Editora Abril deve demitir 300 funcionários, mas manterá Veja intacta


Foto: Midia Ninja
 
Jornal GGN – A editora Abril deve anunciar a demissão de 300 pessoas de seu quadro de funcionários. A informação foi divulgado pelo site Poder 360, que publicou, ainda, que editora preservará três revistas como exceção para os cortes: a Veja, Exame e Claudia.
 
O anúncio, segundo o Poder 360, partiu de um “rumor” que se tornou “bem forte” nesta semana. Por isso, a informação não é oficial, mas de acordo com o site, a concretização das demissões deve ocorrer neste mês de julho.
 
A medida seria consequência da crise que vem sofrendo a editora, que somente no ano passado teve o prejuízo de R$ 331,6 milhões, uma queda de mais 140% em comparação aos números negativos de 2016.
 
Em maio, Miguel Enriquez já havia divulgado em artigo no Diário do Centro do Mundo o prejuízo milionário da editora Abril. Se a companhia sofre uma queda, a própria revista Veja, carro chefe da editora, também apresentou cenários negativos, com queda de 300 mil a 500 mil no número de assinaturas nos últimos três anos.
 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora