O paraíso na terra, com o fim do contrabando

A edição impressa da Folha, de hoje, tem uma página fake, uma publicidade simulando a página 1. É contra o contrabando, mostrando como seria o país no dia em que fosse contido o contrabando do Paraguai.

Uma das notas fake informa que a Polícia Militar entrou na Brasilândia e foi recebida em festa pelos habitantes de lá, porque, com o fim do contrabando, o crime organizado foi derrotado. Não mencionou a conversão dos antigos contrabandistas em frades capuchinhos, porque poderia parecer um pouco exagerado.

Tudo a favor do combate ao contrabando. Mas as molas propulsoras do crime organizado são outras:

1. Narcotráfico.

2. Crise da economia formal, lançando os jovens ao desemprego e aos braços do crime.

3. Desarticulação da segurança pública, com cortes de verbas.

4. Truculência da PM na periferia, fazendo seus moradores preferirem, de longe, a disciplina do PCC aos esbirros dos policiais.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora