Oposição cobra ética de maneira hipócrita, diz ministro das Comunicações

Jornal GGN – Em entrevista ao jornalista Kennedy Alencar (SBT), o ministro das Comunicações Paulo Bernardo disse que a oposição ao governo Dilma Rousseff e ao PT, majoritariamente encabeçada pelo PSDB, promove uma campanha de cobrança de ética classificável como “forte e hipócrita”, deixando de lado os crimes cometidos nas administrações tucanas.

Ministro do Planejamento de Lula, Paulo Bernardo afirmou que duvida “que algum governo tenha feito tantas ações para combater a corrupção [como os governos do PT no plano federal]. Criamos a CGU (Corregedoria-Geral da União)e a polícia federal foi aparelhada e teve independência que nunca teve”, apontou.

“A oposição faz cobrança forte e hipócrita. Eles acham, por exemplo, que têm de ter CPI para apurar a Petrobras, mas do escândalo da Alstom, eles não falam nada. Acham que está tudo certo. Já vi notícias de que 400 milhões foram desviados [com a formação de cartel nos governos do PSDB de São Paulo]. Fica por isso mesmo. Até o Tribunal de Contas do Estado tem envolvimento”, disse. “Essa coisa de ficar um querendo esculhambar o outro não resolve problemas. O que precisamos é ter medida de prevenção à corrupção”, sugeriu.

O ministro ainda falou do projeto de regulamentação midiática. Segundo ele, uma versão que organize o setor eletrônico deve sair do papel num possível segundo mandato da presidente Dilma. Paulo Bernardo reforçou que o governo federal não tem poder ou a intenção de intervir na produção jornalística.

Leia também:  Previdência: população ainda não entendeu o que está acontecendo, diz líder da oposição

“A Constituição não permite regulação de qualquer mídia, de jornal, revista, mas tem daqueles setores que são concessões públicas, caso da televisão e rádio. Determinados tipos de propagada podem ser reguladas. Caso da propaganda de cigarro, que é proibida. E tem discussões, como proibir propaganda de bebida. É passível de regulação”, apontou.

O titular defendeu a política econômica adotada pelo governo Dilma e falou das mudanças no setor de telefonia e no acesso à internet. A entrevista completa segue abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=dm5qPYzjsu0&list=UU376n347Ob5Lwzq2WGzF1AA#t=582 width:700 height:394

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

25 comentários

  1. Pelo menos o PT agora

    Pelo menos o PT agora resolveu abrir o bico de maneira clara.

    Pelo visto a politica de boa vizinhaça, e a troca de canal no controle remoto não estão resolvendo.

    Não abram os olhos para ver o que ocontece.

    O PIG derrubam vocês.

    A Dilma poderia trocar o Bernado pelo Frankilin Martins no segundo mandato, o PIG vai “adorar”.

  2. Matérias Negativas na Mídia

    Para o nosso alívio e a nossa imensa alegria, o gráfico abaixo contém um erro crasso que deve ser reparado imediatamente.

    Onde se lê: DILMA

    Leia-se: VLADIMIR

    As matérias negativas – publicadas pelo Jornal Nacional da TV GLOBO, na Folha de S. Paulo, no jornal O Estado de S. Paulo e no jornal O GLOBO – de acordo com o MANCHETÔMETRO da UERJ, não podem ser atribuídas a DILMA ROUSSEF.

    No gráfico, onde está grafado DILMA, mostrando um índice estupidamente alto de ataques negativos, descobriu-se que, na verdade, as matérias foram produzidas para derrubar o presidente da Rússia – o inominável PUTIN –  um sujeito bipolar.

    Seria um absurdo inexplicável, caso as informações incorretas, apresentadas no gráfico, representassem, efetivamente, a crueldade da grande mídia nacional exercida contra a autoridade máxima do nosso país.

    Para comprovar que foi um tremendo vacilo da UERJ, podemos notar que a barra indicando o índice negativo para a DILMA, está colorizada em vermelho – isto é coisa de russo comedor de criancinha que odeia a cor azul americana.

    Ainda bem que foi tudo esclarecido.

    UFA!

  3. A polícia federal fora

    A polícia federal fora aparelhada ou equipada ministro? Em planejamento e linguagem orçamentária é comum usar aparelhamento se referindo a equipamentos e instrumentos. Mas quantos assim percebem? E a mídia golpista o que entendem por aparelhamento? Temo por uma mídia instrumentalizada e aparelhada. No sentido que acusam seu partido de ter praticado o que hoje são. Até porque seu partido não tem mídia. E políticas para desmascará-la, só os blogs darão conta? Se as tivéssemos, nem precisaríamos falar em regulações ou regulamentações, até porque quem as julga está, também, sendo percebida como aparelhada. E parcial. Viu como são importantes as políticas educacionais? Que vão além dos números e índices devidamente ocultados pelo PIG?  

  4. Omissão de HIBernardo amplificou falsos escândalos.

    A divulgação de falsos escândalos pela oposição só causou estragos e tragédias (como a morte de Luís Gushiken sem a devida punição à mídia por sujar a sua reputação, e a doença de José Genoíno) pela omissão total do “ministro” HIBernardo em relação às suas obrigações em relação a democratização das telecomunicações no Brasil.

  5. eu pergunto

    Porque o governo petista que tem todas as ferramentas para ferrar o PSDB nessa roubalheira da Alston NÃO INVESTIGA E EXPÕE OS PODRES DO PSDB NESTE CASO? Seria medo de virar uma guerra com cada um destes partidos podres querendo mostrar o quanto o outro rouba mais? rsrs provável.

    • Ahammm

      Pôxa, a corrupção tupinambá é uma das mais criativas do mundo…

      A quando tempo estais vivendo na estação lunar meu caro? 

  6. Esta história de ter criado a

    Esta história de ter criado a CGU é muito cinismo. O Controle Interno já existia antes, com o nome de Secretaria Federal de Controle Interno.

    O que ocorreu foi a mudança de nome.

  7. Com todo respeito, Ministro vai ser fraco lá na Cochinchina!

    Com todo respeito, Ministro vai ser fraco lá na Cochinchina!

    Quando o Kennedy Alencar perguntou sobre o antipetismo em SP, SP ele deveria, digo D-E-V-E-R-I-A,  sentar a porrada no papel sujo, cafajeste  e partidário da imprensa paulista de modo particular e no geral do País na campanha mais sórdida e desleal que já se viu.

    Deveria chamar a responsabilidade pelo linchamento avassalador do Governo Federal pela imprensa golpista como nos é mostrado pelo estudo da UERJ recém publicado, onde de forma gritante e escandalosa seus gráficos mostram estes linchamentos perpetrados pelos diletos e aplicados discípulos de Judith Brito, lembram dela? Aquela que um dia esteve no PT e que trouxe para a mídia o papel de oposição no País, tendo em vista a incompetência dos partidos formais e legalmente constituídos aqui existentes?

    Deveria ter tido coragem de dizer que o paulista bebe o restolho do reservatório Cantareira e este restolho irá logo se acabar e ainda assim Alckmim tem os índices de aprovação apresentados sabe-se lá como.

    Quando ele falou de Hadad e sua má avaliação ele deveria ter contraposto incisivamente contra a campanha sórdida das emissoras de tv da cidade notadamente a Rede Bandeirantes na questão do IPTU.

    Que falta faz atualmente um político do porte de Brizola com um chicote na língua para vergastar no lombo desta imprensa porca que temos.

    Quando o Ministro abordou a questão da regulamentação da mídia ele, quase, você sabe, se  borrou. Quase que se desculpando disse que era preciso regulamentar o direito de resposta aos linchamentos diários desta imprensa que temos, e, acrescento eu, que a única lei de imprensa que tínhamos nos foi tirada por Ayres Brito, que a revogou no STF.

    Na semana que passou tivemos um verdadeiro parto de ouriço para publicar-se um direito de resposta de um cidadão que sentiu-se ofendido em sua honra com uma reportagem na fsp e seu caso foi dado como procedente pelo STF. Prá quê, rapaz, a matilha eriçou o pelo e começou a uivar e ganir dizendo que havia cerceamento da liberdade  de imprensa.

    A liberdade de imprensa é um bem das sociedades democráticas e portanto deve ser sempre preservado, contudo a responsabilidade sobre o que nela se produz não pode ser olvidada jamais. Tem que ter responsabilidade e assumi-la. Como diz o matuto: se o passarinho come pedra é porque ele sabe o fiofó que tem.

     

     

  8. O ministro Paulo Bernardo tem razão.

    O ministro Paulo Bernardo tem razão. Paulão como é conhecido no Paraná não tem papas na língua e falou o que já deveria ser dito por alguém do governo há muito tempo, a mídia cobra acusações de escândalos do PT, tipo mensalão e encobre vergonhosamente os escândalos como o do Trensalão Tucano. Essa é a imprensa mais parcial do planêta.

  9. [promove uma campanha de

    [promove uma campanha de cobrança de ética classificável como “forte e hipócrita”, deixando de lado os crimes cometidos nas administrações tucanas.] Esse é o ponto. Não  pode cobrar de ninguém quem nunca provou que não tenha feito o mesmo algum dia. E sem isso deveria era defender o direito dos demais fazer o mesmo

  10. [  e a polícia federal foi

    [  e a polícia federal foi aparelhada e teve independência que nunca teve]     Acho que isso fica verdadeiro mesmo que essa indepedência seja apenas para abrir janela quando o ar condicionado quebrar e o calor estiver insuportável.

  11. Logo ele

    O próprio Ministro das Comunicações.

    Se ele não tem condições de indicar caminhos para mudar esse quadro, então ele e o seu ministério são tão inúteis como cinzeiro de moto.

  12. Tem coisa que acontece que

    Tem coisa que acontece que deveria fazer a oposição e seus títereiros da mídia calarem a boca ou, pelo menos, corarem de vergonha, como é o caso da criação da CGM aqui em São Paulo por Haddad, do Pê-Tê! Em poucos meses de funcionamento, o orgão revelou e desarticulou a máfia do ISS que funcionou livre, leve e solta durante as gestões de cerra e kassab. Já pensou se Padilha vence a eleição em SP e instala a versão estadual da Controladoria Geral do Município aqui no Tukanistão? Outra coisa: os partidos que sempre aparecem entre os que encabeçam listas de ficha-suja ou liderando ranking de corrupção são justamente os que mais apelam para o discurso recheado de moralismo  hipócrita.Mas esta gente age desta maneira porque não se deu conta que a mídia tradicional, nestes tempos de internet, não tem mais o poder de enganar tanta gente quanto tinha antes, nos tempos pré-internet.

  13. A CPI e a Oposição

    A Oposição continua “escandalizada” porque a Situação não se comporta como Oposição numa CPI cuja existência se deve à Oposição e na qual a Oposição se furtou a cumprir seu papel institucional.

  14. Em terra de imbecil ou coisa

    Em terra de imbecil ou coisa pior, ministro pode achar que a diferença entre 1,5% de um bi e de cinco trilhões é apenas troco de padaria

  15. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome