Números estagnados na China preocupam mercado

Jornal GGN – Uma performance fraca e a crescente fraqueza no mercado imobiliário estão tirando a confiança do mercado e investidores em relação à expansão econômica chinesa. Alguns especialistas já se questionam, inclusive, se não serão necessários mais estímulos financeiros do governo para que o crescimento do PIB para este ano não fique aquém dos 7,5% previstos inicialmente.
 
Outros dados divulgados recentemente também preocupam: o investimento em ativo fixo cresceu apenas 17,3% nos primeiros quatro meses do ano em relação a 2013 – o ritmo mais fraco desde 2011. A produção industrial, com crescimento de 8,7% em relação ao ano anterior, também alarmaram o mercado em abril – no mesmo período do ano passado, o salto foi de 8,9%. Também ficaram abaixo das expectativas as vendas no varejo: 11,9% no mês passado.
 
A atividade econômica da China mostrou fraqueza em abril, com dados de produção a investimento e consumo ficando abaixo das expectativas do mercado, o que provocou novos pedidos para que Pequim afrouxe as políticas com o objetivo de sustentar o crescimento.

 
Economistas afirmam que, para alcançar este meta, o governo chinês deverá mesmo fazer seu papel já nos próximos meses e afrouxar algumas medidas, para movimentar o cenário, atualmente estagnado. E algo bem mais sério e eficaz do que os investimentos mais rápidos em ferrovias e construções, redução de compulsório para bancos rurais e isenções fiscais para pequenas empresas.
 
Isso precisa ser revisto, segundo eles, antes que a leitura econômica para o ano no país seja a mais fraca em mais de 20 anos. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  TV GGN 20hs: é hora de se falar a sério do impeachment de Bolsonaro

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome