Início Opinião Página 2

Opinião

Políticos serão substituídos por Inteligência Artificial?, por Ergon Cugler

Porém, seriam tais IAs e robôs genuinamente neutros em suas decisões? Ou mesmo capazes de decisões sensíveis a direitos e garantias fundamentais? Quem ou o que pautaria o Estado e as políticas públicas?

Bolsonarismo sem Bolsonaro?, por Anita Leocadia Prestes

Enquanto não surgirem no Brasil lideranças populares dispostas a organizar, mobilizar e conscientizar os trabalhadores na luta por sua emancipação social e econômica, os interesses do grande capital internacionalizado continuarão a ser os dominantes no poder político do país.

A crise de desabastecimento: Filha querida do “just in time” e da globalização, por...

O fenômeno da “grande renúncia” apareceu primeiro nos USA, mas está se propagando para todos os países em que a economia tenta voltar as condições pré-pandemia, a taxa de desemprego não estava tão alta, mas os salários estavam baixos.

Do comportamento de rebanho da sociedade brasileira, por Eduardo Ramos

Vou além: não haveria Lava Jato ou outros eventos "menores" como esse da Prevent Senior, se esse efeito rebanho não fosse tão profundamente arraigado em nós, brasileiros.

2 de outubro será um marco na recente história de combate ao bolsonarismo nazifascista,...

O objetivo central: Impeachment do presidente genocida e corrupto. Ele já cometeu delitos de impropriedade administrativa e de crimes comuns.

Cipó de aroeira no lombo dos vilões lavajateiros, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Os procuradores federais exercem uma profissão regulamentada pela LEI COMPLEMENTAR Nº 75, DE 20 DE MAIO DE 1993. Eles deveriam respeitar os limites legais que lhes foram impostos, mas preferiram avançar o sinal

Cabo de guerra, por Ricardo Mezavila

Uma coisa está clara: o Brasil não pode continuar nas mãos dessa gente sem apreço pela vida.

Os “puxadinhos” éticos que sustentam Bolsonaro, por Marcio Valley

Ocorre que, no decorrer de sua vida, Bolsonaro teve a benção de sempre encontrar alguém disposto a passar pano em seus ilícitos e fanfarronices.

1000 dias de destruição e mortes, por Marcelo Mattos

Em 2020, o índice de insegurança alimentar esteve acima dos 60% no Norte e dos 70% no Nordeste, enquanto o percentual nacional é de 55,2%.

Sem ética, não há medicina, por Régis Eric Maia Barros

Ética é a base e o alicerce do atuar médico. Pode-se ter todo o conhecimento científico e todos os recursos tecnológicos, mas, sem ética, não há medicina.

Vai ter golpe?, por Guilherme Scalzilli

Essas ambiguidades mantêm a ameaça golpista numa temperatura controlada, abaixo da ebulição, porém mais alta do que precisaria ficar.

Prévias do PSDB: incapaz de se atualizar e sem projeto, partido culpa o PT...

Dos nomes que se apresentaram como pré-candidatos, Arthur Virgílio e Tasso Jereissati entraram para marcar posição e tentar evitar que aconteça a nível federal o racha fratricida que houve em São Paulo.

O Brasil é feminino (53%), negro (56%) e dos trabalhadores (66%), por Francisco Celso...

Somente um Congresso que reflita a composição da sociedade poderá demandar institucionalmente pelas necessidades e desejos do povo brasileiro.

Série Ponto de Virada: 11/9 apresenta o barbarismo da Guerra ao Terror, por Carolina...

Com um saldo de 2996 mortos nos atentados de 11 de setembro, o governo de Georde W Bush (o filho) sentiu que era o caso de endurecer as leis e os contra-ataques. A série mostra o que já sabemos, que ele fez muito mais do que isso.

Ilusão até depois do fim…, por Fábio de Oliveira Ribeiro

O discurso proferido por Bolsonaro na ONU pode ser considerado um exemplo perfeito da retórica nazista.

Comentário ao post “A financeirização espúria da economia verde, de Luis Nassif”, por Antonio...

Ou seja, dinheiro que não existe, transformado em títulos virtuais que não existem, que geram juros contábeis igualmente virtuais, mas que asseguram a aquisição de bens móveis e imóveis, por um número cada vez menor de pessoas, ou entidades.

O fato, a faca, a mídia, por Marcello de Mattos

Como ocorreu em 1954, em 2018 a grande mídia volta a assumir o tão almejado protagonismo dos destinos da política, o condão policialesco a promover a barbárie judicialesca e conduzir uma ruptura institucional através da criminalização política contra os partidos

Bolsonaro, o predador, por Francisco Celso Calmon

O Brasil está mais pobre, o patrimônio nacional foi alienado a preços vis e nas barbas dos que se dizem ou se acham nacionalistas.

A justiça e a guerra contra a vacina, por Fábio de Oliveira Ribeiro

O objetivo do governo não é salvar vidas e sim garantir o crescimento econômico desonerando o orçamento mediante a maximização do número de mortes durante a pandemia

Bolsonaro e Mengele – da negação à fabricação oculta da ciência, por Nathan Caixeta

Subnotificados os casos de morte pelo tratamento, o estudo sobre a cloroquina serviu de palanque para o presidente anunciar que havia ido além de seu fraterno amigo estadunidense, anunciando a comprovação cientifica da cloroquina.

Leia também

Últimas notícias