Presos são retirados da lista de prioridades para vacinação do Ministério da Saúde

Oito dias depois de definidos os grupos prioritários do plano de vacinação, moldado em quatro etapas, a modificação é feita.

Agência Brasil

Jornal GGN – O Ministério da Saúde retirou da lista de grupos prioritários para tomar a vacina contra a Covid-19 os detentos do sistema carcerário. A exclusão se deu sem qualquer explicação, diz o colunista Lauro Jardim, em O Globo.

Oito dias depois de definidos os grupos prioritários do plano de vacinação, moldado em quatro etapas, a modificação é feita.

O plano do MS começa com os profissionais de saúde, idosos com mais de 75 anos (ou mais de 60 moradores de asilos) e os indígenas. Em seguida os idosos com idade entre 60 e 74 anos. Depois os portadores de doenças crônicas (pressão alta, cardíacos e diabéticos).

Por fim, na quarta etapa, os trabalhadores da área de segurança, como policiais e funcionários do sistema prisional, e também os detentos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora