Revista GGN

Assine

Romero Jucá, o dono da bola

Jornal GGN - Derrubado do primeiro escalão do governo interino de Michel Temer por denúncias da Lava Jato, o senador Romero Jucá (PMDB) dá demonstrações públicas de que é difícil ficar de fora da partida quando a guarda da bola é compartilhada.

Em mais de uma ocasião, Jucá deu sinais de que continua como agente central do governo, ainda que esteja afastado do Ministério do Planejamento desde o final de maio - quando vazou na imprensa uma conversa do senador com Sergio Machado, na qual um plano para tirar Dilma Rousseff (PT) do poder e deter os avanços da Lava Jato é comentado.

Nesta quarta (29), por exemplo, Jucá divulgou que esteve reunido com outro homem forte de Temer, o ministro da Casa Civil Eliseu Padrilha. Segundo ele, o motivo do encontro é a MP 714/16 da aviação civil. 

Desde que foi afastado do ministério, Jucá fez questão de divulgar agendas com os ministros da Educação Mendonça Filho (DEM), e Osmar Terra (PMDB), do Desenvolvimento Social. Deles, Jucá arrancou benfeitorias para apresentar a Roraima, Estado que o elegeu senador.

Esta semana, Jucá ainda saiu em defesa do reajuste do Judiciário concedido por Temer. Aproveitou para dizer que o interino age com "responsabilidade fiscal" em meio à crise econômica.

O mesmo fez com a Lei de Diretrizes Orçamentária e os recursos destinados à Saúde e Educação, após a aprovação da DRU (desvinculação de receitas da União). Jucá chega a falar em nome do governo interino: "Nós não estamos limitando gastos..."

Nos áudios vazados que culminaram em seu afastamento (pelo menos, para o público), Jucá sugeriu que o impeachment foi acionado pela cúpula do PMDB para deter as duras investidas da Lava Jato sobre o partido. No dia em que anunciou a licença da pasta, Jucá disse que aguardaria a Procuradoria Geral da República se manifestar sobre a polêmica. Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, foi solidário ao analisar o assunto: disse que Jucá não tem culpa no cartório.

Quem também vem demonstrando papel importante no atual governo é o presidente afastado da Câmara, deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), com quem o interino se reuniu no domingo à noite para discutir, de acordo com a imprensa, a eleição para próximo comandante da Casa.

Média: 5 (1 voto)
1 comentário

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Serjão
Serjão

Delação

Depoimento do filho de Sérgio Machado. Aos 3:38, os nomes de Renan, Sarney, Edison Lobão, Romero Jucá e Jader Barbalho:

https://www.youtube.com/watch?v=B1ZJJ2WWB9c

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Serjão
Serjão

Moro, o justiceiro popstar é questionado

https://www.youtube.com/watch?v=m2OhvX5XFCY

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.