A crise se tornou maior do que tudo, por Arkx

De Remo, para Romulus

Por Arkx

Ref. ao post O juridiquês como forma de contornar a lógica

Não há motivos para sentir-se “estapeado”, a não ser pela realidade dos fatos. Nada pode ser mais duro e inclemente do que esta patética situação a que chegamos.

Não se trata de trocar tapas entre irmãos, mesmo que alguma vez tenham sido fratricidas. Vivemos todos nós, irmãos brasileiros, uma exasperante História sem Fim: uma sucessão de abortos interditando a reconciliação entre Povo e Nação – porque também estes deveriam ser irmãos.

Esta crise se tornou maior do que tudo e do que todos. É a crise de todos nós. Não é apenas uma crise política, agravamento de uma crise financeira e econômica, tornando-se uma crise institucional. Numa camada mais profunda, há uma inédita e incontornável crise climática desencadeando uma crise da civilização. Este modelo, em sua totalidade, está em colapso. Dele nada se espere, somente a certeza de que não sobreviveremos.

Nas próximas 48 horas tudo pode acontecer, mesmo parecendo que o jogo de cartas marcadas já esteja decidido. Não se trata de nenhuma fantasia (como no filme) de se acreditar em milagres.

Numa crise estrutural, quando o sistema entra em colapso, tudo se torna instável e volátil. Pequenas ações podem gerar enormes mudanças. Ocorre uma aceleração e uma condensação do tempo histórico (cfe. Walter Benjamin). Um tempo repleto das possibilidades de um futuro indeterminado.

Há poucas semanas atrás, quem poderia prever este poderoso movimento de massas que tomou de assalto todos os espaços públicos? Agora o público e o privado estão entrelaçados no cotidiano, com a Política retornando à sua raiz: o Poder Instituinte, o Poder do Povo.

Leia também:  Pazuello diz que Brasil terá quatro ondas na pandemia e só três opções de vacina

Como no final do filme “História Sem Fim”, tudo é escuro. Nada restou além de um minúsculo grão de areia brilhante. Toda a luta parece ter sido em vão. Mas tudo pode renascer dos desejos e dos sonhos. O que desejamos?

Grande abraço.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

17 comentários

  1. Concluo que…
    De agora em diante, a função de congressista será mais poderosa que qualquer outra no país, vejamos:
    1- poderá derrubar qualquer governo eleito democraticamente, mesmo que este não tenha cometido crime algum;
    2- poderá colocar qualquer ministro no STF forçando a escolha que melhor lhes convier, via o testa-de-ferro colicado no poder;
    3- poderá ter todos os perdões possíveis, via engavetamento de seus processos;
    4- poderá manobrar o quanto quiser para que as leis que lhes interesse sejam aprovadas e as que não, fiquem eternamente no fim da pilha;

  2. ANTAGONISMOS BRASILIS

    A situação saiu do controle.

    Sem surpresa, havia um “sei não” nas ruas e esquinas.

    TEORIA DO DOMINIO DE FATO ou O FATO DA TEORIA?

    A JUDICIALIZAÇÃO DA POLITICA ou A POLITIZAÇÃO DA JUSTIÇA?

    O ORDEM DA DEMOCRACIA ou A DEMOCRACIA DA ORDEM?

    O PODER EMANA DO POVO ou O POVO DO PODER DEBANDA?

    A ANARQUIA INSTITUCIONALIZADA ou A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA ANARQUIA?

    O CUMPRIMENTO FIEL DA LEI ou A FIDELIDADE DA LEI AO CUMPRIMENTO?

    A SANIDADE COLETIVA ou  O COLETIVO INSANO?

    A PRESUNÇÃO DA INOCÊNCIA ou A INOCENTE PRESUNÇÃO?

    A HONESTIDADE DA FRANQUEZA ou A FRAQUEZA DA HONESTIDADE?

    A INFORMAÇÃO REAL ou A REALEZA DA INFORMAÇÃO?

    O PASSADO CONDENA ou A CONDENAÇÃO DO FUTURO?

     

    Respostas? Talvez daqui 21 anos em uma comissão da verdade, criada por nossos netos.

     

    TRISTE

  3. Sintomático

    Esse texto é uma espécie de holismo agonístico.

    Ele renuncia à causalidade fina para mergulhar de cabeça no “tudo é igual a tudo”, seguindo a mesma economia simbólica — ou pathos emocional — do “todos os políticos são iguais”.

    No fim das contas, essa argumentação se refugia numa atitude de “reprend à zéro” toda a política. É mais uma versão, com tintas catastrofistas, da negação da política, já que o valor mais alto do caos se alevanta.

    Esse texto me parece uma peça discursiva inspirada pelo desespero que perdeu toda racionalidade. Ele parece ser sintoma de um clima mais geral, que agora permeia a claque religiosa petista, de que o medo finalmente venceu toda e qualquer esperança.

    Curioso onde viemos parar!

    • o que se ergue do caos

      sempre fui crítico contundente do lulismo. já em 1984 se podia distinguir que Lula engoliria o PT, e que este se afastava irreversivelmente de sua base e de seus fundamentos. o que se confirmou tragicamente em 1989. agora, o lulismo está morto.

      todos os políticos se tornam iguais caso se deixem pautar pela política parlamentar. não foi por outro motivo que o PT nasce eminentemente não parlamentar, com foco no movimento social, firmemente apoiado nas bases, com um sólido conceito de democracia interna e voltado para a criação de um socialismo libertário.

      é inegável que o atual modelo representativo se esgotou. a nível mundial a moldura institucional expirou e está sendo redesenhada sob a égide da Tirania Financeira. por isto as análises fundadas em dicotomias da Guerra Fria, nas quais o golpe em curso seria “Made in USA”, se tornaram obsoletas.

      o estágio atual do capitalismo prescinde não apenas das nações como da própria democracia liberal. há um pós Estado, uma governança global, sendo montado pela arquitetura do caos destruindo os países e exilando suas populações.

      .

  4. TAPA ACEITO!

    Abaixo minha resposta aos “tapas” que levei de Arkx:

    __

    Para quem estiver interessado em ver toda a troca de tapas (e beijos) vá ao meu blog aqui no GGN. Fiz uma condensaçao de toda essa interaçao (link aqui).

    __

    ***********De Romulus p/ Remo__ Aprecio muito 

    Aprecio muito o afago de ler o seu comentário tão bem escrito. E também a sua determinação por esse ideal.

    Mas reitero: afague se quiser, mas se sinta livre para dar tapa também. Mesmo que ancorado apenas na realidade.

    Agora estamos todos juntos até domingo: bora montar no Falcon e jogar Cunha/Temer na lata do lixo, como no final do filme.

    Aliás, não é neste final, montada em Falcon, que a fantasia se impõe sobre a realidade??

    Falcon, Falcon!! Venha logo, meu filho!!

    **********

    E DE NOVO: CADASTRE-SE NO GGN, PELO AMOR DO SANTO DEUS!

    IMAGINA SE EU PERDESSE O AFAGO DE LER ESSE COMENTARIO NUMA MANHA COMO ESTA…

    • tamo junto

      tenho uma visão bastante peculiar da crise. e o que acompanho no dia a dia corrobora. quando afirmo que esta é a crise de todos nós, não estou apenas fazendo uma imagem. percebo como a vida das pessoas e seus relacionamentos estão sendo afetados. todos se posicionam e as máscaras caem. a sociedade se divide. as contradições afloram também a nível pessoal. junto com o arcabouço institucional, também os velhos paradigmas e modelos estão desmoronando. estaria se aproximando o momento de cavalgar os dragões?

      grande abraço

      .

    • sobre os dragões

       “Se o homem se encontra consigo mesmo no mais profundo do mais baixo, do pior e, encontrando face a face com o Dragão que existe no fundo dele mesmo, é capaz de abraçar esse Dragão, de unir-se a ele, então surge o divino e é a ressurreição !” 

      “O Simbolismo do Corpo Humano”, Annick de Souzenelle

  5. esssas manifestaçoes até

    esssas manifestaçoes até domingo serão fundamentais para evitar o golpe.;.;.;.;

    qual o site que divulga horários e locais das mamnifestaçõesem todo opaís?

    o will postou alguns locais e horários noutro post, mas gostarias de

    saber onde consigo informações disso em tempo real…

  6. Clap, clap, clap, clap
    “Numa crise estrutural, quando o sistema entra em colapso, tudo se torna instável e volátil. Pequenas ações podem gerar enormes mudanças. Ocorre uma aceleração e uma condensação do tempo histórico (cfe. Walter Benjamin). Um tempo repleto das possibilidades de um futuro indeterminado.
    Há poucas semanas atrás, quem poderia prever este poderoso movimento de massas que tomou de assalto todos os espaços públicos? Agora o público”e o privado estão entrelaçados no cotidiano, com a Política retornando à sua raiz: o Poder Instituinte, o Poder do Povo.

    • vai ter luta

      em pouco mais de um mês, desde a condução coercitiva de Lula, aquilo que eram apenas conceitos intelectuais passam a serem vivenciados com insuportável angústia e indefinição. como negar termos todos experimentados desde então uma aceleração e condensação do tempo histórico?

      nunca um movimento social tão prontamente se articulou e ocupou todos os espaços públicos! nunca o cotidiano foi tão politizado. nunca a web foi tão intensamente utilizada por um contingente tão grande pessoas compartilhando o mesmo objetivo político!

      esta mudança é inquestionável. e seus resultados imprevisíveis.

      grande abraço.

      .

       

  7. CÔNCAVO OU CONVEXO?
    A Câmara, onde se dará a votação domingo, fica do lado direito de quem olha o Congresso de frente – côncavo -, do lado esquerdo fica o Senado – convexo. Quais manifestantes ficarão à direita, em frente à Câmara, e quais ficarão à esquerda, em frente ao Senado?

    • derrubar os muros que nos separam

      o maior arco de forças à Esquerda já formado neste país. e ainda em movimento!

      “Os que querem comandar o país a partir de segunda-feira aproveitam-se do fato de o país estar em uma divisão sem volta. Eles governarão jogando uma parte da população contra a outra para que todos esqueçamos que, na verdade, são eles a própria casta política corrompida contra a qual todos lutamos.”

      O governo Temer não existirá, Vladimir Safatle

      grande abraço.

      .

  8. “Tudo pode acontecer”?

    Quem escreveu este artigo está em surto psicótico. Só um doido varrido acha que “tudo pode acontecer”.

    Posso fazer uma lista de coisas que não têm a menor chance de acontecer:

    a) as massas brasileiras tomarem o Palácio de Inverno e decretarem Todo o Poder aos Sovietes. Aqui não tem Sovietes e nem Inverno digno desse nome, que dirá Palácio de Inverno.

    b) baixar do céu um OVNI trazendo uma fórmula de reorganização das trocas econômicas alternativa ao capitalismo, e um Poder capaz de implantá-la imediatamente, aqui no Brasil.

    c) viabilizar-se qualquer movimento político capaz de pelo menos limitar os danos impostos à socialidade e ao meio ambiente pelo capitalismo, sem que haja líderes mais ou menos “personalistas”, programas factíveis, agendas claras. Occupy, Indignados, etc., resultaram no que mesmo? Wall Street continua mandando nos EUA (e no mundo); e na Espanha ao que eu saiba o austericídio não sofreu nem cosquinha. 

    d) a gangue Temer-Cunha apossar-se do Governo, implantar seu projeto larápio-neo-liberal, e não despertar oposição  crescente. Hegemonia eles jamais terão. Precisarão apelar para doses cavalares de violência policial, senão militar. Não conseguirão ir muito longe, embora “muito longe” possa significar 5 anos, mesmo mais.

     

    • surto psicótico

      na véspera do 1º de Maio de 1977, alguns operários estiveram numa assembléia de estudantes pedindo apoio para companheiros presos, incomunicáveis, sob tortura e correndo o risco de “desapareceram”. quem então diria que a partir deste encontro “tudo podia acontecer”? mas foi assim que se deflagrou a retomada do movimento estudantil, dando início ao processo de redemocratização!

      em 1979, após a intervenção nos sindicatos do ABCD, Lula estava pronto a retornar ao seu emprego na Villares. quem diria então que “tudo podia acontecer”? mas a greve prosseguiu. depois de dois dias sumido, Lula reapareceu num estádio lotado pelos peões do chão de fábrica, dando início a formação do PT!

      na Idade Média, as aldeias começaram a ser freqüentadas por estranhos visitantes, comercializando mercadorias que traziam de terras distantes. quem então diria que “tudo podia acontecer”? mas ali  nascia uma nova era, a mais rápida e profunda transformação da civilização, culminando hoje no  Antropozóico, com sua terrível ameaça de extinção em massa!

      existem momentos em que “tudo pode acontecer”, independente de qualquer distúrbio psicológico. até mesmo a grotesca situação atual, em que um STF, com 11 de seus 8 membros indicados pelo lulismo, referenda um golpe capitaneado por Eduardo Cunha.

      .

       

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome