Fed cortou os juros devido à incerteza com economia

Falta de perspectiva levou autoridade monetária a levar juros do país para próximo de zero em reunião de emergência realizada em março

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Os representantes do Federal Reserve (o Banco Central dos Estados Unidos) consideram o coronavírus como um risco que tornou as perspectivas econômicas “profundamente incertas”, o que levou a taxa do país para um patamar próximo de zero no começo de março.

A ata da última reunião do Fed, realizada em 15 de março, apresenta um pouco das conversas por trás da resposta do Banco Central aos efeitos econômicos do vírus, naquele que foi o primeiro corte emergencial de juros desde 2008.

“Todos os participantes viram a perspectiva econômica de curto prazo dos EUA como tendo se deteriorado acentuadamente nas últimas semanas, e se tornando profundamente incerta”, segundo a ata. As autoridades também “observaram que os mercados financeiros exibiram turbulências e tensões extraordinárias”.

Segundo informações do jornal The New York Times, poucos participantes da reunião preferiram reduzir os juros de forma menos drástica, preferindo uma redução de meio ponto percentual ao invés do corte de um ponto percentual anunciado, como forma de preservar espaço para ajustes futuros e temendo que um corte maior enviasse um sinal “excessivamente negativo sobre as perspectivas econômicas”.

Em 23 de março, o Federal Reserve tornou seu programa de títulos ilimitado, e adicionou novos títulos ao volume que estava disposto a comprar no mercado, além de apresentar programas de empréstimos emergenciais em parceria com o Departamento do Tesouro para manter o fluxo de crédito, incluindo programas que compram títulos corporativos e dívidas comerciais de curto prazo.

2 comentários

  1. O início do ocaso do declinante império americano vai ficando cada vez mais nítido e até perigosos para o mundo, inclusive pelo estado vexatório onde a nação que há décadas era a grande mola exploradora de recursos do planeta e hoje não tem máscaras de papel e barbante para atender o mais básico na proteção de seus “soldados” no front desta batalha.
    Pelos números atuais, o estado de NY, contando 151.069 casos positivos e 6.268 mortes, sendo apenas na cidade de NY 81.803 casos com 4.571, o primeiro “país” do planeta com maior número de casos e se distanciando a cada dia, dos demais países. Os EUA que fizeram tantos filmes sendo os salvadores do planeta, vão se tornando os piores parasitas e grave fator de insegurança no planeta:
    – desacreditando a OMS pela seus próprios descasos, descuidos, atrasos nas medidas e falta de organização interna e estoques de suprimentos.
    – tornando-se os selvagens piratas, os vikings da atualidade ao desviarem e roubarem cargas encomendadas e compradas de sua rival China por outros países, que estavam usando a rota até então confiável de seus aeroportos. Neste ambiente, a rota “americana” deverá ser mantida?
    – Muito pior para o planeta em crise, é o Trump se tornando o tramp do planeta (com a suprema corte com tudo), quando o próprio exército americano se torna assim, o chefe do milicianismo nos EUA, já que a carga roubada dos outros países, está sendo oficialmente revendida e distribuída por empresas locais aos hospitais, que agora tem de competir num leilão pelo estoque roubado de seus reais compradores, mostrando que o desprezo é também pelo povo de sua nação. Nada novo pelo que fizeram no recente golpe com a lavajato através dos seus comparsas brasileiros, pagos com dinheiro público para “desviarem” dinheiro de empresas brasileiras para o fisco dos EUA.
    – pelo que se vê no mapa do Johns Hopkins Univ, onde sinalizam todos os locais com casos identificados, é assombroso como todo o território está tomado, levando a crer que tanto esta primeira onda possa ser devastadora em número de casos e de mortos, fazendo com que seja de longo período a curva, quanto venha a empurrar um considerável número de casos e mortes para uma segunda onda da pandemia. A impressão é de que muito provavelmente a sua situação possa ser grande fator a contribuir com o prolongamento de quarentena interna atrapalhando até a realização da eleição 2020, o que garantirá a presença de Trump à frente das forças militares.
    – Há notícias de que estão agora até a oferecer vistos para roubar também médicos de outros países (o maior ativo mundial neste momento), inclusive do necessitado Haiti, até pela experiência de seus médicos em situações de miséria humana epidêmica.
    Em decadência, mas com grande poderio militar, vão deixando de ser o país do ilusório mundo livre para se mostrar como império do lado negro da força, conforme sucesso de George Lucas, quando Dart Vader mostra sua verdadeira face ao ser morto pelo filho, mas não sem antes deixar-lhe sem sua mão.
    Vai ser bastante difícil ao futuro do mundo, o encaminhar deste imbróglio, pois saltamos rápido das batalhas comerciais para a pirataria pura e quando a nação salvadora do planeta e restabelecedora da ordem e implantadora de democracias, se encaminha para ser a desordenadora e causadora do atraso dentro da pandemia e sofrer um colapso que que possa afetar sua segurança nacional.

  2. Eles vão fornecer fundos quase ilimitados para adquirir empresas estratégicas, que se encontram debilitadas em função da pandemia do virus… ainda mais agora que a BlackRock está administrando o FED e o Tesouro dos USA Inc… Colocaram as raposas para tomar conta do galinheiro… e em festa de ratos não sobra queijo…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome