O desabafo de José Dirceu com o legalismo tardio da PGR e da ANPR

Dirceu trata como “lágrimas de crocodilo e pura hipocrisia da PGR e da ANPR” protestar contra o STF por, de ofício, abrir investigação, quando eles, violando a Constituição, investigam e acusam

É curiosa a sede por legalidade que tomou conta de parte da opinião pública, incluindo o Ministério Público Federal (MPF) e a Procuradoria Geral da República (PGR). O desabafo é de José Dirceu.

Diz ele:

– Grave foi o Supremo Tribunal Federal autorizar o Ministério Público Federal e estaduais a investigar quando a Constituição Federal, por decisão amplamente majoritária da Constituinte, negou ao MP essa função e a concedeu às polícias Civil e Militar, policias judiciárias da União e dos Estados.

Dirceu trata como “lágrimas de crocodilo e pura hipocrisia da PGR e da ANPR” protestar contra o STF por, de ofício, abrir investigação, quando eles, violando a Constituição, investigam e acusam.

– Mais grave é eles denunciarem como inquisição as medidas quando foram eles os criadores dos inquéritos sigilosos, os infames PICs (Procedimento Investigatório Criminal).

Diz Dirceu que, em 2004, denunciou na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) as pequenas Gestapos dentro do MP.

– Lula e Marcio Bastos me exigiram uma nota de retratação da qual me arrependo até hoje. O voto do Gilmar foi decisivo para o 6×5 que deu esses poderes ao MP. Felizmente o Ministro hoje reconhece o erro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Clipping do dia

6 comentários

  1. Lembro bem, na época diziam que era uma tenativa de amordaçar o Ministério Publico. No ano seguinte a campanha do mensalão estourou, com papel decisivo da mesma dupla, PGR e midia.

  2. Sérgio Moro e seus procuradores lá de Curitiba, fizeram a mesma coisa.
    Acusaram, investigaram e julgaram ao mesmo tempo e a PGR, não se manifestou quanto a isso.
    Aonde está o errado?

  3. A questão é realmente da mudança de interesse. Quando era para acusar, denegrir e destruir o partido dos trabalhadores eles usavam desses artíficios, qualquer deles, para conseguir seu intento.

    Agora, foi tirado da boquina da criança certos poderes, pelo STF. Então, agora, o STF está jogando contra seus interesses. Nisso eles sacam seus argumentos, que tinha adormecidos atrás. É questão de puro interesse do momento, o que falam agora, em um minuto depois pode mudar conforme o andar da carruagem.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome