Monopólios e o estado americano na história aeronáutica dos EUA (e do avião DC-10), por Paulo Gala

A história da empresa McDonnel Douglas ilustra bem o funcionamento da indústria americana (tendência a oligopólios e monopólios) e o papel do estado americano

Monopólios e o estado americano na história aeronáutica dos EUA (e do avião DC-10)

por Paulo Gala

em seu blog

Me lembro quando era criança de ir a Portugal (minha família paterna é de lá) num avião fantástico: o DC-10, com uma turbina em cada asa e uma na cauda. Íamos para Congonhas pegar um Electra (https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Lockheed_L-188_Electra) que nos levava ao Rio para embarcarmos no gigante DC-10 da gloriosa VARIG. Aquilo para mim era incrível… A história da empresa McDonnel Douglas ilustra bem o funcionamento da indústria americana (tendência a oligopólios e monopólios) e o papel do estado americano no fomento dessas empresas através das verbas de defesa do Pentágono. A McDonnel Douglas foi uma fabricante de aviões americana resultante da fusão da McDonnel e da Douglass em 1968. Entre a década de 50 e 60 a Douglas era uma das maiores fabricantes de aviões comerciais do mundo, fabricando clássicos como o DC-3, DC-8, DC-9 e DC-10. Já a McDonnell era uma fabricante de aviões militares. Ambas as companhias fusionaram-se devido a problemas econômicos da Douglas.

Após a fusão, a companhia tornou-se uma das maiores fabricantes de aviões comerciais e militares do mundo, lançando modelos como o F-15, o MD-80 e MD-90, MD-11 e MD-90. Porém, a companhia continuou a sofrer economicamente, acabando por ser comprada pela Boeing por 13 bilhões de dólares, em 1996. História bem parecida ocorreu com a Lockheed Martin (https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Lockheed_Martin)

isso e produtividade, via governo americano americano: https://ffw.uol.com.br/noticias/tecnologia/conheca-o-robo-que-vai-confeccionar-800-000-camisetas-por-dia-para-a-adidas/?fbclid=IwAR1qFf3KXkGyyeMkZI5wwdAQcnK0iRci07J39NZtn-_3PyHQVFeh3XNwUD4

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome