Para onde vão as exportações de cada estado, por Luis Nassif

A influência da Ásia (leia-se China) é massacrante. É o maior mercado não apenas para estados de produção agrícola como de estados industrializados como São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Uma análise das exportações brasileiras, por estados e por grupos, traz revelações interessantes.

Gráfico 1 – a influência dos blocos econômicos

Em 14 estados, o maior mercado é a China (classificada como Ásia, exclusive Oriente Médio). Estados Unidos são o maior mercado para 5 estados, e América do Sul e Europa para outros 4 e Oriente Médio com 1.

Gráfico 2 – a ²influência dos blocos econômicos em cada estado.

A influência da Ásia (leia-se China) é massacrante. É o maior mercado não apenas para estados de produção agrícola como de estados industrializados como São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

A América do Norte que, teoricamente, seria o mercado para manufaturas, é o maior comprador do Maranhão, Ceará, Espírito Santo, Alagoas e Amapá.

Gráficos 3 – o setor dominante em cada estado.

Nesses gráficos calculamos a proporção das exportações por grupos de produtos.

Na Agropecuária, além dos óbvios centro-oeste, há Piauí com 81,4% das exportações.

Em relação à Indústria de Transformação, as exportações de Sergipe são quase totalidade de produtos da Indústria de Transformação. O mesmo acontece com outros estados nordestinos, como Pernambuco, Ceará e Alagoas.

Na Indústria Extrativa há um predomínio do Rio de Janeiro (por conta do petróleo), Pará, Espirito Santo e Minas Gerais.

Gráfico 4 – o percentual de exportações por produto e país

Ai se percebe a extraordinária concentração, para a China, de soja, ferro e carne.

Há uma boa pulverização de mercados para óleo, açúcar e café.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome