Conselho da Petrobras reprova dois dos 11 indicados ao conselho

Estatal terá colegiado renovado na esteira da demissão de Roberto Castello Branco da presidência; assembleia está programada para esta segunda-feira (12/04)

Jornal GGN – O Comitê de Pessoas da Petrobras reprovou dois dos 11 nomes indicados para a composição do novo conselho administrativo da estatal, por terem atuado em empresas que apresentavam relação direta com a companhia nos últimos três anos.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, o nome de Márcio Andrade Weber foi negado por ter trabalhado como diretor da Petroserv (fornecedora e operadora de sondas da Petrobras) até agosto do ano passado.

O mesmo argumento foi usado para negar a indicação de Pedro Rodrigues Galvão de Medeiros por acionistas minoritários, uma vez que ele foi diretor do Citibank (responsável pela abertura de capital da BR Distribuidora) até dezembro do ano passado.

O comitê interno da estatal também apresentou diversas ressalvas aos demais candidatos, uma vez que alguns deles estão ou estiveram, recentemente, envolvidos com empresas que podem apresentar conflitos de interesse com a Petrobras.

Os únicos que passaram completamente pelo crivo dos avaliadores foram Eduardo Bacellar Leal Ferreira, atual presidente do conselho de administração, além de Cynthia Santana Silveira, Murilo Marroquim e Leonardo Antonelli, representante dos minoritários.

A renovação do conselho de administração está programada para ocorrer nesta segunda-feira (12/04), durante a Assembleia-Geral Extraordinária (AGE) de acionistas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora