Morte de Ariel Sharon é “iminente”, diz equipe médica

Jornal GGN – Em comunicado oficial do hospital, a equipe médica que cuida do ex-primeiro-ministro israelense Ariel Sharon sinalizou que ele está “lutando pela vida, mas que não há maneira de superar a crise”. Pessoas próximas estão pessimistas em relação a uma recuperação.

Em coma desde um AVC (acidente vascular cerebral) em 2006, Sharon, de 85 anos, teve um risco de colapso dos órgão vitais, o que deteriorou seu estado de saúde já delicado. Os dois filhos do ex-político permanecem a seu lado no Centro Médico Sheba, que fica próximo a Tel Aviv.

Um representante do hospital que abriga Ariel Sharon falou à imprensa na manhã deste domingo (5). Para ele, “a morte continuava iminente”. Embora seu coração esteja melhor do que as expectativas dos médicos apontavam, ele ainda corre muitos riscos.

Líder polêmico e controverso do Estado de Israel, Sharon foi autor da invasão militar, da construção de assentamentos judaicos em terras capturadas e da decisão unilateral de retirar tropas e colonos de seu país da Faixa da Gaza, um ano antes do AVC que lhe tirou a consciência.
 

 

 

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

RVeiga

- 2014-01-05 15:13:47

Lutando pela vida? Que vida?

Lutando pela vida? Que vida? Sharon vive como um quiabo há quase uma década.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador