11 comentários

  1. É ameaça, mas vai falar que foi brincadeira………….

    Temos um desmiolado no controle de um dos maiores países do planeta, isso diz muito sobre o povo que colocou essa figura lá……..

    E o infeliz ainda esbravejou que se gasta muito com Educação…….

    Um transatlântico nas mãos de um desvairado tende a adernar ou colidir contra as pedras…..vamos ficar esperando sermos suas vítimas?

    Neguinho já arrumou dóis bi e meio e outro vai deseducar estadunidenses, e nós, sifu?

  2. As forças armadas possuem duas opções: podem estar ao lado do grupos sociais que detém o poder econômico ou ao lado dos que não detém esse poder. No Brasil, a escolha sempre foi a primeira. E quanto mais brutal o poder econômico dominante, tanto mais cruel as forças militares que lhe dão suporte.

  3. Esse vagabundo acredita que estamos com medo.
    Mas na verdade quem está apavorado é ele mesmo.
    Bolsonaro não comanda o Exército.
    Se vacilar ele será descartado num cemitério junto com os filhos.
    Portanto, nós temos o dever de dar uma empurradinha.
    Demorou… O que o Exército está esperando para substituir um fiscal de cu lunático pelo general-vice.
    Deixe de ser bunda-mole general Mourão. De um passo adiante e se apresente para o comando. Caso contrário você cairá junto com o capitão vagabundo.

  4. Forças armadas são instituições compostas por cidadãos brasileiros e que prestam um serviço a população e que por coerência deve obedecer a constituição brasileira. A democracia só existe quando os cidadãos respeitam a constituição, sejam eles do judiciário, da sociedade civil, das forças armadas. A nação vive da produção de bens de seus filhos amados…

    • Então vc dá razão ao Bozo. Porque nenhuma dessas milícias, tanto a judiciária quanto a verde saúva, tem histórico de apreço à Constituição, muito menos às leis ordinárias.

  5. Nassif: só você não me escuta. Canso de repetir o alerta de Saint-Hilaire — Ou o Brasil acaba com as Saúvas que assolam a Nação ou essa praga destrói o Brasil. Principalmente a espécie Verde, a mais estarrecedora. São do tipo soldados, armados de poderosas pinças, que prendem e estraçalham o que estiver pela frente. Têm um apetite insaciável. Não há lavoura que suporte. Não há vegetal que resista ou suporte. Destroem tudo à sua volta. Depois voltam ao formigueiro e esperam que o lavrador recupere o que destruíram. Quando a plantação voltar a produzir, reaparecem, repentinamente, e começam tudo de novo. É cíclico. Mas fazem assim há mais de um século. Parece que nessa nova investida vieram associado a outra desgraça, calçada esta nova praga com muito dinheiro, tirado de uma empresa Petrolífera. E pretendem lançar para direção do formigueiro um dos seus nojentos membros, altamente mortífero e vingativo. Um formigão sem moral nenhuma. E estão se associando a moscas, ratos, baratas e lacraias. São imunes aos agrotóxicos liberados pela ministra da Agricultura. Pretende (com tanta grana) botar pra quebrar. Dizem que até as milícias do Tanque estão temerosas…

    PS: gostava quando davam “estrelinhas”. Ganhava poucas, raríssimas vezes cinco. Mas que saudade.

  6. O que o Bolsonaro disse não foi o que ele quis dizer e o que ele quis dizer não foi o que ele disse.

    Ele disse:

    “A segunda missão será cumprida ao lado das pessoas de bem do nosso Brasil, daqueles que amam a pátria, daqueles que respeitam a família, daqueles que querem aproximação com países que têm ideologia semelhante à nossa, daqueles que amam a democracia e a liberdade. E isso, democracia e liberdade, só existe quando a sua respectiva Forças Armadas assim o quer”.

    Mas o que ele quis dizer foi o que o Mourão disse:

    “O que o presidente quis dizer? Está sendo mal interpretado. O presidente falou que onde as Forças Armadas não estão comprometidas com democracia e liberdade, esses valores morrem. É o que acontece na Venezuela. Lá, infelizmente, as Forças Armadas venezuelanas rasgaram isso aí. Foi isso que ele [Bolsonaro] quis dizer”. – Hamilton Mourão

    De acordo com o Generito Mourão, o problema está no receptor, não no emissor, muito embora o emissor não saiba se expressar. Quem se diz uma asneira como a a seguir transcrita, é um burro:

    “E isso, democracia e liberdade, só existe quando a sua respectiva Forças Armadas assim o quer”.

    Assassinaram a gramática.

  7. Será que Bolsonaro não deixou subentendido que está apenas exercendo um papel a ele “imposto”, que a qualquer momento ele pode colocar a bola em baixo do braço e acabar com o jogo; Isso não estaria confirmando o que o “Revoltado On Line” Marcello Reis havia denunciado em ? vídeo, e que foi tudo “mais uma bola na trave” apenas mas uma das articulações “que desandaram” de Fernando Henrique, o nosso querido “Mystérieux habitant de la Av. Foch” ••• youtu.be/a68G4V1oRLU •••

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome