O sonho e a estrela, por Matê da Luz

Esta noite sonhei que conversava com uma estrela. Cadente ou não, resume-se o diálogo abaixo:

Estrela: – …mas o que falta, então?

Eu: – talvez confiança… talvez que alguém me diga que vai dar certo… 

– Confiança em quem, cara pálida? Cada um tem o seu problema, seus dilemas, seus jeitos. E pode ser que um tanto disso seja despejado em você caso dependa de alguém pra dizer alguma coisa sobre a sua coisa dar certo. Vai dar certo, estou te dizendo!

– …mas é que já deu tão errado.

– Está falando do quê? De estar sozinha, vulnerável e passar por uma dor de alma? Daqueles gritos na adolescência e do tumulto todo? Entendo, isso foi real. Mas há anos a vida não é mais assim. Além da parte que a ocasião fez o ladrão, faz muito tempo, de fato, que sua escolha foi feita. Já se reconheceu?

– …mas e se eu estiver mentindo pra mim mesma, escondendo quem eu realmente sou, que pode até ser essa pessoa ruim e descabida? 

– O quê? Deu de ser católica, agora? De se julgar parada no tempo, em um ato, como se a vida fossem pequenos pontos executados e, caso a perfeição não tenha chegado, o inferno será compartido? Oras bolas, percebo mesmo que de nada tem adiantado o estudo, o envolvimento, as sensações desenvolvidas nestes últimos anos… Vou apagar, com licença. 

– Não, estrela, não vá me deixar aqui, estou te ouvindo. 

– Já deu certo, entendeu? Quer ver só? 

– Uhun…

– O que você sente por aquele ex-namorado que te tratou como lixo humano, quase que literalmente, exceto que com o lixo ele tinha uma preocupação maior em relação ao planeta?

– Ah, perdoei. Ele certamente é uma pessoa sofrida, de corpo e alma, e estava apenas manifestando o melhor que podia. O que aprendi é que não podia manifestar em mim, ô, meu santo…

– Vê? Você aprendeu. E, mais do que isso, se consegue ter compaixão por ele, perdoar e seguir a vida, é porque tem amor aí. Não por ele, credo, Deus me livre. Mas tem amor em você. Por que seus erros são maiores do que os erros dos outros? Por que todos os outros estão aprendendo e é você quem merece ser punida? 

– Ai, estrela, que direta. Não, não sou católica e disso a gente bem sabe. Percebo o que você está tentando me dizer e, um pouco assustada, entendo que talvez eu tenha me esforçado tanto por amor “de fora” que não tenha parado pra olhar pro amor de dentro. E agora, que estou mais velha e cansada, um tanto quanto machucada, como é que vou recuperar tudo isso? 

– Não vai recuperar: vai construir. E a idade trouxe experiência, conhecimento e firmeza pra você, olha que coisa linda, aproveita! Agora abre os olhos, acorda o corpo, a alma e os olhos e vai brilhar mundo afora. Quando fcar com medo ou receio de qualquer coisa ou de tudo, lembre-se que tem alguém muito poderoso com quem você pode contar. Este amuleto vai te lembrar quem é essa pessoa, use-o! 

E apagou logo após me dar um espelho de presente. 

7 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Odonir Oliveira

- 2015-05-08 19:44:36

Subjetividades...

Isso mesmo, a gente insiste tanto em racionalizar que quando é pra sonhar racionaliza e, quando é pra racionalizar fica até em dúvida !

Melhor é saborear as subjetividades sem a necessidade de desvendar todos os véus de metáforas, alegorias,metonímias, .. 

Maria Luisa

- 2015-05-08 18:58:40

Sabe

Matê, quando estava atravessando a "noite negra da alma", comecei a ler Em Busca do Tempo Perdido. Assim, a deriva. Foi muito bom pra mim...

Maria Luisa

- 2015-05-08 18:58:09

Talvez porque você "esteja"

Talvez porque você "esteja" muito concreto. Um pouco mais de subjetividade, Franklin, e sonhos e poesia na concretude ;)

Odonir Oliveira

- 2015-05-08 17:10:29

Pois só quem ama é capaz de ouvir e falar com estrela(s)

Desde 1979 ando conversando com estrelas, ajudando a lustrá-las, carregando-as em santinhos, em adesivos, por ruas, avenidas, escolas e hospitais. Leio suas palavras escritas, compareço a festas em praças públicas, dou a elas meu sufrágio universal. Discuto com muitos, aconselho-me com poucos, Acredito em estrelas.

É preciso não deixar de acreditar, não deixar "ela" apagar. Até porque sem estrelas COMO será essa treva em que insistem em nos afundar?!

Joobit

- 2015-05-08 14:44:02

Obrigado!

Obrigado!

franklin

- 2015-05-08 14:30:18

Não entendi nada, como sou

Não entendi nada, como sou burrinho.

Seria um pacto?

Seria o Serra ou Fhc dando o espelho pra Marta? 

Todo poderoso. Seria esse "todo poderoso" o Sr. Daniel Dantas, falando nos ouvidos do Gilmar Dantas? Ops, Gilmar Mendes?

 

Seria uma conversa no cantinho de Eduardo Cunha com um Deputado Tititica? (sem oferender o GrandeTiririca).

Ou seria o Dr." Mouro" numa converda na sala de torturas com o Delator do Dia?

 

Não uma bate papo de Aéci NOIA com uma jornalista de Minas Gerais?

 

 

Como é que não consigo enender nada desse texto. Será que há de errado comigo?

 

 

 

Anna Dutra

- 2015-05-08 12:32:35

Perfeito!!  Um céu estrelado

Perfeito!!  Um céu estrelado para você pela precisão cirúrgica!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador