Bolsonaro cria estratégias contra críticas nas redes sociais

Canal criado “SecomVc” vai distribuir noticias positivas do governo Bolsonaro nas redes sociais. Ontem, a página disse que a floresta amazônica brasileira está sob “ataque de fake news”

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – A partir de agora, Jair Bolsonaro irá impulsionar propagandas positivas nas redes sociais para minimizar o impacto das repercussões negativas contra o seu governo. Isso porque os próprios eleitores do mandatário estariam cobrando dele uma defesa sobre as polêmicas.

Com esse objetivo de conter críticas, a Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) já desenhou um plano, segundo o jornal O Estado de S.Paulo. Em duas frentes de atuação, o governo irá recorrer aos principais expoentes da ideologia de Bolsonaro nas redes sociais, entre eles Olavo de Carvalho, e a divulgação de “boas noticias”.

Neste segundo enfoque, o mandatário já começou a atuar, divulgando nas redes sociais uma lista de supostos avanços de seu governo. Além disso, um canal foi criado ontem (22), chamado “SecomVc”, que vai distribuir noticias positivas do governo Bolsonaro no Twitter, Facebook e Youtube, tentando influenciar as visões sobre a sua governabilidade.

“O governo está em ritmo acelerado para mudar o Brasil. O problema é que muita notícia boa não chega para quem realmente importa: você. Será o canal para quem torce pelo País”, descreve a página criada no Twitter. Ainda nesta quinta, a nova conta chegou a tentar modificar o discurso sobre os focos de incêndio que aumentaram na Amazonia, notícia que foi divulgada em todo o mundo. Segundo a “SecomVc”, a floresta amazônica brasileira estaria sob “ataque de fake news”.

Ainda, em uma nova tentativa de aproximação com o escritor Olavo de Carvalho, por parte do secretario de comunicação Fabio Wajnarten, que é acusado pelos bolsonaristas de deixar a comunicação do mandatário desprotegida do que acreditam ser “guerra ideológica”.

Leia também:  Itamaraty não reconhece existência de Golpe de 64 e cria constrangimento na ONU

Wajngarten passou a se aproximar de Olavo, após este ter divulgado um comentário positivo sobre o secretario: “Muitos não o percebem à primeira vista, mas o Fabio Wajngarten esta fazendo um trabalho notável na Secom”, publicou recentemente Olavo em seu Twitter.

Agora, ele quer usar essa ponte para influenciar positivamente tanto a sua imagem, como a do governo Bolsonaro nas redes sociais junto aos seus seguidores.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

5 comentários

  1. “Tá” no artigo: “…criado ontem (22), chamado “SecomVc”, que vai distribuir noticias positivas do governo BolsoNERO…”
    rs..
    Existe algo de positivo que possa vir deste amontoado que desgoverna o país?

    Alias, seria interessante aproveitar o nome SecomVc e criar a hastag: #SecomVcTaRuimForaBozo

  2. Se a esquerda tivesses essas idéias!
    Tanto o bozo quanto seus eleitores têm a memória de um peixe de aquário: tão curta que se empanturram porque se esquecem que já comeram.
    O bozo mente e desmente, faz e desfaz tão depressa que para seus eleitores tudo parece normal.
    Não há realidade que se firme.
    A esquerda, por sua vez, teima em querer relações estáveis.
    Há que se aprender manejar com maestria o armamento do inimigo e derrotá-lo na sua própria arena.

    • Você há de convir que a mentira é sempre mais atraente do que a verdade. Essa é a guerra mais difícil que a esquerda não armada vai enfrentar.

      • Tem que haver uma saída.
        O país perdeu a racionalidade.
        A realidade está inacreditável para nós, mas perfeitamente compreensível e aceitável para o eleitores do bozo.
        Em que diabos de mundo vivia essa gente que acha normal o que estamos vivendo?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome