Apoio de Renan a Dilma faz relator do TCU propor adiamento da votação

Enviado por BRAGA-BH

Do Blog do Tales Faria

Apoio de Renan a Dilma faz relator das contas de Dilma no TCU propor adiamento da votação

Relator no Tribunal de Contas da União (TCU) do processo que analisa as contas de 2014 do governo Dilma Rousseff, o ministro Augusto Nardes disse a amigos que deve propor na sessão de hoje à tarde um  aumento de prazo de defesa do governo para responder a novos questionamentos que ele pretende fazer ao Palácio do Planalto.

Indicado pelo ex-presidente da Câmara Severino Cavalcanti, o então deputado Augusto Nardes (PP-RS) foi eleito ministro do TCU num ato de rebeldia do Congresso contra o nome indicado pelo governo Lula, que era o do hoje senador José Pimentel (PT-CE), na época deputado federal.

Tomou posse sob os protestos do então presidente do TCU, Adylson Motta, que escreveu a Lula pedindo para não sancionar a nomeação devido “à inobservância do requisito constitucional da reputação ilibada e idoneidade moral”. Mas Lula cedeu a Severino.

As contas de 2014 de Dilma são as tais que incluem as pedaladas que teriam sido cometidas pela sua equipe econômica. E que poderiam ser enquadradas na lei de Responsabilidade Fiscal, ameaçando de impeachment a presidente da República.

Nardes é aquele mesmo ministro que perambulou pelo Congresso em julho pedindo aos presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que apressassem a votação de todas as contas presidenciais encalhadas há 20 anos no Congresso para que as contas de 2014 de Dilma sejam  votadas rapidamente.

Em outras palavras: Antes Augusto Nardes estava com pressa, muita pressa para ver votadas as contas de Dilma. E antes a expectativa era de que o tribunal de Contas da União recomendasse a rejeição das contas pelo Congresso Nacional.

O que mudou?

Mudou que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), passou a se declarar contrário à discussão do impeachment e, especialmente, contra a rejeição completa das contas com base apenas nas tais pedaladas fiscais.

Renan tem influência direta sobre três dos nove ministros do TCU. Como o governo já tinha possibilidade de obter outros dois votos, agora mudou o cenário: a expectativa é de que o plenário do TCU não rejeite as contas de 2015 de Dilma Roussef.

Deu para entender por que o ministro Nardes prefere adiar a votação?

16 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Alan Souza

- 2015-08-13 18:06:51

Piada sim

Mas de muito mau-gosto!

Sergio SS

- 2015-08-13 14:47:03

Ficha Corrida

Pouquisos textos jornalísticos, especialmente na velha mídia, fazem menção ao histórico curricular destes juízes que comandam este tribunal.

Talvel para evitar que seja caracterizado como um simples Tribunal de C.U.

José Luis Pereira

- 2015-08-13 14:29:04

Olha uma foto que diz mais do

Olha uma foto que diz mais do que mil palavras. É o cara que se acha o próprio capo, o godfather com seu terno risca de giz mezzo chicago 1930, mezzo carcamano. Mas só acha, porque ele é, de fato, o marionete.

Negrão

- 2015-08-13 13:45:01

Renan Calheiros, o novo heroi

Renan Calheiros, o novo heroi dos incautos progressistas, que de progressistas não tem nada.

São  mero torcedores de partido político.

Há meses o aplaudido era Sarney

Depois Collor

Agora Renan, aquele que não vai deixar a Dilma derreter por seus próprios erros

Em troca disso, o PT apoiará medidas retrogradas, como cobrança pela SUS.

Viva o Progressismo larápio e mediocre 

João de Paiva

- 2015-08-13 13:33:19

Augusto Nardes é o Eduardo

Augusto Nardes é o Eduardo Cunha do TCU e Eduardo Cunha é o Augusto Nardes da Câmara Federal. Eles se merecem. Faltou citar as investigações e as acusações contra Augusto Nardes, que só escapou da condenação devido à anulação da operação policial que investigou e reuniu provas de prática criminosa por parte do atual presidente do TCU. É esse tribunal, com seu "ínclito" presidente - que tem como minsitro Aroldo Cedraz, pai do advogado Tiaguinho Cedraz...- que pretende rejeitar as contas do governo federal em 2014 e dar a oportunidade a Eduardo Cunha, ainda presidente da Câmara, de colocar em votação o pedido de impedimento do mandato da presidente Dilma.

atenir

- 2015-08-13 12:58:55

O nome mais correto é

O nome mais correto é tribunal faz de conta...

aliancaliberal

- 2015-08-13 12:52:08

É o interesse nacional.

É o interesse nacional.

mateustrs

- 2015-08-13 12:47:37

é do PP-RS, cuja bancada interira é da Lava-Jato

O ilibado ministro é (ou era, faz diferença?) da bancada do PP-RS, aquela em que TODOS os membros estão citados como beneficiários das propinas da Lava-Jato.

Weyll

- 2015-08-13 12:29:55

Diferente do Supremo,

Diferente do Supremo, reputação ilibada e idoneinade moral fazem esse tribunal parecer mais com um sindicato de ladrões

Flavio Patricio Doro

- 2015-08-13 12:26:56

Contas de 2014 e não de 2015

Uma retificação. O penúltimo parágrafo diz: "a expectativa é de que o plenário do TCU não rejeite as contas de 2015 de Dilma Roussef."  O correto é 2014. O sobrenome da presidente também está errado.

chico da dilma

- 2015-08-13 12:21:24

A ficha corrida do engordurado juiz é de matar de inveja a cúpul

a do PCC.

Juliano Santos

- 2015-08-13 12:20:07

Esse tal Nardes é o fim da

Esse tal Nardes é o fim da picada. Em pensar que o destino do país passa pelas mãos de uma figura dessas. A cara de mafioso do sujeito quase me faz concordar com a teoria lombrosiana

Ivan de Union

- 2015-08-13 12:10:18

Naaaaoooo.  Eh um tribunal

Naaaaoooo.  Eh um tribunal tucano.

gaúcho

- 2015-08-13 12:06:15

Nardes, Aécio e seus rapazes,

Nardes, Aécio e seus rapazes, e Gilmar Mendes ficaram isolados com a brocha do golpismo na mão.

hehehe....

Andre Araujo

- 2015-08-13 11:52:05

É impressionante a

É impressionante a ""flexibilidade"", depende exclusivamente do JOGO POLITICO. O Renan pediu? Então tem mais prazo.

Depois dizem que é um Tribunal ""técnico"".

Maria Silva

- 2015-08-13 11:50:32

É uma piada esse TCU ...

Só tem um jeito, manda esses canalhas pra PQP. Tudo indicação politica, tudo farinha do mesmo saco, tudo é barganha. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador