Exposição reúne obra de Sérgio Cezar, o arquiteto do papelão

Do site do IPHAN

Exposição retrata casarios e favelas no Rio de Janeiro

22/04/2013

Entra aberta na Sala do Artista Popular a exposição Um canto no mundo – Sérgio Cezar. Realizada pelo Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular do IPHAN, a mostra ficará em cartaz até 19 de maio, oferecendo ao público a oportunidade de conhecer e adquirir o artesanato produzido pelo artista carioca.

Esse arquiteto do papelão, como é conhecido, tem o hábito de caminhar pela cidade, reunindo miudezas para seus casarios e favelas. Utilizando-se de instrumentos em sua maioria criados por ele mesmo, usa o verbo mexer para explicar o seu trabalho. Ele mexe com desenho, argila, pedra-sabão, bijuteria, bronze, estampa em tecido, além da fotografia, que o acompanha desde o início da sua jornada de artista popular. Ele mexe com os materiais enquanto cria a escultura e viaja, inventando histórias sobre os personagens para as pequenas moradias de papelão.

A atividade de recolher os despojos da vida urbana, de assimilar, reinventar o que recolhe, e de viver com o princípio do reaproveitamento define seu trabalho que acabou chegando à novela Duas Caras, da Rede Globo. As 3,5 mil casinhas de favelas usadas na abertura ficaram famosas, e a vida e trabalho do artista acabaram virando o curta-metragem O gigante do papelão, de 2010. 

Inspirado pelas precariedades da cidade, o artista a remonta por meio do lixo e, com o cuidado do recorte e a sensibilidade para escolher o tipo de material para cada detalhe de suas peças, reconfigura e afirma o espaço geográfico da realidade urbana. Munido de olhos atentos para observar a vida da cidade e encontrar novos materiais para suas esculturas, dá vida a pequenas moradias a partir das sobras que recolhe. Os trabalhos estarão disponíveis para visitação e venda.

Sobre o CNFCP
Instituição vinculada ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), do Ministério da Cultura, o Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular é responsável por promover ações que busquem, por meio de pesquisa e documentação, conhecer as realidades específicas em que ocorrem as mais diversas expressões do fazer brasileiro, procurando acompanhar as constantes transformações por que passam, bem como apoiar e difundir os processos culturais populares, propondo e conduzindo ações para sua valorização e difusão.

Serviço
Expopsiçao Um canto no mundo de Sérgio Cezar
Local: Sala do Artista Popular
Período: de 11de abril a 19 de maio de 2013
Exposição e venda: de terça a sexta-feira, das 11 às 18h
Sábados, domingos e feriados, das 15 às 18h

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador