Artista holandês acusa Fiesp de plágio do pato

Jornal GGN – Florentijn Hofman, um artista plástico holandês, diz que Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) plagiou sua obra ao adotar um pato amarelo inflável em sua campanha contra o aumento de impostos. 

A obra Rubber Duck foi feita em 2008 e exposta em cidades como Amsterdã, Hong Kong e também em São Paulo. O pato de Hofman foi produzida por uma empresa de Guarulhos, que a BBC Brasil descobriu ser a mesma que faz os patos da Fiesp de Paulo Skaf. Segundo Denilson Sousa, dono da Big Format Infláveis, a Fiesp enviou uma foto da obra do artista como “referência”, mas que ele não sabe se tem o projeto do holandês ainda. 

A equipe do artista plástico diz que aa Fiesp transformou o projeto artístico original em uma “paródia política”. Já a Fiesp nega as acusações e diz que se inspirou em “patinhos de banheira”.

Da BBC Brasil

Artista holandês acusa Fiesp de plagiar pato amarelo

Ricardo Senra

O artista plástico holandês Florentijn Hofman acusa a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) de plagiar, em sua campanha contra aumento de impostos chamada “Não vou pagar o pato”, a obra Rubber Duck(ou pato de borracha), exposta em São Paulo, em 2008, e em cidades como Amsterdã e Hong Kong.

A BBC Brasil entrou em contato com a fábrica de Guarulhos (SP) que produziu a obra para o artista holandês em 2008 e descobriu que se trata da mesma que tem produzido os patos em contrato com a Fiesp.

Leia também:  Covid-19: Em SP, ocupação de UTI em hospitais privados aumentou cerca de 30% em duas semanas

Denilson Sousa, dono da Big Format Infláveis, reconheceu que empresa produziu os dois patos e disse que a Fiesp enviou uma foto da obra do artista como “referência”, mas que “nem sabe mais se tem o projeto de Hofman”.

À BBC Brasil, a equipe de Hofman afirmou que a Fiesp transformou o projeto artístico original em uma “paródia política” e que o uso do desenho é “ilegal” e “infringe direitos autorais”.

Procurada pela reportagem, a Fiesp negou as acusações de plágio e afirmou que a inspiração para os patos foram “patinhos de banheira”, sem confirmar se enviou ou não o projeto holandês como referência.
 
“O que foi dito (pela fábrica) para a gente é que este é um projeto novo”, diz a área de comunicação da Federação. “Nós não nos inspiramos no artista. Nos inspiramos nos patinhos de banheira, que estão em todo lugar. Este projeto é da campanha ‘Não vou pagar o pato’.”
 
A Fiesp alega ainda que o pato da campanha difere da obra do artista “nos olhos, no pescoço e na base” e que a “patinhos amarelos como o da campanha estão em qualquer lugar”.
 
Desenho e especificações
 
Segundo o dono da fábrica, o novo projeto foi “inteiramente desenvolvido” pela Big Format. “Eu não colocaria nossa reputação em jogo”, diz Sousa. “Temos experiência e este é um projeto muito simples. Por que não perderíamos quatro horas para fazê-lo?”, pergunta.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

19 comentários

    • Sindicato dos Ladrões ?

      Skaf roubou o pato do holandês ? Nossa…-

      Skaf também faz parte do Sindicato dos Ladrões ?

      Será que é por tudo isso que Skaf é aliado de Eduardo Cunha, Temer e Paulinho da Farsa ?

  1. Por essa, a jurássica FIESP não esperava:

    … vai ter que pagar o pato sozinha!

    Nem o Sensacionalista, nem o Tiririca, nem nenhum comediante brasileiro ia sacar essa!

     

  2. Os puros

    Já há algum tempo me convenceram de que todos os partidos políticos do Brasil são puros e honestos, com a única exceção do PT.

    Agora, observo que todas as empresas e empresários do Brasil, principalmente os capitaneados pela FIESP, ABERT, etc, também são todos honestos e puros, com a exceção das malvadas empreiteiras que se tornaram corruptas a partir de 2003. Seus principais dirigentes estão todos presos.

    Eu, ingênuo como sou, acredito.

    Já estou até fazendo campanha:

    Michel Temer para Presidente; Eduardo Cunha para vice; Serra Ministro da Saúde; Aécio Ministro, do que mesmo?

     

    • Quac, quac, quac, quac,

      quac, quac, quac, quac, quac, 

       

      Ops, errei, na verdade é: clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap !!!

  3. Comentário.

    FIE P tem em seu presidente golpe pra se manter como presidente da Federação. Tem moral tanto quanto o Cuña.

  4. Não dá pra acusar a FIESP de

    Não dá pra acusar a FIESP de propaganda enganosa: eles avisaram que não iam pagar o pato!

  5. Isso é o mínimo.

    Para uma quadrilha de sonegadores que já patrocinou um golpe civil-militar e patrocina o que pretende seja um novo golpe jurídico-midiático no seu prórprio país, plagiar uma obra de arte de alguém é “café pequeno”!

  6. Mentir e roubar é a cara do Skaf

    O design desse pato é infinitamente superior aos pixulecos de Lula, Dilma e Teori, que lembram muito aquela restauração da tiazinha no afresco de Cristo na Igreja de Borja. É óbvio que o design foi roubado, assim como é esperado que um notório pilantra como Skaf, sonegador e oportunista, que usa dinheiro do Sistema S para se promover politicamente, não vá pagar os direitos autorais reclamados pelo artista.

    Dizem ainda que ele gastou R$ 8 milhões do Sistema S em publicidade com esse pato ridículo nos jornais impressos de SP, nas capas e em várias páginas internas.

    Está na hora do Conselho da Fiesp deletá-lo do comendo da entidade. Skaf como presidente compromete imagem de todos os empresários brasileiros diante da população brasileira e do mundo civilizado. Dá a impressão que os empresários brasileiros são malandros, sonegadores e golpistas, usam seu dinheiro para destruir o Brasil e não são confiáveis.

  7. Gente! O Skarf não estava

    Gente! O Skarf não estava brincando quando disse que não ia pagar o pato!!!!!!!!!!!!!

    Luciana Mota

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome