Os Brasis: o resgate, por Arkx

Os Brasis: o resgate

por Arkx

cada geração tem sua missão, ou cumpre ou trai. cada geração tem fracassado miseravelmente. aprisionadas numa maldição, na qual se repete e se repete e se repete o mesmo desafio histórico. sempre voltando à mesma fatídica encruzilhada do destino. sem nunca ultrapassá-la. sem nunca chegar a responder a incontornável questão: quem somos? o que queremos?

como em 2016, com o golpe do impeachment; como em 2015, com o “ajuste fiscal” de Dilma Roussef; como em 2014, com a Lava Jato; como entre 2009 e 2014, com as desonerações e incentivos para os grandes empresários; como em 2005, com o Mensalão; como em 2008, com a operação Satiagraha; como em 2003, com a reforma da Previdência de Lula; como em 2002, com a Carta ao Povo Brasileiro; como em 1999, com a crise cambial de FHC; como em 1994, com o Plano Real; como em 1993, com o escândalo dos anões do orçamento; como em 1992, com o impeachment de Collor; como em 1989, com o segundo debate entre Collor e Lula; como em 1985, na posse de Sarney; como em 1984, com as Diretas Já; como em 1979, com a Lei da Anistia…

como em 1964, com a fuga de Jango; como em 1961, com o Parlamentarismo; como em 1954, com o suicídio de Getúlio…

mas em 10/05/2017, o depoimento de Lula em Curitiba, no bunker da Lava Jato & Associados, nos faz vivenciar Getúlio frente a frente com a República do Galeão, em 1954. é como se  uma história engasgada por 63 anos fosse enfim retomada.  

nada será como antes. o cerco a Stalingrado foi rompido. a contra-ofensiva desencadeada. a maior Greve Geral já realizada. o inimigo encurralado em seu bunker.

como nunca antes na história deste país, está exposta a face da cleptocracia brasileira  e de seus prepostos. toda a sua vil mediocridade e incompetência infinita.

suas muitas máscaras sempre escondem a mesma face sem rosto: Collor, FHC, Serra, Alckmin, Aécio, Bolsonaro, Dória, Huck, Moro… nenhum projeto, a não ser manter o Brasil asfixiado como uma neo-colônia e todo um Povo em condição de semi-escravidão.

um nada insignificante. uma ausência de si mesma. um vazio que só pode ser ocupado por um Povo sem Medo.

lutar sem temer. esta plutocracia predatória pode ser derrotada. é a lição inesquecível de 10-MAI-2017.

lutar sem temer. só um movimento de massas pode derrotar o golpe. é a decorrência imprescindível de 10-MAI-2017.

estamos em plena guerra civil híbrida, uma campanha de extermínio deflagrada pela lumpenburguesia brasileira contra o Povo e a Nação. uma luta de classes assimétrica contra os poderes imperiais da Tirania Financeira Global.

nenhuma pax nos salvará.  

um mito tem que morrer, para que outro mais avançado possa nascer. o mito do Lulismo morre em 10/05/2017, para que Lula possa estar mais vivo do que nunca. para que todos nós estejamos definitivamente convencidos estarmos diante de um genocídio: o nosso próprio.  

uma situação tão desesperadora, só pode nos encher de esperanças.

pois tudo o que até hoje perdemos foram apenas vãs e infantis ilusões. tudo o que nos tiraram nada mais foi do que a crença inútil numa conciliação impossível. todas nossas perdas são  o fogo alto necessário para forjar o aço que abrirá caminho para nossas vitórias.

enfim começamos a compreender que este é um processo de resgate. o nosso resgate do deserto do engano, da melancolia e do acovardamento. a nossa volta da terra dos mortos.

nunca antes neste país nos sentimos tão vivos!

.vídeo: Milton e Lô Borges : Tudo que você podia ser

.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

32 comentários

  1. Esperança
    Esplendor. Tudo que devíamos ser sem medo, mas não somos.

    As marés trazem à praia a lembrança e com ela, as cicatrizes ardem no reviver da decepção, do desalento, da pele rasgada.

    Dos melhores e mais fáticos (essa palavra existe?) textos deste Nassif – refúgio – te leio sempre como um poema. Desculpe. Sei que a análise é para reflexão e ação. Mas só consigo sentir.

    Saudades do Brasil.

    Da canção, sem palavras.

    • os Brasis: o resgate

      -> Saudades do Brasil.

      mas aquele Brasil já não há… e existiu algum dia aquele Brasil? como agora é inegável, foi apenas uma ingênua e confortável ilusão supor que haverá algum Brasil sem uma guerra de libertação.

      se a biopolítica colonizou até os menores aspectos da existência, contra ela só dispomos da biopotência: uma indomável vontade de viver.

      por isto o nihilismo melancólico nada mais é que um estado produzido pelo exercício dos micropoderes sobre nossas emoções. é assim que o Império nos quer, seja pelo Rivotril, pela Ritalina ou mesmo pelos grupos de auto-ajuda e as terapias psicanalíticas.

      ação não é uma opção, é uma exigência para nossa sobrevivência. pois esta tornou-se uma questão chave, já que no atual estágio do capitalismo financeirizado somos todos descartáveis. é desnecessário um exército industrial de reserva.

      -> Sei que a análise é para reflexão e ação. Mas só consigo sentir.

      o que é um corpo? ou indagado de outra forma, quem somos? somos um corpo que sente. penso, logo existo? nem tanto. sinto, logo estou vivo!

      não leve a mal está réplica meio que fora do tom, mas como é fácil constatar, passei boa parte do dia envolvido com estas questões.

      abraços

      .

      • Réplica
        Existiu. Essa saudade é do que foi.

        Não excluí tua guerra de libertação. Que me assusta mas que entendo necessária uma vez que a acomodação mostrou-se inócua.

        Rivotril, Ritalina, etc. Não basta respirar. Funcionar é necessário para qualquer exercício vital: de cidadania inclusive. O remédio está sempre na medida do paciente; não há doenças, mas doentes de todos os matizes e em todos os espectros. Há diferentes maneiras de lidar com o descarte. Todas passam pela forma como pensamos a existência e nosso papel nela. Acho…

        Vivíssimos. Não há o que desculpar. Na verdade não esperava tua réplica já que nada de concreto expus senão minha percepção e sensação. A minha análise do concreto é dispensável por aqui – há quem saiba mais e melhor. Verbalizo para visualizar e distinguir as partes. Um exercício egoísta, admito.

        Obrigada pelo generoso gesto. Abcs.

        • os Brasis: o resgate

          -> expus senão minha percepção e sensação.

          mas é justo esta sua sensação uma das melhores análises da situação. o golpe é para nos jogar para baixo, há uma conseqüência nas emoções e no ânimo (na subjetividade). é uma das formas mais insidiosas de controle: produzir determinado estado de espírito que imobilize as pessoas.

          .

  2. Por isso Lula terá uma sentença como a de Tiradentes…

    Por isso Lula terá uma sentença tal qual aquela decretada contra Tiradentes: salguem a terra por onde ele passou…proibam contato dele com qualquer vivente…ai daquele que dele se aproximar…

    • os Brasis: o resgate

      -> Por isso Lula terá uma sentença tal qual aquela decretada contra Tiradentes:

      se está em curso um processo de resgate, a História não se repetirá, e sim será superada. vai depender de tudo o que conseguimos ser. ou nada…

      seja como for, a chave do processo não é Lula, e sim nós: o movimento de re-existência ao golpe.

      abraços

      .

    • os Brasis: o resgate

      caro Nobre,

      vou fazer algumas afirmações bastante dramáticas:

      1. a Rede Globo não tem mais a menor importância;

      2. as dedurações premiadas não tem mais a menor importância;

      3. a narrativa dos golpistas não tem mais a menor importância.

      após o 10-MAI-2017 em Curitiba estamos em outro patamar, em outra fase, num outro ciclo da espiral histórica.

      vão contra-atacar sem dúvida! e cada vez mais ferozmente. é isto é indicativo cristalino que sabem que para eles o jogo está perdido.

      sabem que só com uma ditadura aberta vão conseguir implementar seu projeto. só “matando uns 30 mil”.

      mas como vão fazer isto? e os efeitos colaterais? mas vão tentar fazer.

      falta grandeza no Lulismo. caso contrário Palocci gravava a deduração que ameaçou, apenas para deixar implícito que não pretende fazê-la. exporia coomo o mercado especulativo e os meios de comunicação estão enfiados até o talo nos esquemas que a Lava Jato finge investigar.

      não esqueçamos que Palocci, e seu ghost writer, é um dos homens da “Carta ao Povo Brasileiro”.

      abraços

      .

      • os Brasis: o resgate

        segundo tempo:

        a dominação só pode se dar pelo consentimento ou pela força. ou por um projeto que se torna hegemônico ou imposto pela violência. ou por um modo de vida introjetado (uma forma de vida, cfe. a biopolítica) ou pela eliminação física dos opositores.

        os golpsitas julgaram que a concretização do impeachment seria uma tarde de domingo na Av. Paulista, com a massa histérica fazendo selfies com o Batalhão de Choque da PM.

        não estava no roteiro a resistência, cada vez maior, do Povo sem Medo.

        mas como agora alterar o roteiro?

        ah! e aqui vem a parte principal:

        afinal, quem é o Comando Central? Moro? não sacaneia,né… Janot? sim, Janot está no Alto Comando. mas refiro-me ao Comando Central. ao Centro de Comando e Controle. e não apenas metaforicamente.

        assim, chegamos ao momento de expor:

        quem é o homem atrás dos bastidores? quem movimenta os cordéis? quem é no Brasil o Chefe de Operações da Tirania Financeira Global?

        .

  3. Resgate pueril!

    Do resgaste, ou da afirmação, de uma crítica aos movimento de 2013, aos Blac Bloc que assustou até minha mãe de 80 anos, Arkx não fala.

    A ele se aplica a velha frase de Lênin: “O Esquerdismo Doença Infantial do Comunismo”. 

    Até a bandeira ao fim da segunda guerra mundial acima, é coisa heróica, de adolescente romântico em busca de glória. 

    Em São Paulo, há pouco tempo, quando um PM agrediu uma manifestante, ele perguntou: “não querias ter vivido na época da ditadura?”

    Aqui pergunto: voce e os seus têm estilingue, Arkx?

    Faz um monte de considerações gênericas, sem apontar uma estrategia lúcida e viável. 

     

    • os Brasis: o resgate

      ->Faz um monte de considerações gênericas, sem apontar uma estrategia lúcida e viável.

      a única “estratégia lúcida e viável” para derrotar o golpe tem sido apontada por mim, mas não exclusivamente, desde antes do impeachment: só um movimento de massas é capaz de derrotar o golpe.

      exemplo: com um tiro no próprio peito, em 03/06/2015

      a lamentável constatação é que isto vc não compreende. não por lhe faltar capacidade cognitiva ou formação teórica. é só por birra mesmo…

      mas como se vê, é minha “estratégia lúcida e viável” que agora está em vigor.

      um pouco de rua nas manifestações irá lhe fazer muito bem. Brasília fica aí pertinho. aproveite. quem sabe até a gente se encontre, né.

      .

      • Não atribua à malicia o que explicado em detalhes pela estupidez

        Arkx, você devia era ter passado uma navalha de Hanlon na garganta da estupidez desse Senhorzinho que tem medo de perder seus privilégios ou seus grilhões.

    • “um mito tem que morrer, para

      “um mito tem que morrer, para que outro mais avançado possa nascer. o mito do Lulismo morre em 10/05/2017, para que Lula possa estar mais vivo do que nunca.”

      Dá uma sensação de conforto acreditar que o que ajudamos a matar possa ressussitar.

      • os Brasis: o resgate

        -> I remember…… singelos movimentos de 2013.. Apareciam as máscaras nas ruas…Arkx-inimigos.. Será? Bom, tenho aqui lembrança de uma gente aguerrida que lutava por quase tudo com enorme fervor… sobraram alguns teóricos..

        se até hoje vc ainda não compreendeu que Junho de 2013 nunca fez parte do problema e sim das soluções… não serei eu aqui que terei a capacidade de lhe reconciliar com a realidade. mas quem sabe se ao menos agora vc ir para às ruas, já que em 2013 demonstra ter ficado longe delas, perceberá algo inevitável: é justamente o espírito de 2013 que anima a resistência ao golpe.

        vídeo: Presidente dos Eletricitários SP: Vamos apagar o Brasil dia 27 e 28

        [video: https://www.youtube.com/watch?v=p6s9KVZpeQk%5D

        .

          • os Brasis: o resgate

            -> Porém, fomos expulsos por morteiros dos mascarados.

            tadinhos… mas haja morteiro prá expulsar este pessoal todo da rua, não?

            .

          • Eu filmei

            A coisa começou, naturalmente, com mascarados (impossível saber quem eram.. há tantas possibilidades.. Alguns diziam serem anarquistas, outros afirmavam categoricamente que eram PMs infiltrados, outros acreditam em agentes treinados pela Cia rs, outros falam em falanges dos morros cariocas, milicianos eram apontados como grupos que comporiam os mascarados. Pelo que vi e filmei, me pareceram alunos secundaristas com muita adrenalina e muita vontade de fazer alguma coisa para se orgulharem – exatamente o quê eu não sei. Há ainda os que afirmam serem universitários que cultuam anarquismo – embora estudem de graça numa universidade pública e usem roupas e equipamentos de grandes marcas bem alinhadas com a ação direta do Capital..) atirando rojões. Isso eu vi. Dai, providencialmente chegou a PM fascista de atirando como loucos dispersaram os manifestantes. Também testemunhei que a PM fascista realmente perseguia como alvo prioritário os mascarados – embora causando efeitos colaterais astante razoáveis para quem queria ver o ato destruído. Você deve imaginar que num ato em que 99% estava completamente despreparado para um desfecho desses, os “poucos” ou “muitos rojões foram suficientes para evitar maiores desdobramentos.

          • os Brasis: o resgate

            -> com mascarados (impossível saber quem eram.. há tantas possibilidades..

            compreendi. você deve ter ficado no fogo cruzado entre o Choque da PM e o Black Bloc.

            consolidou-se através da grande mídia que os adeptos da tática black bloc são vândalos e baderneiros. e que são de camadas sociais altas. nem uma coisa, nem outra.

            num dos recentes vídeos produzidos pelo SindJustiça RJ fica evidente como nas manifestações contra a privatização da CEMIG, a tática black bloc foi adotada por um amplo conjunto de participantes.

            Esther Solano tem um excelente livro sobre os adeptos do black bloc no Brasil: “[email protected]@dos”. uma pesquisa esclarecedora de quem é e como pensa a juventude rotulada pela grande mídia como bandidos, desocupados e até mesmo filhinhos de papai brincando de revolucionários.

            os mascarados tem suas virtudes e também seus vícios.

            seja como for, em situações de acirramento, como foi o ataque desferido pela PM na Cinelândia na Greve Geral de 28/04/2017, os mascarados sempre são de grande coragem e importância.

            é preciso contextualizar a atuação deles no conjunto da dinâmica das manifestações, principalmente nos momentos de repressão.

            abraços

            vídeo: ALERJ 09/02/2107 – TV Sind Justiça RJ

            [video: https://www.youtube.com/watch?v=rQv0mWyxGAM%5D

            .

    • Puericracia

      Milton Nascimento canta:

       

      “Quero a utopia, quero tudo e mais

      Quero a felicidade nos olhos de um pai

      Quero a alegria muita gente feliz

      Quero que a justiça reine em meu país

      Quero a liberdade, quero o vinho e o pão

      Quero ser amizade, quero amor, prazer

      Quero nossa cidade sempre ensolarada

      Os meninos e o povo no poder, eu quero ver

      São José da Costa Rica, coração civil

      Me inspire no meu sonho de amor Brasil

      Se o poeta é o que sonha o que vai ser real

      Bom sonhar coisas boas que o homem faz

      E esperar pelos frutos no quintal

      Sem polícia, nem a milícia, nem feitiço, cadê poder ?

      Viva a preguiça viva a malícia que só a gente é que sabe ter

      Assim dizendo a minha utopia eu vou levando a vida

      Eu viver bem melhor

      Doido pra ver o meu sonho teimoso,um dia se realizar”

       

      Os Black Blocs são apenas crianças. Não os critique se não consegue fazer melhor do que eles.

      Acho que você tá é com inveja por não ter coragem de ser um black bloc. Mas também o sujeito tem a mesma mentalidade das pobres velhinhas que nasceram e viveram a maior parte de suas vidas numa realidade bastante destoante da realidade atual. Assim, o fato da mentalidade arcaica das anciãs que se escandalizaram com os Coxinhas mas não se escandalizam quando um pobre preto, mas também pode ser um branco pobre, tá levando porrada da polícia nem quando juízes ganham mensalmente o dobro do que deveriam ganhar e, pior, não querem perder essa boquinha

      Arkx, segui il tuo corso e lascia il testa di cazzo abbaiare

      Long Live Black Blocs

  4. As forças são absolutamente

    As forças são absolutamente assimétricas. De um lado a plutocracia predadora, com seus trilhões, dominando o Estado; a corporação midiática aprisionando milhões com sua realidade paralela.  De outro lado, algumas centenas de ônibus lotados e um punhado de resistentes agarrados aos blogs sujos, lutando diariamente para conservar a lucidez em face da insanidade geral. A única arma que temos, de fato, é acreditarmos que estamos do lado certo, que estamos com a verdade e que a transmitiremos a outros se permanecermos vivos e comunicáveis. 

    • os Brasis: o resgate

      -> lutando diariamente para conservar a lucidez em face da insanidade geral.

      mas há outra opção? a resistência começa dentro de nós mesmos, por nossa postura interna. por isto devemos estar convencidos tratar-se uma guerra de extinção.

      ação não é uma opção, é uma exigência para nossa sobrevivência. pois esta tornou-se uma questão chave, já que no atual estágio do capitalismo financeirizado somos todos descartáveis. é desnecessário um exército industrial de reserva.

      abraços

      .

  5. Esqueceu do aeroporto do Tancredo construido com impostos?

    Construído na Terra do Aécio. Quando descobriram a putanhagem, os Neves acharam pouco e entraram com ação de contra o valor do hectare na desapropriaçao que o próprio Aécio Neves promoveu quando foi Governador de Minas Gerais.

    Esses sanguessugas da sociedade deveriam perder era toda a extensão da propriedade e ainda irem se banquetear na cheirosa

    Sei lá, Arkx. tô sentindo que você tem um lado místico. Missão?

    Eu achei que eram sonhos, utopias, mas jamais missão

    Sonhador Missionário ou Missionário Sonhador?

    Aborta a missão, Mano

    • os Brasis: o resgate

      -> Eu achei que eram sonhos, utopias, mas jamais missão

      cada palavra é uma armadilha. numa conversa face a face é muito menos difícil (embora ainda seja demasiado difícil) não ser pego nas armadilhas.

      reli ontem algo que tem tudo a ver com este assunto. vou resumir brevemente.

      o profeta fala do futuro, e não o faz em seu nome, mas em nome de outra coisa. o parresiasta fala em seu nome e deve sempre se referir ao presente, ao tempo do agora.

      a figura do profeta era a do líder político de cinquenta anos atrás. mas hoje já não é possível um discurso que se projete no futuro. é preciso dialogar com o kairós, o tempo intenso do acontecimento.

      Walter Benjamin escreveu que Marx secularizou o tempo messiânico na sociedade sem classes. talvez o messiânico seja sempre profano, jamais religioso. inclusive, pode ser a última das crises do religioso, com sua completa projeção no profano.

      o antípoda político do parresiasta é o polemista. o polemista não tem diante dele um parceiro na construção do diálogo (como do da perspectiva do parresiasta), mas um inimigo, um adversário que é preciso destruir.

      olhe que texto legal:

      um parresiasta no socialismo libertário: Mauricio Tragtenberg   .

      abração

      .

      • Abortada a missão, vamos de mãos dadas

        Mãos Dadas

        (Carlos Drummond de Andrade)

         

        Não serei o poeta de um mundo caduco.
        Também não cantarei o mundo futuro.
        Estou preso à vida e olho meus companheiros.
        Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
        Entre eles, considero a enorme realidade.
        O presente é tão grande, não nos afastemos.
        Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.

        Não serei o cantor de uma mulher, de uma história,
        não direi os suspiros ao anoitecer, à paisagem vista da janela,
        não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida,
        não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins.
        O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes,
        a vida presente.

  6. O Bugalhudo subscreverá a condenação e irá curtir a recompensa

    lá nos $tates,falando ingres fruentemente e e terá levado consigo o desespero do cálice de mim esse vinho barato. Então a filial não vai contrariar a Matriz, pois assim estariam imperando mais do que a imperatriz.

    A perseguição do Moro e do Pig é implacável, injusta e cruel. Todo o judiciário vai a reboque do trem jurídico descarrilhado. Com o $TF não será diferente, a não ser nos salários.

  7. os Brasis: o resgate

    inspirado no Romulus, transcrevo o recebido via WhatsApp, do meu professor de filosofia predileto:

    “A parresia é fundamental a medida que converge uma postura ética para dizer de forma franca aquilo que pensa ou espera diante da assembléia – ainda ou sobretudo quando esta majoritariamente diverge daquele que fala.

    Agora, estava pensando sobre o eterno retorno: a capacidade de afirmar a vida diante da questão: desejaria esta vida mais uma vez e inúmeras vezes? Isto nós vemos nas lutas: escolheríamos lutar sempre, porque a luta eleva nosso sentimento de poder.

    A tragédia é que não existe conciliação permanente, não existe finalidade moral, política ou cosmológica – estamos lançados em um mundo que devemos construir. Amar o exercício acima dos resultados. porque todo resultado é uma ilusão frágil que nos acomoda e enfraquece. Seja pelo ressentimento de não atingi-lo, seja pelo conformismo diante da ilusão de ter atingido.”

    .

  8. Ô Arkx, me dá um retorno

    Esse texto

    “> I remember…… singelos movimentos de 2013.. Apareciam as máscaras nas ruas…Arkx-inimigos.. Será? Bom, tenho aqui lembrança de uma gente aguerrida que lutava por quase tudo com enorme fervor… sobraram alguns teóricos..”

     

    Fui eu quem postou, mas não aparece aqui publicado.. Me explica como você conseguiu ter acesso, uma vez que o texto, aparentemente, não foi aceito pra publicação pela moderação.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome