4,63. Esses dados levaram a agência Moody’s a tirar o grau de investimento da companhia.

Mas, por outro lado, os investimentos permitiram a descoberta de volumes recuperáveis de 28 bilhões de barris equivalentes de petróleo apenas na província do pré-sal.

A crítica do trabalho vai por ai. O grande ativo da Petrobras são esses volumes recuperáveis. Mas na contabilidade entram apenas como custos, sem contabilização no patrimônio líquido da companhia como ativos.

A partir dessa constatação, o autor questiona o cálculo de alavancagem por se basear em um patrimônio líquido irreal.

Questiona também a comparação com outras petrolíferas, tendo em vista que a descoberta do pré-sal exigiu grandes investimentos com a consequente redução do lucro líquido.

O valor real dos ativos da Petrobras

O trabalho constata que a integração das atividades de produção, refino e distribuição assegura boa margem de lucro à Petrobras.

Supondo-se um barril de petróleo a US$ 50, o custo de produção de um litro de diesel é de R$ 0,60 e seu valor no mercado internacional é de aproximadamente R$ 1,35 por litro.

O principal fator de barateamento do diesel são os grandes reservatórios, não especificamente as refinarias. É a sinergia entre todos os ativos que garante a rentabilidade.

Justamente devido a essa integração, o analista questiona a avaliação de mercado pelas metodologias convencionais.

Por exemplo, o cálculo do ativo se baseia em uma análise do seu fluxo de resultados, ou VPL (Valor Presente Líquido). A refinaria Abreu e Lima está contabilizada por US$ 18 bilhões. Pelo cálculo do VPL, seu valor seria de US$ 6 bilhões, o que poderia gerar uma baixa contábil da ordem de US$ 12 bilhões.

Mas se levar em conta a sinergia decorrente da verticalização da Petrobras (reservatório de Marlim, navio de transporte, dutos, Terminal Suape, Refinaria Abreu e Lima etc), “é possível que se conclua que esse conjunto de ativos está subavaliado, uma vez que os derivados produzidos terão um custo muito menor que o valor de venda, o que geraria um altíssimo valor presente líquido – VPL”.  

Arquivo

Média: 4.4 (22 votos)
143 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de maurici Aazevedo.
maurici Aazevedo.

Assunto para refletir...

No balanço da companhia chega-se , ou  se conclui, que o valor da Petrobrás beira aos 150 bilhões de dólares. Enquanto, as reservas de petróleo no pré-sal, segundo os próprios analistas norte-americano, valem  cerca de 6 trilhões de dólares. Fica fácil entender a estratégia de separar uma da outra e reinar. Esses caras, não gostam mesmo do Brasil ou, esse cara!

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de João Maurício Pimentel
João Maurício Pimentel

Reservas....

"A crítica do trabalho vai por ai. O grande ativo da Petrobras são esses volumes recuperáveis. Mas na contabilidade entram apenas como custos, sem contabilização no patrimônio líquido da companhia como ativos".

Entram, sim.

Demoram anos.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

TIJOLAÇO: SERRA, FIEL À CHEVRON, JÁ QUER TIRAR PETROBRAS DO PRÉ-

TIJOLAÇO: SERRA, FIEL À CHEVRON, JÁ QUER TIRAR PETROBRAS DO PRÉ-SAL:

 

Jornalista Fernando Britto critica projeto de lei do senador José Serra (PSDB-SP) para encolher a Petrobras: 'conversinha sórdida de que "a Petrobras está sobrecarregada" é sua maneira finória de, em um mês e meio de mandato, cumprir as suas juras de fidelidade aos interesses das petroleiras estrangeiras, que não querem a Petrobras – e o Brasil – com o controle nem econômico nem operacional dos poços gigantes do pré-sal'; "Há Judas que não esperam nem a Aleluia"

 

21 DE MARÇO DE 2015 ÀS 06:39

 

 

Por Fernando Britto, do Tijolaço

Da Folha, em 13 de dezembro de 2010:

“Deixa esses caras [do PT] fazerem o que eles quiserem. As rodadas de licitações não vão acontecer, e aí nós vamos mostrar a todos que o modelo antigo funcionava… E nós mudaremos de volta”, disse (José) Serra a Patricia Pradal, diretora de Desenvolvimento de Negócios e Relações com o Governo da petroleira norte-americana Chevron, segundo relato do telegrama (da embaixada americana no Brasil, vazado no escãndalo do Wikileaks).

Pois, avisado pelo Brasil 247, de que o senhor José Serra queria “encolher” a Petrobras, com aquela lenga-lenga de “fios têxteis” fui conferir lá no Senado e está, fresquinho, o Projeto de Lei n° 131, apresentado ontem pelo de novo Senador, que não tem nada de “fios têxteis” ou fertilizantes, como ele alegou ser necessário tirar da Petrobras.

O projeto trata só, “somente só” de entregar o pré-sal, abolindo não apenas a condição de operadora exclusiva de poços no pré-sal pela Petrobras como, até mesmo, a sua participação mínima de 30% em consórcios de exploração ali localizados.

Não é preciso mais que um parágrafo da justificativa apresentada por Serra para que se veja o que ele quer:

“Torna-se imprescindível (…) a revogação da participação obrigatória da estatal no modelo de exploração de partilha de produção, bem como da condicionante de participação mínima da estatal de, ao menos, 30% da exploração e produção de petróleo do pré-sal em cada licitação, disposições constantes da Lei n° 12.351, de 22 de dezembro de 2010. Tal revogação atende aos interesses nacionais e, portanto, deve ser adotada pelo governo. “

Atende aos interesses nacionais de quem, José Serra?

Dos norte-americanos?

A conversinha sórdida de que “a Petrobras está sobrecarregada é sua maneira finória de, em um mês e meio de mandato, cumprir as suas juras de fidelidade aos interesses das petroleiras estrangeiras, que não querem a Petrobras – e o Brasil – com o controle nem econômico nem operacional dos poços gigantes do pré-sal.

Nem os sheikes da Arábia Saudita entregam diretamente suas reservas de petróleo aos americanos, Senador.

O roubo que isso fará ao Brasil é, num dia, tudo o que um Barusco roubou, nos anos e anos em que, desde FHC, se corrompeu na Petrobras.

Em uma semana, mesmo com o petróleo baratinho como está, deixa no chinelo toda a caterva dele, Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef à frente.

Reconheço-lhe a coerência e a honestidade: cumpriu o que prometeu.

Apresentou-se como Judas ao Império.

Haverá o dia em que, nos bonecos que se malham aos Sábados de Aleluia, será aposto um cartaz com o seu nome.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Assim Falou Golbery
Assim Falou Golbery

TIloçao perfeito, na testa

TIloçao perfeito, na testa dessa oposição.   Desde que mundo é mundo, se não houver estatais para quem chegar ao poder  roubar, ninguém sequer concorreria a cargo algum

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Luiz Carlos Ramos Cruz
Luiz Carlos Ramos Cruz

Este sr ( Serra, erra erra ),

Este sr ( Serra, erra erra ), devería, no mínimo, na cadeia...

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Discordo. A crise é bem

Discordo. A crise é bem outra. Voltamos a 1500. Neo-colonos dos EUA dão aos índios quinquilharias (dólares) p/ colher o pau-brasil enterrado no fundo do mar de Pindorama.

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Fabio !
Fabio !

Saudades da PETROBRAX

O pessoal anda com saudades da PETROBRAX

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Clever Mendes de Oliveira
Clever Mendes de Oliveira

10% dos investimentos em 2012 foram oriundos da Petrobras

 


Luis Nassif,


Nesta discussão sobre a Petrobras eu gostaria de recomendar três posts. O primeiro post “O debate sobre a capitalização da Petrobras” de sexta-feira, 08/10/2010 às 17:10, aqui no seu blog, é constituído de troca de email entre Paulo Cezar e Andre Araujo. Nele há muitas referências a outros posts com discussão sobre a Petrobras além de haver muitos comentários explicativos sobre o assunto. É importante observar que este primeiro post é ainda da campanha de 2010. Vale também lembrar que o Paulo Cezar a que faço referência não deve ser o mesmo a que você remete neste post “O tamanho da crise da Petrobras” de sexta-feira, 20/03/2015 às 06:00.


O segundo post é “O Governo tem que agir, e rápido, com relação à Petrobras” de quinta-feira, 18/12/2014 às 16:17, aqui no seu blog e originado de comentário de Daniel Quireza. Lá eu fiz questão de enfatizar que o problema da Petrobras era a dívida e ela não podia ser resolvida de imediato, como queria o Daniel Quireza que em meu entendimento estava seguindo o que você defendia na época. É interessante pegar jornais de dezembro, principalmente o jornal Valor Econômico para ver como eles tratam mal a diretoria da Petrobras daquela época e de repente não se fala mais sobre isso como se de repente a Petrobras passou a ser bem administrada. E a forma até um tanto primária como a diretoria da Petrobras era tratada podia ser observada no barulho que se fazia com as denúncias de Venina.


E o terceiro post “A crise de 2008: como Washington salvou Wall Street, por Motta Araújo” de quarta-feira, 25/02/2015 às 18:30, aqui no seu blog e oriundo de comentário de Motta Araujo. Chamo atenção para o post porque nele eu fiz comentários fazendo links para vários posts e faço menção a uma proposta de capitalização da Petrobras via utilização das reservas externas para pagar dívida externa da Petrobras. Só que esta proposta só é viável após o Brasil voltar a ter saldo mensal na Balança Comercial de 1 bilhão de dólares.


É preciso lembrar que a minha proposta de capitalização é feita por quem não é economista e por quem não é um entendido sobre a Petrobras e é feita porque quem tem resistência ao endividamento externo e é feita porque gostava de dizer: “Governo bom forma reservas, e governo ruim as destrói, e, no entanto, reservas são para inglês ver”.


Faço essa observação porque esporadicamente frequento o blog de Matias Vernengo “Naked Keyneisanism”. Junto ao post “The Vulture passes” de segunda-feira, 09/03/2015, Matias Vernengo não só rapidamente defende que o endividamento externo não deve ser mal visto como também remete ao jornal Página 12, para matéria em que se discute o Endividamento Externo, havendo na matéria um texto de Martin Burgos intitulado “Los riesgos futuros” e outro de Matías Vernengo intitulado “Retorno al mercado” no qual ele defende que o endividamento externo é bom se feito para estimular o crescimento, a diversificar a estrutura produtiva e as exportações e para reduzir as importações. E no caso da redução das importações ele diz claramente que no caso específico da Argentina reduzindo a dependência energética externa.


Clever Mendes de Oliveira


BH, 20/03/2015

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Amig Darose
Amig Darose

Petróleo & Boko Haram

Nessas teorias conspiratórias eu só não entendo porque os americanos priorizam as reservas brasileiras e não as nigerianas que são o dobro das nossas. Bastaria fazer uma ação (apoiada até pela Onu) atacando o Boko Haram e passar a controlar diretamente reservas de 37Bilhões de barris....

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Yacov
Yacov

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK... Coxinhas têm gordura TRANS na cabeça, mesmo. É muito simples meu amiguinho coxinha: Porque a Nigéria não é o BRASIL e não tem o seu potencial de LIDERANÇA numa região muito estratégica e RICA, sobretudo de LACAIOS, como é a AMÈRICA LATINA. Capice ?!?

 

"O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES - O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÃO & GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS"

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de altamirano
altamirano

O que é Capice ? que língua é

O que é Capice ? que língua é essa, italiano do "Rei do Gado" ?

Não seria Capisci ???

 

Para alguns a Nígeria é mais estratégica que o Brasil ( lá a Petrobras vendeu as reservas de Petróleo ao Amigo André Esteves - BTG Pactual - por 1,5 Bilhão de USD quando valiam 3,5

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Porque tem brasileiro que

Porque tem brasileiro que pensa pequeno, tem mente colonizada e acredita que o Brasil é só mais paisinho no globo terrestre. Não entende que a descoberta do pré-sal colocou o país num outro patamar na produção de petróleo. O Brasil atualmente deve ser 15ª  em reserva Petróleo. Podendo ficar entre os 10 mais atá 2030. No entanto, pega os 10 países com as maiores reservas de Petróleo. Exceto pelo Canadá lá, os demais países tem sua economia dependente/atrelada ao Petróleo. Nós podemos ser um grande produtor e não tendo a economia totalmente a essa atividade. Além disso, o Brasil será um dos poucos países a ter outras fontes de energia também disponível, temos ótimas fontes hidrícas, eólicas, solar e biomassa. Outra coisa, os acordos firmados pelos o Brics desagradaram um pouco os países mais centras, pois isso, podem lhe trazer mais autonomias e mairo poder de barganha ao negociar com os mecanismo de financiamento/gestão mundial. Concidência ou não, após os sucessos iniciais do Brics a China  enfrentou problemas em Hong Kong, a Russia na Ucrânia e crise do petróleo e o Brasil com a Petrobrás e crise política. Ainda tem outra coisa  China e Russia querem sair do Swift e montar seu próprio sistema. Ou seja, no jogo de Xadrez da geopolítica mundial não somos uma Nigéria (com todo respeito ao país). Somos muito mais que isso, embora alguns brasileiros colonizados não pensem assim.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de altamirano
altamirano

Azzisem, somos bons

Azzisem,

somos bons produtores de commodities,de juros e de corrupção..as fontes de energia hídrica não tem água( ate o Pinguelli, hoje, diz que é necessário efetuar um racionamento de energia "preventivo"), as nossas reservas de petróleo só serão exploradas quando tivermos sondas e plataformas( Sete Brasil ? será ?), para as demais fontes faltam planejamento e investimento em linhas de transmissão...

Sobre os Brics: a Rússia não enfrentou problemas na Ucrânia( ela invadiu a Ucrânia, é diferente!); a China não enfrentou protestos em Hong Kong(esmagou apenas); o problema do Brasil não sao os acordos, sao as contas publicas e a contabilidade criativa do ministro M...A

Enquanto ficamos discutindo ideologias, a Coreia saiu do terceiro mundo para o primeiro sem Pré-sal(sem petróleo nenhum!), sem acordo com Brics,...eles trabalham...ele não culpam os americanos, ganham dinheiro vendendo para eles(carros, navios, eletrônicos, ...)

Somos colonizados pois não aproveitamos as oportunidades(alta do preço das commodities), porque não planejamos, porque fazemos  politica para colocar amigos e apaniguados na administração publica, porque culpamos os outros por nossas falhas(ver Confucio), porque somos a terra do jeitinho, por que levamos vantagem em tudo,

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de altamirano
altamirano

citação de Confúcio ( 551 a.C. – 479 a.C)

Três frases de Confúcio para refletir sobre os problemas do Brasil atual, ditas há mais de 2500 anos

- O homem superior atribui a culpa a si próprio; o homem comum aos outros

- Somente os sábios e os estúpidos é que não mudam suas opiniões.

- O homem que fica no alto da colina com a boca aberta esperará um longo tempo até um pato assado caia nela.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

1°) porque você acha que existe o Boko Haram ?

2ª) quem disse que os EUA agem em úma única frente ?

3°) já reparou que quase sempre onde tem petróleo tem confusão ?

4°) Teoria da conspiração ?  qual delas ? a conspiração do cartel da petrobrás(ou essa é só teoria), a conspiração Boko + estado islâmico pra tomar boa parte do oriente médio, ou isso é só teoria ? a conspiração alegada do s homens das cavernas que destruiram o WTC era só teoria ? e aprática foi como ? eu queria quealguém me iluminasse com as teorias certas.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Marcelo Giordan
Marcelo Giordan

Engenharia financeira.

O relatório é bem organizado e coloco em perspectiva cifras ao longo de um tempo extenso. Para o petróleo se consolidar como uma cadeia de produção q "ampare" o desenvolvimento do país, é necessiária uma complexa engenharia financeira, sem dúvidas. Esse parece ser um problema. Quem investirá, se o ajuste fiscal coloca garrotes na empresa, o mercado?

Sobre o petróleo não se sustentar como fonte de energia, há um excesso de otimismo sobre o papel das renováveis, que despreza a amplitude da insdústria petroquímica, q vai muito além dos combustíveis. O mais impressionante são os custos de produção, q já incluem o pré-sal, smj. Pouco provável termos matéria-prima a custo tão baixo com fontes renováveis em curto prazo.

Tb não me iludo, continuar o "modelo de negócios" praticado nas transações entre empresas desse e de outros setores no país é o MAIOR de todos os gargalos. Não vejo saída que não seja por um pacto a envolver os três poderes "oficiais" e todos os outros, do capital ao trabalho, incluindo a mídia. 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Yacov
Yacov

TOLOS !!    O PETRÒLEO ainda

TOLOS !! 

 

O PETRÒLEO ainda será a principal fonte de energia do mundo por muitas décadas e séculos, talvez. A grande maioria dos países desenvolvidos dependem da queima de CARVÂO para mover suas economias, pois não tem 80% de sua economia movida a energia HIDRELÈTRICA como tem o BRASIL, que se tornou agora um grande produtor de petróleo, e a queima do petróleo é muito menos poluente e degradante que a derrubada de florestas para fazer carvão, que é insustentável.

 

Sim, a queima do PETRÒLEO também é altamente poluente e teremos que fazer essa transição para energias limpas, mas não creio que isso se dê no curto nem no médio prazo. Se dará a longo oulonguíssimo prazo, capice!?!

 

"O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES - O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÃO & GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS"

Seu voto: Nenhum

Erro no texto.

Na frase :

"Segundo o trabalho, somada a participação governamental e outros custos gerais, o custo de produção de petróleo da Petrobras é da ordem de US$ 28 por barril. O custo de refino, mais US$ 3. No total, US$ 31 por barril. Com as cotações em US$ 56 por barril, a lucratividade média será de US$ 25 por barril."

 

É errado incluir o custo de refino no custo total e ao mesmo tempo considerar o preço do barril de oléo cru para chegar a lucratividade média.

O preço do barril "refinado" - Diesel, Gasolina, etc - é muito maior que US$ 56....

 

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de DanielQuireza
DanielQuireza

Não tem muito milagre no

Não tem muito milagre no mercado de ações.

No longo prazo, o gráfico de cotação acompanha o grafico de lucro de qualquer empresa.

De forma que as ações estão nesse patamar é porque realmente o resultado vem piorando, pelo menos, desde 2010.

Se está mais cara ou mais barata do que "deveria" é outra estória. Sempre pode haver alguma especulação para baixo ou para cima

De forma que, se no futuro, os resultados (lucros) dela melhorarem e muito, a cotação vai subir e acabará ultrapassando a de 2010,2011 por ai. Se os resultados não melhorarem, a cotação em bolsa não irá subir e pode até cair mais.

É simples.

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de luiz claudio pontes
luiz claudio pontes

espionagem americana na petrobrás foi decisiva no encândalo

Uma empresa estatal causa arrepios em qualquer concorrente, sobretudo se essa empresa for do ramo petrolífero e com grandes reservas de óleo como a Petrobrás. Além disso, durante o governo Lula o país deixou de ficar à sombra no mundo diplomático e se colocou como grande player no universo geopolítico. Esses dois fatores acenderam o sinal vermelho dos países ricos, sobretudo os Estados Unidos que se encontravam baqueados pela crise dos derivativos no ano de 2009. A partir daí o departamento de Estado de lá começou a futucar a vida de nações que supostamente ameaçavam o american way of life com suas políticas econômicas voltadas para o incremento do consumo interno e da classe média. Incremento do consumo interno e da classe média, além de independência energética, somados, significam autonomia política e econômica de qualquer país.

Não se iludam. Todas as informações sobre os desvios da Petrobrás foram repassadas à nossa "OPOSIÇÂO" pelo Departamento de Estado dos EUA. A imprensa daqui não tem cacife para descobrir os meandros das jogadas negociais que envolviam a empresa e seus diretores. A briga é de cachorro grande e o povo nessa contenda funciona apenas como fantoche sendo puxado para um ou outro lado.

Eu, particularmente defendo o que aconteceu na Petrobrás. Isso que chaman de corupção vai depender do ponto de vista de quem vê. Ora, com corrupção e tudo a Petrobràs vem batendo todos os recordes de produção e de investimento em tecnologia nos últimos anos e só perdeu sua autosuficiência pelo fato de nossa economia ter crescido bastante nos últimos dez anos e fabricado milões de novos automóveis populares para a  nova classe C.

Nos governos passados a Petrobras patinava no ranking das maiores empresas petrolíferas do mundo, encomendava navios em Cingapura e afundava plataformas, além de vender gasolina a preços astronômicos. Além disso grassava dentro dela uma corrupção velada que, quando denunciada pelo Paulo Francis, foi rechaçada com violência pelo governo FHC, fato que levou o boquirroto jornalista a um infarto fulminante, lembram-se?

Ora, prefiro uma Petrobrás "corrupta" mas que gera empregos e recordes a uma empresa capenga chamada Petrobrax.

A maior corrupção que se pode praticar contra um povo e privá-lo de oportunidades e isso o PSDB fez contra nossa gente por oito anos.

Seu voto: Nenhum
imagem de Marcelo Adriano
Marcelo Adriano

Player diplomático? Povo

Player diplomático?

Povo privado de oportunidades no governo FHC?

Teoria da conspiração?

Corrupção depende do ponto de vista?

Grande piadista!

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Nao!

 

"Ora, prefiro uma Petrobras "corrupta" mas que gera empregos e recordes a uma empresa capenga chamada Petrobrax."

não vou por ai. Era um ditado antigo: " quando um politico era ladrão mais fazia alguma coisa, rouba mais faz!!!

Agora foi a decisão para explodir as empresas brasileiras, algumas vão fechar e abre-se as estrangeiras em todos os níveis!!!!

boa jogada  "espionagem americana na Petrobras foi decisiva no escândalo"

o resto eh ser vira lata!

 

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de altamirano
altamirano

Para os americanos é muito

Para os americanos é muito bom a produção da Petrobras aumentar---> mais oferta ---> preços menores no mercado..idem acordo com Irã =mais Petróleo Iraniano  (... ou alguém acha que eles voltaram a amar o Irã)

Incremento do consumo interno e da classe média, além de independência energética, somados, significam autonomia política e econômica de qualquer país (se este país não é dependente tecnologicamente, pode ser)

Acho que eles ficaram preocupados pois, como importam Commodities e Exportam manufaturados, o crescimento da classe média brasileira poderia desabastecer o mercado americano de Commodities e se tornar um grande risco: imaginem uma família brasileira que nunca teve nada, passar a consumir uma saca de soja, 250 kg de ferro gusa e 80 kg de Alumínio por mês ...aí vai faltar Ferro Gusa para o garotinho americano comer com cereal no café da manhã...Errado, quanto melhor o mercado melhor para eles (pra vender carros, celulares, computadores, refrigerantes, pneus, ....)

Seu voto: Nenhum

inocencia

não se trata exatamente de maior ou menor preço mas de ter o controle, principalmente para assegurar a venda do produto em dólar no mercado externo evitando o colapso da moeda e dos EUA. Além da sabotagem a economia de um BRICS que age contra os interesses americanos por exemplo apoiando a rússia.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de altamirano
altamirano

Caro Gão, 1-o USD já esta se

Caro Gão,

1-o USD já esta se valorizando frente a todas as moedas(junto a isto o R$ perde valor) é economia=>( a economia americana acelera=dollar sobe; o Brasil cai=Real cai)

2-Se quiserem atingir os BRICS, basta o FED antecipar o aumento dos juros...que na atual situação do Brasil, nos deixaria numa situação crítica.

3-Ao aumentar os juros, vários países que dependem dos capitais de curto prazo( inclusive o Brasil ) aumentam os seus juros também...juros maiores freiam o crescimento/inflação...consequentemente queda dos preços do petróleo e de outras commodities( não sei se repararam que os preços do petróleo, que caíram a semana toda, reagiram apos o FED anunciar que o aumento do juros não seria agora)

4-O aumento dos juros americanos acontecera, queiramos ou não, pois existe um excesso de $$ nos mercados depois das medidas tomadas em 2008(TARP, juros 0%). Estima-se que existam mais de 4 trilhões de doletas voando(lembrando que mais de 90% delas não existe fisicamente, apenas eletronicamente). Fenômeno parecido aconteceu apos a crise de '29(em '37...hoje a velocidade seria muito maior =o dinheiro é eletrônico). Um dia a bolha explode( correção dos mercados ) e a conta chega....e nesse dia quem não estiver com a casa arrumada, vai sentar e chorar...(ver preocupação da presidente do FMI no comunicado do inicio de mar/2015).

5-Estou muito mais preocupado com o desarranjo Macroeconômico do Brasil do que com a Petrobras. Sanando a corrupção(ladrões presos, lição aprendida), desmamando os bezerros, vendendo alguns ativos(*), reajustando preços, pagando as multas...a Petrobras sai da crise. O país não...Torço pro país não perder o grau de investimento...e corrigir os problemas antes da bolha explodir(se fosse hoje, com o estado atual da economia brasileira, eles comprariam o país a preço de banana e ainda agradeceríamos...). O ministro Levy sabe disto e corre(pelo menos tenta)...mas muito mais tem que ser feito: reduzir gastos de custeio, reduzir número de funcionários, reduzir ministérios, reduzir, reduzir,...TIC TAC TIC TAC

6-Um erro muito comum é pensar que o petróleo só é extraído pela Petrobras(Petobras segundo o relator da CPI), se retirarmos todas as multis que operam em Campos, pouco o nada sai(ainda bem, a ineficiência de verticalizar 100% da operação, transformaria a empresa num elefante branco)

7-Não vou comentar o apoio à Rússia, pois ele é cinza(não adotamos uma postura 100% favorável à Rússia, apenas criticamos as medidas tomadas pela comunidade internacional contra ela após invasão de um estado soberano...parecido com o que Hitler/Stalin  fizeram com a Polônia em '39...seria como criticar Inglaterra e França por declararem guerra após a invasão...apenas ridiculo)

(*)-ativos que considero não estratégicos( os imperialistas americanos também não, imagino): postos BR, Transpetro, participação em empresas de construção de sondas ou navios(ineficientes e caras=Sete Brasil, =>vender rápido pra não ficar com o mico na mão)

Seu voto: Nenhum
imagem de stanislaw Schmidt
stanislaw Schmidt

Muito ver um comentario

Muito ver um comentario lucido, entre tantas teorias da Conspiracao.

O petroleo desceu porque o maior consumidor EUA esta produzindo absurdamente e poderia ate exportar se nao houvesse um impedimento legal para isso.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Severino Januário
Severino Januário

Não concordo com você. A

Não concordo com você. A crise da Petrobras é grande, mas não porque tenha algo a ver com seu gerenciamento. Em condições de menos pressão a Petrobras seguiria seu caminho passando por todos os problemas com muita facilidade. Se não lhe estendessem mil pernas para a rasteira, ela cumpriria satisfatória ou mesmo brilhantemente tudo aquilo a que se propôs. Entretanto é enorme a crise, porque tem um fundo político ou geopolítico claramente dominante. A Petrobras está sob ataque internacional, para que ceda os campos do pré-sal às petroleiras americanas. Os agentes do interesse internacional no Senado brasileiro já estão até mesmo apresentando projetos de lei neste sentido, da da renùncia do Présal em favor de outras, para abrirem uma porta institucional que possa futuramente objetivar a rendição brasileira diante da ganancia estrangeira. O Brasil estava em bom caminho, mas foi ingênuo demais em acreditar que descobriia grandes reservas de petróleo e as exploraria em paz, para benefício do desenvolvimento humano de sua população. Os que se acham donos do mundo vieram para cima para nos roubar, como um animal que procura tomar a caça ao outro que a abateu. Tudo o que se vê contra a Petrobras tem origem apenas nisso, no ataque de forças internacionais para se apoderarem do Présal brasileiro. Tudo - desde a desinteressada notícia da rádio do interior até as capas das revistas de uma mídia que nunca foi brasileira de fato, passando pelas CPIS do Congresso e pela suposta investida do juiz do interior contra a "corrupção", esta última sendo forte candidata a piada do século, por sua carga de ridículo. Esta é uma encruzilhada para o país e para sua maior empresa. A Petrobras navega e vai em frente, vamos lutar de todas  as maneiras para que ela vença seus poderosos obstáculos.

Seu voto: Nenhum
imagem de altamirano
altamirano

Faltou a tabela do ROE

Faltou a tabela do ROE (retorno sobre patrimônio)

Retorno sobre Patrimônio (ROE-"Return On Equity")(Lucro Líquido/ Patrimônio Líquido)AnoROE200918,29%201011,47%201110,10%20126,45%20136,77%2014??

 

Seu voto: Nenhum
imagem de altamirano
altamirano

Avaliando o gerenciamento da Petrobras

Severino, avalie o seguinte quadro :

 

 

o gerenciamento da Petrobras é bom ?

(2014 não tem balanço publicado devido à ....)

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de George Orfali
George Orfali

Os prroblemas do Brasil

Porque que e sempre a culpa dos Estados Unidos? Sera que em breve vcs vao culpar a gente pela eleicao da Sra. Dilama?

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Engraçado, os EUA nem se dão ao trabalho de esconder...

  Fazem questão de demostrar sua arrogância se metendo em cada buraco do planeta onde não são chamados, se metem em tudo que é assunto interno dos outros sem a menor vergonha, nem escondem mais a espionagem espalhada por todo o globo, gostam mostrar a capacidade de sabotagem como no caso da rússia e seus vizinhos e vem agora seus fanboys se dando ao trabalho de tentar negar tudo isso. Falta combinar com os yankes.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

o uso do cachimbo, entorta a boca...

O que esperar do cérebro de pessoas que eram prá ser Jorges, mas  se denominam George ??

O mesmo daqueles  que  eram prá serem Manoéis, mas  se comportam  como Manés !!!

Pelo menos  os  Yankees originais carregam com orgulho sua bandeira.  Aqui, estes rebanhos de lambe-botas,  apenas  as  carregam para dissimular  que  são na verdade:  Capitães-do-mato !!!!                     Lamentável !  

Seu voto: Nenhum (3 votos)

 

A desgraça daqueles que não gostam da "arte maldita" da política, é ser governado por aqueles que gostam......

A crise é bem outra. No

A crise é bem outra.

No fundo, os gringos estão fazendo a mesma coisa que os portugueses fizeram. Quando cá chegaram, nossos antepassados trocavam bugigangas (espelhos, colares, facas, facões e machados) por terras e trabalho no corte de pau-brasil. O lucro da exploração do pau-brasil era fabuloso, pois naquele tempo o corante vermelho só era produzido numa ilha do mediterrâneo a partir de um crustáceo. O tecido tingido de vermelho em Portugal custava uma fortuna, mesmo sendo mais barato que o produzido pelos concorrentes. É óbvio que os portugueses não dividiram os lucros com os índios. Os norte-americanos sabem que há um imenso pote de ouro negro em nosso litoral. Em razão disto eles dão uns trocados para os neo-índios derrubarem o governo. O que são alguns milhões de dólares jogados fora quando muitos bilhões de dólares estão em jogo?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Maria de Lourdes dos Santos
Maria de Lourdes dos Santos

CRÍTICA CONSTRUTIVA

Muito bem lembrado dos que antes chegaram por essas terras brasis e maravilhosas e encontraram apenas nativos. Hoje a história parece se repetir com o óleo (negro) de muito valor .

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Maria de Lourdes dos Santos
Maria de Lourdes dos Santos

CRÍTICA CONSTRUTIVA

Muito bem lembrado dos que antes chegaram por essas terras brasis e maravilhosas e encontraram apenas nativos. Hoje a história parece se repetir com o óleo (negro) de muito valor .

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Amig Darose
Amig Darose

Vou comprar ação da Petrobras

Vou comprar ação da Petrobras e vender em 15/03/2009. Vou ficar rico

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Pedro Penido dos Anjos
Pedro Penido dos Anjos

Democracia é foda. O que a

Democracia é foda. O que a gente pode fazer com um babaca desses:

 

Ciclovias são ‘genocídio’, diz vereador de SPPostado em 19 de março de 2015 às 8:25 pmEmail inShare


Do g1:

Cinco vereadores tomaram posse nesta terça-feira (17) na Câmara Municipal de São Paulo para substituir parlamentares eleitos deputados estaduais em 2014 ou que assumiram cargos no Executivo. Entre os novatos, Jonas Camisa Nova (DEM), que assume o posto levantando bandeira contra as ciclovias. Ele entra no lugar de Coronel Telhada (PSDB), que assumiu vaga de deputado estadual.

(…)

Com 25,5 mil votos, o ex-padeiro Camisa Nova afirmou que a gestão Haddad tem muito a fazer. “Ciclovia é um retrocesso. Em 1900, era trem. A bicicleta é dessa época. Veio carroça, veio trem, depois veio a bicicleta. Eu acho que estamos colocando os ciclistas em perigo nessas avenidas. Não fizemos uma coisa adequada. Jogar no meio dos carros é genocídio. Isso ainda vai acontecer.”

(…)

ADVERTISEMENT

Seu voto: Nenhum

As ordens de compra de  ações

As ordens de compra de  ações  de Petrobras  não param. Todas  do exterior. Talvez   seja disfarce, também.

Jorge Paulo Lemann  é um dos grandes interessados  em ampliar seu portfólio  da empresa. Pode ser especulação,pode ser premonição...

Seu voto: Nenhum (4 votos)

snaporaz

imagem de LUIZ - SOROCABA
LUIZ - SOROCABA

Ué  ?  Por que será ?? Porque

Ué  ?  Por que será ?? Porque só aos estrangeiros a compra dessas ações está franqueada  ?? Não teremos por aqui alguns milhões de patrícios que tenham algum dinheirinho guardado por debaixo do colchão e que, somados, conseguiriam comprar a maior parte das ações PETR  ??

Eita xenofobia anglo americana grassando nas mentes nacionalisteiras. A culpa é das estrelas.

Seu voto: Nenhum

Boa explicação mas os últimos

Boa explicação mas os últimos parágrafos ficaram meio capengas.
Ali o Nassif teria que explicar a.metodologia de cálculo do VPL utilizado.
Aí está a inconsistência! VPL nada mais é do que calcular as receitas do empreendimento durante sua vida útil e trazer a valor presente.
A conta é simples MAS a Petrobras abriu seus custos.para os auditores? Aí é O Ponto a ser investigado e não vai ser olhando números da Petrobras que alguem vai conseguir explicar.
Tem que olhar o lado de lá E ser mais específico.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Vi Vendo
Vi Vendo

O petróleo é nosso e ninguém tasca!

Alguém aqui conhece a situação da Pemex mexicana? 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Nos Estados Unidos o petróleo

Nos Estados Unidos o petróleo de xisto aumentou a produção americana em 60%, enquanto aqui o governo petista de coalizão patinava na produção,destruia o valor de mercado, endividava e metia a mão na grana  da Petrobrás.

A genealidade idológica do petismo conseguiu fazer petróleo valer menos que cerveja!

Esqueçam, na atual situação ninguém quer a Petrobrás nem financiar a lambança.

Esse papo de nacionalismo e riquezas nacionais é o biombo dos picaretas.

Por enquanto, os imperialistas preferem a cerveja nacional.

 

Seu voto: Nenhum (32 votos)

Não leu o relatório. Muito grande ...

Patinava na Produção?  Chegou de Marte hoje?

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Anna Dutra

imagem de De Paula
De Paula

É xisto betuminoso ou xisto

É xisto betuminoso ou xisto pecaminoso?

Esse xisto betuminoso dos EUA foi a maior furada da história. A consistência do negócio não resistiu a um espirro da Arábia Saudita.    Os "espertos" de lá  deixaram os trouxas pendurados no vazio.e se mandaram.  O negócio "micou".   

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Ainda em 2011...

... alguém já havia constatado de que esse negócio de xisto nos EUA seria the next bubble to pop. Atente... 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Sabe aquela revolução

Sabe aquela revolução energética do Xisto? Acabou!
A.produção e investimentos estão em declínio.

Aparentemente era só para afetar Rússia, Brasil e Venezuela.... Tendo.lucro, e depois tomando DESTES o verdadeiro produto. Aquele produto que não interessa mais a ninguém porque tem xisto e como disse o analista da Globonews, a sociedade precisa debater antes SE quer seguir por este caminho com esta energia velha e suja.
Eu entendo muito bem quem vc representa! E vc?

Seu voto: Nenhum (11 votos)
imagem de Jose Machado
Jose Machado

Sabe aquela revolução

Amigo,

É preciso tirar o óculos ideológico para ver a realidade. A produção de xisto está sendo reduzida porque o preço do petroleo caiu e os Árabes, bom como a Russia, Venezuela, etc (o cartel) não reduziu a produção. Isso exatamente para forçar o preço do petroleo para baixo até que não seja mais interessante produzir a partir do xisto. O custo para produzir de xisto é muito mais alto que o custo de produção no Oriente Médio. O que mudou é que agora, o preço não é mais controlado pelos Arabes, ou pelo Cartel, por que o "odioso imperio americano" é agora, o MAIOR produtor de petróleo do mundo, autosuficiente, para horror do resto do mundo não capitalista. Isso não tem nada de ideologia, pois a industria de petroleo americana é privada e não é usada de maneira ideológica por nenhum partido ou governo, como acontece na Russia, na Venezuela, no Brasil, no Oriente médio. Eles são CAPITALISTA e isso tem a ver com dinheiro, não com ideologia. Sem os óculos da ideologia, fica fácil de ver que a vida para os carteis do pretroleo agora ficou mais dificil, além de dar aos americanos uma independencia nesta área. Tanto é fato que os americanos não tratam o petroleo pela ideologia que eles continuam sendo os maiores compradores do Petroleo da Venezuela. Se tivesse algum viés ideologico, a primeira ação seria cortar a compra, até porque eles não precisam mais do Petroleo Venezuelano. Só compram deles por que o preço é bom. É uma questão de preço. Nada de ideologia.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Vc está desatualizado.Xisto

Vc está desatualizado.

Xisto não é como petróleo onde vc fura um poço e vai tirando. Para extrair o xisto vc precisa CONTINUAR A FURAR para sempre.

O que está em declínio é TUDO! Desde a produção quanto a prospecção de novos campos. Já já vira só um pequeno percentual do mercado de energia...como tinha que ser.

Jamais substituirá o Petróleo e os EUA sabem muito bem disso...tanto é que não venderam suas ações da BP e Exxon. Não é 100% negócio esse país, como vc diz? Isso não te diz nada sobre o futuro?

...

Nada de ideologia? que tal não existem mais fronteiras no mundo, livre mercado, livre acesso... isso é o que? Não tem nada a ver com Petróleo?

O setor é dominado por interesses ideológicos e geopolíticos.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Joaquim51
Joaquim51

Parabéns amigo,podem falar o

Parabéns amigo,podem falar o que quizerem, mas temos tirar o chapeu para os americanos, pois eles investem onde nós nem engatinhamos, em tecnologia. Quando viabilizarem o alcool de algas, nos iremos compras o produto deles, pois conseguimos quebrar até o programa de alcool.

Entre 2002 a 2007 a produção cientifica brasileira aumentou 110% e o registro de patentes caiu 7%, ou seja, só produzimos papel, até na ciencia este governo investiu errado.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Severino Januário
Severino Januário

Que diabo de comparação é

Que diabo de comparação é essa? Tenha calma. Chegaremos lá, mais breve do que você pensa, e do modo certo, não por guerras.

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.