Revista GGN

Assine

Pedro Taques, o procurador que quis se tornar o Catão da República

Governador do Mato Grosso, Pedro Taques não é apenas mais um governador enredado com denúncias de corrupção. Ex-Procurador da República, sempre foi tratado pela corporação como um símbolo da boa política, da contribuição do Ministério Público à luta pela ética na política.

Tanto que, na véspera de deixar o cargo, o Procurador Geral da República Roberto Gurgel tirou da gaveta uma ação contra o presidente do Senado Renan Calheiros, candidato à reeleição, visando beneficiar a candidatura do colega Pedro Taques, então Senador pelo Mato Grosso.

Hoje, sai a notícia de que Pedro Taques caiu em uma delação premiada (https://is.gd/gCtys9) feita pelo Ministério Público no âmbito da Operação Rêmora, que investiga desvios da área de educação para sua campanha a governador.

Não é o primeiro caso de Catão apanhado com a boca na botija. Antes dele, o também procurador Demóstenes Torres foi vendido para a opinião pública como arauto da moralidade. Até descobrir suas ligações com o submundo do crime de Goiás.

Abaixo, uma pequena coletânea de intervenções de Taques, mostrando o risco de se apostar em moralistas exacerbados.

27 de setembro de 2012

Na sabatina de Teori Zavascki no Senado, o questiona sobre o “mensalão”. E indaga sobre o entendimento de enriquecimento ilícito.  E lembra de César, “não basta ser honesto, mas tem que parecer honesto”, mostrando confusão de gênero.

E investe pesadamente contra Dias Toffoli – que ainda não tinha se aliado a Gilmar Mendes – bradando por sua suspeição (https://is.gd/6fZeN2)

- Ele não reúne condições mínimas para julgar com isenção - afirmou o senador, sublinhando o fato de as últimas informações darem conta de que o ministro não pretende sair do julgamento.

10 de outubro de 2012

Prosseguiu em suas catilinárias sobre o mensalão:

- Além do assalto aos cofres públicos, o esquema causou uma profunda mácula na democracia brasileira, porque demonstrou a opção pelo autoritarismo".

13 de setembro de 2013

Sobre embargos infringentes, onde diz que a partir da aprovação dos embargos o STF estaria comprometido ()

No discurso, se diz um “estivador do direito”, e que processo não tem capa. Enaltece os procuradores, delegados e juízes que estão exercendo uma função constitucional e desanca o Ministro que votou pela aceitação dos embargos.

- Na quarta-feira que vem, um ministro, sozinho, um ministro escoteiro, isolado, vai decidir os destinos não só daqueles condenados, mas ele vai discutir e vai decidir os destinos do próprio Supremo Tribunal Federal. Qual Supremo Tribunal Federal nós teremos na República Federativa do Brasil a partir desse julgamento? – questionou Taques.

Em 26 de setembro de 2015

Concede entrevista para as Páginas Amarelas de Veja. Segundo jornais de Mato Grosso,

A publicação de alcance nacional apresenta aos brasileiros um político livre de manchas, independente, defensor dos princípios constitucionais como legalidade, moralidade, da probidade e economicidade. 

Em 17 de outubro de 2015

Taques e Gilmar acendem o Brasil de esperanças, ao declarar que acreditavam na retomada ética do país. Taques relembrou sua carreira como procurador da República e soltou o verbo contra eleitores que votam em corruptos:

- O governador puxou fatos do cotidiano e questionou algumas situações reais vividas no Estado. Deu um duro recado aos corruptos que, segundo ele, abusaram da confiança dos mato-grossenses. Mas não poupou aqueles eleitores que escolheram colocar corruptos no poder. “Não me digam que é normal um ex-governador estar preso. Um ex-presidente da Assembleia Legislativa e 8 ex-secretários de Estado também com idas e vindas da cadeia”.

Em 6 de março de 2016

Taques criticou a fala de Dilma Rousseff, dizendo indignada com a condução coercitiva de Lula:

- Eu não sairia desta sala com a consciência tranquila e não respeitaria o bom povo de Mato Grosso, que me mandou aqui, se não expressasse minha opinião. Entendo que não houve abuso ou perseguição. Ninguém está acima da lei. Todos, inclusive eu, podemos ser investigados. A lei não pode servir para beneficiar amigos nem para prejudicar inimigos.”

                 

 

Média: 4.7 (17 votos)
29 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Ele defendeu a Globo e Veja na CPMI do Cachoeira

Seu voto: Nenhum (6 votos)

 

...spin

 

 

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Passeata de 4/12: a ética, a política e as instrumentalizações



Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

A roubalheira dos outros

 

Quando a medicina poder consertar o desconfiômetro do ser humano, logo ao nascer, deixaremos de aturar os milhares e milhares de sínicos e acerbados discursos, de incontáveis bandidos, contra a desonestidade, dos outro. Claro.  

 

Seu voto: Nenhum

O problema é a mera burrice,

O problema é a mera burrice, comum aos criticos do real.

Nada de economistas retrocederem a atividade determinante.

Daí minha firme convicção da realidade das coisas fora de nós.

 

Seu voto: Nenhum

Uma ideia ou intuição dita de modo próprio pode servir de via de acesso em direção a percepção metafísica do ser e o quanto no universo ele é capaz de constituir por si mesmo para tal transcendência existencial.

As redes sociais, escaladas

As redes sociais escaladas pelo principal partido entreguista do patrimônio nacional (PSDB), concentram pessoas nas ruas, avenidas e praças públicas do país, amassadas entre si, como massas de manobras.

Então, como acabar com a coexistência de corrupções do sistema capitalista e o abuso de autoridade do judiciário, igualmente fenomenal? 

Hoje, 04/12/2015, nesta situação, o Facebook me deu vista: Miguel, nós pensamos em você e nas lembranças que compartilha aqui. Achamos que você gostaria de relembrar esta publicação de 1 ano atrás.

"A numerosidade não suporta ao crescimento sempre vinculado a um transgressor.

Temos que disciplinar as motivações corrompidas dos economistas e confrontar sua idolatria aos interesses do mercado.

Por que o projeto de desenvolvimento mundial está vinculado à avareza do investimento externo?

Se a produção de objetos gera um valor recíproco (o correlato necessário da moeda) é preciso exclusivamente que, pela lei natural, o Estado apreenda este valor liberado gratuitamente na natureza.

O mundo seria paradigma da multiplicidade da riqueza se o padrão de valor fosse a inteligência!!!"

 

Seu voto: Nenhum

Uma ideia ou intuição dita de modo próprio pode servir de via de acesso em direção a percepção metafísica do ser e o quanto no universo ele é capaz de constituir por si mesmo para tal transcendência existencial.

Olha...  é possível se ganhar

Olha...  é possível se ganhar eleições só no trololó; no papo. Pouco importa a sua essência, porém... é só uma! Quase sempre a primeira. Daí em diante tem que fazer esquema. Desde os normais, de relacionamentos com entidades de classe, com empresas ou mesmo familiares, quando é caso, aos trevosos de compra de votos, aliciamente de juizes, promotores, desembargadores, procuradores e mídia em geral... é impossível se continuar a ganhar eleições sem esquemas. É do jogo. O problema é o tipo de jogo jogado. Numa sociedade endemicamente corrupta como a nossa, assumir posições de destaque em qualquer posição pública significa negociações pesadas, quase sempre com o submundo.

Como diz um dos inúmeros personagem do Morgam Freeman, num excelente filme em que ele interpreta um prisioneiro, ao ser indagado por um calouro sobre a população da penitenciária ele responde candidamente: "Aqui é tudo inocente!"

Seu voto: Nenhum

Lembram do Juiz Nicolau dos Santos Neto, o Lalau?.

Paulo Barreto2 h ·  

O STF não tem saída , ou anula o Golpe ou será desmoralizado perante o Brasil e o Mundo. Como todos sabem , a Principal função da Alta Corte do País é defender e fazer cumprir a nossa Constituição Federal , e como as Pedaladas Fiscais não são Crime de Responsabilidade eles se realmente fizerem cumprir nossa Constituição terão que anular o Golpe Parlamentar. O STF não tem para onde correr , ou anula o Golpe ou fica desmoralizado Mundialmente e seus Ministros ainda podem responder a Alta Corte das Nações Unidas para a defesa dos Direitos Humanos. Simples assim.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Uma ideia ou intuição dita de modo próprio pode servir de via de acesso em direção a percepção metafísica do ser e o quanto no universo ele é capaz de constituir por si mesmo para tal transcendência existencial.

Não teve aquele outro, também

Não teve aquele outro, também do Ministério Público, e igualmente a Taques, falso paladino da modalidade flagrado em corrupção, desmoralizado e cassado depois de querer derrubar o presidente Lula no episódio, que também esteve envolvido o Gilmar Mendes, da falsa escura telefônica no STF, ex - senador Demóstenes Torres?

Seu voto: Nenhum
imagem de Tadeu Silva
Tadeu Silva

Destaques

Quando procurador, dava gosto de ver o festival de passadismo que o Pedro Taques, o cuiabano, não o paulista, oferecia aos olhos acostumados a cena final do século XX, verdadeiro "fin de siècle", só que XVIII: escoltado pela Guarda Pretoriana (sic) da PF, ia o nobre bandeirante paulista, herdeiro direto ou dileto, tanto faz, da primeira cepa de D. Sebastião, desfilar sua procedência e honra em algum Shopping cuiabano. Divertido vaudeville tardio. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Pedro Traque

Em resumo, mais um moralista com a consistência  de um traque ! 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Seletividade dos hipócritas

Eu mudaria algumas coisas na cobertura do episódio:

1) "Eleito com verda desviada da educação?". O desvio veio depois dele eleito.

2) Não está demonstrada a participação direta do catão na roubalheira. Não há acusação sobre ele, pessoalmente, ao menos até agora. Convém corrigir isso. Só que se roubava debaixo do narizinho dele. Fosse um adversário político ele já bradaria o "domínio do fato" e pediria a renúncia/ impeachment do governador/prefeito/presidente. isso é fato.

3) Em uma entrevista essa semana, sobre o escândalo do seu governo do PSDB, com delator ligado ao pesssoal do PSDB, deputados do PSDB (federal e estadual), secretário de educação do PSDB, ele deu um jeito de falar ......da Dilma (!!!!): "“Ninguém está acima da lei. Nem eu estou acima da lei. Aliás, disse isso na cara da presidente da República"
4) Semana passada ele recebeu aqui José Serra, o Ministro acusado pela Odebretch de receber 23 milhões em caixa 2 na Suiça. Fez discurso e passeu com ele de braços dados. Não me consta que tenha falado algo "na cara" do Serra.

 

Ou seja, o que um dia foi alguma esperança para o povo de Mato Grosso, se transformou em uma profunda decepção. Se elegeu pelo PDT de Brizola e se bandeou para o lado dos Tucanos. Se aliou aos Coronéis da dinastia Campos, colocou réu na secretaria de Governo (Wilson Santos, prefeito derrotado e inconformado a prefeitura de cuiabá ) , nomeia deputado em secretaria para fazer composição política depois de entrar com um projeto no senado para forçar a renúncia ao mandato nesses casos, já mandou avisar que vai nomear quem quiser da lista tríplice para a Procuradoria Geral de Justiça, que não abre mão desse prerrogativa e não está nem ai para o primeiro colocado da lista tríplice. Praticamente entregou o governo para o agronegócio, mantem isenções fiscais e arrocha o funcionalismo. É autoritário, arrogante, hipócrita, se acha o dono da verdade. Pseudo moralista, não tem o menor pudor em se abraçar a Temer, Serra e Aécio, Jaime e Julio Campos. Seus conselheiros sobre Educação e Saúde são empresários do setor, e vê privatização como solução para tudo. Se aparecer um candidato com um mínimo de consistência em 2018, vai ser governador de único mandato. Entrem em quaquer site de notícias de MT, escolham aleatoriamente uma notícia sobre ele e leiam os comentários. Isso depois de gastar 70 milhões esse ano em publicidade. Num estado que se diz em crise fiscal profunda. 

É de dr náuseas.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Bom ... se  a amostra de

Bom ... se  a amostra de procuradores da república que entraram para a política representar a classe, o messiânico Dallagnol vai ter que se dedicar muito ao combate a corrupção. Claro, depois que ele ganhar a grana merecida após vender os apartamentos do "minha casa, minha vida "que comprou para investimento. Mas olha só a amostra da classe dos procuradores eleitos: Temer, Capez, Demóstenes Torres e agora Pedro Taques. Honrosamente lhes fazem companhia o Antonio Fernando de Souza, Roberto Gurgel, Geraldo Brindeiro, Rodrigo Janot.

Tutti farabutto.

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Vera Lucia Venturini

Não é surpresa para muitas pessoas de Cuiaba

Lembro que Pedro Taques tinha sido citado numa outra operação (Sodoma, talvez), quando ainda candidato, em conversa suspeita. Na época achei suspeita demais em plena preparação para sua campanha ao governo de estado de MT, Taques ter sido grampeado, falando com alguém suspeito de desvios no Estado de MT.

Digo tudo isso porque de certa forma conheço Taques ha muito tempo, conheço bem a familia do juiz Julier Sebastião da Silva, que formou dupla, junto a Pedro Taques, para prender o bicheiro-mafioso João Arcanjo Ribeiro (o tal comendador).

Desde então, Julier perdeu a credibilidade enquanto juiz num escândalo local e eu ja sabia que cedo ou tarde as ligações de Pedro Taques viriam à tona. Consta que Sérgio Moro estara na proxima segunda-feira em Cuiaba, onde irá palestrar a pedido do Gabinete de Transparência e Combate à Corrupção do Estado (GTCC), com a presença do governador Pedro Taques.... Vão ter muito o que conversar.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Anistia a todos. Não há outra

Anistia a todos. Não há outra saída. O país precisa parar com esta hipocrisia de fingir que não sabia que este era o modus operandi.alguns,é verdade,abusaram e guardaram alguma coisa no bolso,talvez pensando nestes tempo de dificuldade ou somente para enriquecer mesmo.

Agora,ficar noticiando a conta gotas que este ou aquele se beneficiaram destres esquemas é contribuir,cada vez mais,para a descrença na política.

é preciso acabar logo com esta brincadeira,promover eleições gerais urgentes e criar uma leggislação transoparente tanto para as contribuições eleitorais como para as convenções partidária.

Só o povo pode decidir.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Taques se projetou no caso SUDAM

Pedro Taques começou sua projeção no caso SUDAM, escândalo que estourou no 2º governo de FHC. Taques investigou o empresário goiano José Osmar Borges, o sócio de Jader Barbalho no Mato Grosso. Barbalho era da base de apoio de FHC no senado e indicava os dirigentes da SUDAM no governo FHC. 

E aí depois ele se filia justo ao PSDB?

Se Taques prestasse não teria se filiado ao partido que patrocinou o escândalo de corrupção que ele mais combateu...

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Primeiramente: FORA TEMER! E pra encerrar: FORA TEMER!

imagem de Paulo SD
Paulo SD

O PSDB como braço político do MP

Mais um exemplo de como o ministério público vem querendo atingir o poder se utilizando dos partidos políticos, principalmente o PSDB e, em menor grau, o DEM.

Os exemplos são inúmeros:

Em mais evidência temos: Pedro Taques, Demóstenes Torres, Carlos Sampaio, Capez, Alexandre de Moraes.

Se contarmos os que ocupam cargos de primeiro e segundo escalão o número vai a várias centenas. Só em São Paulo temos o Mágino, Ferreira Pinto e Saulo de Castro, entre outros.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de gaúcho
gaúcho

Como de praxe atrás de um

Como de praxe atrás de um grande moralista se esconde um grande hipócrita.

Mais do mesmo.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Jus Ad Rem
Jus Ad Rem

Ao Catão:

Condução coercitiva no rabo dos outros é refresco... 

Qundo será a condução coercitiva do Catão?

Vão avisar antes a Globo, também como fizeram com Lula?

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Sem vergonha!

Sem vergonha!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Danilo Pro

imagem de C.Poivre
C.Poivre

Marajás em marcha

Os Taques da vida vão marchar em defesa de seus privilégios: salários estratosféricos fora do alcance da lei

http://justificando.com/2016/12/02/curitiba-em-transe/

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de dja
dja

Taques flertou com seus algozes

Taques foi fritado pelos próprios compatriotas tucanos, estes aparelhados pela velha mídia puseram-no na chapa quente ao perceberem seu vínculo com a República dos Procuradores, fato essencial para um presidenciável. 

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Concede entrevista para as

"Concede entrevista para as Páginas Amarelas de Veja. Segundo jornais de Mato Grosso,

A publicação de alcance nacional apresenta aos brasileiros um político livre de manchas, independente, defensor dos princípios constitucionais como legalidade, moralidade, da probidade e economicidade":

Nassif, ja vi isso um milhao de vezes antes no Brasil:  a "reportagem" de Veja foi paga.  Regiamente paga.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de paulmoura
paulmoura

Esse é que

tem medo de abuso de autoridade.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

quem

Quem não ouviu hoje pelo menos um midiota falar mal do.....Gilmar Mendes?

O PLIMPIG canonizou o mouro! Que foi à Braslia e teve o disabor de ouvir a discordância do Gilmar e de lambuja tomou uma surra do Senador Lindbergh Farias. Isso apenas para quem teve a oportunidade de assistir o debate inteiro. Já para a turma do fast food de notícias tangida pelo PLIMPIG, foi preparada uma versão invertendo a surra. Pós-verdade na veia! O pior é que oferecem dinheiro para influenciadores digitais difundir a farsa. Está aqui: http://br.blastingnews.com/politica/2016/12/sergio-moro-desmascara-lindbergh-farias-e-discurso-viraliza-veja-001300501.html

 

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Elizabete Oliveira
Elizabete Oliveira

O Brasil está de cabeça para

O Brasil está de cabeça para baixo. É uma vergonha internacional.

Os golpistas são ratazanas que destruíram a marcha para a construção de um projeto de país

desenvolvimento, democrático e distribuidor de rendas. 

A cidadania brasileira hoje se tornou um atestado que envergonha os que são comprometidos

com uma sociedade mais igualitária, solidária e republicana.

 

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Palhaço Goiabada
Palhaço Goiabada

Eugênio Aragão se agiganta

Aragão: o Golpe derrete o BrasilEm 2017, cuidado com os aventureiros! CompartilharImprimirpublicado 02/12/2016brasil depois do golpe.jpg

Conversa Afiada reproduz artigo do ex-Ministro da Justiça Eugênio Aragão, cuja íntegra foi publicada pela revista Brasileiros:

As perspectivas para um Brasil pós-golpe em 2017

O mar não está para peixe. Vê-se, a olho nu, o Brasil derretendo. O golpe nos projetou num limbo institucional que ignorávamos existir. À beira da realidade de um estado falido, assistimos o ministério público insolente desafiar a representação popular. E o faz com uso de seus podres poderes de intimidação, prática que só conhecíamos do lobby "da bala", das entidades representativas das polícias. E isso só é possível porque o Congresso Nacional atravessa sua maior crise ética da história, com bancadas insignificantes, ultra-conservadoras em sua maioria, pulverizadas por quase três dezenas de partidos, que não dizem quais são seus programas, seus ideais, seus escopos e sequer têm militância espontânea (coisa diversa de militância paga). Afinal, algumas centenas de parlamentares com contas a acertar com a justiça facilitam a ousadia do órgão de persecução penal. E o discurso falso-moralista que reduz os problemas do Brasil ao campo da corrupção conseguiu conquistar massas de corações e mentes providas de um par de neurônios apenas.

O Supremo Tribunal Federal (STF), guardião maior da constituição, perdeu todas as oportunidades para defender o poder legítimo e colocar freios ao oportunismo político dos perdedores das eleições de 2014 e ao corporativismo abusado de algumas carreiras de estado. Enquanto o País vivia uma de suas maiores crises políticas e éticas com o afastamento trapaceado da Presidenta da República, o excelso sodalício decidia se consumidores poderiam entrar com sua própria pipoca nos cinemas ou se eram obrigados a comprá-la ali... Chega a ser um quadro surreal.

Paralelamente, a economia desfalece. A agressividade da operação "Lava Jato" sobre grandes ativos empresariais dizimou perto de 30% do produto interno bruto e levou consigo milhares de empregos. O esmagamento da produção petrolífera com conteúdo nacional levou ao colapso não só as indústrias de equipamentos, mas também estados da federação que deixaram de recolher impostos e auferir royalties. O estado do Rio de Janeiro é o mais concreto exemplo do estrago causado por falta de estratégia persecutória e econômica.

Nesse ambiente, o mercado encolhe e o apetite empresarial entra em regime de jejum. Investimentos deixam de ser feitos e desaparecem as perspectivas para um projeto soberano de desenvolvimento nacional.

A conjuntura política e econômica é propícia para aventuras e aventureiros, sejam eles parasitários ou populistas fascistas. Só estes nada têm a perder. Uns podem contar com a benevolência de rentistas e patrões ao norte do globo terrestre; outros se aproveitam do desânimo e das fobias coletivas para oferecer saídas fáceis e sem qualquer apego à realidade, para iludir as massas com falso sentimento de serem um povo unido, submissos a uma "nova ordem" que substitua a antiga, apodrecida com a corrupção e com o "comunismo" perverso.

É nesse contexto que se descortina 2017. O que esperar dele? Mais do mesmo, se as instituições não tomarem coragem de reinventar sua prática. Os desafios são enormes para o judiciário e para o legislativo. O executivo, coitado, de protagonista de um projeto de democracia inclusiva, passou a ser reboque da história, sem qualquer autonomia para realizar políticas públicas, para governar. O golpe desfigurou o sistema constitucional presidencialista e o transformou num parlamentarismo de matilha, comparável à dinâmica duma massa de caninos famintos farejando por restos aqui e acolá, num aterro sanitário.

O que esperar do judiciário? Difícil dizer. Um personagem emerge com poderes desproporcionais: o Sr. Ministro Gilmar Mendes, presidente do tribunal superior eleitoral (TSE) e da 2ª turma do STF. Nessa dupla condição, é ele que pauta os processos nos órgãos jurisdicionais em que funciona. E, só por isso, é o homem mais poderoso da putrefeita república. Dele dependem os destinos do Sr. Michel Temer e dos principais atores do legislativo. No TSE, pautar ou não pautar as ações do PSDB contra a chapa de Dilma nas eleições de 2014 pode significar vida ou morte do governo nascido do golpe parlamentar; na 2ª turma do STF, pautar feitos da "Lava Jato" num dia de quorum completo ou quorum incompleto pode significar rejeição ou admissão de denúncias, concessão ou denegação de habeas corpus ou, até mesmo, condenação ou absolvição de réus. Quem mais pode tanto? Não é de estranhar, pois, que o Presidente do Senado, Senador Renan Calheiros, arquivou de plano pedidos de impedimento manejados naquela casa legislativa contra Gilmar. Afinal de contas, depende dele se Renan será ou não condenado e quando o será...

(...)

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Antônio - Minas Gerais
Antônio - Minas Gerais

Essa

tigrada bandida mafiosa so engana paneleiro telespectadores da Globo.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Ele defendeu a Globo e Veja na CPMI do Cachoeira

Seu voto: Nenhum (6 votos)

 

...spin

 

 

imagem de zuleica jorgensen malta nascimentoZz
zuleica jorgensen malta nascimentoZz

Separados na maternidade.

Separados na maternidade. Cara e  caráter  de um, cara e  caráter  do outro.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Hahaha

Separados ao nascer!!...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.