Escritório de irmão de procurador da Lava Jato atuou em delação contra Dilma

Empresa de advocacia de Rodrigo Castor de Mattos, irmão de membro da força-tarefa de Curitiba, atua na delação de Mônica Moura e João Santana desde 2016, por baixo dos panos, ao contrário do que afirmou o MPF

Jornal GGN – A divulgação de um documento usado como prova da delação de Mônica Moura contra Dilma Rousseff acabou se tranformando em um verdadeiro tiro no pé da Lava Jato, ao desnudar mais um episódio sobre as relações polêmicas entre “parentes de procuradores e magistrados” e a operação.

O documento é uma ata notarial lavrada em 13/07/2016, a pedido da defesa de Mônica, e entregue ao Ministério Público Federal para embasar o que foi delatado após a empresária ser presa, em fevereiro de 2016. Menos de 15 dias após esse registro em cartório, Mônica e João Santana foram soltos por determinação de Sergio Moro.  

Na ata, consta que quem foi ao cartório, representando Mônica Moura, foi o “universitário” Felipe Pedrotti Cadori. Ele excluiu a informação de sua página pessoal no Facebook recentemente, mas a Revista Fórum conseguiu capturar imagem [acima] que atesta que o estudante de Direito da PUCPR é estagiário do escritório Delivar de Mattos Advogados Associados.

Um dos sócios do escritório é o advogado Rodrigo Castor de Mattos, irmão do procurador da Lava Jato Diogo Castor de Mattos. O parentesco foi revelado pelo Painel da Folha, no último sábado (13), quando o jornal noticiou que Rodrigo é o mais novo defensor de João Santana perante Sergio Moro.

Leia também:  Projeto de lei para evitar a parcialidade na produção da prova penal, por Lenio Luiz Streck

Questionado, o Ministério Público Federal respondeu não haver problemas porque além de Diogo não ter atuado na delação dos marqueteiros, o escritório do irmão do procurador só entrou com pedido para ser o representante legal do casal no dia 17 de abril de 2017. A delação foi concluída mais de 30 dias antes, em 8 de março de 2017.

Mas o elo entre o estagiário do escritório de Rodrigo Castor de Mattos e a equipe que negociou a delação de Mônica Moura e João Santana [oficialmente formada pelo escritório de Alessi Brandão e o advogado Juliano Campelo Prestes] prova o contrário: que o escritório do irmão do procurador atua desde 2016, ainda que de maneira informal.

Esse não é primeiro caso de parentes de membros da Lava Jato que atuam na operação junto a delatores. O GGN já mostrou que a família do criminalista Marlun Arns, contratado até por Eduardo Cunha, tem relações com a esposa do juiz Sergio Moro.

LEIA MAIS: O caso das APAEs, os Arns e a esposa de Sergio Moro, por Luis Nassif

Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

26 comentários

  1. Jogo duro, bandeirinhas,

    Jogo duro, bandeirinhas, juizes, estádio, torcida, e uma televisão com comentaristas torcedores para um time só, temos que rezar para, Jesus, Buda, os Orixás, Alá, Krisna, Zaratustra, Tupã, Zeus, e todos os santos.

  2. Isto é a prova cabal de que o

    Isto é a prova cabal de que o MPF forja provas contra aqueles que quer destruir. A delação já estava combinada a tempos.

    Este MPF está recheado de bandidos golpistas pagos com o nosso dinheiro. 

    Vê-se claramente que os delatores, que receberam milhões de dólares de caixa dois por campanhas eleitorais em outros países foram ameaçados de ficar sem o dinheiro e eles querem querem se safar com o dindin. Sabendo do caixa dois dos marqueteiros, a força tarefa quer jogar o dinheiro recebido por campanhas em outros países na conta da Dilma. Então, tem que armar a tramoia e o email falso serve bem para isto.

    Se tiverem que jogar a Dilma no fogo não pensarão duas vezes. Aliás, este fato é contínuo na lava rato: delatores são ameaçados de terem o produto do roubo confiscado e uma boa temporada na cadeia se não denunciarem os petistas. se não houver provas a lava rato e seus jagunços se encarregam de forjar.

    Para canalhas a pior ameaça não é a cadeia, é ficar sem o produto do roubo. para isto, manter o butim, delatam a própria mãe.

  3. O país vai ser “comandado” por base em malandragens medíocres?

    Estão querendo provar a tese do crime organizado, com este amadorismo todo? Se organizaram para fazer vilanias, mas são mediocres

  4. E agora José

    E agora como explicar esse rolo?  Se são acima de qualquer suspeita como podem agir fora da lei para condenarem alguém? Com a palvra as otoridades.

  5. o invisível…

    permanentemente influenciando como na aplicação da justiça em família

    indício de que pode haver outros, passando a ser justiça por conta própria

    ninguém escapa de uma armação com a colaboração combinada, digo, premiada

  6. Infame…

    não somente pela participação do MPF mas pelo primarismo de forjar provas que até um ignóbil pode desmascarar.

    Viu procuradores o que é estudar numa escola sem partido e nos colégios apostilados de curitiba.

    É de doer ver tamanha mediocridade no serviço público dessa nação. 

  7. Lava jato
    Gente, estamos vivendo num golpe de estado. Forjar provas, tortura para obter , qualquer falsa informação, fingir justiça, juiz partidarista. …
    São apenas consequência de um golpe de estado

  8. Peste Amarela destrói o Brasil

    O Judiciário é essa putaria que observamos no dia-a-dia.

    O Legislativo é constituído, em sua maioria, por senadores e deputados venais, corruptos.

    O Executivo foi assaltado por uma quadrilha.

    Portanto, nós estamos fudidos !

  9. Borbulhando na web…

    Não tenho como avaliar a consistência dos argumentos. Alguém pode ajudar?

    A REDE GLOBO VAI SER VENDIDA EM BREVE
    Por Carlos D’Incão

    A Rede Globo de Televisão está em avançado processo de negociação de venda de todo o seu grupo para o mega-empresário mexicano Carlos Slim (dono da NET, da Claro e da Embratel).

    Todos os seus movimentos financeiros e contábeis estão caminhando nesse sentido: ela paralisou todos os investimentos, distribuiu dividendos aos seus acionistas, está saneando todo o seu quadro de funcionários e está na espera de uma última medida do governo Temer para fechar esse negócio. Essa medida é uma espécie de anistia do seu passivo tributário, que hoje está na casa dos bilhões de reais.
    Após a aprovação da Reforma da Previdência, mais especificamente no mês de julho, o governo Temer estuda aprovar um gigantesco Refis (recuperação fiscal das empresas) onde grandes devedores terão anistia de até 90% de suas dívidas para com o governo e ainda poderão parcelar o restante em 240 vezes, com juros baixos.

    Depois desse Refis e ainda nesse ano (provavelmente ao longo do mês de outubro) a Globo terá um novo dono. E esse será Carlos Slim, um homem que sabe fazer duas coisas muito bem: abrir as portas para a mídia norte americana e oferecer serviços de baixa qualidade a preço alto.

    De uma forma ou de outra essa situação apressa bastante uma definição política em relação a Lula e as eleições de 2018. Parte da histeria da Globo em querer destruir Lula e o PT a qualquer custo se deve a essa venda. Ela teme que a Reforma da Previdência atrase ou não seja aprovada e, com isso, o Refis se torne inviável, etc, etc, etc…

    Sem querer antever o que será dos meios de comunicação brasileiros, caso esse negócio seja fechado, não deixará de ser um alívio ver a família Marinho – de forma definitiva – longe do universo da comunicação e, quem sabe, ela não aproveite e leve consigo seus jornalistas de quinta categoria… os seus fieis vassalos da manipulação e da mentira.

    Por fim, conseguir antever negociações empresariais é sempre a melhor forma de prejudicar o lado que está querendo vender. Nesse caso, quanto mais gente souber dessa venda, pior para a Globo. essa é minha contribuição pessoal a essa digníssima emissora.

     

    • Acredito seja verdade

      Os Marinho já levaram fora todo o dinheiro que podiam. Deixaram de pagar todos os impostos possíveis. Fizeram desaparecer todos os dossiês possíveis sobre as suas culpabilidades.

      Na perspectiva atual, mesmo se ganhar outro candidato que não o Lula, ninguém conseguirá governar nunca mais o Brasil se não fechar essa emissora. Os marinho não podem vender assim fácil, pois dependem de uma concessão do poder público, que vai arrastar todas as suas repetidoras e coligadas. O comprador deverá estar atento a isso, assim como loja ou comércio querendo passar o ponto com o proprietário do espaço físico querendo este de volta.

  10. Até a ficha cair…

    Governados por psicopatas…

    Prefeitos psicopatas…

    Juízes psicopatas…

    Artistas psicopatas…

    Bandidos degoladores psicopatas…

    Economistas psicopatas…

    Policial que quebra cassetete na cabeça das pessoas psicopata…

    Jornalistas psicopatas…

    Se um juiz cumprir a lei será atacado por um bando de psicopatas…

    Um governo desequilibrando toda estrutura social do Brasil – governo psicopata!

    Vamos acabar loucos e na miséria

    Olhando os psicopatas queimando a república das bananas…

  11. A fraude a jato e as fraldas
    Se Eça de Queirós vivesse hoje, ele reescreveria sua célebre frase dá seguinte forma:
    “Juízes e procuradores, assim como as fraldas, devem ser substituídos periodicamente; e pelos mesmos motivos”

    As m….. e ca….S das PF, do MPF e dos “meretricimos” dá fraude a jato fedem mais do que peixe podre.

    O golpe midiático-policial-judicial está desmascarado,desnudado, com as cuecas defecadas nas mãos amarelas. A manipulação das leis, para incriminar a esquerda, não tem a pretenda sofisticação que alguns lhe atribuem. As oligarquias plutocraticas, cleptocratas, escravocratas, privatistas e entreguistas cometem crimes de forma escancarada e com a anuência, complacência, cumplicidade e conivência que vemos porque a burocracia estatal é hoje dominada por orcrims intitucionais e estas tem a cumplicidade e conivência das ffaa; todo o aparelho depressões do Estado está a serviço do alto comando internacional, que fica nosEEUU.

    • João, acredito que não só o

      João, acredito que não só o Eça haveria de reescrever sua frase, como o Antônio Vieira, veria que seus ladrões de pouco continuaria a serem assassinados pelo garndes ladrões do poder; o padre Gama de Pernambuco, que escreveu o Carapuceiro, citado em Casa-grande e senzala, continuaria a escrever sobre a total desonestidade dentro do judiciário; Felipe Patroni, o paraense, continuaria a denunciar, agora ao papa: “Senhor, todos querem obedecer à lei e não aos caprichos… os povos não são bestas, que sofre em silêncio todos os pesos que se lhes impõe”.

  12. .

    É verdade. A Justiça aqui de SP, por exemplo, parece que é muito amiga dos tucanos. Até agora o tal de Paulo Preto, envolvido em diversas falcatruas tucanas, não foi preso e nem lhe foi oferecida delação premiada. Se esse homem abre a boca o PSDB acaba.

  13. A Zona meretrícia

    Os boys, os meninos mimados à base de muito todinho, geléia, sucrilhos ao mel, leite (ninho) com pera, e muita festa revimetal no play do condomínio, resolveram ser os donos do puteiro brazil. 

     

  14. Provas primárias

    Essa gente confia tanto no trator que já não se preocupa em proteger suas “provas” de pré-primário.

    Imagine, Nassif, quanta coisa já passou sem ser questionada?

  15. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome