Revista GGN

Assine

Reservas do Sistema Cantareira estão nas últimas

Jornal GGN - Matéria publicada pela versão brasileira do El País afirma que o nível de água útil do sistema Cantareira chegou a zero na última quinta-feira. A Sabesp garante os recursos até março de 2015, mas a Agência Nacional de Águas diz que o plano de usar o volume morto do Cantareira deve funcionar somente até novembro.

A situação pode se tornar particularmente ruim no interior paulista. Francisco Lahóz, secretário executivo do Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ) diz que Campinas e outros 75 municípios não tem sistema alternativo de abastecimento. Para ele, "está faltando que o governo municipal e estadual comuniquem à comunidade a realidade, para que o cidadão possa reduzir o consumo". Lahóz defende que a Grande São Paulo diminua o consumo em 50%.

Para o especialista Julio Cesar Cerqueira, engenheiro civil e membro da Fiesp, o sistema de abastecimento está defasado. "Há 30 anos que temos os mesmos mananciais porque nenhum governo investiu para ampliar o sistema", afirma.

Enviado por Almeida

Do El País

São Paulo começa a usar suas últimas reservas de água

Enquanto o Estado garante as reservas até março de 2015, a Agência Nacional de Águas reduz o otimismo para até novembro

A reserva de água do Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de 14 milhões de pessoas na Grande São Paulo e em 62 cidades do interior do Estado, depende mais do que nunca da temporada de chuvas que começa em outubro. E de muita chuva.

O nível de água útil do principal reservatório do Estado chegou nesta quinta-feira a zero, pela primeira vez desde que foi criado em 1974. Resta apenas a reserva da reserva, 400 milhões de metros cúbicos que ficam no fundo da represa, abaixo do nível de captação das comportas e que acumula sujeira, sedimentos e até metais pesados. O denominado volume morto, cuja qualidade é considerada boa segundo as autoridades, nunca tinha sido utilizado para abastecer a população até que em maio se tornou um recurso. Hoje, o único. O plano, se não começar a chover intensamente, pode funcionar até novembro, segundo a Agência Nacional de Águas. Já a Sabesp, empresa estadual que fornece água para 364 cidades de São Paulo, muito mais otimista, acredita que há recursos até março do ano que vem.

No interior do Estado a situação é descrita como alarmante. "Em Campinas, e em outros 75 municípios, não temos outros reservatórios que garantam nosso consumo. Se o sistema da Cantareira deixar de oferecer esses 3 ou 4 metros cúbicos por segundo que necessitamos, nós não temos um sistema alternativo de abastecimento", afirma Francisco Lahóz, secretário executivo doConsórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), um dos gestores do sistema Cantareira. "Se o volume morto secar, não temos outro plano". Para Lahóz, orgulhoso da capacidade de reutilização dos recursos da região -o corpo de bombeiros usa a água tratada das estações de esgoto- é necessário que as autoridades sejam claras para abordar o problema. "Está faltando que o governo municipal e estadual comuniquem à comunidade a realidade, para que o cidadão possa reduzir o consumo. Sem isso, não vai ter programa que funcione".

Para os cerca de um milhão de moradores de Guarulhos, junto com os de Diadema, São Caetano do Sul, Valinhos, Vinhedo e Itú, o racionamento de água fez com que, em fevereiro, se conscietizassem à força com a realidade. A torneira de Elias Lopes do Santos, taxista de 52 anos e vizinho de Guarulhos, só oferece água dia sim dia não. “Eu que moro apenas com minha mulher, tenho minha própria reserva de 1.000 litros e sempre fui responsável nesse quesito não sofro tanto, mas as famílias maiores estão tendo grandes dificuldades para lidiar com o rodízio de água”, explica. “Eu estou aborrecido. Nao houve investimento pelo Governo do Estado para a construção de um novo reservatório, mas também nunca fizeram nada para o tratamento efetivo da água. Eu sinto vergonha toda vez que passo pelo rio Tietê e o rio Pinheiros”, lamenta.

Alguns especialistas concordam com o fato de que não foi apenas a falta de chuva deste verão -50% abaixo do normal- e as altas temperaturas que levaram o Estado a atual crise de abastecimento. "Nosso sistema está completamente desfasado no tempo. Há 30 anos que temos os mesmos mananciais porque nenhum governo investiu para ampliar o sistema, enquanto a cidade crescia, chegando a mais de dez milhões de pessoas", lamenta Julio Cesar Cerqueira, engenheiro civil e membro do Conselho de Meio Ambiente da Federação de Indústrias de São Paulo (Fiesp).

O Governo do Estado de São Paulo é, há 20 anos, administrado pelo PSDB, partido do atual governador Geraldo Alckimn. Para Cerqueira, a situação chegou até este limite porque o Governo de Alckmin, que aspira à reeleição em 4 de outubro, "continuou distribuindo água como se não houvesse seca". Uma eventual crise do abastecimento de água no Estado, às vésperas das eleições, poderia prejudicar seus planos políticos.

O Governo do Estado não adotou o racionamento de água, porque seria uma “media cruel” segundo a Sabesp, e se recusou punir os excessos de consumo. O que fez foi criar um bônus que premia com 30% de desconto na fatura mensal os clientes que conseguirem baixar 20% de seu consumo de água. Uma medida que é um sucesso para o órgão, dado que mais da metade dos usuários conseguiu fazer essa redução, mas insuficiente para alguns.

“A Grande São Paulo precisa reduzir seu consumo em 50%. Se for assim poderíamos nos manter por vários meses em um estado de tranquilidade”, afirma Lahóz do consórcio PCJ.

Hoje, as previsões meteorológicas são recebidas com inquietude. Enquanto a Sabesp afirma que meteorologistas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) já preveem que o volume de precipitação da próxima estação chuvosa será igual ou maior do que a médias dos anos anteriores, devido ao fenômeno El Niño, o Instituto Nacional de Meteorologia lamenta não poder oferecer uma previsão. “Não temos como saber se o ciclo de pouca chuva que vivemos no verão vai continuar”, afirma Helena Turon Balbino, meteorologista do instituto.

Elias Lopes, o taxista de Guarulhos, tem sua própria predição. “A natureza castigou os governantes”.

Média: 5 (8 votos)
25 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Governo Municipal???

O Sr. Francisco Lahóz, secretário executivo  e um dos gestores do sistema Cantareira quer que o governo MUNICIPAL comunique o que?

O que ele chama de AUTORIDADES? 

Será que esse senhor não sabe que essa atribuição é 100% do governo Estadual?

Que é o Sr. Alckmin quem deve comunicar e tomar as devidas medidas para que o problema seja resolvido?

Ele quer por a culpa de 20 anos sem investimentos no sistema de captação de água... no governo municipal?

E se as eleições fossem hoje Alckmin ganharia no 1º turno...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Mário Latino
Mário Latino

Os tucanos podiam aproveitar


Os tucanos podiam aproveitar para limpar o fundo da repressa, rsrsrs

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de ademar s teixeira
ademar s teixeira

Irresponsabilidade....

Particularmente eu acho que deve haver instrumentos juridicos que torne possivel que o responsavel, que todossabemos quem é, seja processado, destituido.......e preso, seria o minimo.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Flavio Martinho
Flavio Martinho

Considerando que não há

Considerando que não há condições de abastecer SP e considerando que não se vive sem água, alguém tem conhecimento se alguém - algum governo estadual, federal ou os USA ou a China - está tomando medidas/providências para evacuar a cidade?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Que vai acabar isto é certo

Vendo todos os dados é certo que a agua vai acabar! Mesmo com chuvas maiores, a saída de agua é maior do que a entrada, portanto não há como encher os reservatórios novamente em alguns anos.

O QUE HÁ É EXCESSO DE CONSUMO E DE PERDAS EM TUBULAÇÕES!

Isto posto a pergunta é uma só e não vejo os paulistas e paulistanos fazerem:

PARA ONDE IRÃO QUANDO A AGUA ACABAR? Será que não viram que não há para onde ir?

POucos tem casas de parentes e amigos em cidades do interior, com disponibilidade de acampar e  aonde há agua, mas mesmo assim o que faremos para ganhar a vida lá?

E se as represas não conseguirem manter mesmo suas entradas mínimas de agua nos proximos 4 ou 5 anos (pode ser até 10 anos), o que os moradores de  cidades gigantesca como São Paulo + grande São Paulo, irão fazer?

Um novo projeto de abastecimento (talvez o Rio Ribeira de Iguape) quanto tempo demorará (5 anos ou mais)?   

Caros amigos, a questão não é mais de eleiçoes ou política, pois estamos em via de uma CATÁSTROFE! 

Não sei porque estou preocupado, pois moro em um sítio com nascentes de agua que sobram para meu consumo, mas o restante da população de SP  não está nem aí e por isto que estou boqueaberto!

Seu voto: Nenhum

julião

Julião vc esta preocupado

Julião vc esta preocupado porque vc tem sentimento de coletividade e não aceita que um governante seja tão relapso como o Sr. Alckmin está sendo.

Também sou assim, e estou preocupado.

Não tanto quanto os paulistas deveriam estar e não vejo essa preocupação.

Não sei se a mídia venal esconde esse fato da população.

Pinçando aqui e ali percebo que alguns bairros estão tendo falta d´água com frequência.. 

Será que a população acha isso normal

Será que as pessoas não pensam que é só São Paulo que está nessas condições? 

Vamos aguardar pra ver...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rodrigo Assis
Rodrigo Assis

Ô Julião, você possui uma

Ô Julião, você possui uma propriedade que possui água e não está assustado com a possibilidade de falta de água em uma região governada pelo PSDB? Ingenuidade a sua, a propriedade privada só é sagrada para o PSDB se você for da "tchurma". Abre seu olho!

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Hamilton
Hamilton

Exatamente.

Decreto 59.273.

Ou como o governo(?) do estado de São Paulo queria transferir a propriedade de 900 imóveis no centro de São Paulo para os amigos especuladores. Com o silêncio da imprensa amiga, como sempre.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Armando Pinto
Armando Pinto

Reservas do sistema cantareira...

Por onde andam os coxinhas pagos pelos pdbestas? sumiram?

Será que foram tentar lavar a BUNDA(bunda não épalavrão) na bacia amazônica ou nos estados do sul que infelizmente ,no momento difícil que estão,a água e as chuvas  são  transtorno e tragédia?

CADÊ OS COXINHAS PAGOS PELOS PSDBESTAS PARA DEFENDER AÉCIO,GERALDO E CIA na internet? Estarão por aí com a boca sêca precisando de um gole d'água para lubrificar o gogó mentiroso e cínico.

Estão fazendo a população paulistana e paulista beberem, cozinharem e se banharem em água podre  cheia de metais pesados,sujeito a doenças neurológicos, carcinomas etc. e nem sequer fazem o mea culpa ?

Aonde estão os eleitores que mantiveram essa cambada de irresponsáveis psdbestas empossados no governo paulista? Será que estão lambendo as feridas por falta d 'água para lavá-las?

Já que estão lambendo feridas, VÃO LAMBER SABÃO TAMBÉM CAMBADA DE INCOMPETENTES !!!

Seu voto: Nenhum

Eu queria entender tanto

Eu queria entender tanto quanto a goleada de 7x1 que o Brasil sofreu, como  Alkim tem 50% na última pesquisa para o governo de SP.

São coisas que não batem.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

Por uma simples razão.

Os que fazem a pesquisas são os mesmos que sonegam, a informação de que São Paulo está sob risco, de colapso do seu abastecimento de água. Isto é noticiado apenas pelos meios de fora do país; no Brasil eles estão totalmente compromissados com a candidatura do preibói di minas, que se veria bastante prejudicado, com o desempenho do picolé de paulista. Entre informar a população de São Paulo sobre a prevenção de um risco próximo e manter uma interessada candidatura em alta:  que se PHoda com ph bem maiúsculo Sampa. Esperar o quê, de quem financiou a OBAN.

.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Pão ☭ Paz ✮ Terra ☀

imagem de Lais
Lais

Posso Arriscar um palpite (

Posso Arriscar um palpite ( pro voto dos paulistas, não pros 7 a 1)...1_ Os Paulistas são ricos ... Vão pegar agua onde tiver, afinal o dinheiro não traz manda buscar..; 2_ eles estão obsecados em por a culpa de tudo que acontece na Dilma , no Lula d no PT...estão doidos pra agua acabar para poder colocar o povo contra o PT...assim , imaginam os jenios, ficará mais fácil ganhará. A eleição...

Seu voto: Nenhum
imagem de Brasileiro aguerrido
Brasileiro aguerrido

Legislação vs populaçãoMas um

Legislação vs população

Mas um dos grandes problemas, realmente é a legislação, não só municipal, mas estadual e federal.

Em muitos países é proibida a venda de válvulas hidra para descargas, só sendo utilizadas as caixas acopladas de louça.

Uma válvula hidra consome pode consumir em média 50 litros de água em uma descarga enquanto que as caixas acopladas consomem 6 litros e em algumas versões dual flush até 3 litros. A maioria da população nem sabe disto ou da existência de tais descargas econômicas, e nem o governo se preocupa em conscientizar, regulamentar o setor.

Há leis completamente absurdas pelo país afora, como a de que quando a prefeitura implanta rede pública de fornecimento de água o proprietário é obrigado a fechar o poço. Agora muitos proprietários estão sem poço, e sem a água da rua.

Teve um caso no interior de um estabelecimento comercial que após a chegada da água da rua foi obrigado pela prefeitura a fechar seu poço artesiano. O comerciante entrou com uma ação na Justiça contra a prefeitura e ganhou em segunda estância, o direito de continuar com o poço artesiano aberto.

O Juiz concluiu que o proprietário podia usar o poço pois a água do subsolo não pertence ao município, e sim À União, não cabendo À prefeitura legislar sobre um bem da União. Além do mais o poço estava dentro de todos os parâmetros da legislação ( água com análise perfeita, pois apenas poderiam lacrar um poço que estivesse contaminado, e oferecendo risco ao lençol freático, que poderia ser embargado pela vigilância sanitária). Foram verificados que a quantidade de água retirada do poço eram pequenas ( pela legislação não se pode retirar mais do que 3 m³ por dia sem uma outorga ).

Legislações contraditórias, em choque com a legislação federal, criam um caos no qual a iniciativa privada se acanha de investir no setor com receio de que futuramente uma lei arbitrária seja promulgada e o investimento seja embargado sem mais nem menos. Neste país parece que investir é um crime passível de punição. Não há garantias de estabilidade jurídica a longo prazo neste país. E o poder público que acaba se tornando o fornecedor universal, nem investe e nem deixa os outros investirem, o resultado é o que está aí, à qualquer crise, o fornecimento entra em colapso.

Seu voto: Nenhum

PSDB não consegue nem administrar a água. . .

O governo do PSDB não consegue administrar nem a água, elemento essencial para a vida humana, como podem querer administrar um país?  O sistema Cantareira levou anos para chegar a esse mínimo de reserva, a SABESP tem engenheiros competentes que com certeza devem ter alertado seus superiores sobre esse triste final, então porque nada foi feito para corrigir o rumo, resolver ou reduzir esse  problema?

Seu voto: Nenhum (5 votos)

"A história da humanidade é a história das lutas de classes". Karl Marx

imagem de Hamilton
Hamilton

Porque a Sabesp foi aparelhada

Não é assim que eles gostam de falar?

Pois foi o que fizeram e é muito fácil de se verificar.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de emerson57
emerson57

crime

A  falta de atitude do governo de São Paulo em informar corretamente a população a respeito da real situação das reservas de água é criminosa.

Até o PIG já está preocupado, tanto que vem publicando matérias para se eximir de responsabilidades, mas semo viés de urgència e sempre salvando a face do governador que juram, lidera a corrida para a reeleição.

- O PSDB deveria entrar com um "habeas água" no supremo de frango!"

  

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de emerson57
emerson57

miro

http://altamiroborges.blogspot.com.br/2014/07/o-volume-morto-de-alckmin-...

Seu voto: Nenhum (3 votos)

O Cantareira já era...

Um verdadeiro estelionato eleitoral. Falam em chuvas de verão para repor a água do sistema Cantareira, é uma falácia. O sistema está em colapso. Observem o gráfico abaixo.

Até 2013 a afluência de água estava conseguindo manter a proporção entre o que chovia e o que "entrava" no sistema em relação aos valores médios históricos. A partir de 2014, em todos os meses, foram batidos os recordes  de afluência mínima. Em março e abril, mesmo chovendo dentro da normalidade a afluência foi a mínima histórica já registrada para esses meses. Julho está indo pelo mesmo caminho. Tem de chover muuuito para que haja água no inverno de 2015.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Alckmin é Opus Dei, no mínimo

Alckmin é Opus Dei, no mínimo esta esperando um novo dilúvio, enquanto ele não vem o povo de São Paulo vai ficando com um governo que é pior que as 10 pragas do Egito juntas.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Srªs Senadoras e Srs. Senadores, a Transparência Internacional divulgou, nesta terça-feira, a classificação anual dos países mais corruptos do mundo, e a situação do Brasil, sob o império do “lulismo”, só piorou. Demóstenes Torres 08/10/2003

Caro Nassif e demais Não

Caro Nassif e demais

Não gosto de ver a situação da falta de água, nem no Nordeste, nem em SP, Sorocaba, Itu, Campinas etc...

O Nordeste, precisou esperar mais de 500 anos para começar a se resolver, espero não precisar esperar outros 500 para se resolver em SP e outros municipios.

Saudações

 

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Para os cerca de um milhão

"Para os cerca de um milhão de moradores de Guarulhos, junto com os de Diadema, São Caetano do Sul, Valinhos, Vinhedo e Itú, o racionamento de água fez com que, em fevereiro, se conscietizassem à força com a realidade":

Ah, eh?  Em FEVEREIRO?  RACIONAMENTO?

Precisamos de jornal estrangeiro pra nos dizer isso?

O problema da seca foi discutido extensivamente no blog:  ninguem jamais ouviu falar desse "racionamento" e muito menos em fevereiro, entao ou alguem mentiu pro jornal estrangeiro ou alguem mentiu pros paulistas -ja que contar a verdade esta fora de questao pra tucanos.

Alguem sabe o que eh?

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Carlos Dias
Carlos Dias

Eu sei, Ivan

É que o PIG (Partido da Imprensa Golpista) e o PSDB (Partido Social Democrata Norte Americano) estão coligados em SP desde os anos 90.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

O que se fará?

Caminhões-pipa nas ruas?

Êxodo dos paulistas para as margens do rio Madeira?

Poços de mil metros de profundidade em cada esquina ou pracinha?

Bem, pelo menos para ver se vai chover, multidões doravante vão ser flagradas a olhar para os céus, como antigamente.

 

 

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de SÁVIO SOBREIRA
SÁVIO SOBREIRA

Acrescente-se aí, o banho de

Acrescente-se aí, o banho de pincel ou o Kit Secão Tucano:  Uma Bacia de 1,0 metro de diâmetro, uma Escada para colocar os pés dentro da bacia, e um balde de 1 litro.   Modo de Usar:  Esse kit é idel para uma família de 03 ou 04 membros e deve-se se usar assim:  O pai sobe na escada até o alto, os dois filhos sobem simultaneamente e a mãe fica no degrau debaixo, enche o balde e passa para o pai que joga na cabeça e a agua molha todos e volta para a bacia de modo que possa ser reutilizada novamente.

Seu voto: Nenhum
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Poços de mil metros de

"Poços de mil metros de profundidade em cada esquina ou pracinha?":

Eh isso mesmo!

Futebras nao pode.  Aguabrax pode.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Mais seco do que a Cantareira

Dizem que Alckmin é forte no interior e que não quer perder votos na região metropolitana da capital.

Acontece que na última eleição ele perdeu no interior e ganhou em São Paulo. Mesmo assim, com tudo a favor, com muita água e sem escândalo do metrô, foi eleito no pirmeiro turno por uma vantagem de 0,61%.

Dessa vez ele não escapa do segundo turno. E vai ser cercado por todos os lados: Skaf, Kassab (Serra) e PT.

Ele vai secar mais rápido do que a Cantareira...

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.