Paulo Freire é “energúmeno” e TV Escola “deseduca”, diz Bolsonaro defendendo fim do contrato

“Você conhece a programação da TV Escola? Deseduca”, disse o mandatário, completando que era "dinheiro jogado fora" e que são "totalmente de esquerda" e com "ideologia de gênero"

Paulo Freire - Foto: Arquivo

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro chamou o educador Paulo Freire, patrono da educação brasileira, de “energúmeno”, nesta segunda-feira (16). A ofensa do mandatário ao que é considerado o pai e um dos principais exemplos da docência no país foi feita após o governo não renovar o contrato com a TV Escola.

Ao sair do Palácio da Alvorada, nesta segunda, jornalistas questionaram o mandatário sobre o tema. Bolsonaro disse que a TV Escola “deseduca” e que Freire era um “energúmeno”. O contrato com a associação responsável por gerir o canal desde 1995 não foi renovado. O Ministério da Educação (MEC) respondeu que busca outra instituição para administrar o canal.

“Você conhece a programação da TV Escola? Deseduca”, disse o mandatário, completando que era “dinheiro jogado fora” e que a má educação do Brasil é consequência “dessas programações” que, segundo ele, são “totalmente de esquerda” e com “ideologia de gênero”, utilizando os recursos públicos.

Ao afirmar isso, Jair Bolsonaro disse que a filosofia adotada pela TV Escola era de Paulo Freire, continuando os ataques:

“Era uma programação totalmente de esquerda, ideologia de gênero, dinheiro público para ideologia de gênero. Então, tem que mudar. Reflexo, daqui a cinco, 10, 15 anos vai ter reflexo. Os caras estão há 30 anos [no contrato com o MEC], tem muito formado aqui em cima dessa filosofia do Paulo Freire da vida, esse energúmeno, ídolo da esquerda”, disse.

Ainda, para Bolsonaro, o resultado da má qualidade do ensino no país é devido à adoção de ensino da filosia de Freire. “Olha a prova do Pisa, estamos em último lugar no mundo, se eu não me engano, matemática, ciências e português. Acho que um ou dois itens somos os últimos da América do Sul. Vamos esperar o que desse Brasil com esse tipo de educação?”, continuou.

 

Leia também:  O Ilusionismo legislativo do Presidente Jair Bolsonaro, por Gustavo Rangel

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. Esperar o que de um morador da VIVENDAS DA BARRA PESADA? Que me perdoem os moradores conscientes que lá residem. Sem dúvida que o local está desmoralizado pelas figuras estranhas e perigosas com quem convivem. Uma pena !

  2. Todo dia essa figura faz ou fala algo deste tipo quanto pior,pior.
    Todo dia nós fazemos o favor de reproduzir o que ele diz.
    Todo dia mostramos a ele que estamos incomodados com o que ele diz e,com isso,não percebemos que alimentamos sua matilha que simplesmente o apoia pela contraposição a nós.
    Aliás, acho que a única forma de fazermos essa gente acordar é fazendo o contrário:dizer que apoia o ocupante da presidência da República.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome