Em busca de holofotes, Dallagnol vai às redes e encontra Burburinho

Enviado por Marco Antonio Silva

de O Cafezinho

Procurador da Lava Jato passa vexame no Facebook

por Miguel do Rosário

O procurador da república responsável pela operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, postou uma mensagem no Facebook pedindo manifestações sobre o trabalho que está fazendo no Ministério Público.

A estratégia faz parte do plano da força-tarefa que investiga os escândalos da Petrobrás para se manter sob os holofotes da mídia.

Só que aí, as pessoas, entre elas o nosso indefectível Stanley Burburin, começaram a postar perguntas incômodas na página do procurador, e ele rapidamente passou a apagar as perguntas e a bloquear as pessoas.

Mas as redes são mais espertas, e fotografaram as perguntas que incomodaram o procurador, antes que ele as apagasse.

Que papelão, procurador!

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Entrevista de Zambelli sugere que Bolsonaro usará PF contra adversários políticos

52 comentários

  1. medíocre


    além de nababo (mais de $35 mil mensais fora os axílios disso e daquilo), medíocre.

    essa gente deve ser expurgada dos mp’s e magistratura a bem do serviço público.

    as perguntas expõe a partidarização ilegal desses agentes do estado, investidos e pagos por ele, isto é, os contribuintes.

  2. Vergonhoso

    Que coisa mais vergonhosa. Ao apagar (censurar!) as perguntas do leitor e cidadão crítico, esse servidor público escancarou o caráter seletivo e partidário de sua atuação. Na medida em que usa um meio privado para tratar de autação pública, teria o dever de responder aos questionamentos. Perdeu credibilidade e gera desprestígio ao próprio MPF. Será que não tem ninguém no Conselho Nacional do Ministério Público que possa responder a essas perguntas, ou fazê-la ao rapaz dos holofotes.  E o pior é que nós pagamos impostos para financiar esse tipo de conduta e vemos essa absurda conduta, que induz à conclusão de que se trata de partidarização. Vergonhoso!!!

  3. Depois vão reclamar que a

    Depois vão reclamar que a justiça não vai dar prosseguimento à investigação. Quem está pondo tudo a perder são esses procuradores. Com essa montanha  de arbitrariedades, irregularidades, ilegalidades estão propiciando que ninguém seja punido. Nem os culpados. Aliás, quem pode garantir que essa não era a intenção do MP desde o começo? 

    • As perguntas que fiz ao Procurador Deltan da Lava Jato

      Perguntas que fiz ao Procurador Deltan da Lava Jato que ele apagou

      Abaixo, as perguntas que postei na página do Facebook do Procurador Deltan Dellagnol, do MPF e líder da Operação Lava Jato, mas que ele apagou e depois me bloqueou:

      1) Sr. Procurador, se o PSDB, PMDB, PP e PT receberam doações das mesmas empresas investigadas na Lava Jato, na mesma eleição, por que o Sr. não pediu a prisão dos tesoureiros do PSDB, PMDB, PP, mas só pediu a prisão do tesoureito do PT?

      2) Sr. Procurador, se os depoimentos da Lava Jato estão sob sigilo de Justiça, quem vaza as delações para a TV Globo? Estão investigando para punir o vazador?

      3) Sr. Procurador, o doleiro Youssef da Lava Jato é o mesmo doleiro Youssef que foi o doleiro do escândalo do Banestado e o juiz Moro da Lava Jato é o mesmo juiz do inquérito do escândalo do Banestado e o Procurador do MPF da Lava Jato, Fernando Carlos Lima, é o mesmo Procurador do escândalo do Banestado que, segundo matéria da revista IstoÉ de 2003 neste link: “Raposa no galinheiro
      Procurador Santos Lima, casado com ex-funcionária do Banestado, tentou barrar quebra de sigilo de contas suspeitas”
      http://www.istoe.com.br/reportag…/13328_RAPOSA+NO+GALINHEIRO
      acusa que o mesmo Procurador Fernando Santos Lima engavetou o inquérito do escândalo do Banestado por 4 anos e meio e a esposa dele na época trabalhava no Banestado?

      4) Sr. Procurador, por que se recusam investigar a corrupção na Petrobras antes de 2003, ano que Lula tomou posse, apesar do delator premiado Barusco ter dito que já recebia propina desde 1996? Se investigar a corrupção na Petrobras antes de 2003, chegaria no escândalo do Banestado quando enviaram, ilegalmente, 124 bilhões para contas em paraísos fiscais?

       

      Ontem, depois de apagar minhas perguntas sem responder, o Procurador me bloqueou. Bloqueou todos que fizeram as mesmas perguntas. Hoje, o Procurador apagou o post. Confirme neste link: https://www.facebook.com/deltan.dallagnol/posts/886349061408804

  4. Eis a prova da mediocridade

    Eis a prova da mediocridade do concurseiro “intocável” Dallagnol.

    Bastaram algumas perguntas que os jornalistas não fazem à ele para que o mesmo ficasse acuado.

    Sem o escudo da Globo, sob a luz do sol, sujeitos como ele se desfazem rapidamente.

  5. Perguntas que fiz ao Procurador Deltan da Lava Jato que ele apag

    Perguntas que fiz ao Procurador Deltan da Lava Jato que ele apagou

    Abaixo as perguntas que postei hoje, minutos atrás, na página do Facebook do Procurador Deltan Dellagnol, do MPF e líder da Operação Lava Jato, mas que ele apagou e depois me bloqueou:
    1) Sr. Procurador, se o PSDB, PMDB, PP e PT receberam doações das mesmas empresas investigadas na Lava Jato, na mesma eleição, por que o Sr. não pediu a prisão dos tesoureiros do PSDB, PMDB, PP, mas só pediu a prisão do tesoureito do PT?
    2) Sr. Procurador, se os depoimentos da Lava Jato estão sob sigilo de Justiça, quem vaza as delações para a TV Globo? Estão investigando para punir o vazador?
    3) Sr. Procurador, o doleiro Youssef da Lava Jato é o mesmo doleiro Youssef que foi o doleiro do escândalo do Banestado e o juiz Moro da Lava Jato é o mesmo juiz do inquérito do escândalo do Banestado e o Procurador do MPF da Lava Jato, Fernando Carlos Lima, é o mesmo Procurador do escândalo do Banestado que, segundo matéria da revista IstoÉ de 2003 neste link: “Raposa no galinheiro
    Procurador Santos Lima, casado com ex-funcionária do Banestado, tentou barrar quebra de sigilo de contas suspeitas”
    http://www.istoe.com.br/reportag…/13328_RAPOSA+NO+GALINHEIRO
    acusa que o mesmo Procurador Fernando Santos Lima engavetou o inquérito do escândalo do Banestado por 4 anos e meio e a esposa dele na época trabalhava no Banestado?
    4) Sr. Procurador, por que se recusam investigar a corrupção na Petrobras antes de 2003, ano que Lula tomou posse, apesar do delator premiado Barusco ter dito que já recebia propina desde 1996? Se investigar a corrupção na Petrobras antes de 2003, chegaria no escândalo do Banestado quando enviaram, ilegalmente, 124 bilhões para contas em paraísos fiscais?

  6. MP

    Bota papelão nisso. Essa atitude de alguém que quer posar de mocinho, herói demonstra claramente o nível desse grupo que se acham os intocáveis do Brasil.

    Parabens ao Burburinho por deixar mais que patente o verdadeiro caráter desse individuo.

    Foi muito, mas muito mais do que uma pisada geral na bola.

    Isso desnuda completamente a farsa que representam Moro e sua turba e seu verdadeiro objetivo nessa palhaçada chamada Lava Jato.

  7. Amigos 
    Dizem que, com as

    Amigos 

    Dizem que, com as novas denuncias de trafico de influencias internacional, o nosso heroi Deltan Dallagnol ja pediu a prisão preventiva do Presidente de Moçambique, Venezuela e Bolivia. Verdade já esta na mão do Dr Moro o pedido.

    • Logo logo ele irá pedir a

      Logo logo ele irá pedir a revogação das leis da gravidade e da oferta e procura.

      Mas será premiado com um “faz a diferença” dos filhos do Roberto Marinho.

    • Não é de duvidar que Moro se

      Não é de duvidar que Moro se rogue com jurisdição de tribunal penal internacional e mande prender governantes europeus que nao liquidaram empresas que pagaram propinas por lá

  8. Censurado

    Fiz um comentário perguntando se ele apenas se pauta pela Globo, Folha e não deveria procurar outras fontes e tb curtiu ns comentários e em menos de 1 minuto qdo fui postar outro comentário o FB avisou que algum “problema” havia acontecido e não podia comentar, logo em seguida, o botão Cutir havia sumido.

    É um FDP.

  9. sugestão
    Sugiro aos que tem conta no facebook fazerem as mesmas perguntas feitas pelo Burburinho, adicionando o pq dele apagá-las e não as responder.
    Sugiro também que esse tipo de ação seja feita em qualquer canal de comunicação disponível dos responsáveis pela condução do processo. Não esqueçam de tirar print e lembrem-se que Joaquim Barbosa tem gastado bastante tempo no twitter.

    Abs

    • Meras sugestões:

      #RespondaDallagnol

      #BurburinhoEnquadraDallagnol

      #DallagnolTucano

      #DallagnolCensura

      #DallagnolPartidário

      #DallagnolArregao

      #CoxinhaDallagnol

      #HolofotesAoDallagnol

  10. O MP com essas atitudes vai

    O MP com essas atitudes vai se desmoralizando igual a imprensa conservadora. O que eles querem com isso? Será que os promotores do MP acham que a maioria da população são um bando de idiotas?

  11. Achou que só ia encontrar pela frente os midiotas…
    O “intocável” passa mais um vexame e expõe vergonhosamente a instituição.

    Também, pudera, achou que nas redes sociais só tem os mesmos midiotas e ignorantes que o aplaudem em botecos e restaurantes “prime” da vida, além da bajulação oportunista da mídia de sempre.

    Ledo engano, meu caro…

    • Medíocres partidários

      Mais uma prova que trata-se de um meninote (*) concurseiro que está totalmente deslumbrado com os holofotes da mídia ganhos com o trabalho extremamente parcial, que serve ao status quo.

      Como são minúsculos tais “homens públicos”.

      É estarrecedor vermos servidores e orgãos públicos totalmente apartidários, cujos altos rendimentos e mordomias são sustentados pelo contribuinte.

       

      (*): Royallities ao Requião

  12. O imparcial

    De manhâ, cedinho, havia centenas de comentários. Por volta de 10h, ele apagou todos e deixou apenas os que criticam o PT. Que vacilão! Vai ter que abandonar o fb por uns tempos. Muito bom este episódio para demonstrar que estes caras do MP são extremamente partidários, são praticamente filiados ao PSDB.

     

    • Subordinados ao …

      Departamento de Estado.

      PS: ao buscar a informação, me asseguraram que não temos este departamento aqui em Terra Brasilis)

  13. ´Tá muito evidente que esse

    ´Tá muito evidente que esse procurador é realmente parcial, não isento e não independente, só procura de um lado da casa, o esquerdo. Além disso tudo esse rapaz é insensível ao desemprego de milhares de trabalhadores, ele nem se importa. E ainda diz que é cristão. Sinto muito, mas pra mim ele é um hipócrita!

  14. Investigação é pretexto para perseguição política

    Desde o início das tais “investigações” (ou seria perseguição?) da Lava-Jato foram feitas manobras para politizá-la e torná-la uma simples forma de perseguir desafetos políticos. O direcionamento do inquérito para o poleiro tucano do Paraná não aconteceu por acaso, menos ainda a entrega para o juiz Moro, que possui relações estreitas com  Álvaro Dias, que por sua vez é amigo íntimo de um dos delatores, o doleiro tucano Youssef. A polícia federal, MPs, advocacias estão dominados por midiotas que acompanham a nossa grande imprensa tucana e,  como micos de auditórios e exemplos de mentes restritas e retrógradas, tomam  tudo que é dito como verdade. Aliado a isso, há a vaidade, o ego exacerbado, a vontade de se autopromoverem e a grande vontade de, quem sabe, até serem agraciados com um prêmio da Globo, como super estrelas, pop stars. Perderam todo limite do bom senso.

    Como uma investigação pode ser toda ela baseada em delações de criminosos como os tucanos Youssef e Paulo Costa (colocado em cargo de direção por FHC)? Por que as investigações só tratam dos eventos a partir de 2003, tendo claro que a corrupção na Petrobras existe desde que ela tem esse nome e que já está mais que provado que os tais fatos em pauta se iniciaram nos governos tucanos? A quem interessa a politização completa da operação? Por que nomes de pessoas com laços estreitos com os tais delatores,  como Álvaro Dias e FHC, ainda não surgiram na investigação?  Que isenção é essa de um tesoureiro ser preso, após ter todo seus sigilo quebrado,  por ter movimentado 300 mil reais durante um período de 5 anos e o tesoureiro da campanha  adversária ter recebido mais dinheiro das próprias construtoras em questão e ainda ter seu nome envolvido com pessoas ligadas ao tráfico internacional de drogas? Demotucanos tremeram quando se falou em CPI da Petrobras e alardearam que serviria para propósitos políticos. Agora, com a politização da operação, respiram aliviados. Cansamos de ser enganados!!! Dessa forma, nunca passaremos o Brasil a limpo.

  15. Pensar que o dinheiro dos

    Pensar que o dinheiro dos impostos que eu pago vai todo mes para um estropicio desses. Toma vergonha na cara seu malandro, vai explorar outro. Esses caras querem que todos acreditem que eles que são os donos da verdade. sacripantas!

  16. O “intocável”  procurador 171

    O “intocável”  procurador 171 se acostumou tanto a cortar depoimentos a serem vazados que está transferindo os cortes até para a vida pessoal. Conosco não, violão. Nas redes sociais você não manda.

  17. A gente se acostuma com tudo e nem mais questiona o básico

    Grande Stanley Burburinho! Parabéns pela tacada “hole in one” no campo do procuradeiro.

    Além de comentar a “intromissão intrometida”, eu continuo percebendo como esta canalhice toda pauta a discussão, inclusive entre os que querem debater contributivamente (para a nação), como a maioria neste blog.

    Vejam que um funcionário público regiamente pago, se identifica como tal (“public officer”), reponsável por investigações JUDICIAIS que envolvem empresas públicas e politicos, faz política aberta e declaradamente contra um “lado” dos investigados (o que tem menos envolvidos e até agora parcas comprovações de ações e valores).

    Nada contra tê-las em particular, mas tem OBRIGAÇÂO profissional de deixá-las de fora em seu trabalho, e mais ainda de forma pública. Hoje isso virou festa na polícia, no MP e na Justiça incluindo a “Suprema”, onde funcionários públicos resolvem fazer política ATIVA, com vistas chicaneiras em clara extrapolação de seu dever delegado.

    Como uma sociedade pode aceitar um posicionamento político público e declarado dos operadores (êpa!) da Justiça e NINGUÉM exige senão o desligamento, uma firme corre(i)ção de tais “operadores”, por notória incapacidade de posicionamento neutro essencial â consecução da verdadeira (e daí, “cega”) Justiça?

    Como podemos confiar o “fazer Justiça” a elementos que se comportam como adolinquentes (até pelo falar percebe-se que são ainda “moleques”). Os mesmos que amanhã, mais velhos, poderão formar o núcleo de nossa Justiça?!

    Estaremos como num jogo entre o time A e o B, a defender (comemorar ou xingar) para que lado o juiz está roubando?

    Ou temos que extirpar estes juizecos da Federação?

  18. Esta é a consequência de se ter um PGR eleito pelos pares.

    O MP que foi criado para servir à sociedade em sua fiscalização dos poderes Constituintes, passou a ser um órgão que serve a seu colégio eleitoral, a corporação dos promotores.  Se o PGR não dançar a música como mandam os seus eleitores, eles se articulam para colocá-lo fora do cargo.  Esta eleição é mais uma das jabuticabas brasileiras.

  19. Em países onde  justiça

    Em países onde  justiça funciona, esses procurdorzinhos estariam presos ou sem emprego. A mediocridade desses bobinhos, é de pasmar!

  20. Estas perguntas são irrespondíveis

    Clato que ele não quer nem pode responder. E olhe que seria sua obrigação se fosse sério. as perguntas são detonadoras da sua ação e por isso irrespondíveis.

    É uma desgraça o que o pig nos legou.

     

  21. Atestado de ignorância

    Stanley Burburinho passa mais um atestado de ignorânica nas redes sociais. Esse coitado é desinformado. Benza Deus !

    Vaccari neto foi preso e está indiciado por lavar dinheiro usando o Partido dos Trabalhadores para receber doações de dinheiro sujo. Não tem nada a ver com campanhas eleitorais, das quais, aliás, Vaccari JAMAIS foi tesoureiro.

    Não, as investigações da Lava-Jato NÂO estão sob sigilo de justiça. E porque deveriam estar ?

    A reportagem da Istoé merece tanta credibilidade quanto a do mes passado sobre Lula e seu amigo empreiteiro ??? Engraçado como esse pessoal, quendo lhes convém, recorre a mídia, segundo eles mesmo, golpista e sem nunhuma credibilidade.

    Diretores da Petrobras recebem propina desde sempre, nada a ver com o esquema do Clube do Bilhão que está sendo investigado.

     

    • Respostas sinceras do

      Respostas sinceras do procurador:

      1- Só pedi a prisão do tesoureiro do PT porque foi o combinado nas reuniões que eu, Moro, Botox e Youssef fizemos.

      2- Quem vaza tudo pra goebbels sou eu  mesmo, óbvio.

      3- Sim.

      4- Não investigamos antes de 2003 porque senão iria atingir o governo do Fernandinho e sairia totalmente do objetivo dos planos elaborados nas reuniões que eu, Moro, Botox e Youssef fizemos.

      • E também  chegaria no caso

        E também  chegaria no caso BANESTADO,que quase todos estão envolvidos(Procuradores e Juizes).

    • Atestado de Trollância

      1a. frase: descarte, lixo opinativo.

      2a frase: qualquer pessoa dentre milhões no país, todas “ignorantes”, com exceção do zezé, dirá que o Secretário de Finanças e Planejamento (onde se faz evidentemente a função Tesouraria) é o “Tesoureiro do PT”, que evidentemente é o responsável pelo trâmite de doações eleitorais do partido. Razão pela qual está evidentemente sendo perseguido. Só o zezé não consegue “nada a ver”, evidentemente por sofrer de uma forte miopia cerebral.

      3a.frase: Pela mesma razão, não sabe que há muitas razões para uma investigação estar sob sigilo. Em muitos casos, para não atrapalhar a eficácia da mesma. Em outros para que não haja efeitos deletérios tais como o de alguém delatar que o zezé na verdade é filho do porteiro morto que ganhou na megasena e isso não se torne público pelo menos antes de ser comprovado. Em alguns mais, porque é previsto na lei, pelo interesse público (ex: formação de opinião politica, comoção injustificada ou sobre imagem de empresas públicas estratégicas com ações em bolsa, antes de comprovados os fatos). Ou para que não se criminalize por vídeo em rede nacional uma pessoa que na verdade é outra. Ademais, ter acesso jurídico é diferente de dar ampla publicidade (ex. um sigilo bancário ou telefonico quebrado), com fins indiscutivelmente políticos, no caso, por serem sempre seletivos à uma parte dos investigados que é, sob provas, o menor e de menores valores comprovados, embora o sempre destacado na publicidade e no sincronismo midiático (Justiça também?)

      4a. frase. Sobre a Isto É não posso discutir, pois não leio. Já com relação à uma parte avassaladora da mídia ser golpista ou ter baixíssima credibilidade, só não vê quem não quer ou é míope (visual ou cerebral).

      5a. frase: seu desde “sempre” não pode retroagir além de 1954, mas certamente aí o zezé admite que vai aquém de 2003. Deixando claro que “diretores” não pode ser uma generalização, assim como outros cargos e que tudo isto existe na maioria das empresas publicas e privadas, nacionais e multinacionais, desde “sempre”. Com relação ao “clube”, bobagem querer dissociá-lo com um tosco ” nada a ver”. Muitíssimo a ver, pois graças à competência da PBR, o Pré-Sal tornou-se simplesmente um dos maiores investimentos do planeta, ínteressando não so a este “clube” como aos que estão “de fora e lá fora”.

      Como vês, seu comentário além de atestar ignorância, atesta sua evidente e manjada trollância.

       

    • todo dia a gente aprende……….

      hoje aprendi o seguinte:

      Stanley Burburinho é um desinformado.

      José Carlos Brandes é um sabe-tudo………………

      e pensar que eu já tinha lido de tudo nesta vida.

    • Pois é.
      Em sendo isso

      Pois é.

      Em sendo isso verdade, resta a questão: por que o procurador Dall’Agnol, supostamente muitíssimo mais informado e inteligente do que eu ou você, não respondeu às perguntas primárias, ignorantes e desinformadas do Burburinho? Teria sido uma excelente oportunidade para triunfar mais uma vez, aparecer como o destemido intocável que ele supostamente é, aproveitando para desmascarar, humilhar e triturar o Burburinho. Em vez disso, porém, preferiu ficar apagando perguntas tão fáceis de responder.

      Para usar uma metáfora futebolística, o procurador teve a bola quicando em frente ao gol, com goleiro vencido… e conseguiu chutar pra trás. De maneira tão infeliz, aliás, que resultou em gol contra.

      Minha conclusão: ou o procurador Fio Maravilha é bem burrinho – tão burrinho que a gente fica imaginando como ele conseguiu passar no concurso – ou a sua interpretação dos fatos não é tão boa quanto vc acredita.

      • Procurador responder a

        Procurador responder a pergunta de qualquer um sobre processo em andamento, sem conhecimento nem autorização do juiz para se manifestar, já seria motivo para afastamento sumário do caso. Procurador responder a troll em redes sociais é motivo de internação. De resto, as perguntas do Stanley são cretinas mesmo. O único tesoureiro de partido citado nominalmente no inquérito foi Vaccari, então seria sandice mandar prender de outros partidos só pra fazer média. Stanley reclama de vazamento mas não diz quando nem onde nem o que foi vazado, o que mostra que é mal intencionado – se tivesse alguma denúncia consistente nesse sentido já teria procurado o CNJ, como aliás qualquer advogado de defesa pode fazer. E se Stanley quer usar reportagem da Istoé para levantar suspeita contra procurador, então deve estar preparado para aceitar que procuradores façam o mesmo para processar políticos do PT. A manifestação dele foi desastrada para não dizer cretina, e só ajuda a levantar ainda mais a bola de quem usa factóides para atacar seus inimigos. É espantoso que a turma aqui ainda leve esse troll a sério.

        • “Procurador responder a

          “Procurador responder a pergunta de qualquer um sobre processo em andamento, sem conhecimento nem autorização do juiz para se manifestar, já seria motivo para afastamento sumário do caso.”

          Responde-se a pergunta, nesse caso, de forma muito simples: com um pequeno texto em que se esclarece que o processo está em andamento, e que o procurador não pode se manifestar sobre o caso. Apagar as perguntas sem nenhuma explicação é… esquisito.

          Naturalmente, o problema é que o procurador Dallagnol se manifesta sobre processos em andamento na sua página, ou publica manifestações de terceiros, de forma que dá a entender que concorda com estas manifestações.

          Donde se segue a pergunta: para que diabos um procurador tem uma página de Facebook, na qual fala do seu trabalho (nada contra procuradores terem páginas para falar de floricultura, ou de culinária indiana, ou da iminente volta de Jesus, dito Cristo), e ainda pede opiniões do público a respeito do tema?

          “Procurador responder a troll em redes sociais é motivo de internação.”

          Bom, se isso era para tentar me impedir de responder ao seu comentário, esclareço que não sou procurador, e portanto me considero liberado para responder a trolls em redes sociais.

          “Stanley reclama de vazamento mas não diz quando nem onde nem o que foi vazado”

          Oi?

          O vazamento é público e notório, foi capa de revista de circulação nacional – e neste caso não se trata de fofoca, mas de confissão espontânea de crime.

          Pessoalmente, eu tenho minhas dúvidas de que tenha havido vazamento – me parece mais provável que a revista tenha simplesmente inventado o material supostamente vazado – mas se o MPF fosse sério no mínimo procuraria saber se o vazamento aconteceu, e, em caso positivo, como.

          E, neste caso, a pergunta poderia ser respondida sem qualquer violação do sigilo profissional – bastaria dizer algo como, “estamos investigando, não posso dar mais detalhes para não comprometer a investigação”.

          Mas apagar é mais fácil, não é? Caso em que respondo: não ter página no Facebook é mais fácil ainda.

  22. Acabou as delações?

    O Procurador deve está com muito tempo, pois ao invés de cumprir sua missão constitucional, vai ao Facebook passar vexame! Se as delações seletivas acabaram, sugiro que se investigue para licitamente encontrar provas.

  23. Menininho mimado

    Tadinho do promotorzinho criado pela vovó. Além de empinar capuxeta no corredor do apartamento ele conseguiu se tornar um impoluto defensor da honestidade. Caçador da corrupção lulo-petista (e só dela). Pena que não tem nem um pequeno traço de respeito a quem não tem a mesma opinião que a dele. Respeite-se, promotor. Tenha um pingo de vergonha na cara e diga o proque de sua perseguição aos petistas. O grosso da corrupção você sabe em que lado está. Tenho dó desses jovens tiranos, donos da verdade.

  24. Com um Judiciário partidário, a democracia é um réu potencial!

    Tenho certeza que não pagamos altos salários e benesses aos membros do Judiciário para fazerem politicagem! Para isso, já basta o que temos em nosso Congresso! Estes senhores ao acovardarem-se ou abusarem no cumprimento de seus papéis, ridicularizam um poder, trazendo-nos a percepção de que está bancando atores, não profissionais comprometidos com suas obrigações no campo jurídico. EXIGIMOS UM JUDICIÁRIO APARTIDÁRIO!

  25. Porque não levar ao
    Porque não levar ao conhecimento do Ministro Teoria e do STF as presepadas desse procurador e do juiz Moro?
    O Ministro Teori precisa saber que Moro escondeu dele que Youssef já tinha em outro caso o do Banestado, feito acordo de delação no passado e não teria cumprido o acordo. E que Youssef não poderia celebrar um segundo acordo de delação agora no caso Lava Jato, pois a lei não permite.
    Moro mentiu a Teori sobre esse fato e agora a verdade vindo a tona, as delações de Youssef terão que ser invalidadas pois são ilegais.
    O blog poderia levar esse fato ao conhecimento de Teoria e do STF.

  26. Salve, salve a Democracia
    É impressionante no que se converteu o MP. Esses jovens formados na mais pura tradição da nossa elite tacanha, não estão à altura de nossos avanços democráticos. Há que se reformar essas estruturas , urgentemente.

  27. acho que estão loucos para lava-jato ser anulada e culparem o PT

    É tanta falta de isenção dos condutores da operação lava-jato que até parece que querem que ela seja anulada; Devem estar com muitas provas contra a oposição, e  se as  esconderem vão ser processados e podem perder o cargo. , Se a operação for anulada, saem de mocinhos e culpam o STF e o PT

  28. Uma hora, sigilo até para o Supremo, outra, canal direto c/ o JN

    Escandalosamente parcial (sobrando política e faltando jurídica), este nosso aparato Justiciário. Vejamos: 

    O sigilo do inquérito 2424, que continha provas de inocência de uma acusado “italiano” na AP470 foi mantido ATÉ para o plenário do STF, ainda que as informações tenham sido solicitadas formalmente por membros deste!

    Já o das investigações truculentas, desenfreadas e destrambelhadas da Devassa-jato (um alvo só, com direito a “fase 12 especial” como esforço concentrado), vaza direto, “on-line real time”, em tempo dos jornais da noite.

    Virou curra de adolescentes!

    Fora o zezés, alguém tem dúvida do que se trata?

    De que temos 2 Justiças no país?

  29. Dou-me conta de uma similaridade histórica nestes tempos bicudos

    Os integrantes do CCC, tipicamente jovens das classes mais privilegiadas, eram recrutados e ganhavam de seus patrocinadores (familiares e conhecidos das suas redes de relacionamentos) cargos em empresas e instituições para disfarçar seus (ótimos) ganhos e gastos enquanto agiam em suas “missões” de combate ao inimigo.

    Eram tempos mais subterrâneos da ditadura e as coisas não eram digamos assim muito transparentes. Hoje vivemos liberdades democráticas e as coisas podem ser feitas de outras formas. Afinal já se foram 51 anos …

    Mas não sei porque, comecei a realizar que este monte de “jovens” para-adolescentes aparelhando a polícia, o MP e até o Judiciário como atendendo à um “chamado” similar ao daqueles tempos mais pesados. Até educação externa (como os cursos de Moro pelo Dpto. de Estado ou de treinamentos “exógenos” da PF).

    É de certa forma o mesmo processo de dar aos filhotes desse meio, digamos, mais incrustado no poder, uma ação efetiva e confortável. Uma iniciação ao poder. A diferença é que o embate, desequilibrado como hoje, dava-se mais na bala…

    Enfim, ainda que a ameaça comunista seja hoje uma lembrança longíqua (embora inacreditavelmente viva na cabecinha vazia de muitos) o que percebo  é uma semelhança desta nova juventude justiciária e aquela juventude “caçadora.

    Ambas pouco politizadas no sentido de conhecimento histórico), herdeiras do status quo, em situações confortáveis, truculentas, pensando menos e agindo mais. Bem disciplinadas e obedientes. Ajudando a “dar um jeito” no Brasil.

    Como naqueles tempos.

     

  30. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome