59% não têm candidato ou votam nulo, aponta CNI-Ibope

Do Portal da CNI

59% dos brasileiros dizem não saber em quem votar ou vão anular o voto, aponta CNI-Ibope

A alta insatisfação com a corrupção e o descrédito com a classe política fazem com que a parcela dos eleitores com intenção de votar em branco ou nulo e a de indecisos seja a mais alta das últimas cinco eleições. Questionados de forma espontânea sobre o candidato que vai ganhar seu voto – sem apresentar uma lista de candidatos – 31% dos entrevistados disseram que vão votar em branco e 28% não souberam ou não quiseram responder à pergunta, o que indica indecisão. Quando apresentados a uma lista de candidatos, 59% apresentaram uma escolha, mas apenas 27% dizem que não vão mudar a opção por estarem convictos.

Para tomar a decisão, 84% dos eleitores vão se informar pela imprensa (TV, rádio, jornais e revistas e sites de notícias) e 26% vão utilizar as redes sociais (Facebook, Instagram, WhatsApp, Twitter etc) – é possível apresentar mais de uma opção como fonte de informação. Mas só 5% dos brasileiros disseram que vão utilizar as redes sociais como única fonte de informação, segundo a pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira – Eleições 2018, divulgada nesta quinta-feira (2) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), e feita em parceria com o Ibope.  

Jair Bolsonaro é o candidato com maior número de eleitores convictos de que não mudarão de voto, entre os quatro primeiros colocados na pesquisa, em cenário sem o ex-presidente Lula. Dos entrevistados que disseram que vão votar em Bolsonaro, 34% disseram que a decisão é definitiva e que não mudará de jeito nenhum. Os percentuais dos que estão convictos caem para 26% no caso de Ciro Gomes, 23% entre os eleitores de Geraldo Alckmin e 22% dos eleitores da Marina. 

“O eleitor não encontrou aquele candidato que ele sonha. A decisão vai acontecer muito mais próxima da eleição que nas eleições anteriores. A gente percebe que a maioria dos eleitores não conhece os candidatos e suas propostas. Até entre os que já escolheram candidatos, ainda há alguma indecisão”, afirma o gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca.

A pesquisa ouviu 2 mil pessoas entre os dias 21 e 24 de junho, em todo o país, e detalha informações por perfil do eleitor da pesquisa de intenção de votos divulgada em 28 de junho. A pesquisa apontou que em um cenário com Lula como candidato, o ex-presidente lidera com 33% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro (15%) e Marina (7%). Nesse caso, Ciro e Alckmin aparecem com 4% das intenções. Sem Lula na disputa, os melhores colocados são: Jair Bolsonaro (17%), Marina Silva (13%), Ciro Gomes (8%) e Geraldo Alckmin (6%). 

Leia também:  Rio de Janeiro - Eleições

ELEITOR DE LULA – As menções ao ex-presidente Lula são mais expressivas na região Nordeste (54%), além disso, ele se destaca em municípios com até 50 mil habitantes (40%) e no interior (37%). Suas citações aumentam conforme diminui a escolaridade e a renda familiar do eleitor. Os brasileiros que escolheram Lula estão, de um modo geral, mais insatisfeitos com a vida (40%) que aqueles que optaram pelos demais candidatos (34%).

Entre os eleitores que optaram por Lula, 55% escolhem um outro candidato quando seu nome não consta da lista de pré-candidatos à presidência da República, enquanto 36% passam a votar em branco ou nulo e 9% ficam indecisos.

Os pré-candidatos que mais se beneficiam da migração de votos do ex-presidente são Marina Silva, que fica com 16% dos que votariam em Lula, seguida de Ciro Gomes, que fica com 11%. Fernando Haddad, que foi incluído na lista como candidato do PT alternativo ao ex-presidente, fica com apenas 3% dos votos. Dos eleitores de Lula, o nome de Bolsonaro é o mais rejeitado: 41% dos eleitores do ex-presidente afirmam que não votariam no deputado de jeito nenhum.

ELEITOR DE JAIR BOLSONARO – Os homens, os jovens, a população com mais anos de estudo e com renda mais elevada são os que têm maior preferência por Bolsonaro. Um em cada quatro homens brasileiros (24%) vão votar em Jair Bolsonaro, segundo a pesquisa CNI-Ibope, no cenário da pesquisa que não considera o ex-presidente Lula como candidato. O percentual de mulheres eleitoras do candidato do PSL é de 10% da população feminina. Entre os eleitores que possuem de 16 a 24 anos, 23% afirmam ter a intenção de votar em Bolsonaro, percentual que cai quanto maior a idade e chega a 11% entre aqueles com 55 anos ou mais.

O candidato pelo PSL também é mais citado conforme aumenta a escolaridade e a renda familiar dos eleitores. Entre os que possuem curso superior, 24% vão votar nele, percentual que cai para 9% entre os que têm até a 4ª série do ensino fundamental. Entre aqueles cuja renda familiar é de até um salário mínimo, 8% pretendem votar nele, percentual que cresce a 31% entre aqueles com renda familiar superior a cinco salários mínimos.

Leia também:  Manaus – Eleições

Dos brasileiros que vão votar em Bolsonaro, 47% gostam do candidato e das ideias dele. Outros 23% gostam do candidato, mas têm dúvidas com relação a algumas de suas ideias; 9% gostam dele, mas ainda não conhecem suas ideias; 5% gostam das ideias do candidato, apesar de não gostar dele pessoalmente.

ELEITOR DE MARINA SILVA – Além de ser a maior herdeira de votos do ex-presidente Lula, Marina é a candidata com maior percentual de intenção de votos entre os eleitores do Nordeste – 16% dos eleitores da região optam pela candidata, no cenário sem o ex-presidente. A intenção de voto na candidata também é mais elevada nas regiões Norte/Centro-Oeste – 17%. De cada 100 mulheres, 15 dizem que vão votar na candidata. Dos eleitores com renda familiar de até um salário mínimo, 13% votam em Marina e, dos que possuem até a quarta série do ensino fundamental, 13% escolhem a candidata.

Dos entrevistados que vão votar em Marina, 31% dizem que gostam dela e apoiam suas ideias. Outros 22% dizem que gostam da candidata, mas não conhecem suas ideias. Os que gostam da candidata, mas ainda têm dúvidas com relação a algumas de suas ideias somam 19%, mesmo percentual dos que apenas apoiam Marina por não gostarem dos demais candidatos.

Entre os candidatos com pelo menos 5% das intenções de voto no cenário sem o ex-presidente Lula, Marina é a que apresenta o maior percentual de prováveis eleitores que definiram sua escolha como “de momento” ou “preferência inicial” (56%). No entanto, entre os quatro candidatos melhor colocados na pesquisa, é a que apresenta menor índice de rejeição, empatada com Ciro Gomes (18%). Quando se apresenta a lista de candidatos aos eleitores que espontaneamente disseram estar indecisos, Marina é a que mais recebe votos – 15% dos indecisos disseram que optariam pela candidata. Em segundo lugar, aparece Bolsonaro, com 12%.

ELEITOR DE CIRO GOMES – O candidato apresenta o maior percentual de eleitores que afirmam ter a intenção de votar nele apenas por não gostar das demais opções (21%). Entre os outros candidatos melhor colocados, o percentual varia de 15% a 19%. Outros 37% dizem gostar de Ciro e de suas ideias; 18% dizem gostar dele, mas não conhecem suas ideias; 16% gostam dele, mas têm dúvidas quanto a algumas de suas ideias; e 5% gostam de suas ideias, mas não gostam dele.

Leia também:  São Paulo - Eleições

De seus eleitores, 26% dizem que já tomaram a decisão e não vão mudar de jeito nenhum. Ele aparece empatado com Marina em nível de rejeição – 18% dos eleitores dizem que não votariam nele de jeito nenhum. Dos eleitores que votariam em Lula como primeira opção, 11% dizem que votariam em Ciro, caso o ex-presidente não seja candidato, o que coloca Ciro como o segundo principal “herdeiro” dos votos de Lula, atrás apenas de Marina Silva (16%).

Ainda no cenário sem o ex-presidente, Ciro Gomes é relativamente mais citado pelos eleitores com 55 anos ou mais, onde atinge 11%. O candidato também é mais forte na região Nordeste, com 14% de intenção de votos. Nesta região, o candidato empata tecnicamente em primeiro lugar com Marina Silva, detentora de 16% das intenções de votos.

ELEITOR DE GERALDO ALCKMIN – O índice de rejeição do candidato é de 22%, abaixo de Bolsonaro e de Lula, mas acima de Ciro e Marina. Caso Lula não seja candidato, 5% dos votos que iriam para o ex-presidente passam para Alckmin. No cenário sem Lula, o candidato é mais forte na região Sudeste, onde obtém 8% das intenções de voto. O percentual, no entanto, é inferior ao de Bolsonaro e Marina na mesma região – 19% e 11%. Em todas as outras regiões do país, Alckmin aparece com 4% das intenções de voto. Dos que vão votar no candidato, 23% disseram que a decisão é definitiva.

Entre os quatro, Alckmin é o que tem a menor intenção de votos pelos eleitores mais jovens. Entre os entrevistados com idade entre 16 e 24 anos, 3% optam pelo ex-governador de São Paulo como candidato, enquanto nas outras faixas etárias a intenção de voto fica entre 6% e 7%. Os votos de Alckmin não apresentam diferenças significativas entre as faixas de renda dos eleitores nem entre os diferentes graus de instrução.

Dos entrevistados que escolheram o candidato, 39% dizem gostar dele e de suas ideias. Outros 20% gostam dele, mas têm dúvidas com relação a algumas de suas ideias; 17% gostam dele, mas ainda não conhecem suas ideias; e 17% o apoiam apenas porque não gostam dos outros candidatos. E 3% gostam das ideias, mas não gostam dele.

Leia mais aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

9 comentários

  1. 59% antes dessa derrapada com

    59% antes dessa derrapada com o PSB..

    .. depois dessa, pode acrescentar uns 5%, no mínimo..

    .. vamos para uma eleição com menos de 40% do eleitorado..

    .. só o bolsa tem 15% cravado..

    ———–

    .. nasceu num rancho pobre, esperto que só, não sentou no banco de escola, mas deu lições a muito doutor, enfrentou o império para libertar seu povo, foi caçado, preso: Jesus, o que estão fazendo? https://jornalggn.com.br/blog/jruiz/jesus-o-que-estao-fazendo

  2. Pesquisa sem Lula é falsa, é fraude

    Não se iludam com eses números do Globope. O Vox Populi já mostrou que os 40% de intenções de voto no Ex-Presidente Lula são consolidados, cristalizados. Essa pesquisa fraudulenta dom Globope é para enganar os tolos. Não caiam nessa manipulação tosca.

  3. Está COMPROVADO !!

    ELEIÇÃO SEM LULA É FRAUDE E O POVO RECHAÇA !!

     

    Dos 59% que não tem candidato ou votarão nulo, mais da metada votariam em Lula se os sequestradores permitissem 

  4. Os que dizem gostar das ideias de Bolsonaro sabem quais são?

    Os que dizem gostar das ideias de Bolsonaro sabem quais são? As ideias dele são não ter nenhuma ideia do que fazer em política econômica, em infraestrutura, em saúde… Ele disse que iria contratar profissionais de educação física para medir pressão em Unidades Básicas de Saúde. Sério???? Médicos, enfermeiras e técnicos de saúde não saberm fazer isso???? Outra batatada é tratar cáries para reduzir os partos prematuros, como se elas fossem a principal causa desse problema… Sem contar que ele diz ser contra a corrupção e defende um governo “forte”, ou seja, não controlado por ninguém e sem transparência…

  5. SE O CRIO…

    Se o Ciro não tivesse SAÍDO FORA ESTRADA, se não tivesse ido PELO CAMINHO DE ATACAR O LULA E O PT, se não tivesse se AGARRADO EM FAZER ALIANÇA COM A DIREITA, se não tivesse SIDO TÃO ARROGANTE E MESQUINHO E TÃO BURRO hoje ele não estaria sozinho. Ele jamais pensou QUE A PARCERIA ELE E LULA iriam ser uma FORÇA QUE JAMAIS NENHUM OUTRO PARTIDO SERIA.  LULA SOZINHO JÁ É FORTE COM CIRO IRIAM ESTOURAR A BANCA POLÍTICA E NÃO IRIA TER PRA MAIS NINGUÉM.

                                                        

    Ciro não entende que por mais EXPERIÊNCIA QUE ELE TENHA COMO POLÍTICO ELE NÃO É LULA, MAS PODERIA VIR A SER.  Ele não avaliou QUE SENDO VICE DO LULA, CASO O LULA FOSSE OU VENHA SER IMPEDIDO DE GOVERNAR ELE SERIA O SEU HERDEIRO E PODER ESCOLHER UM VICE DO PT PARA ACOMPANHÁ-LO. Mas A CABEÇA QUE NÃO PENSOU FAZ A PRÓPRIA CANDIDATURA PADECER.

     

    Sinceramente não sei QUEM ACONSELHOU O CIRO FAZER O QUE FEZ, MAS QUEM O ACONSELHOU, FOI UM MAU CONSELHEIRO. ALCKMIN É UM BOSTA, MARINA UMA IMBECIL e o BOLSONARO UM FASCISTA. ESSES TRÊS JUNTOS NÃO VALEM UM PALITO DE FÓSFORO USADO. Precisa ser MUITO TAPADO, MUITO DEMENTE  pra votar em um desses três. Eu não sei SE A TEMPO DO CIRO REVERTER  A SUA CANDIDATURA, TAMBÉM NÃO SEI SE A DIREÇÃO DO PT ACEITARIA O CIRO. Mas se O CIRO NÃO SE UNIR AO PT ELE NÃO IRÁ AVANÇAR SUA PONTUAÇÃO NA PESQUISAS.

     

  6. como vejo

    Ciro já esta metralhando o PT, tinha que aguardar o segundo turno, o Pt nao pode ficar sem candidato no primeiro turno, senao nao elege uma bancada na camara e senado.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome