A bolinha de papel de Mirian Leitão

Não gosto de me meter em brigas de jornalistas. Mas o episódio abaixo teve intenções políticas óbvias, que transcendem as meras quizílias corporativas.

Estamos em plena era das redes sociais. Hoje em dia, celulares captam PMs assassinando pessoas em ruelas escuras, políticos sendo escrachados na rua, em casa, em aviões. Um funcionário da United foi filmado retirando um passageiro do avião.

Segundo a jornalista Mirian Leitão, no dia 3 de junho, ou seja, dez dias atrás, ela foi escrachada em um avião da Avianca por um grupo do PT. Segundo Mirian, não foi uma manifestação qualquer, foram duas horas (!) de ofensas.

“Durante o voo foram muitas as ofensas, e, nos momentos de maior tensão, alguns levantavam o celular esperando a reação que eu não tive. Houve um gesto de tão baixo nível que prefiro nem relatar aqui. Calculavam que eu perderia o autocontrole. Não filmei porque isso seria visto como provocação. Permaneci em silêncio. Alguns, ao andarem no corredor, empurravam minha cadeira, entre outras grosserias”.

Segundo depoimento do advogado Rodrigo Mondego, no Facebook, presente ao voo (https://goo.gl/p6x7KH)

Cara Miriam Leitão,

A senhora está faltando com a verdade!

Eu estava no voo e ninguém lhe dirigiu diretamente a palavra, justamente para você não se vitimizar e tentar caracterizar uma injúria ou qualquer outro crime. O que houve foram alguns poucos momentos de manifestação pacífica contra principalmente a empresa que a senhora trabalha e o que ela fez com o país. A senhora mente também ao dizer que isso durou as duas horas de voo, ocorreu apenas antes da decolagem e no momento do pouso.

Leia também:  Democracia de consumo não leva à revolução social, por Francisco Celso Calmon

Um incômodo, certamente, mas irrelevante, em que sequer seu nome foi mencionado, ao contrário da versão da jornalista, de ter sido vítima de duas horas de escracho.

Um segundo depoimento foi de Lúcia Capanema, professora de Urbanismo da UFF – Universidade Federal Fluminense (https://goo.gl/JjWSSA)

“(…) Fui a última a entrar no avião, e quando o fiz encontrei um voo absolutamente normal. Não notei sua presença pois não havia nenhum tipo de manifestação voltada à sua pessoa. O episódio narrado por mim na semana passada a respeito da entrada de um agente da Polícia Federal no voo 6342 da Avianca no dia 03 de junho foi confirmado em nota oficial pela própria companhia aérea. Você pode dizer na melhor das hipóteses que não viu o agente, mas não pode afirmar que “Se esteve lá, ficou na porta do avião e não andou pelo corredor”. Andou, dirigiu-se ao passageiro da poltrona 21A e ameaçou-o (https://goo.gl/KpX9P9).

Durante as duas horas de voo nada houve de forma a ameaçá-la, achincalhá-la ou mesmo citá-la nominalmente. Por duas ou três vezes entoou-se os já consagrados cânticos “o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo” e “a verdade é dura, a Rede Globo apoiou a ditadura”; cânticos estes que prescindem da sua presença ou de qualquer pessoa relacionada a empresa em que você trabalha, como se pode notar em todas as manifestações populares de vulto no país. Veja bem, estávamos a apenas seis fileiras de distância e eu só fui saber de sua presença na aeronave na segunda-feira seguinte, depois de ter escrito o relato publicado por várias fontes de informação da mídia alternativa. (…)

Quem falou a verdade, eles ou Mirian?

Leia também:  NSC extingue seus jornais e encolhe mais ainda o mercado, por Rogério Christofoletti

Nada melhor do que a prova do pudim.

Alguém pode imaginar uma cena dessas, de duas horas de escracho, em um voo comercial em uma das rotas aéreas mais frequentadas do país, passar em branco durante dez dias, sem uma menção sequer nas redes sociais ou mesmo no próprio blog da jornalista? Não teve uma pessoa para sacar de seu celular e filmar as supostas barbaridades cometidas contra a jornalista. Não teve um passageiro para denunciar os absurdos no seu perfil? E a jornalista disse que não filmou por ter se sentido intimidada e estoicamente guardou durante dez dias as ofensas que diz ter sido alvo.

Sinceramente, como é possível a uma pessoa empurrar ostensivamente a cadeira de um passageiro, de uma senhora, sem provocar uma reação sequer dos demais? TIvesse sido alvo de um escracho real, teria toda minha solidariedade. Não foi o caso.

Mesmo assim, imediatamente – como seria óbvio – a denúncia de Mirian provocou manifestações de solidariedade não apenas de entidades de classe como de jornalistas que não se alinham ao seu campo de ideias. De repente, foram relevadas todas as opiniões polêmicas da jornalista, nesses tempos de lusco-fusco político, de ginásticas mentais complexas para captar os ventos da Globo, para que explodisse uma solidariedade ampla.

No início do governo Dilma, houve episódio semelhante com Mirian, com a tal manipulação de seu perfil na Wikipedia por algum funcionário do Palácio. As alterações diziam que ela teria cometido erros de avaliação em alguns episódios.

Leia também:  José Roberto Guzzo é afastado da Veja

Não existe um personagem público que não tenha sofrido com interferências em seu perfil na Wikipedia. E tentar transformar em atentado político, por ter partido de um computador da rede do Palácio, é o mesmo que acusar uma empresa por qualquer e-mail enviado por qualquer funcionário.

Mesmo assim, Mirian tratou o episódio como se fosse uma ofensa profunda à sua moral e um ato de intolerância política.

O lance pegou uma presidente ansiosa por demonstrar solidariedade que, imediatamente, ordenou a abertura de um inquérito para apuração de responsabilidades. Um episódio insignificante ganhou, então, contornos de um quase atentado terrorista.

E, assim como agora, todos os amigo e adversários de Mirian esqueceram as diferenças, por alguns instantes, para se irmanar em um daqueles momentos em que todos amainam a visão crítica e se solidarizam com a suposta vítima.

E depois se diz que são as redes sociais que criam a pós-verdade.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

123 comentários

  1. Fantasia por fantasia, as minhas sao melhores:

    Leitao mentiu, gente.  MENTIU!

    A  verdade eh que ela tava usando um turbante e uma negra perguntou pra ela porque ela estava usando um simb…

    UMA NEGRA!

    IMAGINE!

  2. Esperem, tenho mais:
    “E,

    Esperem, tenho mais:

    “E, assim como agora, todos os amigo e adversários de Mirian esqueceram as diferenças, por alguns instantes, para se irmanar em um daqueles momentos em que todos amainam a visão crítica e se solidarizam com a suposta vítima”:

    Ja tentaram ser prototelepatas, gente?

    Documentado no blog, todo mundo sabe que eu estou somente me referindo ao meu historico:  sabem em quantas pegadinhas de “apelo ao suporte publico” eu ja cai nos ultimos 9 anos?

    Nenhuma.

  3. Comentei isso no meu fb.

    Comentei isso no meu fb. Achei pertinente trazê-lo.

    “MIRIAM LEITÃO PERDEU A CHANCE DE “SE VACINAR” CONTRA ESCRACHO. CALOU-SE QUANDO OUTRA MULHER, DILMA, FOI ESCRACHADA POR COLEGAS, DE EMISSORA, EM EVENTO MUNDIAL, NA ÁREA “VIP”. OS MÉTODOS FORAM DIVULGADOS PELA EMISSORA QUE TRABALHA…PHODA-SE.

    Imagina se ela fosse a Presidente do Brasil, e estivesse em evento mundial. Não ergueu seu microfone ou caneta em defesa de uma MULHER, em nenhum momento. Quer simpatia / solidariedade / sororidade ? Mando a minha “com AREIA”!

    E antes que digam que o PT se desculpou, direi que APENAS “lamentou”. Como eu, lamento a unha que quebrei hoje :p

  4. (corrigir:  antepenultimo

    (corrigir:  antepenultimo paragrafo tem um “uma presidente” que nao faz uma gota de sentido)

  5. Comentário

    Não curto o Lobão, mas bem que cabe isso pra Mirian: Se ninguém olha quando você passa Você logo acha que a vida voltou ao normal Aquela vida sem sentido, volta sem perigo É a mesma vida sempre igual

  6. “Traidor da Constituição é traidor da Pátria.” (U. Guimarães)

    Não dá para ser tolerante com quem não tolera a democracia. Não dá para ser tolerante com golpista. Não dá para ser tolerante com traidor(a) da Pátria. É preciso que se diga em alto e bom som, onde quer que estejam esse(a)s golpistas salafrário(a)s: “GOLPISTA! CANALHA! CALHORDA!”

    E chega de apaziguamento! Chega de conciliação! Olha a merda que aconteceu porque não houve acerto de contas depois do fim da ditadura civil-militar. ACERTO DE CONTAS COM ESSES TRAIDORES DA PÁTRIA!

    Lugar de golpista é na cadeia, no cadafalso ou no cemitério.

    “Traidor da Constituição é traidor da Pátria.” (Ulysses Guimarães)

     

  7. Nunca vi a Mirian Leitão se posicionar

    contra nenhum escracho, contra nenhuma das violências misóginas cometidas contra a Dilma, contra as barbaridades que fizeram e fazem com a Dona Marisa. Muito pelo contrário. Portanto, a Mirian Leitão não teria minha simpatia mesmo se a história fosse verdade, ela é parte integrante da transformação do país na casa da mãe Joana. As consequências que ela diz sofrer não são nada perto dos milhões que ela ajudou a colocar de baixo das pontes e viadutos de são paulo.

     

  8. Quem diria que chegaria esse

    Quem diria que chegaria esse dia, uma festejada comentarista da Globo precisa recorrer a internet para ganhar evidência e os 15 minutos do Andy, parace que PHA tá com a razão, as coisas não andam muito boas nos lados do Jardim do Edén, quer dizer, Jardim Botânico.

  9. Dilma x Mirian x Gleise

    O tempo passa as cabeças mudam mais o PT não aprende. O PT e Gleise Hoffman parece que não acordaram ainda e não se deram conta do Golpe que derrubou Dilma Rousseff. Só assim se pode explicar a inocência ou melhor a besteira que fez Gleise em telefonar à Mirian para pedir desculpas. Será que a senadora do PT não viu que tudo não passa de um golpe político do PSDB? Esse caso deveria ter sido enterrado já na nota do PT. Mais não a senadora boazinha liga para pedir desculpas. Será que ela não assitiu à sessão de hoje no Senado onde os senadores do governo deitaram e rolam sobre o fato fazendo do caso uma tempestade? lamentável.

    • uma vez tapirus, tapirus sempre

      A senadora Gleise, lutou e luta como uma leoa, tanto agora contra o Postiço e seus planos malévolos, quanto antes no impeachment tabajara. Isso não dá para negar, nem para desmerecer.

      Mas, porém, todavia, entretanto e contudo, naquele irrigado por um coração de leão há um cérebro de tapirus terrestris. Parte do mesmo grupo de assessores que orientou DIlma em seu governo, e o resultado está aí. Talvez não fizesse diferença, dado a Exma. Sra. Presidenta (declino o gênero no pós-golpe) ter genes de um equus asinus que marca e determina sua, digamos, caturrice, afincamento, resistência, obstinação, perrice, obcecação, cisma, turra, enfim, teimosia. Mas que não ajudaram, lá isso não.

      Têm, os tapirus dilmensis um atávico impulso de se mostrarem republicanos, democráticos, civilizados, esmerando-se no savoir-faire à espécimes crocuta crocuta ou canis adustus. Em bom português da campanha se botam, mais agoniados que anão em comício, tal qual vestais em casa de china a fazer salamaleque prá mascate.

      Pedir desculpas para a Mirian Leitão sem antes ir conferir? Ala, pucha tchê! Tenha paciência.

      • “Parte do mesmo grupo de

        “Parte do mesmo grupo de assessores que orientou DIlma em seu governo, e o resultado está aí”:

        Nao consta do folclore brasileiro que Dilma jamais tenha seguido conselho de ou sido “orientada” por alguem…  nao houve “assessores”, acredite me.

        Nem mesmo Lula.  Ela fez tanta burrada que despediu 5 (salvo engano) ministros dela logo nos primeiros meses do primeiro reinado.  Razao?  Tapiocas e outros escaaaaaaaaaaandalos fabricados pela media que ela hoje mesmo esta denunciando em outro post.

        Ora, ela pode ir aa merda.

  10. Mentiras óbvias, extremamente

    Mentiras óbvias, extremamente frágeis, contadas por uma mentirosa profissional. Profissional incompetente, que só sobrevive graças à falta de senso crítico. Parabéns Nassif, por deixar evidentes falácias tão patéticas. 

  11. Uma coisa que irritou foi

    Uma coisa que irritou foi isso, pessoas do campo progressista comprando prontamente a versão da empregada da globo e se apressando em prestar solidariedade. Vão catar coquinho! Esta mulher já tem bastante gente para defende-la, inclusive a globo golpista. Outro dia mesmo passei por uma equipe da globo que se preparava para entrar no ar durante o SPTV e gritei várias vezes: “Golpistas!”. Alguns pobretões, bem deste tipo que vai se ferrar de verde e amarelo se implantadas as “reformas” encomendadas pela globo me xingaram, como se a globo precisasse que pobretões a defendessem… Agora vemos até o republicanismo idiota do PT se manifestando através de um pedido de desculpas por parte da presidenta do partido. Assim não vamos chegar em lugar nenhum.

    • Não vamos mesmo, CB, a lugar nenhum, talvez ao extermínio

      Numa guerra, identificar o inimigo é uma questão de sobrevivênvia. Quando, por Tutatis (Asterix), o PT vai identificar seus inimigos? 

  12. Lembra quando ela falou da

    Lembra quando ela falou da cobra na prisão? O que foi aquilo? Foi o mesmo do assunto do vôo? Doidinha, doidinha … ou … malandrinha, maladrinha.

  13. Míriam é uma besta-fera. Não

    Míriam é uma besta-fera. Não entende de Economia, não sabe ser jornalista quando ajudava o povo com suas mentiras, praque ninguém acreditasse nos governos petistas, e somente nesses últimos dias, a mando do patrão, é que resolveu fazer algumas mudanças das suas tabelas mercadológicas.

    Seria bom que ela lembrasse das vezes em que ela e sua turma da Globo abusaram do direito de desrespeitar os presidente brasileiros só porque eram petistas.

    A Globo apoiou a ditadura, deu aval para a subida de um pilantra como Collor ao poder, e sempre foi tucana até a medula. 

    Se petistas são escrachados, se tem suas sedes incendiadas, e tantas outras, por que a globo não menicona essas barbaridades?

    Mas, o mais significativo do post de Nasseif está no que se refere ao tempo. Dez diz são muitos dias para que a imprensa não tivesse divulgado esse escracho. Quer aparecer? Ponha uma melancia no pescoço e vá pra rua.

  14. Cnseguiu criar pauta negativa pata o PT .

    Caco Barcelos por diversas vezes quase foi linchado po trabalhar aonde essa mesma sra trabalha nunca apontou o dedo pra ninguem .como responsavel. So mesmo na cabeça dela petistas pegam voos uniformizados .

    Alem do episodio Wikipedia foi extremamente grossa e deselegante com o ex embaixador Celso Amorim convidando o ao seu programa e exigindo retrataçao  sobre a tortura que diz que sofrera com cobras e jacares , esperou quatro governos civis para revelar o episodio !

  15. Um “desabafo”… a 4 mãos?? 0_o

    Só eu acho inusitado um texto tão pessoal – em tom heróico-épico! – ser assinado por Miriam ~e~ pelo seu assistente?

    Que sequer está situado na mesma cidade que ela?!

    Fora o fato, anotado pelo Nassif, de o “trauma” ter cobrado ~10~ dias (!) para que Miriam – e assistente!, já devidamente recobrados de tal “evento” (!), pudessem finalmente falar sobre o assunto… ¬¬

    Há, ao menos, um falseamento da verdade (mais que evidente) no texto, mesmo que num ponto secundário.

    Como registrei no Twitter:

     

    Na dúvida, uma simples busca no Google com “populares” + “Rádio Globo” + “suicídio Vargas” resolve a parada:

     

    *Notem a fonte: site mantido em memória de Roberto Marinho pelos patrões de Miriam, os seus filhos (!)*

    • Quando li o artigo….me

      Quando li o artigo….me espantei….com tal mentira. E não compreendi por que até agora ninguém tinha chamado atenção…para tal safadeza…. eu digo eles querem reescrever a história… e a esquerda otária…fica viajando… em poemas…

  16. Tenho certeza se perguntassem

    Tenho certeza se perguntassem a Miriam = ” O que você prefere, passar mais 10 vezes pelo que você diz que passou a bordou ou ir a um debate com o Nassif pra falar sobre economia?” eu não tenho a menor dúvida que ela preferiria fazer a volta ao mundo num avião com todos os passageiros gritando contra ela a correr o risco de ter um vídeo mostrando ela   gaguejando a ala Sadenberg quando a Mônica de Boelle saiu do script e colocou ele acuado(rs). 

  17. A Revolução dos Casca-Grossas
    p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; }

    À direita e à esquerda, ser tosco virou moda. Pouco me importa se o alvo é o Guido Mantega num restaurante sofisticado, a Letícia Sabatella numa manifestação de rua ou a Miriam Leitão num vôo de carreira. O cascagrossismo se tornou geral, não tem preconceito de gênero, renda, raça, religião, idade, profissão. Democratizou-se. As pessoas nem sequer se envergonham mais: nem de roubar, nem de mentir, nem de serem Casca-Grossas. Pelo contrário: elas se orgulham disso, fazem posts de si mesmas na internet, se jactam.

    Quando nenhuma revolução aponta no horizonte, à direita ou à esquerda (e como é revelador que no estilo os extremos sempre se toquem, como num indecoroso beijo de língua coletivo entre mortadelas e coxinhas), resta a covardia e a baixeza da agressão verbal, simbólica, o linchamento performático de quem sequer tem coragem para ir aos finalmentes. Porque, como se sabe, cão que ladra não morde.

    O homo toscus brasiliensis, dizia eu, se jacta de ser tosco. Nem ao menos chega a ser “primitivo”, pois nele não se encontra nada que se possa chamar de não-premeditado ou de autêntico. Face àqueles ‘Rebeldes Primitivos’ de que falava o Hobsbawm, nós o vemos se proliferar com a tristeza de quem de repente se dá conta que a história também é feita de períodos de decadência. A única revolução de que podemos ter certeza no Brasil de hoje é a do Grande Salto para baixo, a Revolução dos Casca-Grossas.

     

    • Nos traga o video, com o

      Nos traga o video, com o exato momento que Miriam Mitomana, sofre uma agressão verbal de baixo calão, o qual lhe agridem sua dignidade como pessoa. Você não entedeu ainda que ela está mentindo? as manifestações foram direcionadas para rede globo…se ela se doi pelos patrão, deveria ser honesta e não mentir. Alegando que a ofenderam pessoalmente. 

    • Perdestes

      Uma ótima oportunidade de ficar calado e não sair por aí falando o que não sabe, o que ouviu falar.

      Ass: o xará Casca-Grossa !!!

  18. Esta senhora é uma golpista,

    Esta senhora é uma golpista, ela trabalhou dia e noite no seu Big Brother diário na TV dos marinhos, no rádio, na Internet, onde andou e lorotou permanentemente e incessantemente para derrubar a Dilma, ela é uma porta-voz supostomente com “credibilidade” em toda a mídia para defender as reformas do governo corrupto do Sr. Temer, ela ajudou sem nenhum pudor aos corruptos, aos ladrões e golpsitas, aos mafiosos que govenam o Brasil, com seu discurso que em alguns momentos chegou a ser persecutório e odioso.

     

    Quem vai acreditar nesta figura que jamais defendeu a presidente Dilma, uma mulher, quando foi achincalhada, ofendida, em estádios, cerimônias, eventos públicos, ela JAMAIS disse uma palavra sequer nos seus inúmeros canais de mídia para defender a presidente, pelo contrário com sua empáfia e sua sanha de querer saber sobre tudo, sobre todos os assuntos, sempre foi crítica  parcial e teve lado, tem até um livro A VERDADE É TEIMOSSA com uma série de artigos nos quais ela denigre e ataca em cada artigo a presidente Dilma e seu governo.

     

    É golpista invejosa, mudou de lado por causa de grana, de sucesso, de exposição midiática e aparentemente está inventando histórias para se vitimizar.

  19. Podem acreditar…

    Em menos de 72 horas algum colaborador da Groubo no supreminho (fantasiado com toga e tudo mais) fará um veemente pronunciamento contra essa terrível agressão a dona leitão

    Se a Dilma ainda estivesse na presidência a dona pig receberia um ato de desagravo no Palácio do Planalto e o Zé da justiça convocaria o chefe da polícia federal (o tucano Daielo) para identificar e punir os agressores .

    Avançando um pouco mais, talvez o executivo baixasse um decreto lei para proteger jornazistas em aviões . 

  20. Merece!

    Também não entendo essa lógica que estou vendo (lendo) na blogosfera.

    É evidente que atos de violência são condenáveis e deveriam ser evitados, mas então devemos aceitar como natural que pessoas seja chamadas de “petralha” porque não acreditam que o golpe não foi um golpe? Venha pra São Paulo que você entende o que eu estou dizendo.

    O tal termo “petralha”, com o orgulho permanentemente explicitado pelo idiota que o criou, virou injurioso. Ofensa.

    Não é como diz o Dória? “Vai pra Curitiba visitar seus amigos (petralhas)!”?

    Só que o idiota que o criou é um jornalista. Ele ganha dinheiro com essa profissão e usa sua pena (paga, e bem paga), com o peso que a posição lhe confere e amplificada pelo alcance dos veículos para os quais escreve contra uma determinada parte da sociedade, identificada com aqueles que são por eles atacados.

    Mais amplificada ainda pela noção absurda de 4º Poder, auto-conferido pela Mídia, em mais um grande engodo em que foi envolvida a nossa sociedade. A sociedade confia na Mídia, ainda que com um tanto de cuidado. Conferiu à ela a “independência para vigiar os governos”. Quais governos?

    Os dos Petralhas, claro!

    A Mídia é participe, mas é antes, artífice desse ódio que foi disseminado na nossa sociedade. Isso foi buscado. Era necessário para viabilizar o que se pretendia. A semiótica, utilizada pelos telejornais para associar vermelho com corrupção ou coisas do gênero, abunda desde os tempos do mensalão.

    É lugar-comum encontrar textos sobre o papel da Mídia na desinformação propositada, que só é possível com a base de confiabilidade que há entre os veículos e a sociedade. Como eu disse antes, há essa confiança. E os jornalistas que se bancam pela desonestidade intelectual regiamente recompensada, “deitam o cabelo”, como dizem os caras da roda de truco. Pelo que eles esperavam?

    O que eu vejo é um quadro de provocação permanente, com a exposição de determinadas figuras do espectro político, líderes populares, pois não, sendo exibidas como “o que de pior poderia haver”.

    Dentro dessa estratégia da Mídia, Mirian Leitão foi a porta voz do caos auto-realizável. Repetiu por anos as suas previsões catastróficas (que a levaram a ganhar do Jornalista PHA o doce apelido de “Urubóloga”), até que ocorressem.

    Quantas vezes jornalistas da Mídia adotaram a estratégia do “foi bom, mas…”. Virou “case”.

    Também vejo nos sites do campo popular da comunicação, lamentos sobre a falta que está fazendo uma revolução popular no Brasil contra esse quadro trágico, política, econômica e socialmente.

    Mas eu preciso perguntar: uma revolução contra esse quadro em que cada um de nós que não apoia essa pouca-vergonha institucionalizada, será pacífica? Deveria ser? Há espaço para conciliar com essas pessoas agora? Depois de tudo isso que plantaram?

    Enfim, será uma revolução sem “paredão”?

    Eu, sinceramente não sou a favor de violência gratuita, mas não sou adepto da ideia de não reagir. Não reagimos antes e temos isso hoje. Portanto, a minha revolução seria com.

    Os Jornalistas, em geral, e da grande Mídia especificamente, são muito responsáveis pelo que aconteceu com a Jornalista Mirian Leitão. E para mim, merecem, ela e todos os demais que se escondem atrás das “contas que têm que pagar”, enquanto tocam fogo no circo, para posar de vítimas depois.

    Abraços a todos.

  21. Mirian mentirosa costumaz,

    Mirian mentirosa costumaz, tentou enfiar uma pós verdade no seu artigo fraude. Tocaram fogo nos veículos do jornal o globo, …em revolta contra o suícidio de Getulio. E essa mitomana…esqueceu de acrescentar que a Tv globo nasceu após 1 ano, de golpe em Jango em 1964 ,como um presente e um canal oficial da Ditadura.

    Ela deturpa um texto simples…isso já é obssessão pela mentira.

  22. O fato chegou a meu

    O fato chegou a meu conhecimento logo pela manhã ao ler o blog da jornalista. Sem ainda nenhum desmentido, inseri comentário no facebook lamentando o fato e jamais imaginando que viriam desmentidos.  Os termos se reportaram ao quanto é deplorável, seja por qual motivo for, agressões a quem quer que seja e por qual motivo for, como também jamais poderíamos usar as mesmas táticas que criticamos tanto nos nossos adversarios. 

    Depois dos dois testemunhos e sopesados  outros aspectos não sobrelevados na hora,  ficou claro que Dona Miriam Leitão mentiu de forma indigna e descarada por ânimo político, o que é deveras feio e lastimável para uma jornalista do seu nível. 

    De qualquer modo, minha opinião continua a mesma: se nos valermos dos mesmos métodos dos nossos adversários nos tornaremos iguais a eles. Talvez por não ter suscitado as reações violentas que justificassem o proselitismo, a jornalista inventou ou amplificou uma narrativa na qual se vitimiza.

    • Métodos e meios

      Se não tivesse se valido dos mesmos métodos e meios dos seus adversários, Lula jamais teria sido presidente e jamais teria diminuído a pobreza extrema em 75% como fez. Aliás faltou a Lula a cara de pau de se valer dos mesmos métodos de seus adversários e ter cumprido promessa de campanha. Tivesse feito como FHC, “esqueçam o que escrevi”, rasgado a Carta aos Brasileiros, posto a PF no encalço dos demotucanos corruptos, auditado a dívida pública, cancelado a privataria e democratizado à força as telecomunicações, não estaria às voltas com essa cambada que o caça.

  23. Se faltou com a verdade o PT

    Se faltou com a verdade o PT deveria processá-la

     

    e não emitir nota de solidariedade. Desculpe mas acabou-se a paciencia……

  24. Pena que não aconteceu. Ela e

    Pena que não aconteceu. Ela e todos na globo merecem ser xingados. Chega de hipocrisia. Ela QSF!!!!!!

  25. DITADURA fhcpsicopata fhc e.u.a. JURIDICO MIDIATICA STF GLOBO!

    A moça aí sempre teve problemas adquiridos dos seus pares e patrões em seu ambiente de trabalho, problemas relacionados ao tautismo tão discutido e estudado ultimamente. De qualquer forma, queremos a devolução dos nossos 55 milhões de votos que desapareceram num passe de mágica! Queremos a sumária retomada aos nossos projetos democráticos, nas mãos da legítima Presidenta Dilma Roussef. 

  26. O PT mais uma vez se ajoelha para uma empregada da Globo

    E diante dos Irmãos Marinhos – os donos  da Globo – beija onde pisam. Estamos no mato sem cachorro.

  27. Alguém lembra da entrevista

    Alguém lembra da entrevista da miriam com o alckimin? ela passa 10 minutos da entrevista tentando forçar alckimin a não chamar Dilma de presidenta. Comportamento que instigou o deboche, e perseguições contra a Dilma por um simples pronome de tratamento. Miriam mentirosa… e safada…Invejosa..,capacho da casa grande. Nunca chegará aos pés de uma Maria Quitéria, Dandara dos Palmares, Dilma Vana Roussef…

  28. PT e a Síndrome de Stockolmo

    Depois de Gleise chorar por Mirian Leitão foi avez de Wadih Damous defender Andréa Neves provavelmente uma das mentoras do plano para derrubar Dilma com seu irmãozinho  Aécio. Acho que deu alouca no PT que provavelmente está sofrendo da Síndrome de Stockolmo defendendo seus algozes.

  29. Muito estranho…

    Essa história tá muito mal contada. Estranho a miriam leitão alegar que os militantes petistas ofenderam-na de “terrorista” por ela ter lutado contra a ditadura militar. Isso seria verossímil se tivesse partido de bolsomitos.

  30. Miriam Leitão

    Mesmo que tenha sido verdade, quem ajudou a abrir os portões do inferno não tem o direito de reclamar do demônio sentado no sofá da sua casa (ou, no caso, na poltrona do avião).

  31. Quem é miriam leitão , eu

    Quem é miriam leitão , eu sempre a desprezei como pessoa e jornalista , devido aos seus comentários preconceituosos , manipulados e sem conexão com a realidade do nosso Pais. Devemos nem dar importancia a este tipo de pessoa , que na realidade procuram publicidade para sua intenção de sempre menosprezar um partido que defende ideias contrárias aos interesses de seus patrões. São no fundo pessoas despreziveis e mesquinhas , não merecem solidaridade por causar sofrimento ao povo Brasileiro. 

    • Pior do que essa senhora ao

      Pior do que essa senhora ao comentar a baixa do desemprego dizer “mas vai subir”, e demorou mais de dez anos para que sua previsão se cumprisse, foi o primo da febraban dizer que a alta do pib parecia uma boa noticia “mas não era”…….esse pessoal não tem medo do ridículo…….

  32. Fica claro que o objetivo foi

    Fica claro que o objetivo foi político. O fato ocorreu dez dias atrás, ela esperou esse tempo todo para comunicar sobre o ocorrido. Acredito que esperou para ver se teria alguma repercussão e, como nada surgiu, a não ser o episódio postado pela professora, isso no dia 05, onde nada foi mencionado sobre a presença da jornalista ou sobre a manifestação, foi quando resolveu contar a sua versão, por sinal muito “estranha”; um voo de cerca de duas horas no meio da “balburdia” descrita por ela, sem que fosse tomada nenhuma providência por parte da tripulação, realmente muito “estranho” . No final, mais precisamente no último parágrafo da matéria, constatamos que a real intenção foi apontar o Lula como o responsável pelo ódio demonstrado pelos manifetantes contra ela. 

  33. Rachel Sheherazade chamou de

    Rachel Sheherazade chamou de “covardia” o suposto escracho sofrido por Miriam Leitão, que na verdade foi contra a Globo. A mesma apresentadora do SBT gravou um vídeo (vide link) em que se delicia com vaias e xingamentos de “ladra” contra Dilma numa festa de casamento. E considerou baixaria as vaias a Eduardo Cunha num evento político. É fácil detectar o dínamo do ódio nessa mídia velha de guerra. 

    O linik do vídeo:

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=kin6nk2iNp8&t=21s%5D

     

  34. O que importa no caso da bolinha de papel da Miriam Leitão

    Do ponto de vista jornalístico, uma verdade é apurada a partir de evidências, testemunhos e lógica. O que Miriam Leitão levantou a seu favor até agora? Aliás, nem jornalismo é. Ela usou de um espaço na imprensa para fazer uma acusação pessoal, para que os seus leitores julguem. Ela passou dez dias todos os dias na tv e nos jornais e só agora falou de fato tão grave? Cadê as provas? É ônus de quem acusa. Logo, por enquanto, presume-se inocência. Mas não é isso que quero discutir.

    Do ponto de vista jurídico, se ela sentiu sua honra atingida ou se sentiu ameaçada, injúria, calúnia e difamação e ameaça são crimes. Como pessoa instruída, ela sabe que o caminho seria o boletim de ocorrência, não sua coluna no jornal. O mesmo se a empresa aérea não agiu; cabe reparação civil, indenização. O caminho é a justiça, não a coluna do jornal. Mas é lá que ela tem um poder quase irresistível. Quando ela faz isso, tira o aspecto jurídico da questão é o reveste de político, mas não é isso que quero discutir.

    Pra mim o destaque é o aspecto sociológico do ocorrido. A gente pode perder tempo discutindo todos os microaspectos da questão como listei acima. Quando você usa seu espaço na mídia mais poderosa do país para acusações unilaterais sem evidências, você faz uma escolha jornalística, jurídica e ideológica. Quando falo do aspecto sociológico, temos a imagem pública da jornalista, soldado e porta-voz de um grupo de poder (o mais absurdamente poderoso), integrado pelos seus patrões, que apoiou um golpe contra 54 milhões de votos, que patrocinou um presidente rejeitado por mais de 90% da população, que defende reformas cruéis e mortíferas rejeitadas por quase 100% da população. Tem-se claramente uma mídia de massa absurdamente tendenciosa contra o PT, Lula, sindicatos, movimentos sociais em geral diariamente. É uma luta política (e desigual). A pessoa Miriam Leitão pode ter sofrido uma injustiça, e caberia buscar a reparação legal, se ela achar que é para tanto. A jornalista global Miriam Leitão não tem o direito de se dizer vítima do caos social que ela alimenta.

  35. É o peso na consciência que a

    É o peso na consciência que a deixou nua em público, com vergonha do papel que fez para levar ao poder pessoas como Temer, Aécio, Cunha e cia…

  36. Damos atenção demais a velha mídia e sua pós-verdade.

    Há uma questão importante a ser ponderada.

    Nós estamos acostumados ao cotidiano diário de consultar a velha mídia.

    Como este cotidiano ainda é a nossa fonte primária, para muitas notícias/fatos do dia a dia brasileiro e mundial, que lemos e reproduzimos e analisamos fica fácil de não se dar ao fato da notícia da Miriam Leitão (notícia dela mesma) a devida ponderação e cuidado.

    Antes de checar as partes já estávamos pedindo desculpas? Por quê?

    Tudo o que a velha mídia produz é duvidoso, ela não produz um Jornalismo digno de alguma confiança, mas, a gente por bom-mocismo, já toma as dores de quem nunca tomou nossas dores e pede desculpas e quer ensinar como é que se faz. 

    Se a gente da esquerda tivesse uma agência de notícias própria, canais de comunicação efetivos, antes de dizer que é errado o ato dos “dirigentes” petistas procuraríamos os tripulantes e passageiros do voo da Avianca, o outro lado, para que eles pudessem corroborar ou não com a “notícia” da Miriam Leitão, mas, não! Ao invés de produzirmos o contraditório e buscarmos as verdades do fato relatado pela Jornalista da Globo, nos apressamos em mostrar como se deve agir, como ser Ético e entramos no jogo da velha mídia.

    E o PT e sua Presidenta soltando nota, fazendo pedido de desculpa à Jornalista de afogadilho, sem a confirmação precisa dos fatos ocorridos 10 dias antes e só vindos à tona ontem.

    São testes para a sociedade e para as esquerdas o noticiário da velha mídia.

    Um grampo do Temer pela ABIN contra o Ministro do STF Fachin, colocado na capa da Veja e nós, enquanto sociedade, desejamos que seja verdade, por quê?

    A nossa vontade de que seja verdadeira a informação para Temer cair logo? Notícia da Veja não vale contra Lula, porém, vale contra Temer? A revista mais odiada e que não botamos nenhum valor jornalístico e Ético nela, de repente, nos vem como uma fonte verdadeira e aliada do nosso desejo de ver Temer longe do comando do Palácio do Planalto?

    Vemos gente da esquerda, combativos aliados contrários ao Golpe, que torceram para a chapa Dilma-Temer ser cassada, para nos livrarmos logo do Temer.

    E, este é o caminho, passando por cima da Constituição, do resultado eleitoral, da validação da vitória em 2014 e 54 milhões de eleitores, do Trânsito em Julgado do processo antes mesmo da posse da Presidenta Dilma, tudo para dar certo o resultado querido de afastar Temer? E os direitos políticos de Dilma e a Constituição, o processo eleitoral e os 54 milhões de votos legítimos na centro-esquerda? E, com provas colhidas na Lava-Jato via delações forçadas, na base do diz que tem propina que eu diminuo sua pena, método que dizemos ser usual por Sérgio Moro, Juiz que a gente sempre questiona seus métodos?

    Vivenciamos esta realidade em que precisamos da velha mídia e de ações de um agente seu (até outro dia), como o Ministro Gilmar Mendes e parceiro inseparável do PSDB, nosso partido mais adversário? Não é esse o nosso discurso de ao menos 1 década? Tudo para cassar o mandato de Temer? E, sem pensar que iríamos deixar colar a marca de que Dilma e o PT são corruptos, da mesma laia do Temer & Cia.?

    Precisamos, enquanto sociedade, derrubar o Temer, de acordo, mas, não a partir da Rede Globo, da Revista Veja e de um processo irregular e político que o Ministro Gilmar Mendes colocou na mídia, para ser uma das possibilidades do Golpe para empossar Aécio Neves.

    Derrubar a partir do protagonismo social e embasado em atos da Justiça, todos em consonância com a Constituição e as Leis. Não é justo ser assim?

    Precisamos de uma organização outra de Jornalismo, para o cotidiano do Brasil e do Mundo ser noticiado e com a nossa marca.

    Eu não abro portais da velha mídia; não leio seus jornais, não ouço suas rádios e não vejo TV da velha mídia.

    Pergunto:

    Por que será que ainda somos reféns da velha mídia? Somos porque queremos.

    Claro que os bastidores da Política e do Governo são importantes, mas será que as esquerdas parlamentares não podem criar mecanismos de monitoração dos projetos e leis, das emendas parlamentares, dos bastidores de Brasília para nos dar suporte de noticiário das bandas dos Poderes Legislativo e Executivo?

    Será que não podemos filtrar nas mídias velhas fatos cotidianos relevantes e checar antes de tudo, para só depois informar com precisão os fatos relevantes e diários do cotidiano do Brasil e do Mundo?

    Temos que ser capazes de sermos um Jornalismo independente, e independente da necessidade de a velha mídia ser nossa fonte primária, precisamos dar credibilidade jornalística e ser a fonte segura de milhões e milhões de leitores e ser um contraponto ao que a velha mídia publicar, senão, no futuro outros golpes virão.

    E se precisarmos da velha mídia, se repercutirmos uma notícia dela e não for possível encontrar veracidade no fato relatado coloquemos esta informação em destaque e ajudemos a não propagandear o que não se tem certeza, e, principalmente, não tenhamos o método de dar audiência a esta ou aquela emissora, só porque ali se está querendo “derrubar” quem queremos “derrubar”, também.

    Por que aumentar a audiência da Rede Globo pós-escândalo JBS/Temer/Aécio? E, dar até um “ar” de credibilidade a um Jornalismo que a gente descredencia cotidianamente?

    Certamente, há de existir, de nossa parte, formas de conquistar os leitores, ouvintes, telespectadores da velha mídia, para contrapô-la e até melhorá-la com a credibilidade de nosso Jornalismo e de nossa concorrência. E, quando de inverdades noticiadas como verdades, repormos os fatos em seus devidos lugares. 

    Porém, muitas das vezes não se precisa dar destaque antes da hora, podemos esperar algumas horas, trabalhar bem os fatos noticiados e ser, diretamente noticiado o fato verdadeiro, o contraponto, as ressalvas, o que não se pode comprovar, etc., penso eu.

    E, assim, não virarmos torcida para que a notícia do Grampo da ABIN contra Fachin, seja confirmada, dando credibilidade a Veja, quem não a tem, só para o Temer cair logo. 

    • Merece ser publicado.

      Esse foi o melhor posicionamento sobre esse episódio, sem desmerecer outras análises. Por que vai fundo na dependência que se criou da narrativa que a mídia hegemônica divulga. A Gleisi estreou mal, o PT vem errando na comunicação (aliás, catatônico com a mídia porque vive grudado nela), o Haddad naquele texto da Piauí mostrou que ainda acredita naquela Folha de São Paulo da época das diretas em 1984, enfim, reinventar a esquerda é reinventarmos uma forma de nos comunicarmos.

      Aprendi muito sobre isso com o movimento do Software Livre no início dos anos 2000. Percebi que para usar o Linux e me desgrudar da Microsoft (quase monopólio à época) era necessário não usar o Windows de jeito nenhum. Penei muito, mas estou vivo e acredito que fiz essa travessia. Uso o Windows se eu quiser, mas não dependo dele. 

      Na comunicação precisamos fazer algo parecido. Já temos iniciativas importantes como esse Blog e outros, mas tem que ser intensificado. Por uma questão de sobrevivência.

      Estamos em uma guerra, e não sabemos disso, o que é pior. 

      https://www.youtube.com/watch?v=dbew9-incms

      • Valeu Eduardo!

        Eduardo, Legal que curtiu o comentário.

        Voltando na Miriam Leitão ela conseguiu seu intento, de colocar os petistas como intransigentes, radicais e violentos.

        Ela tem um monopólio de comunicação em suas mãos e já deve ter noticiado os inúmeros pedidos de desculpa de membros das esquerdas por um fato que não se tem confirmação e temos gente, Advogado, Professora Universitária e podem já aparecer novos depoimentos negando o fato.

        Diz para mim onde é que vai ter a retratação se o ocorrido for desmentido, na internet de esquerda e sua mídia virutal. No Sistema Globo e velha mídia oligopolizado e amigo, não! 

        Fica parecendo que a Miriam foi a vítima de um grande “atentado”. A pessoa que ajuda a ter o caldeirão fervendo sai como vítima e sem punição e os vitimados diários como os culpados de tudo o que acontece de violento e errado neste Brasil dividido pela mídia oligopólica e com a imagem manchada perante a sociedade.

        Abraço,

        Alexandre!

         

    • Bingo!
      Alexandre;

      Concordo. E sobre a necessidade de um portal de notícias unificado para a esquerda; Globo, Veja e etc continuam tão grandes pq NÓS damos este espaço! Temos a salutar mania de checar as notícias da grande mídia nos blogs de esquerda, mas sabemos de longa data q a maioria da população não tem essa preocupação. Seja pq está acostumada a ver o JN todo dia, seja pq nem sabe dos blogs de esquerda, seja por falta de tempo, seja pelo q for… Ficamos aqui esperando q a “educação” chegue a essas pessoas e elas simplesmente tenham a iniciativa de conhecer os “blogs sujos”. Esse trabalho de formiga funcionou muito bem no começo, mas agora precisamos de mais!! Até porque agora a briga da grande mídia é justamente contra os blogs de esquerda!!

      Por fim, no episódio da Veja, fiquei tão chocada com alguns comentários q escrevi: “Quando foi q começamos a acreditar na Veja????”

      • Sofia!

        Passamos a acreditar na Veja, penso eu, quando nós colocamos o desejo, a revolta contra Temer acima da razão e da justeza.

        Que o Temer merece cair logo nós sabemos, porém, que seja dentro de uma legalidade, mesmo que ele tenha chegado ao Poder por uma ilegalidade. 

        Não a partir da Veja e da Rede Globo. Que a pressão popular, aliada da Justiça o façam. 

        Abraço,

        Alexandre!

    • Caso inedito de Leitão “turbinado”…..

      Ja ouvi falar de pombo, gaivota, pato e urubu sendo “aspirado” e devidamente “fatiado” por uma turbina de avião……mas este seria o primeiro caso de Leitão turbinado……e ainda por cima fatiado……daria uma boa propaganda da jbs…..

  37. Vexame público atrai atenção de quem não é mais protagonista.

    Como muitos comentaram, é o golpe da bolinha de papel que Serra tentou perpretar. O caráter dos dois se equiparam, o dela em pior circunstância: a de sabujo.

  38. jornalista?

    Uma funcionária, uma empregada a cumprir as ordens dos patrões.

    Apóia um golpe de estado que arranca do poder uma presidenta legitimamente eleita pelo voto popular.

    É cúmplice da quadrilha que está assaltando e levando à miséria um povo e um país.

    Meses e mais meses escrachando um ex-presidente e destilando ódio; e quando um pingo reboteia e respinga na sua cara vem posar de vítima.

    O Brasil não se explica.

  39. Com esta esquerda nativa não precisamos de direita

    MANUELA D’ÁVILA ( PCdoB/RS) CRITICA AGRESSÃO A MÍRIAM LEITÃO

    Em post no Facebook, a parlamentar gaúcha lamentou a agressão sofrida pela jornalista Míriam Leitão na semana passada durante voo entre Brasília e o Rio de Janeiro; “Miriam Leitão afirma ter sido agredida, sou solidária a ela e creio que todos os que lutam contra o ambiente de intolerância crescente devem ser. É tão simples. Não me interessa o que ela pensa, não me interessa onde ela trabalha. Ela merece respeito a sua integridade e individualidade”, afirmou Manuela.  

  40. Problema de nomenclatura…..

    Partimos da suposição que a madame em questão é jornalista………não é……madame é porta-voz……é acessora de imprensa…….esta ai para defender a posição da empresa,e de maneira mentirosa, fazendo crer que é uma “verdade jornalistica”……que é a opinião dela…..em suma, uma grande pelega…..

  41. Dilma

    Acho que Dilma agiu corretamente no episódio de alteração de perfil de Miriam Leitão, depois de comprovado que havia saído de um computador do Palácio. Não se pode comparar o Estado com uma empresa. É exatamente esse um dos  grandes equívocos de Trump quando ele pensa que pode governar uma Bação como administrava suas empresas. Dilma agiu corretamente e se TODOS agissem assim em qq episódio suspeito de ilegalidade, não estaria essa bagunça que está.  Veja ex. Temer.

    • Nas ondas do rádio…

      Ana, não foi de um computador do Palácio do Planalto que partiram as modificações do perfil da Leitão na Wikipédia. O endereço IP mostra que a alteração partiu de um computador ou celular logado à rede Wi-Fi do Palácio. Como lá a rede era aberta, para qualquer jornalista, profissional, visitante ou funcionário, é impossível saber de que máquina partiram as alterações. Podia ser do notebook ou smartphone de qualquer pessoa que estivesse logada à rede palaciana naquela data.

      Nas redes Wi-Fi, a conexão é feita por rádio, dispensando o cabeamento. Nas empresas, essas redes são protegidas por senhas de alta segurança. Em lugares públicos, como nas áreas Wi-Fi de São Paulo legadas pelo ex-prefeito Fernando Haddad, você se loga e não precisa se identificar. Na FIESP, quem sai do metrô já está logado, não precisa de senha nem nome de usuário.

      Mas o importante não é isso: as alterações feitas no perfil da Leitão são ABSOLUTAMENTE verdadeiras. E como diz o ditado, quem fala a verdade, não merece castigo.

  42. Leitao viajando
    Leitao, uma especie de galinha dos ovos de ouro, viajando em aviao da Avianca, de passageiros de segunda classe…empresa que vitimou o time da Chapeco..hummm..
    …e lotado de petistas..uma duvida: sera que a PF estava no interior do aviao para agir caso ocorresse o que ela gostaria que ocorresse mas nao ocorreu…..se houve tumulto nao havia aeromoças…nem funcionarios…conta outra Leitao…assim vc esta sendo mentirosa e trapaceira…ou sera factoide para ajudar sua empresa golpista a globo colocando no ataque

    Maria Fro: Leitao mentiu

    https://www.instagram.com/p/BVTUohHAAB6/

  43. Antes que eu me esqueça: VTNC!

    Há mais ou menos 15 dias eu ia à panificadora, comprar pão, tomar cerveja sentado lá na porta e jogar conversa fora com a rapaziada que aglomera lá. Antes de chegar à Padaria, em frente à Igreja Evangélica Vinho Novo, na frente da qual tinha muitas pessoas, inclusive crianças, houve uma colisão de duas motos, as quais estavam no chão. A polícia interditou a rua, nada obstante um dos sentidos estivesse livre. Havia duas Senhoras paradas na mão livre mas o policial não as deixava passar. Eu pedi a elas que retornassem e desviassem. Elas se recusaram a fazê-lo. Aí o policial liberou a faixa que estava livre o trânsito fluiu e ele começou a xingar os motoristas e moroqueiros. Eu pedi a ele que parasse a agressão aos motoristas e motoqueiros. Ele me disse:

    – E tu, antes que eu me esqueça, vai tomar no teu c*.

    As Senhoras que estavam na frente da Igreja se solidarizam comigo e ele ficou me encarando. Eu fui prá Padaria, comprei um latão de cerveja e comecei a ingerir o líquido precioso. E ele de vez em quando, me lançava um olhar intimidatório. Eu quase voltei lá e lhe atire o latão de cerveja. Só não fiz porque não ia estragar minha cerveja. Aquele otário não valia aquele líquido que eu ingeria.

  44. essa DONA e Eliana Cantanede

    essa DONA e Eliana Cantanede ..pelas sucessivas teses que visam desestabilizar o paíus  ..fossemos um país sério  ..deveriam ter sido ENJAULADAS faz tempo

  45. Momento musical

    Bolinha de Papel (Geraldo Pereira, Miriam Leitoa e testemunhas)

    Não tenho medo de Leitoa,
    Nem acredito na coroa, como creio no Papai Noel
    Mente com sua cara de coxinha
    Mas só não quero que me faça de bolinha de papel
    Globo te cede um emprego,
    Pra viajar com sossego,
    Mas do meu banco filmo tudo, de dentro do avião
    Posso sua falseta, lhe mostrar meu celular
    Se você duvidar!

  46. Vídeo comprova agressão a jornalista por petistas no avião

    Video comprova agressão a jornalista por petistas no avião

    por A verdade é dura, os petistas se deram mal, pois não estamos mais na década de 90, hoje as pessoas tem celular com câmera e puderam filmar as agressões sofridas pela pobre repórter no voo que saiu de Brasília infestado por petistas atrozes e as imagens já correm o mundo. Foi uma vergonha, a pobre moça, autora de audazes comentários contra o bolchevismo na TV, não merecia ter sido tratada assim. Lamentável.[video:https://www.youtube.com/watch?v=38VLAhgyvoc%5D

  47. Esta não é a 1ª bolinha de papel na carreira de Míriam Leitão

    Prezado Jornalista Luís Nassif, prezados leitores.

    Se a internet e as chamadas ‘redes sociais digitais’ servem para disseminar boatos, notícias falsas e ódios em velocidade comparável à da luz, transformando em epidemias de desinformação, manipulação, cegueira e brutalidade uma notícia sem verificação de origem e credibilidade, essa mesma rede pode ser capaz de descontruir coma mesma velocidade boatos nela criados. 

    Míriam Leitão quis se fazer de vítima num momento em que o PSDB, partido da mídia, está na lama. Ela se aproveitou do episódio em que passageiros que estavam no mesmo vôo que ela entoaram cantos em crítica ao Sistema Globo de Comunicação, inventando um enredo como se ela, a jornalista, tivesse sido vítima de ofensas, escracho e agressões verbais. Seguindo as orientações dos patrões e tomada pelo ódio que há décadas destila contra o Partido dos Trabalhadores, Míriam quis atribuir as falsas ofensas que sofreu ao partido e aos militantes. Foi cabalmente desmentida em menos de 24h. Apesar disso, Míriam conseguiu parte do que queria, como a nota pública da senadora Gleisi Hoffmann, pedindo desculpas à jornalista.

    Gleisi publicou a nota por prevenção e solidariedade, numa terntativa de minimizar os danos, caso Míriam tivesse dito a verdade. Outras parlamentares, que jamais se solidarizaram à Presdenta Dilma e outras mulheres que foram ofendidas e vítimas de misoginia, machismo e ódio, pronta e hipòcritamente subiram em palanques e tribunas, foram aos microfones e se solidarizaram com a mentirosa Míriam Leitão.

    Ao Nassif e aos leitores lembro que essa não foi a 1ª bolinha de papel na carreira de Míriam Leitão. Como mostrado nesta matéria, ela já havia tentado transformar em escândalo, em ato de ‘terrorismo’  do governo da Presidenta Dilma, uma simples manipulação do perfil dela na Wikipedia, que sabemos não possuir dois tostões de credibilidade, já que qualquer um pode postar e retirar informações dos perfis lá postados. Se a versão em inglês da Wikipedia já não possui credibilidade, a versão em português sequer atinge o nível que mereça crítica e avaliação, já que repleta de erros primários e falsas informações.

    A meu ver outra ‘bolinha de papel’ no currículum de Míriam Leitão foi a entrevista que ela concedeu ao Observatório da Imprensa, em 19 de agosto de 2014, em período pré-eleitoral, com o claro objetivo de colocar em xeque não apenas a credibilidade de Celso Amorim, mas os governos a que le serviu e toda a ação diplomática exitosa dos governos do PT, sobretudo os de Lula. A entrevista foi concedida ao OI menos de uma semana após a morte de Eduardo campos, cujas causas até hoje não foram esclarecidas a contento. Sem Eduardo campos, todo os veículos PIG/PPV – Globo à frente – trabalhariam arduamente para emplacar a candidatura de Aécio Cunha, já que sabiam ser Marina Silva ‘tiro de festim’.

    Na entrevista ao OI, Míriam contou com o claro apoio editorial do entrevistador e do editor do portal OI, como fica evidente no destaque e nas chamadas para tal entrevista. Acessem http://observatoriodaimprensa.com.br/caderno-da-cidadania/_ed812_a_reporter_pergunta_o_ministro_gagueja/ e confiram. A tentativa de angariar comoção e simpatia – coisas que jamais Míriam Leitão consegue na TV ou nas colunas que escreve em jornais e revistas – é evidente. Mesmo que Míriam não tenha mentido quando relata o período em que ficou presa, é mais do que plausível que tenha carregado nas tintas.

    Se alguém ainda se enganava com as mentiras e manipulações de Míriam Leitão, há pelo menos esses três episódios, os quais recomendam máxima cautela ao se avaliar o que diz e escerve essa jornalista e colunista patronal, de extrema direita.

  48. A jornalista tem uma posição

    A jornalista tem uma posição unica no time da GLOBO, deve ter um publico cativo que curte suas opiniões definitivas sobre qualquer tema que aborde.  Postura de “eu sei tudo” em economia é neoliberal dos anos Thatchter, em politica ja foi radical de esquerda, hoje ´é politicamente correta na linha do bom mocismo da cartilha GLOBO. Falta sal, pimenta e realismo nas suas

    analises, fico pasmo para o alinhamento automatico com a linha Mirelles-Goldfajn sem postar duvidas com o imenso equivoco

    de uma politica que produziu 15 milhões de desempregados sem nenhum programa de estimulo à economia para sair da crise.

    Falta-lhe visão de um projeto nacional de Pais, de uma ideologia de Brasil como grande Pais na escala mundial, só fica o dia

    a dia da miudeza politica e dos comentarios sobre a queda da inflação de 3,96% para 3,94% como se isso fosse a maior noticia do planeta ou a impressionante alteração das previsões do PIB no Boletim FOCUS, de 0,67% para 0,65%, firulas de nada,

    grãos de areia que deixam passar mega erros de diagnostico e de operação da politica economica que Miriam não vê.

     

    • Prezado senhor André

      Prezado senhor André Araujo,

       

      Exatamente isso que comento em suas opiniôes aqui no Blog. Nos falta norte, nos falta ELEITOS com projeto de estado e projeção sobre a sociedade. A referida jornalista esteve a uns bons tempos atrás na ECEMAR, decepcionante o horizonte projetado em suas palavras sobre o que vem a ser o país, o Brasil com toda a sua enormidade territorial e diversidade sócio-economica.

      Um conhecido, do triangulo mineiro, também ouviu da “eu sei tudo”, de suas percepções de país na ABAD. O relato de parte dos participantes foi de desalento com a palestra, que se saissem do auditório com tais conceitos de país, quebrariam todos. Nenhuma noção real de país, de ecônomia real, só Focus e copom. 

      Infelizmente, parte significativa da oficialidade ouve e dá consequência a estas falas quando paisanos. Já lhe perguntei sua visão sobre esta dicotomia social, comportamento de estado enquanto emplumados, e pásmen, quando se dá relevancia ao time da Globo news quando nas salas de estar.

       

       

       

      • Agradeço seu interesse e

        Agradeço seu interesse e atenção. Miriam Leitão é icônica, é um simbolo da alienação de boa parte da classe media mais jovem do Pais, para ela a economia é como vc diz, FOCUS e Copom, o Papa é o Meirelles e o Cardeal é o Goldfajn, a

        economia para ela é isso, realmente não demonstra conhecer historia economica, historia do pensamento economico, é impossivel alguem com cultura economica elogiar esse plano absurdo de aprofundamento da recessão sem sinal de recuperação à vista, ai comentam pequenos numeros de mes a mes, como se isso fosse coisa importante.

        Miriam, Sardenberg e cia. são mediocres como observadores da realidade de um grande Pais, tratam de miudezas porque são miudos de intelecto e de visão , para eles tod a sabedoria está no Banco Central e na PUC Rio e ai se esgota.

  49. Toma que o filho é teu

    Andre Araujo

    “…fico pasmo para o alinhamento automatico com a linha Mirelles-Goldfajn sem postar duvidas com o imenso equivoco de uma politica que produziu 15 milhões de desempregados sem nenhum programa de estimulo à economia para sair da crise.”

    Para o leitor desavisado estes 15 milhões foram gerados por um equívoco tão somente do governo atual…

    • Não foi só um equívoco, foram muitos

      E não foi só o governo atual que se equivocou. Aqueles que o apóiam também se equivocaram.

       

  50. Lugar de leitão é no

    Lugar de leitão é no chiqueiro se chafurdando entre os de sua raça! Da próxima vez, vai virar pururuca!

  51. Mirian e seus amiguinhos globais ….

    Essa mulher como jornalista é uma farsa, simples assim …

    Durante a campanha de reeleição da Dilma ela começo com esse papo que foi “perseguida política” “foi encarcerada pela ditadura” …

    Achei legal que o borra-botas quinta coluna do Juca Kfouri foi rapidinho se solidarizar com a uruburologa …

    Esse aí outro Fake …. o paladino da justiça desportiva nunca disse nada da querida GLOBO… sempre a crítica as pessoas, mas nunca a quem se beneficiou das falcatruas no futebol e nos seus direitos … J. Hawila trabalhava para quem  …. e o DARF sobre os direitos da Copa …. CBF & GLOBO uma união pelo amor …

    Esse país está louco …

  52. chame o Tuma

    explica-se a referência da “bolinha de papel”: em período eleitoral, o então candidato José Cerra fez o maior escarcéu por ter sido alvejado por uma bolinha de papel, com direito a laudo pericial.

  53. Miriam Leitão

    Um artigo, ainda mais, que aborda agressão a uma pessoa em minoria e a um jornalista,  nunca poderia ter sido escrito baseando-se apenas nos argumentos de possíveis agressores. Faltou pesquisas mais aprofundadas… ficou muito leviano e ainda, e mesmo assim, está sendo usado para ofender e agredir ainda mais a possível vítima. Se o episódio for verdadeiro, o mal que o senhor está causando é maior que a própria agressão que ela sofreu.

    • Onde ela é jornalista?

      Quem faz o que ela faz não é jornalista.
      Tudo aponta para uma bela duma armação. Gente assim tem mais é que ser criticada mesmo.
      O mal que ela faz ao pais, na posição que ocupa é muito maior que ser o “gatilho” de uma ou duas frases de efeito ditas por militantes ou simplesmente cidadãos comuns, revoltados com essa empresa(A famigerada Globo) e o papel dessa senhora serviçal nessa  máfia familiar. A solidariedade já houve. Até se saber da mentira. Abra os olhos.

  54. Esse caso me dá a imprssao de

    Esse caso me dá a imprssao de ser mais um daqueles em que a campanha de satanizacao da midia deu resultado. Tanto disseram que os “petralhas” sao malvados, que logo que acontece uma chanchada desse tipo nos apressamos a nos “solidarizar” com conhecidos pulhas. Chega de saudade, gente. Já teve o famoso Reinaldo, o pulha que foi alvejado pelos proprios camaradas. A primeira coisa que me ocorreu, assim que li o relato da madame foi isso mesmo: isso é verdade? Tenho algum direito de fazer a pergunta, dada a folha corrida da figura. Depois me veio essa outra, que aponta bem o Nassif: agora, depois de dez dias? E uma celebridade tem tal tratamento e isso nao repercutiu nas tais redes sociais e o escambau? Quando houve cenas com Padilha, Mantega, etc. duas horas depois tinha video e relato rolando. Essa batalha campal narrada pela madame leitão sequer virou fofoca de cabeleireiro? Nem post dos coleguinhas da globo? Daí fiquei imaginando a cena. Sim, deve ser constrangedor paraa ela sair na rua. Os reporteres da globo – inclusive o Caco Barcelos, que é até um ponto fora da curva – tem sido alvos de escrachjos variados, sobreutod em eventos publicos onde há oportunidade de expor algum pequeno cartaz. Ela certamente deve ter ficado ofendida e incomodada com “a verdade é dura, a globo apoiou a ditadura”. Miriam leitao foi presa e torturada sob a ditatura, ainda que hoje preste serviços a seus antigos algozes. Nao deve ser facil conciliar o sono. As olheiras mostram isso.

    • Jornalismo tupiniquim

      Ainda bem que jornalista deveria ser isenta. A Waldvogel não só não é boa jornalista, é também preconceituosa.

      Que feio.

  55. Se dona Leitão inventou as

    Se dona Leitão inventou as ofensas, como ficou claro, então é porque as desejava. Lá vai então, para não ficar frustada. 

    A senhora é uma @#$%¨&*()_@#%!@¨&*

    Sinceramente, ao vitimizar-se de maneira mentirosa essa pseudo-jornalista mostrou ser pior do que pensávamos. E convenhamos qualquer xingamento que se possa lhe dedicar não faz jus ao mal que ela causa ao país.

    É uma das principais porta-vozes da empresa que desgraça o Brasil, sabe disso e enriquece com isso. Não é uma questão de discordância ideológica. Para mim trata-se de uma mau-carater da pior espécie e que jamais terá minha solidariedade.

    Embora não aplauda quem a xingue caso venha a acontecer, entendo quem o faça e digo que é merecido

    • Concordo…

      Concordo plenamente com o que você diz. Ela é uma víbora. Com essa cara de que nem sabe oque aconteceu..(em economia não sabe mesmo).

  56. Desculpas descabidas

    Qual foi o comentário de Miriam Leitão, quando uma grande parte dos presentes na abertura da copa do mundo mandaram a  presidente Dilma tomar no …?

     

  57. Esse pessoal da Globo gosta

    Esse pessoal da Globo gosta de andar no meio das pessoas e ser admirado, paparicado… Andam cheio bonés, óculos,lenços simulando necessidade de disfarce qdo na verdade o que desejam é chamar atenção ( ninguém anda na rua cheio de coisa em cima). Caso ninguém fale nada ou perceba a presença deles, começam a falar alto, se mexer, exageradamente, fingir falar ao celular aos berros, até que alguém noticie a presença da ” celebridade”. de uns tempos prá cá, como todo mundo c…. e anda pra essa turma e, pior, ainda sacaneia, eles ficam revoltados, mandam chamar a polícia, corpo de bombeiros, FBI ..  QQ cosa que OBRIGUE às pessoas focarem na sua figura. Ridículo o papel dessa senhora. Como o video deixa bem claro, não aconteceu, absolutamente nada no aviãão NÃO SER a dor e o vazio que a Sr.a Leitão experimentou ao sentir-se um ser humano comum, sentado num avião. QQ coisa que acontecesse seria por ela atribuída a ação direcionada à ela como celebridade…. Esse pessoal não tem plano de saúde? Tem que catar um psiquiatra, logo. Com a idade a coisa vai piorando…

    • Também comungo com seu ponto

      Também comungo com seu ponto de vista.

      Inclusive vejo o crime como doença a ser tratada por especialidade médica do campo cognintivo,  vejo a corrupção como uma doença que também é social e classista tal qual o é os crimes contra o patrimonio – o furto de uma bicicleta – práticas doentias resultantes de de diversos fatores, dentre eles a educação que não prepara o cidadão para o enfrentamento e consciencia da realidade que o cerca, o que os leva a igonrar instrumentos importantes como a luta de classes o que, sem esta leitura, todas as desgraças são debitadas na conta da “vontade de Deus”, colocando a salvo os verdadeiros culpados: essa classe dominante zelote bizarra e ignorante que, como sabemos, é avessa a democracia e ao desenvolvimento e a  politicas de inclusaõ social. 

  58. A leitoa Globostal já rendeu demais…

    “Alguns, ao andarem no corredor, empurravam minha cadeira, “

    Quem senta na cadeira do corredor pode, eventualmente e por acidente, receber um empurrão de passageiro mais desatento ou grosseiro.

    É bom  conferir se a coroa leitoa estava sentada na poltrona do corredor.

  59. A leitoa Globostal já rendeu demais…

    “Alguns, ao andarem no corredor, empurravam minha cadeira, “

    Quem senta na cadeira do corredor pode, eventualmente e por acidente, receber um empurrão de passageiro mais desatento ou grosseiro.

    É bom  conferir se a coroa leitoa estava sentada na poltrona do corredor.

  60. Estou falando direto ao dono

    Estou falando direto ao dono Blog,jornalista Luis Nassif.Miriam Leitão tem todos os defeitos desse mundo e do outro,vamos combinar.Tenho a convição plena,que ela teria muito mais consideração aos seus seguidores,do que se demonstra aqui.Essa fixação sobre o Ministro Barroso tem  cheira a coisa bem ruim.Jamais voltarei a uma rede social,enquando não houver salvaguardas para despotas.Enquanto a putreção,que atingiu a todos,de fio a pavio,não completar seu ciclo de decomposição,estarei bem distante desta josta chamada Brasil.Me preparei honestamente para isto.

  61. Não devemos nos esquecer do

    Não devemos nos esquecer do que dizia Brizola sobre a Globo. Uma organização criminosa e jornalistas cúmplices, porta-vozes do império e da mentira. Não se pode permitir inocência nas análises de eventos protagonizados pela mafiosa família Marinho e seus leitões e leitoas amestradas.  

  62. A cadeira da miriam era a 15C

    A cadeira da miriam era a 15C a do dirigente do PT era 15D, como é ordem de numeração no avião?

    Acho que a miriam não estava sentada no corredor.

  63. Depois do texto bate bumbo da

    Depois do texto bate bumbo da atual presidente do partido, dizendo que a imprensa merece, pois, “quem planta vento, colhe tempestade”, ou algo assim, não adianta ficarmos desmistificando esse trem…

  64. Mirian Leitão

    Não compactuo com agressões, venham de onde vierem. Por exemplo, sou contra as agressões diárias que os jornalistas da da Globo cometem contra a existência de um jornalismo minimamente imparcial neste país. Estas agressões são dos jornalistas e dos proprietários que produzem a mídia global. Sua trajetória pessoal confunde-se com sua trajetória jornalística, que ajudou e ajuda na construção de uma empresa de comunicação com comportamento nebuloso durante os principais fatos políticos no Brasil. Episódios sempre relatados de forma parcial e contra a verdade jornalística de cada momento. Sempre defendendo as instituições ditatoriais do estado e das elites econômicas contra os direitos da população Esta população merece ser informada com isenção e sem um contumaz viés antidemocrático. Gostaria que a jornalista não se fizesse de vítima, e sim passasse a lutar  para a mudança das Concessões Públicas  para meios de comunicação, dominados por meia dúzia de Empresários para um dos os quais a senhora presta serviços. Quando é esse o assunto, os jornalistas alegam que é censura, argumento rídiculo e falso. Lute para democratizar o funcionamento de revistas, jornais, rádios e televisões. Um bom jornalista deve lutar sempre para uma mídia mais democrática. Use sua revolta para isso. 

  65. Um pouco tarde, mas vale a pena ler

    O mundo não é mais fantástico que a gente imagina, é mais fantástico que a gente consegue imaginar:

    Miriam Leitão e a síndrome de Estocolmo

     Ricardo Kertzman & Amigos

    Deem uma pesquisada, leitores amigos, sobre o que trata a “Síndrome de Estocolmo”. Muito grosso modo falando, versa sobre o sequestrado que mantém vínculo afetivo com o sequestrador. Numa versão grotesca e brasileira, é a tal “mulher de malandro”, que, quanto mais apanha, mais se apaixona pelo algoz. Neste texto, prefiro ficar com a versão sueca, já que poderia ser acusado de machismo, misoginia, fascismo, golpista e sei lá mais do quê, que essa gente costuma atacar quem os contraria. Sabem como é, né? Mexeu com uma, mexeu com todas. Desde que não seja treta de esquerda, claro.

    O banzé é o seguinte: Miriam Leitão, lulopetista envergonhada, deu para comentar a realidade, e não mais a fantasia de esquerda propagandeada pela GloboNews sobre a quadrilha do PT. Mesmo que sempre de maneira enviesada e jamais deixando de citar algum tucano, a valente deu para — vejam que crime! — apontar as falcatruas de Lula e seu bando. Pra que, né? Tornou-se traidora, quase golpista, uma verdadeira coxinha da direita. Pode?

    O fato é que os arruaceiros vermelhos, como sempre, resolveram partir para o braço. Como estavam dentro de um avião, partiram para a gritaria mesmo. Manjam, torcida organizada violenta? Durante duas horas de voo só não xingaram a vermelhinha de santa. Alguns enfiaram o dedo na cara da ex-companheira de luta armada. Tadinha, né? Provou o próprio veneno.

    Gostei da treta? Sim, gostei. Ou melhor, adorei. Não por ver um jornalista atacado, e pouco me importa se homem ou mulher, mas por assistir cobras se picando. Miriam é tão petista, mas tão petista, que em seu relato-desabafo inocentou o partido e explicou/justificou suas críticas ao PT.Por muito pouco não se desculpou pelo ocorrido. Uma demonstração de submissão ideológica poucas vezes vista. Aliás, onde estão as feminazis para defende-la das agressões machistas e misóginas? Onde estão os grupelhos de direitos humanos? Onde está o sindicato dos jornalistas para apoia-la?

    Ainda mais grotesco que o episódio e a manifestação da agredida foi o que disse a investigada criminal e atual presidente da quadrilha Gleisi Hoffmann, esposa daquele que roubou dinheiro dos aposentados, o igualmente petista e ex-ministro Paulo Bernardo: “Não faremos com a Globo o que a Globo faz com o PT”, dando um puxão de orelhas daqueles, na sua turma de brucutus, né? Uma senhora reprimenda, não acham? Isso, sim, foi uma declaração de repúdio à violência e apoio a uma, como é mesmo que eles gostam de dizer?, mulher trabalhadora brasileira.

    A dona Rede Globo e seus jornalistas são sacos de pancadas eternos do PT. E quanto mais apanham, mais defendem este agrupamento. Seja por ideologia, interesse comercial ou mesmo medo, o fato é que o PT faz deles o que quer. Batem sem parar porque sabem que funciona. E essa atitude covarde e conivente dos globais os transformou em reles reféns da violência, seja física ou retórica, mas sempre eficaz deste bando vermelho que infesta o país.

    O episódio servirá de lição? Duvido. Miriam, a atacada, já provou que não. Resmungou da Avianca — companhia aérea — pela omissão, da PF, idem, exultou seu currículo de esquerda, defendeu-se pelas críticas ao partido, mas até hoje não se viu uma declaração mais forte ou mesmo qualquer tipo de providência jurídica contra aqueles que a hostilizaram, ou mesmo contra aqueles — né, seu Lula? — que, dia sim, dia também, incentivam a violência física contra seus opositores.

    Você decide: Estocolmo ou malandragem?

    • Evandro caiu que nem um patinho feio no conto da vigária

      Eu só peço a Deus um pouco de malandragem pois sou criança e não conheço a verdade, eu sou poeta e não aprendi a amar. Bobeira é não viver a realidade.

      Desapatete-se, Sr. Evandro, e páre com idiotices que não se aplicam senhão à Vossa Excelência e recolha-se à sua insignificãncia enquanto eu tô me lembrando, viu?

      Mais um patinho feio caiu bonitinho no conto da vigária

      As palavras da Miriam Leitão são tão inquestionáveis quanto as palavras do Temer. Não é titia Carmem Lúcia?

  66. Existe uma casta acima da lei

    Existe uma casta acima da lei no Brasil? Sim, os representantes do legislativo.

    Vereador, deputados: federal e estadual e senadores podem tudo, estão acima da lei.

    Legislador pode roubar despudoradamente, está acima da lei.

    LEGISLADOR PODE MATAR, VIOLENTAR, ESTRUPAR, ROUBAR, TRAFICAR, ENFIM, PRATICAR TODO TIPO DE CRIME, ESTÁ ACIMA DA LEI.

    LEGISLADOR PODE DAR GOLPE DE ESTADO, DESTITUINDO UM PRESIDENTE HONESTO QUE PERMITE INVESTIGAÇÃO DE CRIMES, ELES ESTÃO ACIMA DA LEI.

    Legislativo brasileiro, poder absolutista.

  67. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome