Revista GGN

Assine
imagem de ROGERIO FARIA

CONTEÚDOS DO USUÁRIO

Postagens

Uma esquerda conciliadora ou revolucionária, por Rogério Faria


Montagem: Carta Maior

Por Rogério Faria

Lula e Guilherme Boulos estão pelo Brasil na construção de um programa de esquerda que se torne um contraponto ao atual avanço neoliberal. Há uma característica fundamental que diferencia as propostas: uma é conciliadora, a outra é revolucionária. Para onde vai a esquerda?

Em sua caravana pelo Nordeste, 25 anos depois da histórica primeira caravana pelo Brasil, o ex-presidente mais popular de todos os tempos se pôs dois objetivos: ouvir o povo e levantar o moral da tropa. Assim, ele sai gerando imagens de esperança (nas lentes do fotógrafo Ricardo Stuckert) e proferindo discursos emocionantes. Ao mesmo tempo em que justifica a aproximação com adversários em nome da governabilidade, ele afirma que desfará as maldades do governo Temer, mas (e aqui é fundamental) aquilo que for possível.

Já Boulos, líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, encabeça a iniciativa suprapartidária Vamos!. Ele se propõe elaborar um projeto com participação popular com reuniões pelo país e por meio do endereço vamosmudar.org.br. O evento de lançamento ocorreu nesse fim de semana em São Paulo. Como pedra fundamental do programa a ser elaborado, declaradamente anticapitalista, Boulos foi claro: “Vamos desfazer todas as medidas tomadas pelo governo golpista”... sem “mas”.

Leia mais »

Média: 3.2 (13 votos)

Por que Lula, ainda?, por Rogerio Faria

Por que Lula, ainda?, por Rogerio Faria

Não queria estar defendendo Lula em 2017. Já deveríamos ter superado essa fase. O país deveria estar discutindo o pós-Lula, como preservar seus acertos, consertar seus erros, fazer o que ele deixou de fazer (seja por covardia, falta de competência, o que for). E que ele estivesse respondendo, seja pelo que fosse naturalmente, como qualquer cidadão.

Devíamos estar discutindo o Brasil que queremos ser no século XXI. Mas, infelizmente, vocês estão nos anos 90. Nos anos 90, Lula é o melhor quadro político.

Ele é o único que tem força política para enfrentar esse tsunami liberal que vai fazer terra arrasada dos direitos sociais, do futuro, entregando o país à aristocracia financeira estrangeira.

Por que Lula? Porque é o que tem pra hoje.

Leia mais »

Média: 5 (8 votos)

Doria para 2018, por Rogério Faria

Doria para 2018

por Rogério Faria

Alckmin, Aécio e... (vá lá): Serra que se cuidem, Doria está em plena campanha para 2018. Diante das forças progressistas e do povo novamente se aglutinando em torno de Lula, o atual prefeito de São Paulo viu a oportunidade de se personificar o candidato antilula, queimando etapas da carreira política e deixando figurões tucanos comendo poeira.

Leia mais »

Média: 3.4 (13 votos)

A mensagem na garrafa, por Rogério Faria e Raimundo Guimarães

Na sala de emergência de um hospital, Dr. Fred vê o próprio corpo dando entrada em estado grave com uma bala na cabeça. Apenas alguns objetos desconexos estão em seus bolsos. Como uma garrafa lançada ao mar, ele traz uma mensagem que precisa ser decifrada. A cada releitura, novas peças se revelam ao leitor num quebra-cabeça complexo de terror crescente.

É uma história em quadrinhos de terror escrita por Rogério Faria com desenhos de Raimundo Guimarães.

 

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Ocupa Aquarius, por Rogerio Faria

Aquarius é um filme sobre uma ocupação. É sobre luta, sobre resistência. É um filme sobre opressão, sobre táticas degradantes no limiar da tortura legitimadas pela sistema, sobre humilhação. É sobre uma doença e sobre garra. É sobre coisas, sejam tangíveis ou não, que valem muito mais que dinheiro. Quanto? Não importa. Não é essa a questão.

Sobretudo, é um filme sobre uma mulher forte e seu passado, mas sem saudosismo, porque também é sobre seu presente e sobre seu futuro, uma história que não começa nem acaba numa película.

E as interpretações são arrebatadoras, sem histrionismos, sinceras, na justa medida. E Sônia Braga? Fabulosa, emocionante.

Leia mais »

Média: 4.4 (14 votos)

O campeão da Justiça, por Rogério Faria

Leia mais »

Média: 4.8 (18 votos)

Os pirata!, por Rogério Faria

Leia mais »

Média: 4.6 (10 votos)

ESTADO DE EXCEÇÃO PERMANENTE

"A tradição dos oprimidos nos ensina que o ‘estado de exceção’ no qual vivemos é a regra. Precisamos chegar a um conceito de história que dê conta disso. Então surgirá diante de nós nossa tarefa, a de instaurar o real estado de exceção; e graças a isso, nossa posição na luta contra o fascismo tornar-se-á melhor. A chance deste consiste, não por último, em que seus adversários o afrontem em nome do progresso como se este fosse uma norma histórica. O espanto em constatar que os acontecimentos que vivemos ‘ainda’ sejam possíveis no século XX não é nenhum espanto filosófico. Ele não está no início de um conhecimento, a menos que seja o de mostrar que a representação da história de onde provém aquele espanto é insustentável.”

Michael Löwy, pensador marxista brasileiro, sobre uma das teses do conceito de história do filósofo judeu alemão Walter Benjamin (1892-1940) nos primórdios da Segunda Guerra. Leia mais »

Imagens

Sem votos

Uma contrarreforma liberal tupiniquim

 Muito bem analisado por Rogério Maestri, no texto Não é xadrez, é Caos Determinístico!, a necessidade de se conhecer o cenário global para compreensão dos rumos nacionais. Acrescento aí também o estudo da história e seus ciclos. Segue uma passagem do livro “Marx, Manual de Instruções”, de Daniel Bensaid, pela Boitempo Editorial, que se encaixa como uma luva para este nosso momento:

  Leia mais »

Sem votos

O Império Contra-Ataca!, por Rogério Faria

Leia mais »

Média: 4.4 (14 votos)

Sacolão, por Rogério Faria

Leia mais »

Média: 5 (11 votos)

Uma democracia, por Rogério Faria

Leia mais »

Média: 5 (10 votos)

Devido processo legal, por Rogério Faria

Leia mais »

Média: 5 (9 votos)

Pílula azul, por Rogério Faria

Leia mais »

Média: 4.7 (12 votos)

Arte da guerra, por Rogério Faria

Leia mais »

Média: 4.1 (14 votos)

Fotos

FELIZ ANO NOVO!

Vídeos

Sem colaborações até o momento.

Documentos

Sem colaborações até o momento.

Áudio

Sem colaborações até o momento.