Revista GGN

Assine

Operação abafa, por Antonio Lassance

Operação abafa está varrendo petrolão tucano para debaixo do tapete

Por Antonio Lassance

Da Carta Maior

As investigações da operação Lava Jato são só para petistas e, no máximo, para os peemedebistas. Para tucanos, impera a Operação Abafa.

Primeiro, foi o mensalão. Agora, é o "petrolão". Em ambos os casos, o esquema de desvio de dinheiro público foi inventado desde o governo tucano de FHC - pelo menos -, mas só descoberto quando vieram os petistas.

Estamos aguardando Aécio Neves, que além de Senador é agora comentarista político do Jornal Nacional, aparecer no estúdio para confessar que continua com a ideia fixa de que tudo o que o PT fez e ampliou começou com FHC.

Há gente muito otimista quanto ao desfecho do atual escândalo, na linha de que não sobrará pedra sobre pedra e que todos serão tratados igualmente pela Polícia Federal do Paraná, pelo Ministério Público e pela Justiça.
Poderíamos citar Dante e sua Divina Comédia para recomendar a todos que deixem a esperança na porta, ao entrar; mas a situação combina mais com o bordão do compadre Washington (aquele do "sabe de nada, inocente").

Pouco adianta a constatação do Ministério Público de que o esquema que assaltou a Petrobras existe há pelo menos 15 anos.

Se não houver a devida investigação para dar nome aos bois do período FHC, a constatação cai no vazio - ou melhor, na impunidade.

O problema não é se vai sobrar pedra sobre pedra, mas para onde serão dirigidas as pedradas, se é que alguém ainda tem alguma dúvida.

A apuração feita pela Operação Lava Jato não é neutra. Os investigadores da PF encarregados do caso não são neutros, muito pelo contrário.

A maioria é formada por um grupo de extremistas que foram flagrados em redes sociais vomitando comentários raivosos e confessando suas opções partidárias. 
Se dependermos dessa gente diferenciada, não teremos Estado de Direito, mas Estado de direita.

O Código de Ética da associação nacional dos delegados da PF proíbe a seus membros a manifestação de preconceitos de ordem política. Mas alguém acha que esses vão sofrer qualquer reprimenda?

Alguém imagina que os deslizes, considerados ao mesmo tempo graves e primários por gente séria da própria PF, terão a punição que foi aplicada ao ex-delegado Protógenes Queiroz, que cometeu o crime hediondo de prender um banqueiro?

O PSDB tem sido zelosamente preservado nessa "investigação" que deveria feita na base do doa em quem doer. Balela.

A operação Lava Jato é só para petistas e, no máximo, para os peemedebistas. Para tucanos, impera a Operação Abafa.

O senador Álvaro Dias e o deputado Luiz Carlos Hauly, ambos tucanos do Paraná, citados por delatores, até agora estão absolutamente preservados.

O nome de Sérgio Guerra, ex-presidente do PSDB, já falecido, apareceu menos como uma revelação do que como um "boi de piranha". Guerra já não pode confessar nada nem sob tortura.

PT e PMDB têm seus operadores. O PSDB também, mas onde estará o infeliz? Certamente, por aí, limpando sua conta e seus rastros.

Quase metade da lista de políticos citados pelos delatores é formada por apoiadores da campanha de Aécio Neves em 2014 (confira aqui).

A sina persecutória dos delegados paranaenses chegou ao ponto de incriminar o atual Diretor de Abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza, sem qualquer prova, sem sequer testemunho. O crime do diretor estava apenas na pergunta dos investigadores.

Até mesmo um ex-diretor da PF nomeado por FHC considerou o episódio contra Consenza o cúmulo do absurdo, conforme relatado pelo jornalista Ilimar Franco em sua coluna. 

Isso não se faz, a não ser com segundas e terceiras intenções. Não foi erro material", como os investigadores alegaram, nem mera trapalhada, foi obra do comitê eleitoral da campanha tucana de terceiro turno.

As tartarugas do ministro da Justiça

Das duas tartarugas que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, tinha que cuidar, uma já fugiu; a outra está escondida debaixo de seu nariz.

A defesa da autonomia da Polícia Federal, que é de uma obviedade gritante, não resolve uma dúvida crucial: a PF do Paraná tem autonomia para varrer a sujeira do PSDB para debaixo do tapete, ao sabor da preferência partidária de alguns investigadores?

Está claro que o comando da PF no Paraná tem autonomia suficiente para não ser aparelhada pelo PT, nem pelo PMDB, mas pode gozar de autonomia para ser aparelhada pelo PSDB?

Se depender do ministro Cardozo, claro que sim - é para isso que serve a autonomia - para que qualquer órgão público faça o que bem entender, com base nas conveniências de seus servidores.

Por sorte, ao alargarem o tamanho do escândalo, para que ganhasse ares superlativos - suficientes para serem aproveitados por uma oposição que, incapaz de ganhar eleições presidenciais, só vê saída no impeachment -, os investigadores cometeram um erro crasso. Comprometeram todo o sistema político. Excelente ideia.

A rigor, todo aquele que recebeu doações de qualquer dos envolvidos no escândalo deveria ter seu mandato cassado.

Considerando que a Polícia Federal paranaense chegou à conclusão de que não existe almoço grátis, de cada 10 parlamentares eleitos, pelo menos 4 deveriam ser impedidos de assumir o mandato. Agora, ou vai ou racha.

A investigação que Gilmar Mendes determinou que se faça contra as contas da campanha de Dilma, com uma força tarefa formada por TCU, Receita Federal e Banco Central, deve ter uma similar para Aécio e todos os demais candidatos, à exceção dos do PSOL, PSTU e PCO - os únicos que se livraram do pavoroso expediente de receber "doações" de empresas.

É uma pena que o anticomunismo dos investidores encarregados da operação os impeça de chegar à conclusão, em seu relatório, de quem ninguém presta na política nacional, salvo os comunistas. Todos os demais partidos, nessa lógica, estão infestados de ladrões.

Se negarem vinculação com o PSDB e continuarem a recusar simpatia aos comunistas, aos delegados paranaeses restará apenas o movimento Punk - se for essa a opção, contarão doravante com meu respeito.

Anedotário do Gilmar

Em qualquer escândalo, quem quer desviar para longe o faro da impensa precisa dar carne aos leões. Só assim se consegue conduzir o olhar para longe de quem se quer proteger e em direção a quem se quer atacar.

Pela milésima vez, uma operação-abafa é feita para esconder a sujeira da corrupção praticada pelo PSDB para debaixo do tapete, tal como foi feita com os mensalões do PSDB e do DEM, com o apoio do oligopólio midiático.

No STF, o ministro Gilmar Mendes vai na mesma linha. Mantém trancada há sete meses uma decisão que já conta com maioria do STF para abolir o financiamento empresarial de campanhas. Com Natal, Ano Novo e Carnaval, a decisão sequestrada por esse pedido de vistas fará aniversário em breve.

Não satisfeito, o ministro ainda se deu ao luxo de nos brindar com a piada, contada com sua voz de coveiro, de que o mensalão deveria ter ido para o juizado de pequenas causas.

A gracinha ocupou as manchetes como se fosse um desabafo, quando não passa de deboche com as instituições.
O anedótico Gilmar Mendes finge que o problema não é com ele, nem com o financiamento de privado, nem com empreiteiras, nem com corruptos que são sócios de políticos e partidos. O único problema - dele, pelo menos - é com o PT. O resto pouco importa.
  
No exato momento em que Gilmar fazia sua graça, a segunda tartaruga sob os cuidados de José Eduardo Cardozo fugia velozmente em plena Esplanada dos Ministérios.

Enquanto isso, tucanos e democratas continuam se fazendo de freiras castas pregando no bordel, mas sem dispensar as notas dobradas das empreiteiras, presas em suas apertadas calcinhas.

Mas que fique bem claro: não são calcinhas vermelhas, são pretas. Aí pode, sem problema.

 

Média: 4.7 (14 votos)
20 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de altamiro souza
altamiro souza

esse texto deixa bem

esse texto deixa bem explícito esse conluio que sempre ajuda os tucanos e seus interesses.

Seu voto: Nenhum

E agora

E agora ficamos sabendo de uma coisinha atoa: o fhc e o gilmar deram a petrobras o poder de contratar sem concorrencia, ou seja sem a 8666. Pronto, abriram a porta do galinheiro em um ambiente de raposas e de engavetamento de denúnicas. Até que o costa não deve ser exacrado, deram-lhe toda apossiblidade de roubar sem risco e ele caiu. E eles ainda apontam o dedo sujo à frente.

Logo a petrobrás que eles do psdb e do pig queriam destruir e vender. Quem acabou com a farofa foi o pt. 

O artigo trata de outro fato interessante: somos o únco pais do mundo onde a policia política é contra o governo. E ele ainda é tratado de comunista, vejam só.

Uma outra perguntinha: em quem vocês acham que estes empreitiros presos votaram? Está na cara que votaram no aécio.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Quem não desconfia de si próprio não merece a confiança dos outros (ditado árabe)

imagem de diego raposo
diego raposo

Independente de quem cometeu

Independente de quem cometeu os crimes, e de quem fez mais ou menos, o importante é não ficar impune, e, quem sabe dar o exemplo, contribuindo para alterar uma cultura e um modus operandi enraizado!

Por isso vejo com otimismo os desdobramentos e a atuação contra a corrupção desse governo, ressaltando o importante papel da midia séria e neutra.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Vamos pensar! Privatizar foi a solucao para enterrar.

Depois de anos operando na petrobras, o FHC resolve privatizar e as outras estatais eram tambem operadas pelo PSDB?

Agora fica claro as privatizacoes e roubo nestas operacoes.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

olha  o problema  e  voce  ja

olha  o problema  e  voce  ja  deveria  ter  raciocinado  que  o  PT nao tem como  descobrir  um esquema   parea isso existe  a PF  o Minist erio publico  o  TCU  e  outros  orgaos  ligados,  o  PT pode  esta no poder  mais  éimpossivel  descobrir que  funcionarios  de  carreiras  estejam envolvidos  num  esquema  que  ja  vem  exatamente  dos  tempos de  FHC, ISSO  PORQUE  ja é  um esquema  montado  e  escondido,  Quando  chegou  ao conhecvimento do PT  a presidente  demitiu logo o Paulo Roberto Costa  que  ja  vinha  sendo investigado, e como era sigiloso  nao se  podia  dizer nada,Entao risivel é  nao  ver que  um  esquema  velho  ja  montado com todos os  seus coruptos  exercendo  seu papel  nao tem como o PT  descobrir, primeiro que o pt e o governo nao sao  investigadores, ja  disse  acima  quem  deve  fazer . segundo que  se um esquema  remonta  a  anos  e  anos  atraz  tem sim  que  se   ir  a fundo quebrar o sigilo  de  todos  os envolvidos   e  meter na  cadeia,  Ate  agora  para os   que  querem  colocar  agua  fria  no  PSDB,  ja se cometeu  pelo  menos  2 calunias   uma  foi  contra o   Diretor  atual  da Petrobras  que  acabou  a policia  federal  reconhecendo que  ele nao tinha nada  a ver  agora  temos o caso de Humberto  Costa  que  o  proprio Juiz  Sergio  Moro  diz  DENUNCIA  FANTASIOSA"nao sou eu  quem estou  dizendo é o proprio juiz do caso.  Contra o  tesoureiro  do Pt   fica  evidente  tambem  que  foi   colocado no caso por  ser  o tesoureiro   exatamente como no  caso de  DELUBIO  SOARES que  ate hoje  nao se tem uma  prova  sequer  que  tenha  ficado com dinheiro algum,  nada  foi   encontrado  com ele.  

Seu voto: Nenhum (1 voto)

edson tadeu

imagem de edson tadeu
edson tadeu

O SUMISSO  DELE  foi para  

O SUMISSO  DELE  foi para   dar fim nos documentos  que  ele   malandramente  mandou para   a  Prefeitura  e ela  semmas nem menos  pegou  fogo, certamente ele  estava la para  ver  ser  pegava fogo mesmo  e ficou nas  escondidas 

Seu voto: Nenhum

Na república de Ricardo Teixeira...

se não passar na Globo, fica como estar.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

O aspirador e o inalador.É

O aspirador e o inalador.É hoje!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

chico da dilma

imagem de Marco Antonio Silva
Marco Antonio Silva

Não mexam com os tucanos!

Comédia divina – a Operação Lava Jato chegará ao PSDB.-------------SERGIO SARAIVA-------------------Percam todas as esperanças, vós que acreditais que a maldição do PT arrastará junto o amaldiçoado PSDB.--------------------Vejo pelas terras do reino da esquerda a esperança de que, a partir da Lava Jato, o republicanismo tome conta do nosso sistema judiciário e que passemos o país a limpo, punindo todos os envolvidos, sejam de que partidos forem.Não são em outro sentido as declarações da presidente Dilma neste domingo, 16/11/2014.“[A Operação Lava Jato da Polícia Federal] mudará para sempre a relação entre a sociedade brasileira, o Estado brasileiro e a iniciativa privada. O Brasil mudará para sempre porque acabará a impunidade”.O passado recente não me permite nutrir tais esperanças.Ao PT será cobrado que desça ao nono ciclo do inferno. Para os outros, os corruptores, creio que tudo não passará de uma estada dura, ainda que breve, pelo Vale dos Ventos. Sem dúvida, neste instante, a vida deles foi colhida em um vendaval, mas eles têm nas suas contabilidades paralelas o passaporte para o purgatório e, de lá, a passagem para um dos sete céus.Agora, e para alguém do PSDB pego em caso de fogo amigo? Para esse, haverá sempre o limbo. Junto aos pagãos virtuosos.Não existe, por certo, corruptor ideológico ou doleiro de esquerda. PT e PSDB dividem o poder há duas décadas utilizando-se dos mesmos métodos. Mas não são tratados, de modo algum, da mesma maneira pela imprensa e pela Justiça. Sobre o segundo, recai o protetor manto da invisibilidade midiática que retarda a cobrança de ação do letárgico braço judiciário sempre para tempos ainda vindouros.Vejamos.No que este escândalo da Petrobras é diferente do escândalo envolvendo a Alston-Siemens em São Paulo? As propinas milionárias do trensalão, chamadas eufemisticamente pela nossa imprensa de "cartel". Há a delação premiada da Siemens, informações suficientes vindas da Suíça, sabe-se quem pagou, quanto pagou e para quem pagou. Um presidente do TCE – Tribunal de Contas do Estado, apontado como beneficiário do esquema, tinha, ou ainda tem, uma ilha em Paraty-RJ e uma mansão no Morumbi, o bairro dos milionários de São Paulo.Um envolvido no esquema, filho da nossa alta burguesia, foi indiciado pela PF, mas isso não o impediu de ser coordenador da campanha de Aécio, nem lhe trouxe maiores problemas na Câmara dos Vereadores de São Paulo.Um procurador que cuidava do caso literalmente engavetou-o por dois anos. Declarou que havia, pasmem, colocado o pedido de informações da justiça suíça na “pasta errada”.A que levou tudo isso? Como está o caso do trensalão?Já ouço que o Caso Petrobras-Lava Jato é o “maior escândalo da história” do Brasil. Ora, esse não era o mensalão do PT?Afundar a P-36, na época, a maior plataforma de petróleo do mundo, ao custo de 11 trabalhadores mortos não é escandaloso, por certo. Quem fim deu esse caso? E o da Petrobrax, dos asfaltamentos da Baía de Guanabara e dos rios Birigui e Iguaçu no Paraná?E FHC diz que está envergonhado com o que o PT fez com a Petrobras.Pois bem, os petistas foram condenados na AP470 e estão cumprindo pena.Mas e o mensalão do PSDB?Os PSDBista não serão julgados.Eduardo Azeredo renunciou ao mandato na ultimíssima hora para escapar do julgamento no STF. E, embora já houvesse consenso de que isso não o livraria – ver caso Donadon e desdobramentos do caso Cunha Lima, livrou-se. Seu caso foi enviado à primeira estância mineira onde aguarda a prescrição. Pimenta da Veiga, que levou R$ 300 mil de Marcos Valério por “serviços internos” está soltíssimo. Foi até candidato a governador de Minas Gerais.José Roberto Arruda, do mensalão do DEM, foi “atrevido” ao se candidatar a governador do DF. Acabou, para desgosto de FHC, seu benfeitor, tendo a candidatura impugnada, mas chegou a liderar a campanha e está por aí, livre, leve e solto. A impugnação revoltou de tal maneira ao ministro Gilmar Mendes que este chegou a classificar a Corte que assim decidiu como um "tribunal nazista". Alguém se recorda de como foi a atuação do ministro Gilmar Mendes no caso do mensalão do PT?Soltos também estão Cachoeira e Demóstenes Torres. Falar de Policarpo Jr. seria um ataque contra a liberdade de imprensa.Sem maiores cuidados está o pessoal da “Castelo de Areia”.Assim como José Serra e a “privataria tucana” feita no “limite da irresponsabilidade”. E seu envolvimento no "cartel" do metrô paulistano – sobre o qual só deu depoimento à PF depois de eleito senador? E o Paulo Preto?Assim como Alckmin e o buraco do metrô – mais sete mortos. Fora alguns massacres. Quem se lembra do Pinheirinho ou da Castelinho? Quem não reagiu está vivo. E a eminente crise humanitária por falta de água, mas com alguns bilhões de reais pagos aos acionistas da SABESP, aqui e em Nova York? Ninguém se interessa em saber quem são eles, os acionistas?A FHC, nada o perturba. Nem os R$ 200 mil por cabeça para comprar a emenda da reeleição, nem os seus apartamentos. Um, em Higienópolis-SP, comprado do mesmo banqueiro envolvido na lavagem de dinheiro do trensalão, o outro, em Paris, não sei se já foi declarado à Receita Federal. Nem sua fazenda em Burutis-MG.Não, FHC não é o dono da Friboi, essa é do filho do Lula. Mas quando FHC começou a carreira política, que eu saiba, de terras, só possuía um pequeno sítio em Ibiúna-SP. Ninguém parece ter estranhado tal aumento de patrimônio, fora da política, FHC era um professor aposentado da USP. Nem ele parece estar preocupado em explicar nada.É pouco?E o aeroporto construído pela Camargo Correia na fazenda vizinha a de FHC e gentilmente cedido para seu uso? Que coincidência feliz.PSDBista gosta de aeroporto particular, quem gosta de miséria é intelectual.Veja Aécio Neves e seus dois aeroportos em Minas. Um em Claudio – fazenda do tio, outro em Montezuma – empreendimentos do pai já falecido. Aécio está se empenhando em conseguir um terceiro turno para as eleições de 2014 e não em dar explicações sobre essas duas “obras públicas”.E tome Lista de Furnas, pasta Rosa e caso SIVAM.Assunto nunca faltou, mas o PSDB ser responsabilizado, algo respingar-lhes as penas?Não, de tapioca à Lava Jato, passando pela AP 470, é o PT o partido mais corrupto da história brasileira. E só.Todo o mais que poderia acrescentar aqui fica por conta da ironia sábia e desesperançada de Stanislaw Ponte Preta:“Que se restaure a moralidade, ou que nos locupletemos todos”.Fora disso, é comédia.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Marco Antonio Silva
Marco Antonio Silva

.....

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de edna baker
edna baker

"Serão tratados igualmente

"Serão tratados igualmente pela Polícia Federal do Paraná" Socorro!!!!!

Seu voto: Nenhum (3 votos)

O que seria do PSDB sem o

O que seria do PSDB sem o PT.

O PSDB  de tão corrupto é intocável, vai morrendo

nas próprias malhas junto com a mídia e o aparelhamento

de defesa.PSDB vai morrer no "bunker" vamos assistir!

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de  Maria do Carmo
Maria do Carmo

Zé Cardoso é da linha PT

Zé Cardoso é da linha PT paulista, a mesma que Marta e Mercadante,  servil á  pauta da mídia

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Bingo
Bingo

A apuração feita pela

A apuração feita pela Operação Lava Jato não é neutra. Os investigadores da PF encarregados do caso não são neutros, muito pelo contrário.

A maioria é formada por um grupo de extremistas que foram flagrados em redes sociais vomitando comentários raivosos e confessando suas opções partidárias.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Sniff
Sniff

Aécio Neves, que além de

Aécio Neves, que além de Senador é agora comentarista político do Jornal Nacional

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Luciano Lira
Luciano Lira

investigação com esses delegados?

Não dá para confiar que essa operação seja conduzida por esses delegados. É hora de no mínimo nomearem dez delegados com autonomia para se juntarem a esses. E se fosse possível colocar membros da oab, cnbb e outras instituições do Brasil...

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Cunha
Cunha

Não vai sobrar pedra sobre

Não vai sobrar pedra sobre pedra, mas algumas pedras são mais pedras que outras.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Não mexam com tucanos! E não por falta de estarem envolvidos não

O correto seria o MPF sair a campo investigando ao invés de se pautar na palavra de bandidos interessados em lascar o PT para tirar o corpo fora...Chega de preguiça! Se não for assim, que o MJ substitua os delegados tucanos, que a PGR avoque para si o processo que está sendo usado por Sérgio Moro para prática golpista ao vazar informações de bandidos como se fossem verdadeiras, como já fizeram com Consenza, Gleise Hoffman e Humberto Costa e, até agora, os nomes da oposição vazados pela central do golpe instalada no Paraná foram de falecidos: Sérgio Guerra e Eduardo Campos,,.pq será... 

Francischini escondeu um dos suspeitos da Lava Jato: Ele próprio!

 

Considerado um dos canais de vazamento da Operação Lava Jato da Polícia Federal — que investiga a atuação do doleiro Alberto Youssef —, o ex-delegado e deputado federal Fernando  Francischini, do partido Solidariedade (ex-PSDB), deixou de divulgar um dos nomes que surgiram nos grampos da polícia: ele próprio.

Seu nome foi diretamente envolvido nas negociações entre Yousseff e o deputado Luiz Argolo, também do Solidariedade.

Lá pelas tantas, Argolo diz a Yousseff que está fechando um acordo "que acho que vai dar certo". "Francischini fica na liderança fazendo o papel combinado com a gente e eu farei como primeiro vice-líder o encaminhamento em prol do governo e do Palácio. Já falou comigo."

Luiz ArgoloA conversa se refere a um suposto acordo entre Argolo e a empreiteira OAS, representada pelo diretor Mateus Coutinho. Por ele, Argolo prestaria apoio ao Palácio e deixaria Francischini trabalhando na ponta contrária, de interesse da OAS.

Yousseff gostou do combinado:

— Ótimo, esse é o jogo. Depois colocamos Francisquini no bolso. Um de cada vez!

E elogia a esperteza de Argolo:

— Você é fodinha!

Depois, Argolo pergunta a Yousseff se deve aceitar a Comissão de Orçamento ou a vice-liderança do partido. Yousseff recomenda a vice-liderança, porque assim vai estar com o governo e terá mais controle sobre Francischini.

Provavelmente a estratégia de Francisquini, ao comandar o vazamento seletivo do inquérito Lava Jatos, foi ganhar imunidade dos jornais. De fato, vazaram até conversas entre o deputado André Vargas e Yousseff usando o nome do ex-Ministro da Saúde Alexandre Padilha em acordos totalmente improváveis.

Mas o acerto de Yousseff e Argolo, bastante provável - dado o fato de Francischini integrar o Partido de Argolo - permaneceu blindado.

No GGN http://www.contextolivre.com.br/2014/06/francischini-escondeu-um-dos-suspeitos.html

  

Seu voto: Nenhum (5 votos)

 

...spin

 

 

Acho risível essa obsessão da

Acho risível essa obsessão da militância em dizer que tal coisa começou com o PSDB.

Ainda que tenha começado, e daí? O que tem a ver? O PT está há 12 anos no poder, foi eleito empunhando a bandeira da ética, justamente para a acabar com a corrupção, e agora se defende com essa "Ah, eu faço mas os tucanos também faziam"? O que é isso, essa é a defesa do partido?

E outra, não adianta querer cobrar outras instituições pelos delitos que o PSDB cometeu no poder. Em TODAS, repito TODAS as oportunidades que o PT teve de acabar com o PSDB enquanto este estava moribundo, nas cordas, o PT FRAQUEJOU, SE ACOVARDOU. Enumero: CPI do Banestado, enterrada no início do governo Lula por um "acordão" com os tucanos; CPI da Privataria Tucana, pedida pelo deputado Protógenes, foi abafada pelo governo, sequer foi instaurada; CPI do Cachoeira, outra que foi objeto de "acordão" de bastidores e deu em nada (e gerou um furioso e antológico editorial de Mino Carta, em que desnuda o que se tornou o partido).

Se o governo quisesse, poderia ter utilizado esses instrumentos (e outros) para ACABAR com o PSDB dentro da legalidade. Se tivesse tido coragem, hoje o PSDB seria menor do que o DEM. Mas não fez, por covardia, medo, desejo de ser aceito pela Casa Grande, ou sei lá o que.

Agora nego fica de mimimi, reclamando pelos cantos igual garotinha de 8 anos, dizendo que bateu no amiguinho mas o amiguinho bateu também. Ridículo.

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

-------------------------------------------------- CIRO 2018 --------------------------------------------------

Pois é, e quem foi que

Pois é, e quem foi que demitiu "pra cima "o delegado Paulo Lacerda ? Até hoje isso não foi explicado. Houve até quem dissesse que era uma espertíssima tática para mandá-lo procurar evidências na Europa. E ainda gostam de citar o bordão "sabe de nada, inocente ".

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Nassif Nossa republica dos

Nassif

Nossa republica dos "Borgias".

 

 

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Mário Mendonça

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.