Cinco perguntas para a economista Ana Georgina Dias

Cesar Locatelli entrevista a economista hoje é supervisora do escritório do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) na Bahia.

da Associação Brasileira de Economistas pela Democracia

Cinco perguntas para a economista Ana Georgina Dias

Ana Georgina Dias é economista pela Universidade de Brasília e trabalhou por 4 anos na Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura em Brasília. Atualmente é supervisora do escritório do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) na Bahia.

1 Você poderia nos contar um pouco sobre sua trajetória pessoal? Como é o escritório do Dieese da Bahia e como é ser supervisora técnica dele?

2 Nós estamos assistindo, no mundo todo, uma perda de direitos dos trabalhadores, assim como uma menor segurança no vínculo trabalhista, o que tem sido chamado de uberização do trabalho. Queria saber como você vê esse movimento no mercado de trabalho brasileiro e, especialmente, como você vê as condições de trabalho dos trabalhadores negros e trabalhadoras negras nesse cenário?

3 Em uma entrevista para a Rádio Brasil Atual, em junho, você disse que “as mulheres negras são a base da pirâmide, somos a síntese do que tem de pior no mercado de trabalho, de mais precário no mercado de trabalho”. Gostaria que você aprofundasse essa questão. Como o desenvolvimento social e econômico, ou a ausência dele, nos trouxe a esse quadro de hoje?

4 Alguns dizem que a pandemia nos colocou a todos no mesmo barco. Mas há muitos que afirmam que afirmam o contrário: a pandemia pôs a nu todas as desigualdades que são fruto desse sistema patriarcal, colonizador e capitalista. Queria te ouvir sobre isso?

Leia também:  O Acirramento da disputa entre China e Estados Unidos

5 Falando ao do 9° Congresso das Petroleiras da Bahia você fez uma análise sobre a conjuntura, em que você pontuou que a “lua de mel” típica dos primeiros anos de um governo não aconteceu em 2019, pois pelo crescimento baixo, temos a impressão que não houve uma mudança para o otimismo dos investidores. Você poderia avaliar esse quadro e o que muda com a pandemia? Você é otimista quanto aos próximos anos?

https://youtu.be/grQT_E9BkFs

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. Nao assisti a live. Como mulher preta estou ficando mais e mais refrataria de ver irmas e irmaos aparecendo constantemente (o que e excelente) e mostrando iganorancia das ultimas observacoes e aprendizados feitos por ëconomistas”bem experimentados: Dr. Michael Hudson, you tube video titulo – Economic lessons for 2020 – Dr, Helen Brown, livro – Web of debt – The shocking truth about our economic system and how we can break free; Dr. Cathrine Austin Fitts – Solari Reports. Dr. Michael Hudson guiou a Isdandia pra sair da situacao economica dificil de pois da crise de 2008.

    Fora destes grandes economistas que teem um archivo de expariencias em departamentos distintos no governo americano e instituicoes internacionais (incluindo wall street e World Bank etc).
    Sem entender a rica historia do capitalismo e como chegamos a presente situacao, estamos fritos e dando bom dia a cavalo.
    Logico que o Brasil ja teve grandes nomes, mas estes foram esquecidos nas üniversidades (poucas excecoes) que sao neo liberal.
    Como dizia Martin Luther King:”power to the people! e people ele queria dizer todos os oprimidos de todas as cores de pele!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome