Manipulação estatística e ocultação de dados na pandemia: o caso Brasil, por Alexandre Filordi

A falta de testes não pode ser uma aposta burocrática para justificar-se, posteriormente, a morte de milhares de vidas.

(Dados globais do coronavirus: https://www.worldometers.info/coronavirus/).

Manipulação estatística e ocultação de dados na pandemia: o caso Brasil

por Alexandre Filordi

No contexto da pandemia ou em qualquer crise severa a envolver vidas, seria mais do que sensato e razoável os governantes se aterem aos dados. Para tanto, qualquer viés ideológico deveria ser colocado de lado.

O Brasil, no entanto, padecendo sob um governo em que ministros vêm Jesus na goiabeira, desprezam a ciência e o presidente convoca jejum e oração para combater a pandemia, tal tarefa seria um abuso a qualquer princípio racional.

Mas atemo-nos aos dados. Na tabela acima, gerada 24 horas pelo worldometers os dados são alarmantes. Concentre-se na última coluna à direita. Refere-se aos números de pacientes testados para o coronavírus na proporção de cada milhão de habitantes. Por exemplo: a cada milhão de habitantes, os EUA submeteram 7.729 indivíduos para verificar se estavam ou não contaminados pelo coronavírus; a Alemanha, que detém o melhor padrão, submeteram 15.730 habitantes ao teste para cada milhão de habitantes. Enquanto isso, o Brasil detém meros 296 indivíduos testados para cada milhão.

Eis a manipulação, o engodo, a mentira e a má-fé na gestão dos dados e da verdade. Só há uma forma de comprovar se alguém é portador e, logo, indivíduo transmissor do coronavírus: fazendo o teste, verificando-se se alguém está ou não contaminado. Quanto menor o número de indivíduos testados, maior a possibilidade das pessoas estarem contaminadas e contaminando outras pessoas.

Agora vejam a tabela abaixo, fornecida pela mesma fonte (https://www.worldometers.info/coronavirus/). Observe você a coluna da direita, referente à América do Sul:

Dos dados lançados para toda América do Sul, o Brasil só está à frente da pequeníssima Guiana e da Bolívia. Não é preciso lembrar o que está se passando na Bolívia: corpos na rua, falta de leitos e equipamentos, além de mortes sem controle. Mas o Brasil possui cerca de 210 milhões de habitantes. Como pode um país nestas dimensões estar muito atrás dos números da Venezuela, que testa 5.613 habitantes por milhão ou do Uruguai, com seus 3,5 milhões de habitantes apenas, testando 2.158 indivíduos por milhão?

Os dados comprovam: a) há um ocultamento assustador do número de possíveis contaminados no Brasil; b) o sistema de saúde já se mostra falido e insuficiente para abordar com o mínimo de rigor a pandemia; c) a catástrofe que se anuncia será maior do que as crenças governamentais assumem; d) manipula-se a gravidade da pandemia no Brasil; e) não se está verificando a contaminação de modo eficiente para se justificar ações de cuidado com maior rigor, ou não.

Entre a escrita deste texto, sua publicação e sua leitura uma coisa será fato: o número de contaminados aumentará; as mortes aumentarão. Mas e o número de indivíduos submetidos ao teste do coronavírus? Provavelmente se manterá nesse patamar ínfimo e absurdo.

Se o argumento é de que não existem testes suficientes, na verdade, tal argumento deveria ser o mesmo para reconhecer que o momento é de seguir com o distanciamento social. A falta de testes não pode ser uma aposta burocrática para justificar-se, posteriormente, a morte de milhares de vidas.

Não nos esqueçamos, porém. Segundo a “cabeça” do presidente da república, o Brasil estará pronto para sair de casa após a páscoa. Você aposta a sua cabeça nisso? Reveja os dados, apenas os dados.

Alexandre Filordi (EFLCH/UNIFESP)

7 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sandro

- 2020-04-15 23:19:14

No Brasil falecem 75 mil pessoas por ano por doenças infecciosas. Infelizmente.

Machado

- 2020-04-12 21:44:39

Bem...avaliando os números que você trouxe o prognóstico não é nada bom...se não me equivoco dos 14 países/territórios apresentados na tabela, o Brasil comporta 58% dos casos de morte no subcontinente. A testagem parece muito baixa em relação ao tamanho da população e estamos perdendo integrantes das equipes de saúde...Faltam equipamentos para garantir a segurança dos profissionais, além de tudo. Conforme você menciona da data da escrita do artigo até agora o sistema registrou 83 novas mortes no Brasil, 61% do total da América do Sul. Para nós são números, mas e para os pais, filhos, mães, netos, avós, avôs, tios e sobrinhos? Parece mesmo um “campo de concentração” a céu aberto em que as pessoas mais comprometidas serão as primeiras vítimas. Enquanto isso um irresponsável sabota o esforço que está sendo feito pelos servidores da saúde e pela sociedade civil, que apoia os mais vulneráveis. A sensação que me dá é que realmente a estratégia já fracassou. Faremos esse esforço do isolamento, mas uma parte considerável da população já está sendo sacrificada. Parabéns pelo trabalho e pela defesa dos direitos humanos.

Vladimir

- 2020-04-12 09:11:14

Cada vez mais fica evidente que o sujeito que ocupa a presidência da república e seu lacaio no ministério da saúde estão fazendo um jogo de cena diversionista onde pretendem,além da cisão da sociedade brasileira,ganhar o jogo qualquer que seja o resultado. Essa gente não pode ficar sem ser responsabilizada pelos seus atos. Agora,onde estão os jornalistas investigativos? E as associações médicas que andaram espalhando outdoor dizendo que não votavam em corruptos? Minimamente temos o direito de ter a informação correta. Um dos piores crimes que uma autoridade pode cometer,e por isso sujeito ao impeachment,é mentir.

cid elias

- 2020-04-11 22:29:11

Melhor artigo do ponto de vista da realidade. Ninguém na mídia golpista fala disso, pois no fundo eles todos ainda apoiam a farsa miliciana que nos desgoverna! Isso é duma gravidade monstruosa e ninguém fala! Parabéns! Eu queria explicações das autoridades...

Naldo

- 2020-04-11 21:00:31

Mas o ministro sinistro é competente, não é? E o engomadinho junto com aquele bando de médicos metidos a estrelas? Da uma entrevista por dia, enquanto o estado está as cegas por que ou não se testa a contento ou não se reporta corretamente o número de infectados e vítimas fatais.....mas todos estão bonitinhos na tv. ...

José de Almeida Bispo

- 2020-04-11 15:48:29

Via de regra, na rotina de uma endemia - tuberculose, por exemplo - somente se testa os sintomáticos respiratórios de qualquer natureza; mas, em especial, faz-se um inquérito epidemiológico dos contatos, SINTOMÁTICOS RESPIRATÓRIOS OU NÃO, mantendo-se em monitoramento contínuo enquanto o paciente diagnosticado permaneça em tratamento, e especialmente enquanto permanecer bacilífero, ou seja, eliminando bacilos, o que, em processos normais leva de dois a três meses. Numa pandemia como essas já é fácil de perder o controle dado os valores numéricos envolvidos; nessa ainda contamos com relativo desconhecimento sobre a peste específica; e com um descontrole proposital desse a que estamos a assistir... haja 'G-zuis' na 'goiabêra'. Que Deus tenha piedade de nós.

CMarL0W

- 2020-04-11 15:33:09

Para refletir sobre a atuação do mais novo “herói”… o tal mandetta Mandetta critica orientação da OMS e diz que Brasil testará apenas pacientes com sintomas https://www.terra.com.br/noticias/brasil/mandetta-critica-orientacao-da-oms-e-diz-que-brasil-testara-apenas-pacientes-com-sintomas,f7ad421308c557bb5f0bc75bb96e65a1ce3zzexs.html CORONAVÍRUS: MANDETTA PROMETEU 15 MILHÕES DE TESTES, MAS SÓ ENTREGOU 0,5% ATÉ AGORA https://theintercept.com/2020/04/02/coronavirus-mandetta-testes/ Covid-19: Ministério da Saúde não sabe quantos testes foram feitos no país https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/04/03/covid-19-ministerio-da-saude-nao-sabe-quantos-testes-foram-feitos-no-pais.htm Subnotificação dificulta combate à covid-19 no Brasil https://www.dw.com/pt-br/subnotifica%C3%A7%C3%A3o-dificulta-combate-%C3%A0-covid-19-no-brasil/a-52919120 RESULTADO DE TESTE DE COVID-19, SÓ UM MÊS DEPOIS DO ENTERRO https://piaui.folha.uol.com.br/resultado-de-teste-de-covid-19-so-um-mes-depois-do-enterro/ Cálculo de novas mortes por covid-19 inclui óbitos com 16 dias de atraso.. https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/04/09/calculo-de-novas-mortes-por-covid-19-inclui-obitos-com-12-dias-de-atraso.htm ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ Pessoas sem sintomas são responsáveis por dois terços das infecções de coronavírus https://oglobo.globo.com/sociedade/pessoas-sem-sintomas-sao-responsaveis-por-dois-tercos-das-infeccoes-de-coronavirus-24307692 OMS pede testes em massa e isolamento, e alerta para mortes de crianças por coronavírus https://oglobo.globo.com/sociedade/oms-pede-testes-em-massa-isolamento-alerta-para-mortes-de-criancas-por-coronavirus-24307901 "— Teste, teste, teste. Teste todo caso suspeito. Se for positivo, isole e descubra de quem ele esteve próximo. Não se consegue combater um incêndio com os olhos vendados. Você não consegue parar essa pandemia se não souber quem está infectado"

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador