Bolsonaristas retomam onda de ataques ao STF

Ao menos 10 pedidos de impeachment de ministros estão em andamento no Senado Federal – seis deles são contra Alexandre de Moraes

Correio Braziliense

Jornal GGN – A instalação da CPI da Covid-19 no Senado Federal aumentou a pressão em torno do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente da Casa, para dar andamento aos pedidos de impeachment contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo o jornal Correio Braziliense, ao menos 10 petições nesse sentido estão em andamento no Senado Federal – seis deles contra o ministro Alexandre de Moraes, que tem estado no alvo dos bolsonaristas depois de virar o relator do inquérito aberto pelo então presidente do STF, ministro Dias Toffoli, para apurar ataques e fake news contra a Corte e seus magistrados. Moraes também conduz o inquérito que investiga a organização e o patrocínio de atos antidemocráticos.

Além dos ataques contra Moraes, três pedidos de impeachment foram apresentados contra os ministros Edson Fachin, Gilmar Mendes e Cármen Lúcia, além de um requerimento da Associação Nacional dos Bacharéis (ANB) que pede o afastamento de todos os 11 ministros do STF – a entidade usa o inquérito das notícias falsas para denunciar que o trabalho da Suprema Corte visa a instituição de um estado policial ou de exceção no país.

Existe o temor de que os pedidos sejam usados como instrumento pelo governo Bolsonaro para desviar o foco da CPI, obrigando a Corte a utilizar reações institucionais. A maioria dos senadores também acredita que a pauta do tema aumentaria o radicalismo e traria insegurança democrática, uma vez que os magistrados e o Legislativo estão em contato constante.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora