Contraditório à bandeira do “novo”, Bolsonaro pode manter membros do governo Temer


Montagem Huffpost Brasil – Fotos: Getty e Reuters
 
Jornal GGN – Até agora levantando a bandeira do “novo” na política, o escolhido futuro ministro da Fazenda do hipotético governo de Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que poderá manter integrantes da equipe econômica do atual governo impopular de Michel Temer.
 
A declaração de Paulo Guedes teria sido dada ao blog de Andreia Sadi que informou que o possível ministro da Fazenda admitiu à publicação que poderá manter alguns dos atuais membros econômicos da gestão do MDB: “Alguns são muito bons”, disse.
 
A única condição imposta pelo economista do PSL para que fiquem em um possível governo de Bolsonaro é que devem somente “manifestar clara intenção de continuar [no cargo]”. “Porque nós temos também um time excelente”, continuou.
 
De acordo com o blog, Guedes manteve contato com membros do Ministério da Fazenda e do Banco Central durante a campanha de Bolsonaro, buscando discutir já propostas de uma transição, como a reforma da Previdência.
 
Entretanto, esse e outros temas devem ser abordados publicamente somente após o resultado das eleições 2018, uma vez que, impopulares, poderiam desgastar a imagem do candidato Jair Bolsonaro.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Brincando com fogo, Bolsonaro só conseguirá se queimar, por Fábio de Oliveira Ribeiro

3 comentários

  1. Coturno, cuspe e durex pra reformas

    Simplesmente o Partido não tem quadros técnicos.

    Ah, sim.

    E bons quadros.

    Se o eleitorado viesse noção da qualidade do improviso…

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome